Níveis médio e superior

Concurso Anac: último dia de inscrição para 150 vagas

A Agência Nacional de Aviação Civil recebe pelo último dia as inscrições do concurso que vai preencher postos no Distrito Federal, com aplicação de provas em todas as capitais do país

0,00(0.0%)0 voto(s)

Yahell Luci Lima
Publicado em 04/01/2016, às 10h19

Nesta primeira segunda-feira do ano (4) chega ao fim o prazo de inscriçãopara oconcurso daAgência Nacional de Aviação Civil (ANAC) que vem para preencher 150 vagas em cargos de níveis médio e superior. Do total de oportunidades, 12 são reservadas para deficientes e 31 para pessoas negras e pardas, conforme estabelece a lei n. 12.990/2014.
As provas do concurso da ANAC serão aplicadas nas capitais de todos os Estados do país, inclusive em São Paulo. No entanto, o local de trabalho dos futuros servidores será em Brasília, no Distrito Federal, onde fica a sede da agência. 
Os cargos de técnico administrativo(15) e técnico em regulação de aviação civil (45) exigem nível médio e oferecem salário de R$ 5.689,52 e R$ 5.957,52, respectivamente.
Quem possui ensino superior em qualquer área de formação pode concorrer as ofertas disponíveis para a função de analista administrativo, que oferece 25 vagas, no total. Dessas, 17 são para a “área 1” e 18 para a “área 2” (8). A remuneração do cargo corresponde a R$ 11.071,29.

Prepare-se para o concurso da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC)

Videoaulas para o concurso da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC)Simulados para Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC)APOSTILA CONCURSO ANAC TÉCNICO EM REGULAÇÃOAPOSTILA CONCURSO ANAC TÉCNICO ADMINISTRATIVOCURSO ONLINE CONCURSO ANAC TÉCNICO ADMINISTRATIVO
Para ser especialista em regulação de aviação civil (65 vagas ao todo) da ANAC e receber R$ 11.974,49 mensalmente também é necessário ter ensino superior. Porém, neste caso, o campo de formação deve ser específico, de acordo com o solicitado para cada uma das seguintes áreas: “área 1” (24 vagas): qualquer área de formação; “área 2” (18): engenharia mecânica, engenharia aeronáutica ou engenharia de produção; “área 3” (7): economia ou ciências contábeis; “área 4” (10): engenharia civil, engenharia de produção ou arquitetura; e “área 5 (6): superior em qualquer área de formação, acrescido de licença de piloto de linha aérea ou de piloto de linha de helicóptero, com Certificado Médico Aeronáutico (CMA) válido ou Certificado de Capacitação Física (CCF) válido e Certificado de Habilitação Técnica (CHT).
A remuneração oferecida pela Agência Nacional de Aviação Civil para todas as carreiras é referente a jornadas de trabalho de 40 horas semanais.

Inscrições e provas


As inscrições para o concurso da ANAC serão aceitas pelo site da Escola de Administração Fazendária - ESAF (www.esaf.fazenda.gov.br), organizadora do concurso. As taxas de participação custam R$ 90 (nível médio) e R$ 150 (nível superior).
De acordo com o edital do concurso, as provas objetivas sobre conhecimentos básicos e específicos para todos os postos serão aplicadas em 20 de março do próximo ano. Os candidatos com diploma de graduação responderão 130 perguntas, já os concorrentes com ensino intermediário terão que resolver 80 questões.
O processo seletivo também terá prova discursiva para todos os inscritos, o exame consistirá na elaboração de uma dissertação acerca do conteúdo de conhecimentos específicos de cada cargo. Haverá, ainda, avaliação de títulos para as profissões de nível superior.
A carreira de especialista da ANAC contará ainda com uma segunda etapa de avaliação na qual os aprovados nas provas anteriores serão convocados para realizar o curso de formação. O curso será ministrado em Brasília/DF, sob responsabilidade da ESAF, e terá 160 horas presenciais em tempo integral. Durante o período do curso, o candidato receberá auxílio financeiro correspondente a 50% da remuneração inicial do cargo, ou seja, R$ 5.987,25.

Sobre ANAC - Agência Nacional de Aviação Civil

A Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), vinculada à Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República, é uma autarquia especial, caracterizada por independência administrativa, autonomia financeira, ausência de subordinação hierárquica e mandato fixo de seus dirigentes, que atuam em regime de colegiado. Tem como atribuições regular e fiscalizar as atividades de aviação civil e de infraestrutura aeronáutica e aeroportuária. Para tal, o órgão deve observar e implementar as orientações, diretrizes e políticas estabelecidas pelo governo federal, adotando as medidas necessárias ao atendimento do interesse público e ao desenvolvimento da aviação.

Comentários

Mais Lidas