Horário de verão modifica dinâmica de provas

Concursandos precisam ficar atentos para não perderem a hora. A medida vale para as Regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste do Brasil e estará em vigor até fevereiro

Pâmela Lee Hamer
Publicado em 15/10/2013, às 14h42

À meia-noite do próximo domingo, 20 de outubro, os moradores de 10 Estados brasileiros e do Distrito Federal terão de adiantar o relógio em uma hora com o início do horário de verão.
A medida é regida pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) e se aplica ao Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal. As Regiões Norte e Nordeste não sofrem alteração de horário.
O objetivo é diminuir o consumo de energia nesta época do ano, que registra altas demandas por conta do calor e da produção industrial com vistas às compras de Natal. A meta para a redução no horário de pico – das 18h às 21h – para este ano é de 5%, 0,5% a mais do que o registrado no período 2012/2013. 
Como a maioria dos concursos consideram o horário de Brasília (DF) para a aplicação de provas e encerramento de inscrições, os candidatos precisam ficar espertos para não se deixarem enganar pelos ponteiros.
Os fusos em relação à capital do país ficam assim:
- Acre, Amazonas, Roraima e Rondônia: duas horas a menos do que em Brasília; 
- Estados do Nordeste (inclusive Bahia), Pará, Amapá, Tocantins, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul: continuam com uma hora a menos;
- Sul, Sudeste e o Estado de Goiás: adotam o horário da capital federal. 
O horário de verão vai até o dia 16 de fevereiro.
Com informações da EBC

Comentários

Mais Lidas