Concurso inédito

Corsap DF/GO: concurso segue em planejamento

Ao todo, o órgão conta com 96 vagas para preenchimento, sendo 70 para ensino médio e 26 para nível superior. Iniciais até R$ 5,4 mil

Redação
Publicado em 19/12/2016, às 12h00

Segue, em planejamento, a realização do primeiro concurso público do Consórcio Público de Manejo dos Resíduos Sólidos e das Águas Pluviais da Região Integrada do Distrito Federal e Goiás (Corsap DF/GO). Inicialmente prevista para ocorrer ainda em 2016, a seleção ainda não possui data prevista para ter início. O motivo é que o total de gastos do governo do Distrito Federal  com a folha de pagamento já ultrapassou o limite prudencial imposto pela Lei de Responsabilidade Fiscal. Por isto, de acordo com a Secretaria de Planejamento do Distrito Federal (Seplag/DF) enquanto esta situação não for alterada somente poderão ser realizados concursos exclusivamente para substituição de servidores, nas três áreas consideradas prioritárias: saúde, educação e segurança.

De qualquer forma, a realização do concurso do órgão, que corresponde a uma associação pública ligada à administração indireta do governo, criada em 2013, continua em pauta, mesmo ainda sem data definida para receber autorização governamental.

Em 3 de dezembro de 2015, o governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg já havia publicado o decreto 36.941, que cria um comitê responsável ao assessoramento do órgão com a finalidade de auxiliar nas atividades de gestão integrada dos resíduos sólidos no DF. O comitê deveria funcionar durante um período de seis meses, sendo prorrogado pelo mesmo período, prazo para que fosse realizado o concurso público para contratação de pessoal efetivo, o que acabou não ocorrendo, em decorrência do momento de contenção de gastos.

Ao todo, a Corsap conta com 96 vagas criadas para preenchimento por meio de concurso público, sendo 70 para cargos com exigência de ensino médio e 26 para nível superior. As remunerações iniciais variam de R$ 800 a R$ 5.400.

Ensino Médio

Para quem possui ensino médio são 25 vagas para o cargo de assistente operacional, 25 para assistente administrativo e 20 para técnico. Para este último também será necessário possuir formação específica. Os iniciais são de R$ 800 para os assistentes e R$ 2.100 para técnicos.

Nível Superior

No caso de nível superior, a oferta é de 20 vagas para analistas eseis para gestões. Para analistas será necessário possuir registro no respectivo conselho de classe, com inicial de R$ 3.900. No caso de gestores, além do registro, será exigido, no mínimo, oito anos de exercício na respectiva área, com inicial de R$ 5.400.

Adicional

Além disso, os servidores contarão com uma Gratificação pela Execução de Atividades do Consórcio (GAC). A gratificação contará com um limite de até 35% sobre o salário do servidor, sendo atribuída semestralmente,com até 20% de acordo com conceitos obtidos na avaliação individual de desempenho ou resultados e até 15% de desempenho institucional, conforme o resultado de metas institucional.

A contratação dos servidores será feita de acordo com o regime da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

Evolução funcional

Todos os cargos contarão com plano de carreira, composto de três classes (A, B e C) e cinco padrões cada.

No caso de assistentes administrativo e operacional, após o ingresso,na classe A, padrão I, a evolução contará com as seguintes remunerações: A2 – R$ 816; A3 – 832,32; A4 – 848,97; A5 – 865,95; B6 –883,26; B7 – 900,93; B8- 918,95; B9, 937,33; B10 – 956,07; C11 – 975,20;C12 – 994,70; C13- 1.014,59; C14 – 1.034,89; e C15 – R$ 1.055,58.

Para os técnicos: A2 –R$ 2.142; A3 – R$ 2.184,84; A4 – 2.228,54; A5 –2.273,11; B6 – R$ 2.318,57; B7 – 2.364,94; B8 – 2.412,24; B9 –2.460,48; B10- R$ 2.509,69; C11 – R$ 2.559,89; C12 – 2.611,09; C13 –2.663,31; C14 – R$ 2.716,57; e C15 – R$ 2.770,91.

Para analistas: A2 – R$ 3.978; A3 – R$ 4.057,56; A4 – 4.138,71; A5 –R$ 4.221,49; B6 – R$ 4.305,92; B7 – R$ 4.392,03; B8 – R$ 4.479,87; B9 –R$ 4.569,47; B10 – R$ 4.660,86; C11 – R$ 4.754,08; C12 – R$ 4.849,16;C13 – R$ 4.946,14; C14- R$ 5.045,07; e C15 – R$ 5.145,97.

Por fim, para gestor : A2 – R$ 5.508; A3 – R$ 5.618,16; A4 – R$5.730,52; A5 – R$ 5.845,13; B6 – R$ 5.962,04; B7 – R$ 6.081,28; B8 – R$6.202,90; B9 – R$ 6.326,96; B10- R$ 6.453,50; C11 – R$ 6.582,57; C12 –R$ 6.714,22; C13 – R$ 6.848,51; C14 – R$ 6.985,48; e C15 – R$ 7.125,19.

O Órgão

Criado em 2013, o Corsap tem como objetivo promover a gestão associada e ambientalmente adequada dos resíduos sólidos das águas pluviais na região, além de viabilizar a coleta seletiva, a reciclagem e a destinação dos resíduos não reciclados. É formado pelo Distrito Federal, Goiás e 19 municípios goianos que compõe a Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e entorno.

Mais Lidas