Tudo Sobre

Concurso Câmara dos Deputados

Câmara dos Deputados retifica edital para 113 vagas

Foi alterado o salário das profissões de consultor e incluído um requisito para disputar a função de agente de polícia legislativa. Aprovados trabalharão em Brasília, no Distrito Federal



Pâmela Lee Hamer
Publicado em 04/02/2014, às 14h59

Representante do Poder Legislativo no Distrito Federal, com sede em Brasília, a Câmara dos Deputados fez uma série de modificações no concurso aberto para o preenchimento de 113 oportunidades de níveis médio e superior. As alterações mais imediatas tratam de salário e exigências para se inscrever.
No campo das remunerações mensais, a câmara aumentou em R$ 20 os salários para os postos de analista, tanto para consultor de orçamento e fiscalização financeira quanto para consultor legislativo. Assim, os valores subiram de R$ 25.105,39 para R$ 25.125,39.
A outra mudança foi a inclusão da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) na categoria “B” ou superior entre os requisitos para disputar os empregos de técnico legislativo – agente de polícia legislativa, que pagam R$ 12.286,61 mensais.
Na retificação publicada também está a quantidade máxima de linhas permitidas na prova discursiva para consultor legislativo; a confirmação de lotação em Brasília (DF); a definição de exames médicos e psicológicos para os nomeados; e alterações nos conhecimentos básicos exigidos para analista e nas disciplinas específicas para técnico.
A retificação pode ser conferida nos anexos e no site do organizador da seleção, o Cespe/UnB.
Carreiras – Pessoas com diploma de graduação em qualquer área podem concorrer a quatro oportunidades de consultor de orçamento e fiscalização financeira e 49 para consultor legislativo.
Já para o posto de técnico são 60 ofertas no emprego de agente de polícia legislativa. Ensino médio ou médio/técnico são os requisitos.
As jornadas semanais para ambas as profissões serão de 40 horas.
Como se inscrever - A seleção para a Câmara dos Deputados aceita registros de participação até o dia 24 de fevereiro, pelo site www.cespe.unb.br/concursos/cd_14_at. São cobrados R$ 110 dos pretendentes a técnico e R$ 150 de quem disputa as colocações de analista – a isenção da taxa pode ser solicitado por pessoas de baixa renda inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico).
Fases – Para a profissão de analista legislativo (consultor) será aplicada avaliação de múltipla escolha no dia 13 de abril, com 3h30 de duração, e exames discursivos em 20 de abril.
Já os pretendentes a técnico legislativo (agente) farão testes objetivos e discursivos no dia 20 de abril, à tarde, com até cinco horas de duração.
Classificados para o posto de técnico serão submetidos a avaliação de aptidão física, enquanto os pré-aprovados para analista terão prova de títulos.
A etapa final, pós-nomeação, será composta por exames médicos e psicológicos.
Do total de chances, quatro se destinam às pessoas com necessidades especiais.
APOSTILA ESPECÍFICA CÂMARA DOS DEPUTADOS - CLIQUE AQUI

+ Resumo do Concurso Câmara dos Deputados

Câmara dos Deputados
Vagas: 113
Taxa de inscrição: R$ 110 e R$ 150
Cargos: Técnico e analista legislativos
Áreas de Atuação: Administrativa
Escolaridade: Ensino Médio, Ensino Técnico, Ensino Superior
Faixa de salário: De R$ 12286,61 Até R$ 25105,39
Organizadora: CESPE/UnB
Estados com Vagas: DF

+ Agenda do Concurso

04/02/2015 Divulgação do Resultado Adicionar no Google Agenda

Comentários

Mais Lidas