MenuJC Concursos
Busca
Notícias | | Aulas Grátis | Provas anteriores | Simulados | Empregos | Brasil

Fraude em concursos: operação mira servidores de órgãos federais em MG, CE, GO e DF

Conduzida pela Polícia Civil do Distrito Federal (PC DF), investigação tem como alvo aprovados em processos seletivos do INSS, da Antaq, do MPU, da DPU e do extinto Ministério das Cidades

Samuel Peressin | samuel@jcconcursos.com.br
Publicado em 24/03/2022, às 12h12 - Atualizado às 12h24

Polícia Civil do Distrito Federal é responsável pelas investigações
Polícia Civil do Distrito Federal é responsável pelas investigações - Divulgação
WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmail

A Polícia Civil do Distrito Federal (PC DF) deflagrou na manhã desta quinta-feira (24) uma nova fase da Operação Panoptes, que investiga fraudes em concursos públicos. De acordo com a corporação, mais de 100 agentes cumprem 25 mandados de busca e apreensão em Minas Gerais, Ceará, Goiás e DF.

Os investigados são servidores federais que teriam se beneficiado do esquema de venda de vagas conhecido como "máfia dos concursos" para conseguir aprovação em seleções realizadas entre 2015 e 2017 para o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), a Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), o Ministério Público da União (MPU), a Defensoria Pública da União (DPU) e o extinto Ministério das Cidades — hoje Ministério do Desenvolvimento Regional.

Segundo a PC DF, os suspeitos, que não tiveram seus nomes divulgados, podem responder por crimes de fraude a concurso de interesse público, organização criminosa, uso de documento falso e corrupção ativa.

Máfia dos concursos

As ações de hoje fazem parte da 8ª fase da Operação Panoptes, cujo nome faz alusão a um gigante de 100 olhos da mitologia gregra. Desde a primeira etapa, deflagrada no Distrito Federal em 2016, mais de 70 investigados já foram indiciados por fraudes em concursos, de acordo com a PC DF.

Conforme a corporação, a lista de alvos até aqui inclui desde pessoas que prestaram algum tipo de auxílio à organização criminosa até funcionários públicos aprovados de maneira ilegal em processos seletivos.

Anteriormente, as investigações já haviam identificado fraudes em seleções do Corpo de Bombeiros e das Secretarias de Saúde e de Educação do Distrito Federal, além do Superior Tribunal de Justiça.

+ Fique por dentro de todos os concursos abertos no Brasil
+ Veja as principais vagas de emprego na iniciativa privada

Siga o JC Concursos no Google News e acompanhe nossos destaquesconcursosconcursos abertosconcursos 2023provas anteriores

Comentários

Voltar ao topo

+Mais Lidas

JC Concursos, o seu Jornal dos Concursos de sempre. Imparcial, independente, completo.