INSS: concurso para técnico e perito depende de aval

A princípio, estima-se que a autorização seja para 1.500 vagas de técnico. Entretanto, parlamentares pleiteiam a abertura de 2.000 ofertas para técnico e 1.200 para perito

Camila Diodato
Publicado em 30/05/2014, às 11h10

Cresce a expectativa para que saia o novo concurso público do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) para as carreiras de técnico do seguro social e perito médico. O órgão aguarda a autorização do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) para fazer o processo seletivo.


Veja mais: MPOG autoriza concurso de 950 vagas para o INSS


No começo de abril, os deputados federais Amauri Teixeira (PT/BA), André Figueiredo (PDT/CE) e Roberto Santiago (PSD/SP) participaram de uma reunião com a ministra do Planejamento, Miriam Belchior. Durante o encontro foi discutido que seria liberado um concurso com 1.500 vagas de técnico para o instituto e que o aval sairia em junho.

Desde o encontro, alguns parlamentares têm cobrado a ministra do Planejamento para que libere imediatamente a seleção. O deputado Amauri Teixeira está pleiteando para que sejam abertas 2.000 oportunidades para técnico e 1.200 para perito.

No dia 28 de maio foi discutida novamente com a secretária de Gestão, Ana Lúcia Amorim de Brito, a abertura do concurso para o INSS. O assessor do parlamentar Roberto Santiago afirmou que a ministra Belchior deve liberar o processo seletivo.

Segundo informações da Agência Câmara, o diretor de gestão de pessoas do INSS, José Nunes Filho, divulgou que o órgão tem uma carência de 1.800 servidores. Porém, esse número pode ser bem maior de acordo com o diretor de organização da CNTSS (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Seguridade Social), Raimundo Cintra, e do diretor da Condsef (Confederação Nacional dos Trabalhadores no Serviço Público Federal), Rogério Expedito. Os dois diretores disseram que, se forem somados os funcionários que irão se aposentar e os que estão de licença médica, a defasagem pode chegar a 18 mil.

Cargos – O posto de técnico do seguro social requer certificado de ensino médio expedido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC). Já a função de perito médio necessita de diploma de graduação em medicina e registro regular no Conselho Regional de Medicina.

Na atual tabela das remunerações dos servidores públicos federais consta que os salários são de R$ 4.027,87 para técnico e de R$ 9.683,80 para perito. Os valores já incluem as gratificações e destinam-se para jornadas semanais de 40 horas.

APOSTILA CONCURSO INSS - TÉCNICOAPOSTILA CONCURSO INSS - ANALISTA

Comentários

Mais Lidas