Tudo Sobre

Concurso Fund. Oswaldo Cruz

Concurso Fiocruz: provas têm data alterada

Concurso da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) inscreveu para carreiras de técnico e pesquisador, que exigem níveis médio/técnico e superior, respectivamente. Salários iniciais chegam a R$ 11,3 mil



Samuel Peressin
Publicado em 17/10/2016, às 15h47

A Fundação Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) alterou o cronograma do concurso público que oferece 119 vagas em nove Estados e no Distrito Federal. A principal atualização foi a mudança da data de aplicação das provas objetiva e discursiva, que passou de 20 de novembro para 11 de dezembro. As retificações podem ser consultadas entre os anexos da notícia.

O período de inscrições para o concurso da Fiocruz foi encerrado em 16 de outubro. Estão em disputa oportunidades nas carreiras de técnico em saúde pública (61 postos) e pesquisador em saúde pública (58), com reserva de 23 funções a negros ou pardos e seis a pessoas com deficiência. 

Sobre as vagas do concurso Fiocruz para técnico em saúde pública


O edital para técnico em saúde pública apresentou chances em 31 especialidades que exigem formação técnica e/ou ensino médio e experiência profissional (apenas para algumas carreiras).

O cargo tem remuneração inicial de R$ 2.476,49, além de Gratificação de Desempenho de Atividade de Ciência, Tecnologia, Produção e Inovação em Saúde Pública (GDACTS) de R$ 647,20 e auxílio-alimentação mensal de R$ 458.

A Fiocruz também concede aos seus servidores gratificações adicionais por qualificação profissional: R$ 481,56 para cursos de 180 horas, R$ 529,50 para cursos de 250 horas, R$ 577,45 para cursos de 360 horas, R$ 938,62 para mestrado e R$ 1.877,23 para doutorado.
As oportunidades no concurso Fiocruz são para as áreas de: análises clínicas (1), análises microbiológicas de insumos e produtos estéreis para a saúde (2), criação e manejo de laboratório, silvestres e exóticos (1), criação e manejo de primatas não humanos (2), edificações e manutenção predial (2), eletrônica (1), eletrotécnica (1), enfermagem em doenças infecciosas e parasitárias (1), enfermagem centro cirúrgico (2), enfermagem neonatal e pediátrica (3), enfermagem em saúde da mulher (3), entomologia (1), equipamentos biomédicos (2), farmácia (1), laboratório de biologia celular e molecular (11), laboratório de referência em vírus emergentes (1), laboratório - plataforma (1),logística de insumos para a saúde (2), manutenção de insetário (1), mecânica (1), metrologia (1), microscopia (1), nutrição (1), processamento, gestão e disseminação da informação em saúde (4), refrigeração (1), secretaria acadêmica (4), segurança do trabalho (2), suporte em rede de computadores (2), técnicas laboratoriais em controle da qualidade de insumos, vacinas virais, biofármacos e cultura de células (3), técnicas laboratoriais em microbiologia, sorologia e biologia molecular (1) e técnicas laboratoriais em parasitologia (1).
Os postos oferecidos no concurso estão distribuídos entre unidades da Fiocruz nas cidades do Rio de Janeiro/RJ, Fortaleza/CE, Porto Velho/RO, Recife/PE, Curitiba/PR, Salvador/BA, Manaus/AM, Belo Horizonte/MG.

Todos os participantes realizarão prova objetiva com 60 questões de múltipla escolha, com aplicação nos municípios em que há oferta de vagas. Haverá também prova prática para algumas carreiras, no período de 1 a 10 de fevereiro.

Sobre as carreiras de pesquisador em saúde pública no concurso Fiocruz


Para concorrer a uma das 58 vagas de pesquisador em saúde pública oferecidas no concurso,a Fiocruz cobrou ensino superior e mestrado.

A carreira tem salário básico de R$ 5.582,63, Gratificação de Desempenho de Atividade de Ciência, Tecnologia, Produção e Inovação em Saúde Pública (GDACTS) de R$ 1.485,60, retribuição por titulação de mestrado de R$ 2.287,75 (em caso de doutorado, a bonificação sobe para R$ 4.292,36) e auxílio-alimentação de R$ 458.

Com lotação em Brasília/DF, Fortaleza/CE, Teresina/PI, Porto Velho/RO, Recife/PE, Curitiba/PR, Salvador/BA, Manaus/AM e Belo Horizonte/MG, o concurso da Fiocruz  inscreveu para os seguintes ramos: bioestatística (1), biologia celular e microscopia (1), biotecnologia para inovação e desenvolvimento de anticorpos (1), epidemiologia em saúde pública (1), estatística com ênfase em dados biológicos (1), farmacologia (1), nanobiotecnologia (1), parasitos e vetores de filarioses da Amazônia e seus respectivos endosimbiontes (1), pesquisa clínica (1), políticas sociais em saúde I (1), políticas sociais em saúde II (1), políticas sociais em saúde III (1), proteômica e interatoma aplicada à saúde pública com ênfase na prospecção de biomoléculas da Amazônia contra doenças tropicais (1), resistência de insetos vetores de doenças a inseticidas, com ênfase em Triatomíneos, Flebotomíneos, mosquitos e demais insetos de importância médica (1), saúde da família e epidemiologia (1) e virologia clássica e molecular (1).

Destinadas apenas para a cidade do Rio de Janeiro/RJ, as chances no concurso da Fiocruz contemplaram as seguintes especialidades:análise estatística em pesquisa clínica (1), análise físico-química de produtos sujeitos a vigilância sanitária (1), aspetos quantitativos e epidemiologia na área da saúde perinatal (1), bioimageamento e biologia estrutural (1), biologia, biodiversidade e saúde (1), biologia celular e molecular com ênfase em parasitologia (1), biossegurança (1), controle de qualidade de produtos biotecnológicos (1), criação e manejo de roedores e lagomorfos para uso científico (1), desenvolvimento e validação de metodologias para o controle físico-químico de medicamentos (3), desenvolvimento tecnológico em oncologia de precisão (1), ecoepidemiologia de doenças infecciosas (1), ecoepidemiologia de viroses emergentes (1), educação de jovens e adultos (1), educação profissional de nível médio na área de gestão em saúde (1), educação profissional de nível médio na área de saúde mental, álcool e outras drogas (1), educação profissional de nível médio em vigilância em saúde (1), educação profissional de nível médio em saúde integrada à disciplina de geografia (1), enfermagem em pesquisa clínica na terapia intensiva pediátrica (1), entomologia e malacologia médica (1), genética molecular humana (1), história, memória e patrimônio cultural (1), informação científica e tecnológica em saúde I (1), informação científica e tecnológica em saúde II (1), informação e tecnologia de informação em saúde (1), micobacteriologia (1), modelagem matemática aplicada à vigilância em saúde (1), patogenia e fisiopatologia de doenças infectoparasitárias (1), pesquisa clínica aplicada à nutrição neonatal (1), pesquisa clínica em fonoaudiologia em doenças infecciosas (1), pesquisa clínica em ensaios clínicos (1), pesquisa clínica em saúde sexual e reprodutiva da população de pessoas travestis, transexuais e demais identidades transgêneras (1), pesquisa clínica em oftalmologia infecciosa (1), pesquisa clínica em reabilitação cardiovascular em doença de Chagas (1), processos biotecnológicos (1), processos de gestão estratégica em imunobiológicos (1), saúde coletiva e tuberculose (1), sistema da qualidade (1), taxonomia e sistemática (1) e toxicologia aplicada à saúde do trabalhador e ao ambiente (1).

Os inscritos no concurso da Fiocruz serão avaliados por meio de prova discursiva (nos municípios correspondentes ao posto pretendido), além de análise de títulos/currículo e apresentação de projeto de atuação profissional e defesa memorial, entre 27 de março a 7 de abril.

+ Resumo do Concurso Fund. Oswaldo Cruz

Fund. Oswaldo Cruz
Vagas: 119
Taxa de inscrição: de R$ 100 a R$ 220
Cargos: Técnico, Pesquisador
Áreas de Atuação: Administrativa, Saúde
Escolaridade: Ensino Médio, Ensino Técnico, Ensino Superior
Faixa de salário: De R$ 3123,69 Até R$ 11360,59
Organizadora: O próprio órgão
Estados com Vagas: AM, BA, CE, DF, MG, PE, PI, PR, RJ, RO

+ Agenda do Concurso

17/10/2017 Divulgação do Resultado Adicionar no Google Agenda

Comentários

Mais Lidas