Tudo Sobre

Empregos AASP

Emprego correto da pontuação – aula 2

Os sinais de pontuação são recursos variados e representam as pausas e entonações da fala. A pontuação dá à escrita maior clareza e simplicidade.



Redação
Publicado em 01/03/2012, às 10h28

Sandra Ceraldi Carrasco
Os sinais de pontuação são recursos variados e representam as pausas e entonações da fala. A pontuação dá à escrita maior clareza e simplicidade. Os concursos públicos trazem questionamentos relevantes quanto ao tema, então acompanhe as explicações a seguir:
PONTO FINAL: utilizado na finalização de frases declarativas ou imperativas. O ponto final também é utilizado em abreviaturas. Lembrei-me de um caso antigo. Vamos animar a festa. Sr. (senhor), Sra. (senhora), Srta. (senhorita), pág. (página). PONTO DE INTERROGAÇÃO: utilizado no fim de uma palavra, oração ou frase, indicando uma pergunta direta. Quem é você? Por que ninguém ligou? 
PONTO DE EXCLAMAÇÃO: usado no final de frases exclamativas, depois de interjeições ou locuções. Ah! Deixa isso aqui. Nossa! Isso é demais!
PONTO E VÍRGULA: indica uma pausa mais longa que a vírgula, porém mais breve que o ponto final. Ex.: Deveria entregar o documento hoje; porém só o entregarei amanhã à noite.
DOIS PONTOS: são empregados para iniciar uma enumeração. Ex.: O computador tem a seguinte configuração: memória RAM 256 MB; HD 40 GB; fax-modem; placa de rede; som. - antes de uma citação. Ex.: Já diz o ditado: tal pai, tal filho.  - para iniciar a fala de uma pessoa, personagem. Ex.: O repórter disse: - Nossa reportagem volta à cena do crime.  - para indicar esclarecimento, um resultado ou resumo do que já foi dito.Ex.: O Ministério de Saúde adverte: fumar é prejudicial à saúde.
RETICÊNCIAS: indicam uma interrupção ou suspensão na sequência normal da frase. São usadas nos seguintes casos:  - para indicar suspensão ou interrupção do pensamento.  Ex.: Estava digitando quando... Guiava tranquilamente quando passei pela cidade e...   E a bola foi entrando... 
ASPAS: na representação de nomes de livros e legendas.  Ex.: li “O Ateneu” de Raul Pompéia.  - destacar palavras que representem estrangeirismo, vulgarismo, ironia.  Ex.: Que “belo” exemplo você deu. 
PARÊNTESES: usados nos seguintes casos:  - na separação de qualquer indicação de ordem explicativa. 
Bons Estudos!
Professora Sandra Ceraldi Carrasco, consultora e especialista em Língua Portuguesa, autora de livros e periódicos na área. Há mais de 20 anos ministra cursos e palestras, com índice recorde de aprovação. Seu mais recente trabalho aborda de forma prática o Acordo Ortográfico. Atualmente é coordenadora do curso preparatório IPA. Contato: professora.sandracarrasco@uol.com.br.

+ Resumo Empregos AASP

AASP
Vagas: Não definido
Taxa de inscrição: Não definido
Cargos: Não definido
Áreas de Atuação: Não definido
Escolaridade: Não definido
Faixa de salário:
Organizadora: O próprio órgão

+ Agenda

01/03/2013 Divulgação do Resultado Adicionar no Google Agenda

Comentários

Mais Lidas