Nove Estados e DF

Fiocruz inscreve para concurso com 400 oportunidades

Ofertas para técnico, tecnologista, analista, especialista e pesquisador; salários iniciais de até R$ 14,8 mil

Renan Abbade
Publicado em 29/01/2014, às 12h02

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) disponibilizou vários editais do concurso que vai preencher um total de 400 vagas, sendo 32 reservadas aos portadores de deficiência, em diversas carreiras na área da saúde.

As ofertas são para o Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte (MG), Recife (PE), Porto Velho (RO), Manaus (AM), Curitiba (PR), Campo Grande (MS), Salvador (BA), Fortaleza (CE) e Brasília (DF).

Para concorrer a técnico em saúde pública (75), os candidatos devem possuir nível médio/técnico na área escolhida. O vencimento é R$ 3.224,57 (salário, auxílio-alimentação e gratificação). Há ainda as gratificações de especializações que variam de R$ 452 a R$ 1.762.


ESTUDE PARA FIOCRUZ - CLIQUE AQUI

Quem possui graduação superior pode se inscrever para tecnologista em saúde pública (128) e analista de gestão em saúde pública (8). Os salários são de R$ 6.220,48 (base, auxílio-alimentação e gratificação) e as gratificações de especializações estão entre R$ 1.067,84 e R$ 3.096,71.

O cargo de especialista em ciência, tecnologia, produção e inovação em saúde pública (25) também exige formação superior na área almejada. A remuneração é de R$ 9.855,69 (básica, auxílio-alimentação e gratificação), podendo ainda ter o acréscimo de R$ 4.957,98 (doutorado).

Há ainda 164 vagas para pesquisador em ciência, tecnologia, produção e inovação em saúde pública. A função exige graduação superior e mestrado na área de atuação. O salário é de R$ 8.729,85, podendo chegar a R$ 12.237,46 (doutorado).

Para todas as carreiras, as jornadas de trabalho são de 40 horas semanais.

As inscrições acontecem entre os dias 5 e 24 de fevereiro pelo site da Fundação Dom Cintra (www.domcintra.org.br). Os valores das taxas são de R$ 100 (técnico), R$ 160 (tecnologista e analista), R$ 220 (pesquisador) e R$ 250 (especialista).

Os candidatos passarão pelas etapas de prova objetiva, prova discursiva (tecnologista, pesquisador e especialista), prova prática (para alguns perfis de técnico), análise de títulos e currículo (tecnologista, especialista, pesquisador e analista) e apresentação do projeto de atuação profissional e defesa de memorial (pesquisador e especialista). As avaliações objetivas serão realizadas no dia 30 de março, em locais e horários a serem disponibilizados a partir de 21 de março.

Atualizada às 10h45 do dia 31 de janeiro de 2014

Comentários

Mais Lidas