Funcionalismo público concentra profissões mais bem pagas do Brasil

Levantamento baseado em declarações do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) 2019 revela que o setor público responde por sete das dez categorias profissionais com maior rendimento médio

Samuel Peressin | samuel@jcconcursos.com.br
Publicado em 17/07/2020, às 11h11 - Atualizado às 11h23

Pessoa segura cédulas de dinheiro
Marcello Casal Jr./Agência Brasil

O funcionalismo público responde por sete das dez categorias profissionais mais bem remuneradas do Brasil, segundo levantamento baseado nas declarações de Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) 2019, correspondente ao ano-calendário 2018.

Os dados fazem parte do relatório "Grandes Números", recentemente publicado pela Receita Federal. O documento apresenta informações de 30,2 milhões de pessoas que declararam o IR.

O ranking de profissões com maior rendimento médio é liderado pelos titulares de cartório, atividade cujo ingresso ocorre, desde a Constituição de 1988, por meio de concurso público.

Ainda na parte de cima da lista, membros do Ministério Público (procurador e promotor) ocupam a segunda colocação, seguidos pelos integrantes do Poder Judiciário (ministro, juiz e desembargador), em terceiro. 

Na sequência também aparecem outras ocupações que fazem parte da estrutura estatal: diplomata (4º lugar) e advogado do setor público, procurador (da Fazenda, autarquias e fundações) e consultor jurídico (5º).

Em sétimo surgem servidores do Banco Central, Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e Superintendência de Seguros Privados (Susep), enquanto em oitavo estão ocupantes de carreiras de auditoria fiscal e de fiscalização.

O setor privado reúne três das dez categorias com maiores ganhos. Na lista, elas ocupam as posições de número seis (médico), nove (atleta, desportista e afins) e dez (piloto de aeronaves e comandante de embarcações).

Ranking das dez categorias profissionais mais bem remuneradas do Brasil

Os cálculos levam em conta o conjunto de rendimentos declarados por cada categoria profissional, dividido pelo número total de contribuintes. Abaixo, são detalhados os vencimentos médios mensais das carreiras recordistas de faturamento.

  • 1º – Titular de cartório: R$ 103,1 mil por mês
  • 2º – Membro do Ministério Público (procurador e promotor): R$ 53,4 mil por mês
  • 3º – Membro do Poder Judiciário (ministro, juiz e desembargador) e de Tribunal de Contas: R$ 51,7 mil por mês
  • 4º – Diplomata R$: 39,5 mil por mês
  • 5º – Advogado do setor público, procurador (da Fazenda, autarquias e fundações) e consultor jurídico: R$ 30,8 mil por mês
  • 6º – Médico: R$ 30,5 mil por mês (iniciativa privada)
  • 7º – Servidor de carreira do Banco Central, CVM e Susep: R$ 28,9 mil por mês
  • 8º – Servidor de carreiras de auditoria fiscal e de fiscalização R$: 27,8 mil por mês
  • 9º – Atleta, desportista e afins: R$ 25,9 mil por mês (iniciativa privada)
  • 10º – Piloto de aeronaves e comandante de embarcações: R$ 25,1 mil por mês (iniciativa privada)

Oportunidades em concursos

A carreira de diplomata, uma das mais bem pagas do Brasil, tem concurso público com inscrições abertas para 25 vagas. Podem participar profissionais com curso superior em qualquer área.

O Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJ SC) está prestes a divulgar um novo edital para cartórios. Serão ofertadas 218 vagas para o cargo de notário. O processo seletivo tem como banca a Fundação Getúlio Vargas (FGV).

O Banco Central recentemente confirmou o envio de pedido ao Ministério da Economia para abrir concurso com 260 postos, sendo 30 para procurador – mais uma das profissões com maiores salários do país.

A Receita Federal é outro órgão que aguarda aval do Ministério da Economia para realizar novo processo seletivo. A solicitação contempla 3.360 vagas em diversos cargos, entre eles o de auditor fiscal.

+++ Confira aqui mais detalhes sobre todos os concursos públicos abertos no Brasil: no momento, são mais de 14 mil vagas

+++ O JC Concursos disponibiliza aqui mais detalhes sobre todos os concursos públicos previstos no país: atualmente, há mais de 148 mil vagas aguardando a publicação de editais

concursosconcursos abertosconcursos 2020

Comentários

Mais Lidas