Publicado: 14/03/2017 - 15:10 | Atualizado: 14/06/2017 - 14:47

DPU: confirmada banca de novo concurso para defensor

Para concorrer é necessário possuir formação em direito, registro na OAB e três anos de prática forense. Oferta ainda será definida

Iniciais são de R$ 17,7 mil

Por JCConcursos - Fernando Cezar Alves

A Defensoria Pública da União (DPU) confirmou, por meio de publicação em diário oficial, nesta terça-feira, 14 de março, o nome da banca organizadora do seu concurso público para o cargo de defensor público federal. A confirmação ocorreu por meio da portaria 368, de 10 de março, que discrimina o valor da hora aula e estima o tempo em cada fase do certame, no sentido de determinar a previsão orçamentária do concurso. A empresa escolhida é o Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebrasp), que deve ser oficializada em breve, por meio de outra publicação em diário oficial. Somente então poderá ser confirmada a oferta de vagas e previsão de quando o edital poderá ser efetivamente publicado.

O concurso é aguardado desde 5 de setembro, quando o defensor público geral federal, Carlos Eduardo Barbosa Paz, publicou a portaria 561/2016, que designa os membros que farão parte da comissão responsável pelo  certame.

Para concorrer ao cargo é necessário possuir curso de nível superior em direito, com registro na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e pelo menos três anos comprovados de atividade jurídica. A remuneração inicial da categoria atualmente é de R$ 17.788,33.

A comissão do novo concurso é presidida pelo defensor público geral e contará, ainda, com mais cinco membros: o diretor da escola superior da DPU, Fernando Mauro Barbosa de Oliveira Junior, o conselheiro federal da OAB, Marcello Terto e Silva; o conselheiro seccional da OAB no Rio Grande do Sujl, Armando Moutinho Perin, na condição de membro suplente da OAB, o defensor público federal Douglimar da Silva Moraes, na condição de membro titular da Associação nacional dos Defensores Públicos Federais; e a defensora pública federal Letícia Sjoman Torrano, na condição de suplente da associação.

Último concurso

Ao que tudo indica, a nova seleção será realizada de forma semelhante ao concurso anterior, realizado em 2014. Na ocasião, a oferta foi de 58 oportunidades e a organizadora foi o Cespe/UnB.

A seleção foi composta de cinco fases, incluindo provas objetivas, dissertativas, avaliação oral, análise de títulos e sindicância de vida pregressa.

A parte objetiva contou com 200 questões, distribuídas por quatro grupos, com 50 questões cada. No grupo I foram abordados temas sobre direitos administrativo, civil, empresarial, direito do consumidor, processual civil e tributário. No grupo II, penal, processual penal, penal militar, processual penal militar e direito eleitoral. No III, direito do trabalho, processual do trabalho, direito previdenciário e  da assistência social e princípios institucionais da Defensoria Pública; e no II, constitucional, direito internacional, direitos humanos, filosofia do direito, noções de sociologia jurídica e noções de ciência política.

Prepare-se para o concurso da Defensoria Pública da União (DPU)

VIDEOAULA PARA DPUPROVA ANTERIOR DA DPU

Na segunda fase foi cobrada uma questão e uma peça judicial também para cada um dos quatro grupos de matérias.

Na prova oral, o primeiro grupo contou com temas sobre direitos administrativo, civil, do consumidor e direito processual civil, sendo admitidas arguições incidentais a todas as disciplinas sobre os princípios institucionais da defensoria pública. No grupo II, direito penal e direito processual penal, sendo admitidas arguições incidentais a todas as disciplinas e princípios institucionais da defensoria; no grupo III, direito do trabalho, direito processual do trabalho, previdenciário e da assistência social e princípios da defensoria, também sendo permitidas arguições incidentais e para o grupo IV, constitucional, direito internacional e recursos humanos, além de arguições incidentais.  

Dicas para o concurso de defensor da DPU

Devido sobretudo à importância do órgão e ao alto salário oferecido, o concurso para defensor da DPU promete apresentar uma concorrência bastante acirrada. Por isso, visando auxiliar os candidatos, o professor de direito penal do CERS Cursos Online, Marcelo Uzeda, separou algumas dicas para a preparação. Confira.

Estude o edital: é fundamental que candidato oriente seu estudo com base no programa previsto no edital. O ideal é que consiga estudar todos os pontos. Recomenda-se a adoção de um cronograma que contemple uma "varredura" em todos os pontos do programa. 

Prepare-se o máximo de tempo que puder: não há uma regra fixa de quantas horas diárias se deve estudar, pois isso depende do ritmo e do rendimento de cada um. Sempre digo que se deve o máximo de tempo que puder. Para o candidato que tem a possibilidade de dedicação exclusiva para os estudos, há quem consiga render de oito a 12 horas por dia. O grande desafio é aproveitar o tempo sem entrar num clima de ansiedade. O candidato que não pode abrir mão de trabalhar (como foi o meu caso) tem que "criar" o tempo. Acho que quatro a cinco horas por dia já é um grande lucro. Eu, por exemplo, aproveitava o tempo de deslocamento no ônibus para fazer questões de provas.

Fique atento às exigências do edital: o edital da DPU exige do candidato para tomar posse três anos de prática jurídica. Entendo que uma boa preparação, começando do zero, exigiria cerca de dois anos. No entanto, esse tempo pode variar de acordo com o tempo de estudo disponível acima mencionado. Pode ser encurtado ou prorrogado, porém, o tempo exigido coincide com o tempo de preparação nos estudos.

O que estudar na primeira fase: para a primeira fase, recomendo estudar a Lei Seca e jurisprudência dos tribunais superiores. São 200 itens no modelo  "certo/errado", divididas em qautro grupos com 50 questões cada. É primordial estudar questões de provas anteriores da DPU

O que estudar na segunda fase: o candidato deve estudar os membros das bancas examinadoras. Deve-se pesquisar se eles possuem livros ou artigos publicados, bem como suas áreas de atuação e temas de interesse. Para a prova oral, recomendo participar de turmas de simulados da arguição.

Seja voluntário: a DPU tem um programa bem interessante que é o serviço de voluntariado. São bachareis em direito que se cadastram e trabalham diretamente com defensores, elaborando peças processuais. Esse tempo é certificado e conta como experiência prática para o concurso. No último concurso da DPU, um voluntário que trabalhou comigo foi aprovado e tomou posse recentemente.

Vídeos DPU

Estude direito tributário para o concurso da DPU


Mais Lidas

Mais Recentes

Atualizado: 08/02/2018 - 13:36

Câmara de Altair/SP seleciona para quatro vagas

Concurso da Câmara de Altair, no interior paulista, selecionará para carreiras de serviços gerais, contador e procurador legislativo. Salários iniciais chegam a R$ 6 mil

Inscrições até 9/2

Por JCConcursos - Samuel Peressin

A Câmara de Altair, em São Paulo, recebe até 9 de fevereiro as inscrições para o concurso público destinado a preencher quatro vagas em carreiras no Legislativo.
Com oferta de dois postos, o cargo de serviços gerais paga R$ 972,85 e pode ser disputado por profissionais alfabetizados.
As demais oportunidades são para contador e procurador legislativo, ambas com exigência de curso superior e salário de R$ 4.000 e R$ 6.000, respectivamente.
Os interessados em participar do concurso da Câmara de Altair devem se inscrever pelo site www.sawabonaconcursos.com.br. As taxas custam R$ 30 (candidatos alfabetizados) e R$ 60 (graduados). 

Sobre as provas do concurso da Câmara de Altair 2018


O processo seletivo envolverá provas objetiva (todos os cargos) e de títulos (funções de nível superior), em 4 de março, além de exame prático para serviços gerais, em data a ser definida.
De acordo com o edital, o concurso da Câmara de Altair terá validade de dois anos, prorrogável por mais dois, a critério do Legislativo.

Concurso Câmara Altair 2018: o que vai cair na prova para serviços gerais


Língua portuguesa – Alfabeto da Língua Portuguesa; Ordem Alfabética; Ordenação de Frases; Ortografia; Divisão Silábica e Classificação quanto ao número de sílabas; Frases: Interrogativa – Exclamativa – Afirmativa – Negativa; Classes de Palavras; Comparação de palavras entre si: Sinônimos e Antônimos; Acentuação Gráfica; Sinais de Pontuação; Concordância dos Nomes (substantivos) e dos Verbos; Análise e Interpretação de Textos. 
Matemática – Conjunto dos números naturais: quatro operações fundamentais – resolução de problemas sobre as quatro operações; Sistema de numeração decimal: números até bilhão; Noções de: dúzia, arroba, metade, dobro, triplo, um quarto ou quarta parte, um terço ou terça parte; Medidas de: comprimento, superfície, massa, capacidade e tempo – transformações – problemas; Número decimal: operações. Sistema Monetário Nacional – Real; Perímetro e área de quadrado e retângulo; Operações com frações; Operações com números decimais. 
Conhecimentos específicos – Noções de limpeza e higiene; Destinação do lixo; Produtos apropriados para limpeza de: pisos, paredes, vasos sanitários, azulejos, etc.; Conhecimentos e uso dos utensílios de trabalho braçal; Noções de Hierarquia; Preparo e distribuição de café, chá, suco etc.; Limpeza interna e externa de prédios, banheiros, escolas, bem como de móveis e utensílios. Varrição de superfícies diversas; Noções de Segurança no Trabalho; Conhecimento e uso de ferramentas: enxada, foice, pé de cabra, pá, lima, vassoura, escovão, outros; Carregamento e descarregamento de terra, areia e entulhos em caminhões; Conservação de ferramentas diversas; Carregamento e empilhamento de tijolos, blocos, telhas; Uso de carriolas e similares; Abertura de valas com utilização de ferramentas manuais; Limpeza de veículos e máquinas; Carregamento e descarregamento de objetos como: madeiras, móveis, maquinários.
Continuar lendo

Atualizado: 08/02/2018 - 11:12

Orindiúva/SP abre concurso público para três cargos

Com inscrições abertas entre 14 e 28 de fevereiro, o concurso da Câmara de Orindiúva tem oportunidades para zeladora, contador e procurador jurídico

Inicial de até R$ 3,6 mil

Por JCConcursos - Camila Diodato

A Câmara Municipal de Orindiúva, no interior de São Paulo, realiza concurso público para contratar três servidores em seu quadro pessoal. Para cada cargo oferecido, é disponibilizada uma vaga imediata.
Candidatos com ensino fundamental completo estão aptos para pleitear a carreira de zeladora, cuja remuneração inicial corresponde ao valor de R$ 1.004,50.
Para os profissionais que têm formação superior e registro no conselho de classe, o edital do concurso da Câmara de Orindiúva dispõe de chances para contador e procurador jurídico. Os salários são de R$ 3.626,37.
As inscrições ficarão abertas no período de 14 a 28 de fevereiro no endereço eletrônico da Unisisp (www. unisisp.com.br), que está responsável pela organização do certame.
Depois de preencher a ficha de participação do concurso da Câmara de Oriundiúva, os concursandos precisam pagar uma taxa no valor de R$ 25 (nível fundamental) ou R$ 50 (superior).

Etapas do concurso da Câmara de Oriundiúva/SP 2018


Todos os participantes serão submetidos a uma prova objetiva com questões de múltipla escolha no dia 8 de abril, a partir das 9h, na EMEF Joaquim Mendonça, situada na rua Miguel Bueno Guimarães, 301 – Jardim Paulista.
Para zeladora, o exame apresentará 60 perguntas, sendo 30 de língua portuguesa e 30 de matemática. Já para os demais postos, serão 80 itens, dos quais 60 de conhecimentos específicos e 20 de língua portuguesa.

Principais atribuições dos cargos


Zeladora – Executar as atividades de zeladoria, limpeza e manutenção das dependências internas e externas da câmara, garantindo as condições de higiene e conservação; abrir e fechar diariamente as instalações da câmara municipal, nos horários de expediente, e nos horários das sessões ordinárias, extraordinárias e solenes, ou conforme determinações superiores; ligar ventiladores, condicionadores de ar, luzes e demais aparelhos elétricos, instalados em áreas comuns da câmara municipal, e desligá-los no final do expediente; entre outras tarefas. 
Contador – Realizar e ter responsabilidade técnica por todo o trabalho da Contabilidade, zelando pelo bom desenvolvimento de suas atividades; assistir e assessorar o presidente na estipulação de políticas, programas, planos, projetos, diretrizes e metas, quanto aos aspectos financeiros; controlar os assuntos financeiros e fiscais pertencentes ao legislativo; assessorar os vereadores na fiscalização contábil da câmara, da prefeitura e demais órgãos da administração direta, indireta, autárquica e fundacional; entre outras tarefas. 
Procurador jurídico – Assessorar os vereadores e demais funcionários do legislativo nos assuntos jurídicos da câmara; defender, judicial ou extrajudicial os interesses e direitos da câmara; emitir parecer sobre consultas formuladas pelo presidente, demais vereadores ou pelos órgãos da câmara, sob o aspecto jurídico e legal; redigir e examinar projetos de leis, resoluções, justificativas de vetos, emendas, regulamentos, contratos e outros atos de natureza jurídica; entre outras tarefas.
Continuar lendo

Atualizado: 08/02/2018 - 10:47

PGE/PE 2018: concurso prorroga prazo para dez vagas

Carreira de procurador é destinada a bacharéis em direito com registro na OAB. Período para registro de inscrições no concurso da PGE/PE termina às 18h de 9 de fevereiro

 Inicial de R$ 13,6 mil

Por JCConcursos - Samuel Peressin

A Procuradoria Geral do Estado de Pernambuco (PGE/PE) prorrogou até as 18h de 9 de fevereiro o período de inscrições do concurso para preenchimento de dez vagas de procurador, além de formação de cadastro reserva. Do total de ofertas, uma é destinada a pessoas com deficiência. O prazo inicial estava previsto para terminar no último dia 2.
Os candidatos devem possuir curso superior em direito e registro na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). O salário inicial é de R$ 13.648,64, acrescido de gratificação de produtividade. Os contratados terão jornada semanal de 30 horas.   
Com taxa de R$ 210, as inscrições para o concurso da PGE/PE são recebidas por meio do site do Cebraspe, no endereço: www.cespe.unb.br.

Sobre as provas do concurso da PGE/PE 2018


O concurso da PGE/PE envolverá três fases, todas previstas para ocorrer na capital. Na primeira delas, em 17 de março, os candidatos farão prova objetiva com 100 questões de múltipla escolha.
No dia seguinte (18 de março), haverá aplicação de teste discursivo, que cobrará a elaboração de um parecer e uma peça processual, com limite de 60 e 90 linhas, respectivamente.
O conteúdo programático do concurso da PGE/Pernambuco engloba conhecimentos nas áreas de direito constitucional, administrativo, tributário, processual civil, civil e empresarial, do trabalho, processual do trabalho, penal, financeiro, previdenciário e ambiental.
Os concorrentes habilitados nas duas primeiras etapas serão convocados, em período a ser definido, para avaliação de títulos, válida pela última fase da seleção. 
De acordo com o edital, o concurso da PGE/PE 2018 terá validade de dois anos, prorrogável por mais dois, a critério do órgão. 

Estrutura da PGE/PE


De acordo com a PGE/PE, a instituição conta atualmente com 169 procuradores na ativa. Eles estão distribuídos entre as quatro Procuradorias especializadas no Recife (Consultiva, do Contencioso, da Fazenda Estadual e de Apoio Jurídico-Legislativo ao Governador), nas Regionais de Caruaru, Petrolina, Arcoverde e Brasília e nas Sub-Regionais de Garanhuns e Salgueiro.
Continuar lendo

Atualizado: 08/02/2018 - 09:52

AparecidaPrev/GO: concurso encerra inscrições hoje

Destinadas a profissionais de todas as escolaridades, chances no concurso do AparecidaPrev contam com salários iniciais de até R$ 4 mil

209 vagas

Por JCConcursos - Samuel Peressin

O Fundo de Previdência dos Servidores do Município de Aparecida de Goiânia (AparecidaPrev), em Goiás,  encerra às 23h59 desta quinta-feira (8) o período de inscrições do concurso público com oferta de 209 vagas, sendo 29 imediatas e 180 para formação de cadastro reserva (CR).
Quem possui ensino fundamental pode concorrer como motorista CNH "B" (2 postos + 15 CR e salário de R$ 1.600), auxiliar administrativo (3 + 15 CR - R$ 1.300) e auxiliar de serviços gerais (4 + 20 CR - R$ 937).
Ensino médio é requisito do concurso do AparecidaPrev para assistente administrativo (6 + 25 CR - R$ 2.200) e técnico previdenciário (4 + 15 CR - R$ 2.200). 
Em nível superior há oportunidades para analista de tecnologia da informação (1 + 15 CR - R$ 3.000), analista previdenciário (2 + 15 CR - R$ 4.000), analista financeiro (1 + 15 CR - R$ 4.000), assessor jurídico (2 + 15 CR - R$ 4.000), contador (1 + 15 CR - R$ 4.000) e médico perito previdenciário (3 + 15 CR - R$ 4.000).

Concurso AparecidaPrev: inscrições e provas


As inscrições para o concurso do AparecidaPrev são recebidas por meio do site do Centro de Seleção da Universidade Federal de Goiás (www.cs.ufg.br). A banca cobra taxas de R$ 65 (fundamental), R$ 80 (médio) e R$ 110 (superior). 
APOSTILAS ONLINE E IMPRESSA APARECIDAPREV - ASSISTENTE ADMINISTRATIVO E TÉCNICO PREVIDENCIÁRIO / AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS / AUXILIAR ADMINISTRATIVO
A prova objetiva está marcada para 11 de março. O número de perguntas (30, 41 ou 50) e as disciplinas (língua portuguesa, matemática, informática, conhecimentos gerais, conhecimentos específicos, Código de Trânsito Brasileiro, noções de direito e legislação previdenciária) variam de acordo com o cargo.   
O concurso do AparecidaPrev terá validade de dois anos, prorrogável por mais dois, a critério da autarquia, conforme estabelece o edital

Atribuições do auxiliar administrativo no concurso do AparecidaPrev


Auxiliar as atividades de suporte e de apoio técnico especializado quanto as rotinas administrativas e ao atendimento aos usuários, abertura e tramitação de processos de competência do AparecidaPrev.

Concurso AparecidaPrev: atribuições do auxiliar de serviços gerais


Proceder a limpeza, conservação e arrumação dos locais de trabalho e instalações, mantendo limpos os equipamentos, materiais e maquinas da autarquia, de acordo com a necessidade; realizar trabalhos de natureza manual ou braçal.

Atribuições do assistente administrativo no concurso do Fundo de Previdência dos Servidores de Aparecida de Goiânia


Executar as atividades rotineiras e no controle de gestão da administração, organização de arquivos, gerência de informações, revisão de documentos entre outras atividades, atender telefonemas e esclarecer dúvidas sobre a administração, elaborar e apresentar relatório administrativo coordenando o departamento de compras e sempre manter organizados arquivos e cadastros da autarquia e atendimento ao público em geral.

Concurso AparecidaPrev: atribuições do técnico previdenciário


Executar atividades de suporte e de apoio técnico especializado quanto a orientação previdenciária e ao atendimento aos usuários, abertura e tramitação de processos de benefícios previdenciários e pensões, inerentes às atividades previdenciárias de competência do AparecidaPrev.
Continuar lendo

Atualizado: 08/02/2018 - 09:42

Concurso AFPR: último dia de inscrição para 12 vagas

Chances no concurso da Agência de Fomento do Paraná (AFPR) são para cargos de níveis médio e superior de escolaridade. Salários iniciais chegam a R$ 8,3 mil por mês

Em Curitiba

Por JCConcursos - Samuel Peressin

Encerra-se às 23h desta quinta-feira (8) o período de inscrições para o concurso da Agência de Fomento do Paraná (AFPR), sediada em Curitiba, destinado a preencher 12 vagas imediatas, além de formar cadastro reserva (CR). Do total de chances, duas são para negros e uma para pessoas com deficiência.   
Com salário inicial de R$ 3,123,82, a carreira de assistente administrativo (2 postos) pode ser disputada por candidatos que possuem ensino médio.
As oportunidades de nível superior são para advogado (CR), analista contábil (CR), analista de comunicação e marketing (CR), analista de desenvolvimento (6), analista de tecnologia da informação (2), engenheiro civil (1), engenheiro mecânico (CR) e secretário executivo (1). A primeira função paga R$ 8.330,20, enquanto as demais oferecem vencimentos de R$ 6.247,64.   
As inscrições para o concurso da AFPR 2018 são recebidas por meio do site www.cops.uel.br. As taxas custam R$ 75 para vagas de ensino médio e R$ 115 para as de superior. 

Sobre as provas do concurso da AFPR 2018


Todos os candidatos farão, em 25 de março, provas objetiva e discursiva, com duração máxima de quatro horas. A aplicação ocorrerá na capital paranaense.  
APOSTILAS ONLINE E IMPRESSA AFPR - ASSISTENTE ADMINISTRATIVOAPOSTILAS ONLINE E IMPRESSA AFPR - CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR (COMUM A TODOS)
A primeira avaliação trará questões de múltipla escolha sobre língua portuguesa e conhecimentos gerais e específicos. A segunda, por sua vez, cobrará a elaboração de uma redação abordando tema atual.
De acordo com o edital, o concurso da AFPR 2018 terá validade de dois anos, prorrogável por mais dois, a critério do órgão. 

Atribuições do assistente administrativo no concurso da Fomento Paraná


Prestar suporte em quaisquer atividades operacionais, financeiras, contábeis, e de administração geral da organização, visando contribuir com o correto fluxo de informações e de pessoas e com a otimização dos processos. Operar sistemas informatizados com atividades de cadastro, alteração, atualização, conferência, inserção e substituição de dados e informações. Realizar viagens de acompanhamento, inspeção e controle inerentes às atividades da área.

O que vai cair na prova do concurso da AFPR 2018 para assistente administrativo


Língua portuguesa - Compreensão e interpretação de textos, com moderado grau de complexidade. Reconhecimento da finalidade de textos de diferentes gêneros. Localização de informações explícitas no texto. Inferência de sentido de palavras e/ou expressões. Inferência de informações implícitas no texto e das relações de causa e consequência entre as partes de um texto. Distinção entre fato e opinião sobre esse fato. Interpretação de linguagem não verbal (tabelas, fotografias, charges, cartuns, tiras, gráficos, infográficos etc.). Reconhecimento das relações lógico-discursivas presentes no texto, marcadas por conjunções, advérbios, preposições argumentativas, locuções etc. Reconhecimento das relações entre partes de um texto, identificando repetições ou substituições que contribuam para sua continuidade. Identificação de efeitos de ironia ou humor em textos variados. Reconhecimento de efeitos de sentido decorrentes do uso de pontuação, da exploração de recursos ortográficos e/ou morfossintáticos, de campos semânticos e de outras notações. Identificação de diferentes estratégias que contribuem para a continuidade do texto (anáforas, pronomes relativos, demonstrativos etc.). Compreensão de estruturas temática e lexical complexas. Ambiguidade e paráfrase. Relação de sinonímia entre uma expressão vocabular complexa e uma palavra.
APOSTILAS ONLINE E IMPRESSA AFPR - CARGOS NÍVEL SUPERIOR
Conhecimentos gerais - Atualidades: Tópicos relevantes e atuais (últimos 5 anos) de diversas áreas, como política, economia, trabalho, sociedade, ética, cidadania, assistência social e juventude, saúde, segurança, tecnologia, energia, relações internacionais, desenvolvimento sustentável, responsabilidade socioambiental, ecologia, educação e cultura, e suas vinculações históricas, no Paraná, no Brasil e no Mundo. Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA): Lei Federal nº 8.069/90 e suas alterações. Matemática e Raciocínio Lógico: Operações com números inteiros, fracionários e decimais. Conjuntos e funções. Função do 1º grau. Função do 2º grau. Função Exponencial. Progressões aritméticas e geométricas. Logaritmos. Porcentagem e juros. Regra de três simples e composta. Porcentagem. Equações de primeiro e segundo grau. Sistemas de equações lineares. Análise Combinatória. Razões e proporções. Sistema de medidas de tempo, sistema métrico decimal, sistema monetário brasileiro. Relações trigonométricas. Formas geométricas básicas. Perímetro, área e volume de figuras geométricas. Gráficos e tabelas. Raciocínio lógico elementar. Noções de Matemática Financeira.
Conhecimentos específicos - Noções básicas de administração: conhecimentos de arquivos, protocolo, almoxarifado, redação oficial, relações humanas, comunicação e expressão, desenvolvimento organizacional, atendimento público, guarda e conservação de materiais sob sua responsabilidade. Informática: Conceitos básicos e modos de utilização de procedimentos associados à Internet: características gerais; noções de recursos de pesquisa e informação; recursos de navegação; recursos de e-mail. Conceitos de organização e de gerenciamento de informações, arquivos, pastas e programas. Conhecimentos básicos em sistema operacional Windows 7, 8 e 10. Software de pacotes de escritório: Microsoft Office 2013. Processamento de documentos eletrônicos. Processamento de planilhas eletrônicas e editores de texto: barras de menus; abertura de arquivos; barra de rolagem; criação e utilização de atalhos; acessórios de trabalho; execução de trabalhos com janelas; criação de pastas; exclusão de arquivos ou pastas; formatação de parágrafos; tabulações; bordas e sombreamento; criação e manipulação de tabelas; inserção e configuração de cabeçalhos e rodapés; verificação ortográfica; utilização do dicionário de sinônimos; trabalhos com colunas, molduras e figuras em molduras. Regulamentação das Agências de Fomento (Constituição e funcionamento das agências de fomento): Resolução do Conselho Monetário Nacional - CMN nº 2.828, de 30 de março de 2001 e respectivas alterações; Lei Estadual nº 11.741/97 e alterações introduzidas pelas Leis nos: 12.401/98, 12.419/99, 13.282/01, 14.739/05, 15.638/07, 17.732/13 e 17.904/14, e alterações posteriores.
Confira o conteúdo programático completo para todos os cargos do concurso da AFPR 2018
Continuar lendo

Atualizado: 07/02/2018 - 16:23

Defensoria/AP: prorrogadas inscrições para 40 vagas

Concurso inédito da Defensoria Pública do Amapá (Defenap) é para cargo de defensor, que tem exigência de ensino superior completo em direito

Inicial de R$ 13,2 mil

Por JCConcursos - Camila Diodato

Foram prorrogadas as inscrições do primeiro concurso público para o quadro de pessoal da Defensoria Pública do Estado do Amapá (Defenap), que dispõe de 40 oportunidades, mais cadastro reserva, para a carreira de defensor público.
Para concorrer a uma das vagas, os interessados devem possuir bacharelado em direito, pelo menos dois anos de prática forense, estar gozo dos direitos políticos e quite com as obrigações militares, gozar de boa saúde física e mental, além de ter boa conduta social e não registrar antecedentes criminais.
O edital do concurso da Defenap mostra que a remuneração inicial para o cargo de 2ª classe inicial do cargo de defensor público corresponde ao valor de R$ 13.280,01. 
Com relação às atribuições, o defensor é o funcionário público estadual ou federal a quem incumbe o desempenho das funções de orientação, postulação e defesa dos direitos e interesses das pessoas que não podem pagar pelos serviços de um advogado. Sua atuação equivale à do advogado de um particular, porém é voltada ao público carente de recursos para a contratação de um profissional privado.

Inscrições e triagem do concurso da Defensoria/AP


A participação no concurso da Defenap deve ser garantida a partir das 10 do dia 8 de janeiro até as 14h de 9 de fevereiro no site da Fundação Carlos Chagas (www.concursosfcc.com.br). É cobrada uma taxa cadastral de R$ 260.
O processo seleção dos concorrentes contará com quatro fases: provas objetivas com questões de múltipla escolha; testes práticos; exame oral; e análise por ponto de títulos.
Marcadas para 11 de março, as provas objetivas terão 100 perguntas, sendo dez de direito constitucional, cinco de direito administrativo, 15 de direito penal,15 de direito processual penal, 12 de direito civil, dez de direito processual civil, oito de direito do consumidor, seis de direito da criança e do adolescente, duas de direito empresarial, três de direito tributário, dez de direitos humanos e quatro de legislação de princípios e atribuições institucionais da Defensoria Pública do Estado do Amapá.
Continuar lendo

Atualizado: 07/02/2018 - 09:23

Concurso TJ/AL 2018: inscrições abertas para 199 vagas

Edital do novo concurso do TJ/AL preencherá postos de tabeliães, notários e registradores distribuídos entre todo o Estado. Prazo para se candidatar vai até 11 de março

Cartórios

Por JCConcursos - Samuel Peressin

Estão abertas as inscrições do concurso do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL) de provimento e remoção para cartórios. A seleção oferece, ao todo, 199 vagas de tabeliães, notários e registradores distribuídas entre todo o Estado. 
Para concorrer aos postos de provimento, é necessário possuir curso superior em direito e experiência mínima de dez anos em atividades notoriais ou de registro. No caso das ofertas para remoção, os candidatos devem ter exercido serviço notarial ou registral por mais de dois anos.
Os delegados de serviços notariais e de registro serão remunerados, exclusivamente, por meio de emolumentos cobrados em razão do ofício, conforme estabelece a legislação. 
As inscrições para o concurso do TJ/AL serão recebidas até 11 de março, por meio do site da banca Copeve (www.copeve.ufal.br). O valor da taxa é de R$ 200.
O processo seletivo encontrava-se suspenso desde 2014 devido a uma decisão do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Quem já havia se inscrito anteriormente (nos períodos de abril a maio e de novembro a dezembro de 2014) permanece com a candidatura ativa. 

Sobre as provas do concurso do TJ/AL 2018 para cartórios


O concurso do TJ/AL para provimento e remoção envolverá provas objetivas, em 6 de maio, discursiva/técnica, em 3 de junho, oral, de 23 a 27 de julho, e de títulos, em 23 e 24 de agosto, além de investigação da vida funcional/pessoal e exames médicos. 
Válida pela primeira fase seletiva, a avaliação objetiva ocorrerá na capital. O teste trará 100 questões abordando conteúdos de registros público, conhecimentos gerais e em direito nas áreas constitucional, administrativo, tributário, civil, processual civil, penal, processual penal e comercial/empresarial.  
De acordo com o edital  do concurso do Tribunal de Justiça de Alagoas, o relatório com as médias finais será divulgado em 28 de setembro, no site da Copeve e no Diário da Justiça.
Continuar lendo

Atualizado: 06/02/2018 - 11:08

Concurso em Pinheiral/RJ oferece 88 vagas

As remunerações variam de R$ 954,00 a R$ 2.747,20 por mês. A jornada de trabalho será de 20h ou 40h semanais, variando conforme o cargo

Vários cargos

Por JCConcursos - Douglas Terenciano

A Prefeitura de Pinheiral, município localizado no Estado do Rio de Janeiro, recebe inscrições para o concurso público que visa preencher 88 vagas para profissionais de todos os níveis de escolaridade, além de formar cadastro reserva. As remunerações variam de R$ 954,00 a R$ 2.747,20 por mês.

Vagas – Concurso Pinheiral/RJ 2018

Há oportunidades disponíveis para advogado, assistente social, bibliotecário, contador, enfermeiro, engenheiro civil, farmacêutico, fisioterapeuta, fonoaudiólogo, médico (nas especialidades de cardiologista, clínico geral, dermatologista, endocrinologista, gastroenterologista, ginecologista, mastologista, neurologista, neuropediatra, ortopedista, otorrinolaringologista, pediatra, plantonista socorrista - clínico geral, plantonista socorrista – pediatra, plantonista socorrista - maternidade obstetra, pneumologista, proctologista, psiquiatra, urologista e visitador pediátrico), nutricionista, odontólogo, psicólogo, agente técnico municipal, agente fiscal de obras e posturas, agente fiscal de rendas, agente técnico (nas áreas agrícola, educador, enfermagem, informática, laboratório e em Radiologia), auxiliar de secretaria, mediador educacional, motorista CNH "D", secretário escolar, técnico em imobilização ortopédica, agente auxiliar de odontologia - auxiliar em saúde bucal, agente auxiliar de trânsito, agente funerário, inspetor de alunos, instrutor de fanfarra, agente auxiliar de serviços municipais, coveiro, cozinheiro, servente escolar e vigia.

A jornada de trabalho será de 20h ou 40h semanais, variando conforme o cargo.

O processo seletivo consistirá em provas objetivas, avaliações de títulos e testes práticos. A primeira etapa ocorrerá na data prevista de 15 de abril.

Inscrições

As inscrições serão recebidas até o dia 8 de março no site do IBAM: www.ibam-concursos.org.br. As taxas variam de R$ 40 a R$ 80. Quem não possui acesso à internet, poderá se inscrever em um posto de atendimento localizado na rua Coronel Joaquim Ribeiro, nº 204, loja 5, no centro de Pinheiral. O espaço funciona das 8h às 12h e de 13h30 às 17h.

Conteúdo programático

Português para todos os cargos dos ensinos médio e técnico

1.Organização textual: interpretação dos sentidos construídos nos textos verbais e não verbais; características de textos descritivos, narrativos e dissertativos; elementos de coesão e coerência.

2. Aspectos semânticos e estilísticos: sentido e emprego dos vocábulos; tempos e modos do verbo; uso dos pronomes; metáfora, antítese, ironia.

3. Aspectos morfológicos: reconhecimento, emprego e sentido das classes gramaticais em textos; elementos de composição das palavras; mecanismos de flexão dos nomes e dos verbos.

4. Processos de constituição dos enunciados: coordenação, subordinação; concordâncias verbal e nominal.

5. Sistema gráfico: ortografia; regras de acentuação; uso dos sinais de pontuação.

Continuar lendo

Atualizado: 06/02/2018 - 09:31

Concurso Celesc/SC 2018: últimos dias de inscrição

Destinadas a profissionais de níveis médio/técnico e superior de ensino, oportunidades no concurso da Celesc oferecem salários que chegam a R$ 4,6 mil. Prazo para se candidatar termina em 9/2

Diversas cidades

Por JCConcursos - Samuel Peressin

Chegam ao fim às 16h  de 9 de fevereiro as inscrições para o novo concurso público da Celesc Distribuição (Centrais Elétricas de Santa Catarina). A seleção oferece 49 vagas imediatas, além de formação de cadastro reserva (CR).  
O processo seletivo exige ensino médio para eletricista (16 postos + CR e salário de R$ 1.783,23) e atendente comercial (CR - R$ 1.106,04), além de formação técnica para técnico em segurança do trabalho (CR - R$ 2.681,50), técnico industrial - edificações (CR - R$ 2.681,50), técnico industrial - eletrotécnica (16 + CR - R$ 2.681,50), técnico industrial - mecânica (CR - R$ 2.681,50) e técnico industrial - telecomunicações (CR - R$ 2.681,50).
Em nível superior há oportunidades para administrador (1 + CR), advogado (4 + CR), analista - psicologia (1 + CR), analista de sistemas - ciência da computação (1 + CR), assistente social (CR), contador (CR), economista (1 + CR), médico do trabalho (CR) e engenheiro nas seguintes áreas: ambiental (CR), civil (CR), agrimensura (CR), produção elétrica (1 + CR), segurança do trabalho (CR), telecomunicações (1 + CR), florestal (CR), mecânica (CR) e elétrica (7 + CR). As carreiras pagam R$ 4.635,06, exceto para médico, que tem ganhos de R$ 3.723,77.
Nos primeiros 12 meses de trabalho, a remuneração de todos os contratados no concurso da Celesc corresponderá a 85% dos vencimentos informados, conforme estabelece o plano de cargos e salários da empresa. 
Há oportunidades para atuação na administração central, localizada na capital, e nas áreas de abrangência de 16 agências regionais: Blumenau, Chapecó, Concórdia, Criciúma, Florianópolis, Itajaí, Jaraguá do Sul, Joaçaba, Joinville, Lages, Mafra, Rio do Sul, São Bento do Sul, São Miguel do Oeste, Tubarão e Videira.  

Concurso Celesc 2018: inscrições e provas

As inscrições para o concurso da Celesc devem ser efetuadas pelo site da Fepese (http://2018celesc.fepese.org.br). São cobradas taxas de R$ 90 (nível médio), R$ 110 (médio técnico) e R$ 130 (superior). 
A prova objetiva cobrará a resolução de 60 questões de múltipla escolha sobre atualidades, legislação do setor elétrico, matemática/raciocínio lógico, português, informática e conhecimentos específicos.  
Com duração de quatro horas, a avaliação escrita será aplicada em 4 de março, a partir das 14h, nos municípios de Chapecó, Criciúma, Grande Florianópolis, Joinville e Lages.
APOSTILAS ONLINE E IMPRESSA CELESC SC - CARGOS NÍVEL MÉDIO
A seleção inclui, ainda, teste de aptidão física para os concorrentes aos postos de eletricista, previsto para ocorrer em 18 de março. A etapa envolverá atividades de corrida, flexão de braços, abdominal e salto horizontal.  
De acordo com o edital, o concurso da Celesc 2018 terá validade de dois anos, prorrogável por mais dois, a critério da empresa.

Principais atribuições do eletricista no concurso da Celesc


Executar manutenção programada e de emergência em redes de energia elétrica, aéreas ou subterrâneas, energizadas ou não, efetuando o reparo ou a substituição de equipamentos, acessórios e materiais danificados, limpeza de faixa, corte e poda de árvore. Efetuar inspeção em redes de energia elétrica, aéreas e subterrâneas, examinando seu estado de conservação, utilizando as informações do cadastro ou elaborando croqui, registrando as irregularidades e relacionando os materiais necessários para instruir a programação do serviço de manutenção e a atualização cadastral. Fiscalizar o serviço de roçada nas redes de energia elétrica, executado por terceiros, aprovando o serviço realizado. Executar a construção de redes de energia elétrica. Executar manobras programadas, não programadas e de emergência em subestações e nas redes de energia elétrica. Entre outras atividades.

Concurso Celesc 2018: principais atribuições do atendente comercial


Efetuar o processo de faturamento, recebendo e conferindo leitura, analisando relatório de crítica, corrigindo falhas, seja por substituição de faturas ou devolução de valores; efetuar conciliação da arrecadação; emitir e controlar convênios; efetuar parcelamento e ordem de suspensão do fornecimento de energia; emitir contratos de fornecimento; instruir processo de irregularidade na medição e efetuar a cobrança; analisar relatórios de possíveis irregularidades na medição, emitindo ordens de inspeção; agendar pedidos de ligação e reforma; e, efetivar cadastros e boletins de fiscalização. Realizar processos de cobrança, realizando contatos, emitindo documentos e controlando o seu recebimento; regularizar contas; conferir documentos fiscais, registrar informações no sistema contábil e financeiro, emitir processos e listagens de pagamento; controlar movimentação das contas bancárias e fundo fixo. Entre outras atividades. 
Continuar lendo

Atualizado: 05/02/2018 - 11:14

PGE/SP: definida banca para 100 vagas de procurador

Para concorrer ao cargo de procurador é necessário possuir nível superior em direito, com inicial de R$ 22,1 mil. Minuta do edital do concurso 2018 já foi aprovada pelo conselho de procuradores

Edital sai nos próximo dias

Por JCConcursos - Fernando Cezar Alves

A Procuradoria Geral do Estado de São Paulo (PGE/SP) confirmou, por meio de publicação em diário oficial, no último sábado, dia 3 de fevereiro, o nome da banca organizadora do seu novo concurso público 2018 para o cargo de procurador do estado, autorizado pelo governador Geraldo Alckmin em 9 de novembro. A escolhida, por meio de dispensa de licitação, é a Fundação Vunesp. Com isto, a publicação do edital de abertura de inscrições deve ocorrer já nos próximos dias, ainda em fevereiro, uma vez que depende apenas da definição do cronograma com a empresa. Em 23 de janeiro, o conselho de procuradores já havia aprovado, por unanimidade, a minuta do edital, que agora está em fase de redação final. Ao todo serão oferecidas 100 vagas e para concorrer é necessário possuir formação de nível superior em direito, com remuneração inicial de R$ 22.178,43.
A comissão do concurso, constituída em dezembro, é formada pelos seguintes servidores: dra Patrícia Ulson Pizarro Werner (direito constitucional), dra. Alessandra Obara Soares da Silva (direito administrativo), dra. Juliana de Oliveira Duarte Ferreira (direito de pessoal e previdenciário público), dr. Lucas de Faria Rodrigues (direito ambiental), dr. João Carlos Pietropaolo (direito tributário), dra Cláudia Polto da Cunha (direito financeiro, econômico e empresarial público), dr. Valter Farid Antônio Juniro (direito civil), dr Marcelo José Magalhães Bonizzi (direito processual civil) e dr Vinicius Teles Sanches (direito do trabalho e processual do trabalho). 

Carência de Pessoal

O total autorizado para o novo concurso não deve suprir a necessidade de pessoal, uma vez que, de acordo com declaração do presidente da Associação dos Procuradores do Estado de São Paulo (Apesp), Marcos Nusdeo, em abril, a carreira conta com uma necessidade de 170 profissionais. 
O total autorizado pelo governador também não supre o pedido enviado pelo órgão para a Secretaria Estadual de Gestão Pública (SGP/SP), que era de 185 postos, sendo 150 para a carreira de procurador, além de 30 para o cargo de oficial administrativo, que pede apenas ensino médio para ingresso; e cinco para a carreira de executivo público, de nível superior.   

Valorização da Carreira

A realização de novo concurso público da  PGE/SP,  para o cargo de  procurador ocorre dentro de um processo de valorização da categoria. Acontece que, além do preenchimento de 100 vagas , por meio da nova seleção, tramita, na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp), o projeto de lei complementar 31/2017, que trata de três pontos específicos, entre os quais a alteração do modo de evolução funcional dos integrantes do nível I para o nível II, para que ocorra automaticamente ao dia seguinte da conclusão do estágio probatório, o que permite maior agilidade de evolução funcional, garantindo melhorias salariais aos servidores de forma mais rápida.
A proposta também altera a base de cálculo de gratificação que é paga para alguns procuradores, quando atuam em condições de especial dificuldade, decorrente da localização ou natureza do serviço, o que constitui a gratificação por atividade especial. Além disso, a proposta altera a composição do conselho da PGE, ampliando a representação de seus membros natos. O projeto, encaminhado pelo próprio governador, em 9 de novembro, atualmente está em análise na Comissão de Constituição, Justiça e Redação, onde foi distribuído ao deputado Marcos Zerbini (PSDB).

Último Concurso

Quem pretende participar do novo concurso para o cargo de procurador já pode dar início aos estudos, tendo como base o conteúdo programático da última seleção, realizada em 2012, quando foram oferecidas 105 vagas. A organizadora foi a Fundação Carlos Chagas e a seleção foi composta de provas escritas, incluindo prova objetiva e avaliação discursiva, além de prova oral e análise de títulos.
A primeira contou com 90 questões, versando sobre direito constitucional, direito processual civil, direito civil, direito administrativo, direito de pessoal e previdenciário público, direito ambiental, direito tributário, direito do trabalho e processual do trabalho e direito financeiro, econômico e empresarial público, com dez questões cada.
A parte discursiva contou com duas partes. A primeira, composta de uma peça processual civil, duas questões, de direito civil, duas de direito ambiental e duas de direito do trabalho e processual do trabalho. Na segunda, duas de direito constitucional, duas de direito administrativo, duas de direito de pessoal e previdenciário público, duas de direito tributário e duas de direito financeiro, econômico e empresarial público.

Continuar lendo

Atualizado: 05/02/2018 - 09:15

Concurso MP/RJ 2018: inscrições abertas para 35 vagas

Com salário inicial de R$ 27,5 mil, carreira é destinada a bacharéis em direito com experiência mínima de três anos. Prazo para registro de candidaturas no concurso do MP/RJ vai até 6 de abril

Promotor

Por JCConcursos - Samuel Peressin

A Procuradoria-Geral de Justiça abriu nesta segunda-feira (5) as inscrições do XXXV concurso do MP/RJ (Ministério Público do Rio de Janeiro) para 35 vagas de promotor substituto. A seleção reserva 20% dos postos a negros e 5% a pessoas com deficiência.  
A carreira é destinada a bacharéis em direito com experiência mínima de três anos em prática jurídica. O salário inicial corresponde a R$ 27.500,16, de acordo com o regulamento do processo seletivo, documento que já havia sido divulgado em dezembro.  
As inscrições para o concurso do MP/RJ serão realizadas em duas etapas: provisória e definitiva. A primeira delas, entre 5 de fevereiro e 6 de abril, deve ser feita exclusivamente pelo site www.mprj.mp.br. O valor da taxa é de R$ 300.

Sobre as provas do concurso para promotor do MP/RJ 2018


O concurso do MP/RJ envolverá cinco provas escritas eliminatórias (uma preliminar e quatro especializadas) e avaliação oral. Na etapa classificatória, haverá prova de português, análise de títulos e exames de aptidão física e mental, em datas a serem definidas, conforme prevê o edital
Para os testes escritos eliminatórios, que serão elaborados pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), o conteúdo programático engloba disciplinas de direito penal, direito processual penal, direito eleitoral, direito civil, direito processual civil, direito empresarial, direito constitucional, direito administrativo, direito tributário, direito da infância e da juventude, tutela coletiva e princípios institucionais do Ministério Público. 
Os aprovados nas provas eliminatórias deverão realizar, em período a ser oportunamente informado, as inscrições definitivas e comprovar o exercício de atividade jurídica. A posse dos aprovados começará a partir de janeiro de 2019.
Segundo o regulamento do concurso para promotor do MP/RJ 2018, a validade do processo seletivo será de dois anos, prorrogável por mais dois, a critério do órgão.
Continuar lendo

Atualizado: 01/02/2018 - 14:41

Concurso Ministério da Fazenda: pedido com 1.301 vagas

Solicitação para a abertura de concurso do Ministério da Fazenda 2018/2019 refere-se a vários cargos com exigência de níveis médio e superior de ensino

Em avaliação

Por JCConcursos - Camila Diodato

Continua em análise no Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPDG) o pedido para a abertura do concurso do Ministério da Fazenda, que solicitou autorização de 1.301 vagas para o seu quadro de pessoal.
Recentemente, o ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, anunciou que os certames do âmbito federal serão retomados e que liberará algumas autorizações. A expectativa é de que o MF seja contemplado ainda em 2018, já que apresenta um déficit de 3.999 servidores, sendo 3.062 para nível médio e 937 para superior.
As oportunidades requeridas ao Planejamento estão distribuídas da seguinte maneira: assistente técnico administrativo (904), analista técnico administrativo (257), arquiteto (12), arquivista (9), bibliotecário (12), contador (53), engenheiro (15), enfermeiro (5), pedagogo (6), psicólogo (6) e técnico em comunicação social (22).
Para concorrer ao posto de assistente é necessário possuir ensino médio completo, enquanto as demais funções aceitam candidatos com formação superior em diversas áreas de atuação. Os salários iniciais atuais oscilam entre R$ 3.953,68 e R$ 6.388,27, já incluindo o vale-alimentação de R$ 458.
A solicitação do concurso do Ministério da Fazenda 2018/2019 encaminhada ao MPDG não apresentou as regiões de lotação das oportunidades, mas é bem provável que São Paulo e Distrito Federal sejam os locais com a maior quantidade de oportunidade, e o motivo é que no último certame eles não foram abrangidos.
O detalhe do processo seletivo que pode ser dado como certo é a escolha da empresa organizadora, que será a Esaf (Escola de Administração Fazendária), como de costume nos concursos do órgão. Assim, os candidatos podem ir se preparando com as provas e os editais de seleções anteriores, uma vez que a banca se repete.

Outras oportunidades na solicitação de concurso


Junto com as vagas para o seu próprio quadro de pessoal, o MF pediu mais 3.040 chances distribuídas entre os seus órgãos vinculados. Os postos são para os níveis médio e superior.
Para a Receita Federal são as 630 vagas para auditor-fiscal e as 1.453 para analista tributário. O quadro do Tesouro Nacional é composto pelas colocações de auditor federal de finanças e controle (30) e técnico de finanças e controle (70), enquanto a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN) fica com a função de procurador da Fazenda (240). 
Para a Comissão de Valores Mobiliários (CVM), o pedido contempla 16 oportunidades para a carreira de inspetor, 30 para analista e 82 para agente executivo.
Na Superintendência de Seguros Privados (Susep), são 55 chances para analista técnico. Por fim, as demais profissões se destinam ao quadro da Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc), sendo elas as de especialista em previdência social (48), analista administrativo (23), técnico administrativo (39), administrador (11) e atuário (7).
Esses detalhes foram divulgados pelo Sistema Eletrônico do Serviço de Informação ao Cidadão (e-SIC). 

Último concurso do Ministério da Fazenda


No início de 2014, o MF abriu processo seletivo visando a contratar 1.026 profissionais na carreira de assistente. As chances disponibilizadas pelo certame foram distribuídas entre os Estados do Acre (18 vagas), Alagoas (14), Amazonas (28), Amapá (6), Bahia (80), Ceará (53), Espírito Santo (14), Goiás (31), Maranhão (30), Minas Gerais (101), Mato Grosso do Sul (34), Mato Grosso (27), Pará (55), Paraíba (20), Pernambuco (52), Piauí (17), Paraná (97), Rio de Janeiro (61), Rio Grande do Norte (17), Rondônia (13), Roraima (8), Rio Grande do Sul (155), Santa Catarina (74), Sergipe (9) e Tocantins (12).
Todos os candidatos passaram por provas objetivas de conhecimentos básicos e específicos com 70 perguntas de múltipla escolha. Os assuntos abordados nos testes foram língua portuguesa; matemática e raciocínio lógico; conhecimentos de informática; atualidades; gestão de pessoas e do atendimento ao público; ética do servidor na administração pública; administração pública brasileira; e regime jurídico dos agentes públicos.
Continuar lendo

Atualizado: 01/02/2018 - 12:35

DPE/RS: edital para defensor deve sair em breve

Publicação do edital deve ocorrer ainda neste semestre, destinado para quem possuir formação na área de direito. Oferta de vagas ainda será confirmada

Comissão já está formada

Por JCConcursos - Fernando Cezar Alves

Embora a  Defensoria Pública do Estado do Rio Grande do Sul (DPE/RS) ainda não tenha anunciado o número de vagas que serão oferecidas em seu novo concurso público para o cargo de defensor, foi publicado nesta quinta-feira, 1º de fevereiro, o quadro de pessoal do órgão, que indica que a carreira fechou o ano de 2017 com um total de 49 vagas em aberto para a classe inicial do cargo. O edital do novo certame está previsto para ser publicado ainda no primeiro semestre.

O primeiro passo ocorreu no último dia 20 de novembro, quando o defensor público-geral do estado, Cristiano Vieira Heerdt, publicou a decisão 5/2017 do Conselho Superior da Defensoria Pública, que constitui os membros da comissão organizadora do certame. 

Para concorrer ao cargo é necessário possuir formação de nível superior em direito, com pelo menos três anos de atividade jurídica. No último concurso para o cargo, realizado em 2014, a remuneração inicial era de R$ 19.383,88.
A comissão é presidida pela servidora Rafaela Consalter e conta, ainda, com os seguintes participantes: Alcindo Strelow, Luciana Artus Schneider, Rafaela Rodrigues da Silva Pinheiro Machado e Taciana Esser Carlos Kehrvald, além de Rafael Braude Canterji, como representante da OAB.
Também foram nomeados, como suplentes, Adriana Munhoz de Quadros, Andreia Paz Rodrigues, Jamile Rodrigues Nehmé de Toledo, Ricardo Girardello, Rodrigo Simon e Fabiano Aita Carvalho.

Seleção Anterior

No último concurso para o cargo, realizado em 2014, a seleção contou com uma oferta de 28 vagas e foi organizado pela Fundação Carlos Chagas.
Os participantes foram submetidos a cinco fases, incluindo provas objetivas, exames discursivos, prova oral, prova de tribuna e análise de títulos.
A parte objetiva contou com 100 questões, sendo 15 de língua portuguesa e 85 de conhecimentos jurídicos, sendo dez de direito constitucional, dez de direito civil, dez de direito processual civil, cinco de direito do consumidor, dez de direito penal, dez de direito processual penal, cinco de direito das execuções penais, cinco de direito da infância e juventude, quatro de direito tributário, sete de direito administrativo e quatro de direitos humanos.  
Continuar lendo

Atualizado: 01/02/2018 - 11:15

Prefeitura de Mairiporã/SP abre concurso com 163 vagas

Distribuídas entre funções de todas as escolaridades, carreiras em disputa no concurso da Prefeitura de Mairiporã contam com vencimentos que variam de R$ 1,1 mil a R$ 6,5 mil. Interessados têm até 26 de fevereiro para garantir candidatura

Inscrições em andamento

Por JCConcursos - Samuel Peressin

A Prefeitura de Mairiporã, na Grande São Paulo, divulgou três editais que somam, juntos, 163 vagas para contratação imediata, além de formação de cadastro reserva (CR). O concurso oferece salários que vão de R$ 1.159,70 a R$ 6.506,96.
Para concorrer como coveiro (1 posto) e operário (1) basta ser alfabetizado.
Quem possui nível fundamental encontra opções como ajudante geral (CR), eletricista (1), encanador (1), jardineiro (1), mecânico (1), merendeira (1), motorista CNH "C" (1), motorista CNH "D" ou "E" (1) e operador de máquina (1).
Ensino médio é requisito do concurso da Prefeitura de Mairiporã para as funções de agente de trânsito (1), escriturário (1), fiscal de tributos (CR), monitor social (1), auxiliar de desenvolvimento infantil (29), inspetor de alunos (15), auxiliar veterinário (1) e visitador sanitário (1).  
Além de segundo grau, a seleção exige formação técnica para agente de campo (1), agente de fiscalização (1), educador ambiental (1), fiscal de obras (1), técnico agrícola (1), técnico de cadastro (1), técnico de informática (1), técnico de segurança do trabalho (1), técnico em turismo (1), topógrafo (1), auxiliar de enfermagem (1), auxiliar em saúde bucal (1), técnico de enfermagem (1) e técnico de saúde bucal (1).     
Em nível superior há oportunidades no concurso da Prefeitura de Mairiporã para analista em comunicação social (1), arquiteto (1), assistente de recursos humanos (1), assistente social (CR), bibliotecário (1), biólogo (1), contador (1), coordenador social (1), educador esportivo (1), educador social (1), engenheiro agrônomo (1), engenheiro ambiental (1), engenheiro civil (1), engenheiro do trabalho (1), fiscal ambiental (1), maestro (1), nutricionista (1), procurador (CR), psicólogo (CR), técnico jurídico (1), tesoureiro (1), coordenador pedagógico (1), dentista (2), enfermeiro (1), farmacêutico (1), fisioterapeuta (1), fonoaudiólogo (1), terapeuta ocupacional (CR), veterinário (CR) e médico nas seguintes especialidades: cardiologista (1), clínico geral (5), saúde da família (1), dermatologista (1), do trabalho (1), endocrinologista (1), fisiatra (1), geriatra (1), ginecologista (1), infectologista (1), neurologista (1), oftalmologista (1), ortopedista (1), otorrinolaringologista (1), pediatra (1), plantonista clínico (5), plantonista pediatra (1), psiquiatra (1), reumatologista (1), ultrassonografista (1) e urologista (1).             
Também serão selecionados professores de educação infantil (1), ensino fundamental (30), deficiência auditiva (1), deficiência física (1), deficiência intelectual (1), deficiência visual (1) e educação física (1). As duas primeiras áreas admitem docentes com nível médio (modalidade normal), enquanto as demais requerem curso superior.  

Como se inscrever no concurso da Prefeitura de Mairiporã 2018


O concurso da Prefeitura de Mairiporã 2018 é organizado pelo Instituto Mais. A banca recebe inscrições por meio do site www.institutomais.org.br.
Será possível se candidatar até 26 de fevereiro, pagando taxas de R$ R$ 39 (alfabetizados e nível fundamental), R$ 54 (médio) e R$ 66 (superior).  

Sobre as provas do concurso da Prefeitura de Mairiporã 2018


O processo seletivo envolverá provas objetiva (todos os cargos), dissertativa (procurador), de títulos (todos os postos), física (agente de campo) e prática (eletricista, encanador, escriturário, jardineiro, mecânico, motorista, operador de máquina, técnico de informática e auxiliar de desenvolvimento infantil).
O número de questões (40 ou 50), a data de aplicação (18 e 25 de março, além de 8 de abril) e as disciplinas (língua portuguesa, matemática, atualidades, informática, conhecimentos específicos, legislação educacional e clínica médica) da prova objetiva variam conforme a vaga em disputa. 
De acordo com os editais, o concurso da Prefeitura de Mairiporã terá validade de dois anos, prorrogável por mais dois, a critério do governo municipal.

Concurso Prefeitura Mairiporã 2018: atribuições do auxiliar de desenvolvimento infantil


Executa sob supervisão, serviços de atendimento em Unidade Escolar que abriga crianças nas faixas etárias de seis meses a três anos, através da prestação de serviço de caráter rotineiro, com cuidados na área de alimentação, higiene, recreação, além da prestação de serviços sócio educacionais, que possam colaborar para o desenvolvimento psicofísico e social da criança de creche.

Principais atribuições do inspetor de alunos no concurso da Prefeitura de Mairiporã 2018


Mantém a disciplina fora da sala de aula; fazendo anotações pertinentes para informar sobre a presença de alunos; Providencia material didático para os professores quando necessário; Atende e acompanha os alunos em suas necessidades; Controla a movimentação dos alunos nos locais de estudo, nas atividades extraclasses e nas atividades de recreação; Mantém a disciplina nos banheiros e sala de aula na ausência emergencial do professor; Efetua a vigilância dos alunos, verificando se os mesmos procedem com boas maneiras e cumprem com o regimento da Unidade Escolar fazendo as observações necessárias e comunicando-as à autoridade responsável; Acompanha os alunos na entrada e na saída das aulas, nos intervalos entre as aulas, recreio e nas refeições; Entre outras atividades. 
Continuar lendo

Atualizado: 31/01/2018 - 15:52

PGM Manaus/AM: saiu edital de concurso para procurador

Com salário inicial de R$ 19,3 mil, carreira é destinada a bacharéis em direito com registro na OAB. Inscrições para o concurso da PGM de Manaus 2018 começam em 9 de fevereiro

Oito vagas

Por JCConcursos - Samuel Peressin

A Procuradoria Geral do Município (PGM) de Manaus, no Amazonas, divulgou o edital do concurso para procurador de 3ª classe. São oferecidas oito vagas imediatas, sendo uma destinada a pessoas com deficiência, além de formação de cadastro reserva.
A carreira é destinada a profissionais com curso superior em direito e registro na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). O salário inicial corresponde a R$ 19.343,91. 
Será possível se inscrever no concurso da PGM de Manaus entre 9 de fevereiro e 9 de março, por meio do site do Cebraspe (www.cespe.unb.br). O valor da taxa é de R$ 250.

Sobre as provas do concurso da PMG Manaus 2018


O concurso da PGM de Manaus envolverá três fases. Na primeira delas, prevista para 20 de maio, os candidatos realizarão prova objetiva com 150 questões de múltipla escolha. 
A avaliação abordará conhecimentos em direito administrativo, ambiental, civil, processual civil, constitucional, do trabalho, processual do trabalho, financeiro, previdenciário, tributário e municipal.
Na segunda etapa, programada para 1º de julho, os participantes farão prova discursiva com três perguntas e uma peça jurídica. A seleção será finalizada com análise de títulos, em período a ser definido. 
De acordo com o edital, o concurso da Procuradoria Geral do Município de Manaus terá validade de dois anos, prorrogável por mais dois, a critério do órgão.

Atribuições do procurador no concurso da PGM de Manaus 2018


Representar judicialmente e extrajudicialmente o município e a cobrar sua dívida ativa; defender os atos e interesses do município junto ao Tribunal de Contas do Estado, bem como exercer a assessoria e consultoria jurídica do Município em matérias de alta indagação; além de outras atribuições previstas na Lei Orgânica do Município de Manaus e na Lei Municipal nº 1.015, de 14 de julho de 2006.

Conteúdo programático parcial do concurso da PGM Manaus 2018


Direito constitucional - 1 Constituição. 1.1 Conceito, objeto, elementos e classificações. 1.2 Supremacia da Constituição. 1.3 Aplicabilidade das normas constitucionais. 1.4 Interpretação das normas constitucionais. 2 Poder constituinte. 2.1 Características. 2.2 Poder constituinte originário. 2.3 Poder constituinte derivado. 3 Princípios fundamentais. 4 Direitos e garantias fundamentais. 4.1 Direitos e deveres individuais e coletivos. 4.2 Habeas corpus, mandado de segurança, mandado de injunção e habeas data. 4.3 Direitos sociais. 4.4 Direitos políticos. 4.5 Partidos políticos. 5 Organização do Estado. 5.1 Organização político-administrativa. 5.2 Estado federal brasileiro. 5.3 A União. 5.4 Estados federados. 5.5 Municípios. 5.6 O Distrito Federal. 5.7 Territórios. 5.8 Intervenção federal. 5.9 Intervenção dos estados nos municípios. 6 Administração pública. 6.1 Disposições gerais. 6.2 Servidores públicos. 7 Organização dos poderes no Estado. 7.1 Mecanismos de freios e contrapesos. 7.2 Poder Legislativo. 7.3 Poder Executivo. 7.4 Poder Judiciário. 7.4.1 Regime de Precatórios. 8 Funções essenciais à Justiça. 8.1 Ministério Público. 8.2 Advocacia Pública. 8.3 Advocacia e Defensoria Pública. 9 Controle da constitucionalidade. 9.1 Sistemas gerais e sistema brasileiro. 9.2 Controle incidental ou concreto. 9.3 Controle abstrato de constitucionalidade. 9.4 Exame in abstractu da constitucionalidade de proposições legislativas. 9.5 Ação declaratória de constitucionalidade. 9.6 Ação direta de inconstitucionalidade. 9.7 Arguição de descumprimento de preceito fundamental. 9.8 Ação direta de inconstitucionalidade por omissão. 9.9 Ação direta de inconstitucionalidade interventiva. 9.10 Controle concreto e abstrato de constitucionalidade do direito municipal. 10 Defesa do Estado e das instituições democráticas. 11 Sistema Tributário Nacional. 11.1 Princípios gerais. 11.2 Limitações do poder de tributar. 11.3 Impostos da União, dos Estados e dos municípios. 11.4 Repartição das receitas tributárias. 12 Finanças públicas. 12.1 Normas gerais. 12.2 Orçamentos. 13 Ordem econômica e financeira. 13.1 Princípios gerais da atividade econômica. 13.2 Política urbana, agrícola e fundiária e reforma agrária. 14 Sistema Financeiro Nacional. 15 Ordem social. 16 Jurisprudência dos tribunais superiores.
Direito processual do trabalho - 1 Procedimentos nos dissídios individuais. 1.1 Reclamação. 1.2 Jus postulandi. 1.3 Revelia. 1.4 Exceções. 1.5 Contestação. 1.6 Reconvenção. 1.7 Partes e procuradores. 1.8 Audiência. 1.9 Conciliação. 1.10 Instrução e julgamento. 1.11 Justiça gratuita. 2 Provas no processo do trabalho. 2.1 Interrogatórios. 2.2 Confissão e consequências. 2.3 Documentos. 2.4 Oportunidade de juntada. 2.5 Prova técnica. 2.6 Sistemática da realização das perícias. 2.7 Testemunhas. 3 Recursos no processo do trabalho. 3.1 Disposições gerais. 3.1.1 Efeitos suspensivo e devolutivo. 3.1.2 Recursos no processo de cognição. 3.1.3 Recursos no processo de execução. 4 Processos de execução. 4.1 Liquidação. 4.2 Modalidades da execução. 4.3 Embargos do executado - impugnação do exequente. 5 Prescrição e decadência no processo do trabalho. 6 Competência da justiça do trabalho. 7 Rito sumaríssimo no dissídio individual. 8 Comissão prévia de conciliação nos dissídios individuais. 9 Ação rescisória no processo do trabalho. 10 Mandado de segurança. 10.1 Cabimento no processo do trabalho. 11 Dissídios coletivos. 12 Jurisprudência do Tribunal Superior do Trabalho. 12.1 Súmulas e orientações jurisprudenciais.
Direito financeiro - 1 Direito financeiro. 1.1 Conceito e objeto. 1.2 Direito financeiro na Constituição Federal de 1988. 2 Orçamento público. 2.1 Conceito, espécies e natureza jurídica. 2.2 Princípios orçamentários. 2.3 Leis orçamentárias. 2.3.1 Espécies e tramitação legislativa. 2.4 Lei nº 4.320/1964, e suas alterações. 2.5 Fiscalização financeira e orçamentária. 3 Despesa pública. 3.1 Conceito e classificação de despesa pública. 3.2 Disciplina constitucional dos precatórios. 4 Receita pública. 4.1 Conceito, ingresso e receitas. 4.2 Classificação das receitas públicas. 5 Lei de responsabilidade fiscal. 5.1 Planejamento. 5.2 Transferências voluntárias. 5.3 Destinação de recursos públicos para o setor privado. 5.4 Dívida e endividamento. 5.5 Gestão patrimonial. 5.6 Transparência, controle e fiscalização. 5.7 Disposições preliminares, finais e transitórias. 6 Crédito público. 6.1 Conceito e classificação de crédito público. 6.2 Natureza jurídica. 6.3 Controle, fiscalização e prestação de contas. 6.4 Empréstimos públicos: classificação, fases, condições, garantias, amortização e conversão. 7 Dívida pública. 8 Jurisprudência dos tribunais superiores.
Direito previdenciário - 1 Seguridade social. 1.1 Organização e princípios. 2 Custeio da seguridade social. 2.1 Receitas, contribuições sociais, salário-de-contribuição. 3 Regime geral de previdência social. 3.1 Segurados e dependentes. 3.2 Filiação e inscrição. 3.3 Carência. 3.4 Espécies de benefícios e prestações, disposições gerais e específicas. 3.5 Salário-de-benefício. 3.6 Renda mensal inicial. 3.7 Reajustamento e revisão. 3.8 Prescrição e decadência. 3.9 Acumulação de benefícios. 3.10 Justificação. 3.11 Ações judiciais em matéria previdenciária. 3.12 Acidente de trabalho. 4 Regime próprio de previdência dos servidores públicos. 5 Contagem recíproca de tempo de contribuição e compensação financeira. 6 Previdência complementar. 7 Jurisprudência dos tribunais superiores.
Confira o conteúdo programático completo do concurso da PGM Manaus
Continuar lendo

Atualizado: 31/01/2018 - 15:21

Concurso MPF: projeto de lei pode criar 842 vagas

Proposta tem o objetivo de criar oportunidades para as carreiras de técnico, analista e procurador. Ofertas são para concurso do MPF, além do MPU

Em análise

Por JCConcursos - Camila Diodato

Segue em análise na Câmara dos Deputados o projeto de lei (PL) n° 6006/2016, que visa a criar 842 vagas efetivas para o quadro de pessoal do Ministério Público Federal (MPF). As chances são para todo o país e estão distribuídas entre três cargos.
O próximo passo para o avanço da proposta é eleger um novo relator, já que o anterior devolveu o PL sem nenhuma manifestação. O documento se encontra na Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público (CTASP).
Consta no PL que, das oportunidades, 501 são para técnico, 207 para analista e 134 para procurador. Vale ressaltar que os cargos de técnico e analista são preenchidos por meio de concurso do MPU, que depois fica com a responsabilidade de lotar as chances no quadro do MPF.
Para concorrer à carreira de técnico é preciso ter certificado de ensino médio emitido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação, enquanto a colocação de analista aceita profissionais com formação superior em diversas áreas de atuação. As remunerações correspondem a R$ 6.167,99 para técnico e a R$ 10.119,93 para analista, sem incluir os seguintes benefícios: R$ 884 de vale-alimentação, R$ 699 de assistência pré-escolar, R$ 181,77 de auxílio-transporte, além de assistências médica e odontológica.
Já o posto de procurador regional da República exige bacharelado em direito e, no mínimo, três anos de atividade jurídica, exercida após a obtenção da graduação. O salário inicial oferecido é de R$ 28.947,55
O projeto de lei que prevê, consequentemente, a realização de um novo concurso do MPF ainda será avaliado pelas comissões de Finanças e Tributação (CFT) e de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC). Após ser aprovado em todas as comissões, o documento irá ser avaliado pelo Plenário e, em seguida, irá para o Senado Federal. Por isso, haverá a sanção por parte do presidente da República.

Último concurso do MPF


No final de 2016, o MPF lançou edital com 82 vagas para procurador espalhadas pelas seguintes cidades: Maceió/AL (1), Arapiraca/AL (1), Laranjal do Jari/AP (1), Oiapoque/AP (1), Manaus/AM (3), Bom Jesus da Lapa/BA (1), Jequié/BA (1), Paulo Afonso/BA (1), Fortaleza/CE (1), Crateús/CE (1), Maracanaú/CE (1), Brasília/DF (1), Goiânia/GO (1), Anápolis/GO (1), Itumbiara/GO (1), São Luís/MA (1), Imperatriz/MA (1), Juína/MT (1), Campo Grande/MS (1), Belo Horizonte/MG (1), Ituiutaba/MG (1), Janaúba/MG (1), Manhuaçu/MG (1), Poços de Caldas/MG (1), Teófilo Otoni/MG (1), Belém/PA (1), Itaituba/PA (1), Marabá/PA (1), Tucuruí/PA (1), João Pessoa/PB (1), Guarabira/PB (1), Curitiba/PR (2), Campo Mourão/PR (1), Cascavel/PR (1), Guarapuava/PR (1), Recife/PE (1), Cabo de Santo Agostinho/PE (1), Goiana/PE (1), Jaboatão/PE (1), Salgueiro/PE (1), Teresina/PI (1), Corrente/PI (1), São Raimundo Nonato/PI (1), Rio de Janeiro/RJ (4), Macaé/RJ (1), Volta Redonda/RJ (1), Natal/RN (1), Ceará-Mirim/RN (1), Porto Alegre/RS (3), Erechim/RS (1), Novo Hamburgo/RS (1), Palmeiras das Missões/RS (1), Porto Velho/RO (2), Vilhena/RO (1), Boa Vista/RR (1), Florianópolis/SC (1), Blumenau/SC (1), Chapecó/SC (1), Itajaí/SC (1), São Paulo/SP (2), Andradina/SP (1), Bauru/SP (1), Campinas/SP (1), Catanduva/SP (1), Limeira/SP (1), Lins/SP (1), Osasco/SP (1), Registro/SP (1), São José do Rio Preto/SP (1), Lagarto/SE (1), Propriá/SE (1) e Gurupi/TO (1).
Em março deste ano serão aplicadas as provas objetivas com questões de múltipla escolha em todas as capitais do Estado, mais o Distrito Federal. Ainda haverá provas subjetivas, inscrição definitiva, análise de títulos e testes orais.

Último concurso do MPU


O MPU realizou concurso, em 2013, com 263 oportunidades, além de cadastro reserva, para técnico e analista. Sob a organização do Cespe/UnB, o processo seletivo constou de duas provas objetivas (uma com 50 questões de conhecimentos básicos e outra com 70 questões de conhecimentos específicos) para todos os participantes e teste discursivo para analista.
As 35 ofertas de técnico estavam distribuídas entre as especialidades de tecnologia da informação e comunicação, enfermagem e saúde bucal. No caso de analista, as 228 chances envolveram as áreas de arquivologia, biblioteconomia, comunicação social, educação, estatística, finanças e controle, gestão pública, planejamento e orçamento, clínica médica, psiquiatria, antropologia, arquitetura, contabilidade, economia, engenharia agronômica, engenharia ambiental, engenharia civil, engenharia de segurança do trabalho, engenharia elétrica, engenharia florestal, engenharia mecânica, engenharia sanitária, geografia, medicina, medicina do trabalho, oceanografia, enfermagem, odontologia, psicologia, serviço social, tecnologia da informação e comunicação (desenvolvimento de sistemas ou suporte e infraestrutura. 
O edital do concurso do MPU teve ofertas no Acre, Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, São Paulo e Tocantins.
Continuar lendo

Atualizado: 31/01/2018 - 10:03

CRP/RN amplia inscrições para concurso com 120 vagas

Edital do concurso do Conselho Regional de Psicologia da 17ª Região (CRP/RN) tem oportunidades para assistente administrativo, advogado, contador e psicólogo orientador fiscal. Interessados podem se candidatar até 12 de fevereiro

Níveis médio e superior

Por JCConcursos - Camila Diodato

O Conselho Regional de Psicologia da 17ª Região (CRP 17), com jurisdição no Rio Grande do Norte, prorrogou até 12 de fevereiro as inscrições para o concurso que possui 120 vagas, sendo uma imediata e 119 para formação de cadastro reserva (CR) de pessoal. O prazo inicial estava previsto para terminar em 29 de janeiro.
A carreira de assistente administrativo (30 CR) exige certificado de nível médio emitido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC). O salário inicial oferecido corresponde a R$ 1.144,44 para jornadas de trabalho de 40 horas semanais.
Quem tem formação superior em áreas específicas pode concorrer aos empregos de advogado (1 vaga + 29 CR), contador (30 CR) e psicólogo orientador fiscal (30 CR). As remunerações são de R$ 2.044,08 para as duas primeiras funções, que apresentam cargas de 30 horas por semana, enquanto o último posto oferece vencimento de R$ 3.457,80 para jornadas de 40 horas.
Consta no edital do concurso do CRP/RN que, além dos salários, o órgão concede vale-alimentação de R$ 450, assistência odontológica e auxílio-transporte.

Inscrições e etapas do concurso do CRP/RN


A participação pode ser garantida por meio do site www.quadrix.org.br. O cadastro será efetivado após o pagamento da taxa no valor de R$ 48 (nível médio) e R$ 55 (superior).
APOSTILAS ONLINE E IMPRESSA CRP/RN - ASSISTENTE ADMINISTRATIVO
Todos os concorrentes passarão por uma prova objetiva com 50 questões de múltipla escolha no dia 4 de março, em locais e horários a serem divulgados oportunamente no mesmo endereço eletrônico das inscrições. O processo de seleção ainda contará com teste discursivo e análise de títulos para os postos de nível superior.
Para assistente, a prova objetiva terá dez perguntas de língua portuguesa, cinco de raciocínio lógico e matemático, dez de noções de informática, cinco de ética no serviço público e 20 de conhecimentos específicos. Já para advogado e contador serão dez itens de língua portuguesa, cinco de ética no serviço público, cinco de legislação e 30 de conhecimentos específicos. Por fim, para psicólogo: dez questões de língua portuguesa, dez de ética no serviço público e 30 de conhecimentos específicos.
Continuar lendo

Atualizado: 31/01/2018 - 09:39

Agudos do Sul/PR: concurso encerra inscrições hoje

Concurso da Câmara de Agudos do Sul selecionará para cargos de contador, controlador interno e advogado. Presenciais, candidaturas serão recebidas até as 16h desta quarta-feira

No Legislativo

Por JCConcursos - Samuel Peressin

Encerra-se nesta quarta-feira (31) o período de inscrições para o concurso da Câmara de Agudos do Sul, no Paraná, destinado a preencher três vagas de nível superior
Há oportunidades para contador (1 posto), controlador interno (1) e advogado, com vencimentos de R$ 2.200, R$ 2.500 e R$ 2.900, respectivamente.
Com taxa de R$ 100, as inscrições devem ser registradas presencialmente na sede da Câmara de Agudos do Sul (av. Brasil, 277, centro). O atendimento vai até as 16h. 

Sobre a prova do concurso da Câmara de Agudos do Sul 2018


Os candidatos serão avaliados em etapa única, por meio de prova objetiva com questões de múltipla escolha sobre língua portuguesa, matemática e conhecimentos específicos.
De acordo com o edital, o concurso da Câmara de Agudos do Sul terá validade de dois anos, prorrogável por mais dois, a critério do Legislativo.

Concurso Câmara Agudos do Sul 2018: principais atribuições do contador


Revisar demonstrativos contábeis; emitir pareceres sobre matéria contábil, financeira, orçamentária e tributária; efetuar perícias contábeis; orientar e coordenar trabalhos de tomadas de contas de responsáveis por bens ou valores; orientar e coordenar os trabalhos da área patrimonial e contábil-financeira; orientar, do ponto de vista contábil, o levantamento de bens patrimoniais; realizar estudos e pesquisas para o estabelecimento de normas de contabilidade da Câmara de Agudos do Sul; entre outras atividades. 

Principais atribuições do controlador interno no concurso da Câmara de Agudos do Sul


Fazer com que se efetive o controle interno das atividades da Câmara de Agudos do Sul, cumprindo e fazendo cumprir a respectiva legislação municipal, estadual e federal aplicável, para o que receberá a cooperação e a colaboração devida de todas as divisões funcionais, seus titulares e servidores, tendo atendidas suas solicitações e determinação em caráter de precedência sobre as demais. Entre outras atividades.
Continuar lendo

Atualizado: 30/01/2018 - 11:00

Procon/MA fará novo concurso para 51 vagas

Do total de postos, 40 serão para o cargo de auxiliar, que pede apenas nível fundamental, enquanto as dez restantes serão para conciliador, com nível superior em direito

Edital ainda neste semestre

Por JCConcursos - Fernando Cezar Alves

O Instituto de Promoção e Defesa do Cidadão e Consumidor do Maranhão (Procon/MA) realizará novo concurso público ainda no primeiro semestre de 2018. A seleção contará com uma oferta de 51 vagas imediatas, além de formar cadastro reserva de pessoal, para cargos com exigência de níveis fundamental e superior. As remunerações iniciais serão de até aproximadamente R$ 4 mil. A seleção foi anunciada na última segunda-feira, 29 de janeiro, pelo presidente do órgão, Duarte Júnior, por meio de rede social. "Atenção concurseiros, intensifiquem os estudos! Neste semestre, vamos realizar o segundo concurso da história do Procon do Maranhão. Desta vez serão mais 51 vagas, sendo 11 para o cargo de conciliador e 40 para auxiliar de serviços ", publicou.  
Para concorrer ao cargo de auxiliar de serviços, que contará com uma oferta inicial de 40 postos, basta possuir ensino fundamental, enquanto os postos de conciliador, com 11 vagas, exige formação superior em direito. 
De acordo com o presidente do órgão esta é uma das prioridades do governo Flávio Dino. “Com uma gestão ética e transparente, agimos sempre em obediência aos princípios basilares da administração pública. Por isso, estamos realizando concursos em prol da maior qualificação dos serviços que colocamos à disposição dos cidadãos”. 
Este será o segundo concurso do órgão. O primeiro, realizado em 2017, contou com uma oferta de dez vagas para o cargo de fiscal de defesa do consumidor. Na ocasião, a banca organizadora foi a Fundação Carlos Chagas.  
Continuar lendo

Atualizado: 29/01/2018 - 15:12

Pedro de Toledo/SP: concurso com inscrições abertas

Oferta no concurso da Câmara Municipal de Pedro de Toledo é de quatro vagas para os cargos de assistente de contabilidade, escriturário, motorista e procurador jurídico

Níveis médio e superior

Por JCConcursos - Patricia Lavezzo

A Câmara Municipal de Pedro de Toledo, localizada no interior do Estado de São Paulo, a cerca de 148 km da capital, abriu as inscrições de dois editais de concurso, que somam quatro vagas. O contrato de trabalho será regido pelo regime jurídico da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). 
Para ensino médio, as chances são para as funções de assistente de contabilidade (1 vaga), escriturário (1) e motorista categoria “C” (1). Os dois primeiros cargos ainda exigem conhecimentos em informática. O salário inicial é de R$ 1.473,78. 
Aqueles que possuem formação superior em direito e registro na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) podem se inscrever para o posto de procurador jurídico. O vencimento é de R$ 6.402,82. 
Para concorrer a uma das vagas basta preencher o formulário de inscrição na página eletrônica www.setaconcurso.com.br. O cadastro deverá ser efetuado até o dia 26 de fevereiro. Os valores da taxa de participação são de R$ 40 para ensino médio e R$ 80 para nível superior. 

Provas do concurso da Câmara de Pedro de Toledo/SP


A prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, será aplicada no município de Pedro de Toledo/SP no dia 11 de março, em locais e horários a serem divulgados após a homologação das inscrições. 
Com duração máxima de três horas, o exame será composto por 50 questões de múltipla escolha que versarão sobre as disciplinas de língua portuguesa, matemática, conhecimentos gerais e locais e/ou conhecimentos específicos. 
A etapa final do concurso da Câmara de Pedro de Toledo será o teste prático, exclusivo para o cargo de motorista. 
Continuar lendo

Shopping