Tudo Sobre

Concurso Prefeitura Taguaí

Prefeitura de Taguaí/SP inscreve para concurso

A Prefeitura Municipal de Taguaí, no Estado de São Paulo, conta com vagas para os cargos de condutor socorrista e técnico de enfermagem. Salários de até R$ 1,6 mil



Renan Abbade
Publicado em 11/05/2016, às 12h26

No Estado de São Paulo, a Prefeitura Municipal de Taguaí recebe, até o próximo domingo (15), as inscrições do concurso público que vai preencher nove oportunidades em dois cargos de nível médio. Os profissionais realizarão serviços de urgência e emergência do SAMU, regional Vale do Jurumirim, Avaré.

A função de condutor socorrista (5) exige, ainda, experiência mínima de um ano, Carteira Nacional de Habilitação (CNH) na categoria “D” ou superior, curso especializado para condutor de veículo de urgência e emergência com devido registro na CNH e cursos em APH ou primeiros socorros. O salário é de R$ 1.329,93.

Já o posto de técnico de enfermagem (4), que paga R$ 1.629,23, requer também experiência mínima de um ano, cursos em urgência e emergência e registro de técnico de enfermagem no Coren.

Para ambos, as jornadas de trabalho são de 12x36 horas.

Inscrições no concurso


As participações no concurso da Prefeitura de Taguaí deverão ser garantidas pelo endereço eletrônico da ConsespConcursos, Residências Médicas, Avaliações e Pesquisas Ltda (www.consesp.com.br), organizadora do processo seletivo.

O valor da taxa de inscrição é de R$ 25.

Provas do concurso


O concurso da Prefeitura de Taguaí prevê avaliações objetivas, com três horas de duração, às 9h do dia 29 de maio, em locais a serem divulgados no site das inscrições, com antecedência mínima de três dias.

Haverá, ainda, para os dois cargos, exames práticos.

Atribuições dos cargos


Condutor socorrista – Atuar nas unidades móveis como condutor socorrista, obedecendo à escala de serviço predeterminada; conduzir veículo terrestre de urgência destinado ao atendimento e transporte de pacientes; conhecer integralmente o veículo e realizar manutenção básica do mesmo; estabelecer contato radiofônico (ou telefônico) com a central de regulação médica e seguir suas orientações; conhecer a malha viária local; conhecer a localização de todos os estabelecimentos de saúde integrados ao sistema assistencial local; auxiliar a equipe de saúde nos gestos básicos de suporte à vida; auxiliar a equipe nas imobilizações e transporte de vítimas; realizar medidas de reanimação cardiorrespiratória básica; identificar todos os tipos de materiais existentes nos veículos de socorro e sua utilidade, a fim de auxiliar a equipe de saúde; executar tarefas correlatas: atender a solicitações telefônicas da população; anotar informações colhidas do solicitante, segundo questionário próprio; prestar informações gerais ao solicitante; estabelecer contato radiofônico com ambulâncias e/ou veículos de atendimento pré-hospitalar; estabelecer contato com hospitais e serviços de saúde de referência a fim de colher dados e trocar informações; anotar dados e preencher planilhas e formulários específicos do serviço; obedecer aos protocolos de serviço; atender às determinações do médico regulador; comparecer, atuando ética e dignamente, ao seu local de trabalho, conforme escala de serviço predeterminada, e dele não se ausentar até a chegada do seu substituto; a substituição do plantão deverá se fazer na base; em caso de um atendimento prolongado, que exija permanência por mais de uma hora além da escala, o condutor socorrista poderá solicitar a substituição no local do atendimento; as eventuais trocas de plantão da escala de serviço deverão ser realizadas mediante preenchimento e assinatura de um formulário próprio, por ambas as partes, e entregue ao diretor técnico ou seu substituto, com antecedência de 24 horas; no caso de não haver troca oficial de plantão por opção das duas partes, a responsabilidade é do profissional que estava escalado originalmente; cumprir com pontualidade seus horários de chegada aos plantões determinados, com o mínimo de quinze minutos de antecedência; tratar com respeito e coleguismo os outros médicos, enfermeiros, técnicos em enfermagem e condutores, liderando a equipe que lhe for delegada com ordem e profissionalismo; Utilizar-se com zelo e cuidado das acomodações, veículos, aparelhos e instrumentos colocados para o exercício de sua profissão, ajudando na preservação do patrimônio e servindo como exemplo aos demais funcionários, sendo responsável pelo mau uso; manter-se atualizado, frequentando os cursos de educação permanente e congressos da área, assim como dominar o conhecimento necessário para o uso adequado dos equipamentos da unidade móvel; acatar e respeitar as rotinas estabelecidas; participar das reuniões convocadas pela direção; participar das comissões de estudo e de trabalho, quando requisitado pela direção técnica; ser fiel aos interesses do serviço público, evitando denegri-los, dilapidá-los ou conspirar contra os mesmos; acatar as deliberações da direção técnica.

Técnico de enfermagem – Exerce atividades auxiliares, de nível técnico, sendo habilitado para o atendimento pré-hospitalar móvel, integrando sua equipe, conforme os termos deste regulamento; além da intervenção conservadora no atendimento do paciente, é habilitado a realizar procedimentos a ele delegados, sob supervisão do profissional enfermeiro, dentro do âmbito de sua qualificação profissional; assistir ao enfermeiro no planejamento, programação, orientação e supervisão das atividades de assistência de enfermagem; prestar cuidados diretos de enfermagem a pacientes em estado grave, sob supervisão direta ou à distância do profissional enfermeiro; participar de programas de treinamento e aprimoramento profissional especialmente em urgências/emergências; realizar manobras de extração manual de vítimas; realizar procedimentos da área de enfermagem tais como: curativos simples, aspiração de secreção orofaríngea, de traqueotomia e entubação; auxiliar o médico/enfermeiro no que se refere a procedimentos de enfermagem, manuseio de pacientes com moléstias infectocontagiosas; aplicar todas e, quaisquer técnicas de primeiros socorros, como imobilização de fraturas, rolamento, pranchamento, transporte e atendimento de suporte básico de vida no APH (atendimento pré-hospitalar) sob supervisão do médico ou enfermeiro; auxiliar no preparo psicológico do paciente para os mais diversos procedimentos realizados dentro da ambulância, auxiliar na prevenção e controle sistemático da infecção extrahospitalar; auxiliar o enfermeiro no que se refere a procedimentos de enfermagem.

Conteúdo programático


Língua portuguesa – FONOLOGIA: Conceitos básicos – Classificação dos fonemas – Sílabas – Encontros Vocálicos – Encontros Consonantais – Dígrafos – Divisão silábica. ORTOGRAFIA: Conceitos básicos – O Alfabeto – Orientações ortográficas. ACENTUAÇÃO: Conceitos básicos – Acentuação tônica – Acentuação gráfica – Os acentos – Aspectos genéricos das regras de acentuação – As regras básicas – As regras especiais – Hiatos – Ditongos – Formas verbais seguidas de pronomes – Acentos diferenciais. MORFOLOGIA: Estrutura e Formação das palavras – Conceitos básicos – Processos de formação das palavras – Derivação e Composição – Prefixos – Sufixos – Tipos de Composição – Estudo dos Verbos Regulares e Irregulares – Classe de Palavras. SINTAXE: Termos Essenciais da Oração – Termos Integrantes da Oração – Termos Acessórios da Oração – Período – Sintaxe de Concordância – Sintaxe de Regência – Sintaxe de Colocação – Funções e Empregos das palavras “que” e “se” – Sinais de Pontuação. PROBLEMAS GERAIS DA LÍNGUA CULTA: O uso do hífen – O uso da Crase – Interpretação e análise de Textos – Tipos de Comunicação: Descrição – Narração – Dissertação – Tipos de Discurso – Qualidades e defeitos de um texto – Coesão Textual. ESTILÍSTICA: Figuras de linguagem – Vícios de Linguagem.

Matemática – Radicais: operações – simplificação, propriedade – racionalização de denominadores; Equação de 2º grau: resolução das equações completas, incompletas, problemas do 2º grau; Equação de 1º grau: resolução – problemas de 1º grau; Equações fracionárias; Relação e Função: domínio, contradomínio e imagem; Função do 1º grau – função constante; Razão e Proporção; Grandezas Proporcionais; Regra de três simples e composta; Porcentagem; Juros Simples e Composto; Conjunto de números reais; Fatoração de expressão algébrica; Expressão algébrica – operações; Expressões fracionárias – operações - simplificação; PA e PG; Sistemas Lineares; Números complexos; Função exponencial: equação e inequação exponencial; Função logarítmica; Análise combinatória; Probabilidade; Função do 2º grau; Trigonometria da 1ª volta: seno, co-seno, tangente, relação fundamental; Geometria Analítica; Geometria Espacial; Geometria Plana; Operação com números inteiros e fracionários; MDC e MMC; Raiz quadrada; Sistema Monetário Nacional (Real); Sistema de medidas: comprimento, superfície, massa, capacidade, tempo e volume.

Conhecimentos específicos
Condutor socorrista –
Legislação e Regras de Circulação: Legislação e Sinalização de Trânsito; Normas gerais de circulação e conduta; Sinalização de Trânsito; Direção defensiva; Primeiros Socorros; Proteção ao Meio Ambiente; Cidadania; Noções de mecânica básica de autos; Código de Trânsito Brasileiro e seus Anexos, Decreto nº 62.127 de 16/01/68 e Decreto nº 2.327 de 23/09/97. PRÁTICA: Condução e operação veicular das diversas espécies compatíveis com a categoria exigida; Manobras internas e externas; Conhecimentos e uso dos instrumentos do painel de comando e outros disponíveis nos veículos da espécie; Manutenção do veículo; Carregamento e descarregamento de materiais; Auxilio nas imobilizações e transporte de vítimas; Realização de medidas de reanimação cardiorrespiratória básica; identificação de todos os tipos de materiais existentes nos veículos de socorro e sua utilidade.

Técnico de enfermagem –ESCRITA/PRÁTICA: Cuidados de enfermagem em emergências cardiovasculares: Parada cardíaca, choque hipovolêmico, síncopes, isquemias, infarto agudo do miocárdio, insuficiência cardíaca congestiva, hipertensão, arritmias; Cuidados de enfermagem nas emergências respiratórias: insuficiência respiratória aguda, obstrução de vias aéreas superiores, pneumotórax, embolia, Asma, Doença pulmonar obstrutiva crônica; Cuidados de enfermagem em emergências metabólicas: Diabete, desequilíbrio ácido – básico, insolação; Cuidados de enfermagem nas emergências ginecológicas e obstétricas: sangramento vaginal, gravidez ectópica, sangramento de terceiro trimestre de gravidez, doença hipertensiva da gestação, violência sexual e parto de emergência; Cuidados de enfermagem nas emergências psiquiátricas: paciente suicida, paciente violento, paciente depressivo; Cuidados de enfermagem nas emergências pediátrica: crises convulsivas, crises asmáticas, obstrução de vias aéreas superiores, parada cárdio-respiratória; Cuidados de enfermagem no trauma: traumatismos múltiplos, traumatismos cranianos, lesão de coluna espinhal, trauma torácico, trauma abdominal, queimaduras, afogamento, ABCDE do trauma, transporte do politraumatizado, cinemática do trauma, epidemiologia do trauma, resgate veicular; Sinais Vitais – verificação e anotação; Preparar e ministrar medicamentos: intramuscular – endovenosa – via oral; Realização de curativos; Cálculo de gotejamento de soro; Lavagem das mãos.

+ Resumo do Concurso Prefeitura Taguaí

Prefeitura Taguaí
Vagas: 9
Taxa de inscrição: R$ 25
Cargos: Técnico de Enfermagem, Condutor Socorrista
Áreas de Atuação: Saúde, Operacional
Escolaridade: Ensino Médio, Ensino Técnico
Faixa de salário: De R$ 1329,93 Até R$ 1629,23
Organizadora: Consesp
Estados com Vagas: SP
Cidades: Taguaí - SP

+ Agenda do Concurso

07/05/2016 Abertura das inscrições Adicionar no Google Agenda
15/05/2016 Encerramento das inscrições Adicionar no Google Agenda
29/05/2016 Prova Adicionar no Google Agenda
29/05/2017 Divulgação do Resultado Adicionar no Google Agenda

Comentários

Mais Lidas