Nada como o tempo

Sempre ouvi as pessoas mais velhas dizendo “nada como o tempo”, mas demorei um pouco para entender a grandiosidade dessa sabedoria. Vários são os pensamentos que envolvem esse elemento da natureza: “o tempo tudo cura”, “o tempo resolve”, “há tempo pa

Redação
Publicado em 01/10/2014, às 12h56

Daniel Sena

Sempre ouvi as pessoas mais velhas dizendo “nada como o tempo”, mas demorei um pouco para entender a grandiosidade dessa sabedoria. Vários são os pensamentos que envolvem esse elemento da natureza: “o tempo tudo cura”, “o tempo resolve”, “há tempo para tudo”, e assim vai. Hoje, confesso que desconheço algo tão poderoso como o tempo. E o interessante é que não importa a área da sua vida, ele estará sempre presente e irradiará os seus efeitos de maneira incontestável.

Eu,na minha humilde existência, só compreendi mesmo os seus efeitos quando comecei a estudar para concurso público. Assim como todo jovem, aos 18 anos de idade eu estava no momento de definição do que seria quando crescesse. O problema era que eu já tinha crescido e não tinha percebido. Nessa época me vi pressionado pela necessidade de escolher um caminho a seguir. Como não tinha passado no vestibular, pois eu era muito fraco, não tinha valorizado os estudos como deveria e acabei conhecendo o mundo dos concursos.

Obviamente que, quando se é jovem e não se sabe para onde ir, a ansiedade acaba por nos consumir e nos exigir os resultados. Somos imediatistas. Decidimos hoje e queremos o resultado hoje.

Comecei a estudar para concurso na esperança de que a minha aprovação viesse logo. Do dia em que eu assisti a primeira aula no cursinho até o dia da minha posse no primeiro cargo público, passou-se uma eternidade, digo, um ano. Até acontecer, eu achava que esse dia nunca chegaria, mas ele chegou. Ele chegou porque eu desenvolvi as ações corretas para que aquele resultado acontecesse. Ações certas dentro de um espaço de tempo geram o resultado esperado.

Mas nem todo mundo consegue em um mesmo espaço de tempo resolver a sua vida. Eu tenho uma grande amiga e aluna em São Paulo que, em quatro meses de estudo, conseguiu passar no Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (TRT 2). Também tenho outro aluno que, no espaço de oito meses, passou em 15 concursos, número esse que já deve estar desatualizado, pois não o vejo há umas três semanas. E há um aluno que já estuda há dois anos para a Polícia Federal (PF) e ainda não conseguiu passar. Qual a diferença entre essas pessoas?

Uma coisa eu aprendi na caminhada da minha vida: cada um tem o seu tempo. Salomão já nos ensinava no livro bíblico de Eclesiastes que há tempo para tudo debaixo do céu. Sim, há tempo para rir e para chorar. Há tempo para ganhar e para perder. Há tempo para plantar e para colher. Há tempo para passar e para reprovar. Se você não compreender isso, a sensação de que seu dia de vitória nunca chegará será permanente. Cada um tem o seu tempo e isso inclui você!

Um dia desses, em Cascavel (PR), conversando com a minha filha enquanto a deixava na faculdade, ela me confessou estar angustiada com sua vida, pois queria resolvê-la o mais rápido possível. Ela sentia que nada estava acontecendo e dizia que queria começar a trabalhar logo para viver seus sonhos. Eu olhei em seus olhos e lhe perguntei quantos anos ela tinha. Ela me respondeu que acabara de completar 19 anos de idade. Então, eu comecei a lembrá-la de que ela estava no caminho certo. Que aos 19 anos, tendo passado em alguns concursos, cursando o 3º ano da faculdade de direito e sendo a filha maravilhosa que ela era, estava tudo certo. Lembrei que ela estava no caminho certo, que não havia nada de errado com os passos que ela estava dando. Que tudo que ela tinha feito até ali estava perfeito. Que o fato de ainda não ter alcançado seus objetivos se devia simplesmente a uma questão de tempo. E aí lhe dei uma orientação que gostaria de compartilhar com você.

Todas as vezes que você sentir que sua vida não está andando, apesar de você estar fazendo tudo o que é necessário para alcançar seus objetivos, olhe para o lado. A melhor forma de cultivar a paciência é olhando para o lado. A melhor forma de saber se você está avançando em sua vida é olhando para a vida das pessoas que estão no mesmo caminho que você. Quando lhe dei essa orientação, o que eu queria que ela percebesse é que no mesmo caminho em que ela está, existem pessoas com 25, 35, 40, 50 e até mesmo com 60 anos de idade. Eu tenho um aluno com 60 anos estudando para o concurso do Tribunal de Justiça de São Paulo(TJ/SP). Todas as vezes que algum aluno mais jovem me procura para dizer que nada está acontecendo em sua vida eu peço para ele olhar para esse aluno e lembrar que existem pessoas que já passaram por muito mais coisas na vida e estão ali, no mesmo lugar que ele, caminhando os mesmos passos, lutando pelo mesmo objetivo.

E faça uma experiência. Quando você estiver desanimado e com vontade de parar seus estudos para concurso, converse com alguém mais velho que esteja no mesmo caminho que você. Pergunte o que ele faria se estivesse em seu lugar. As respostas eu já adianto! Ele dirá para você não parar de estudar porque o tempo passa e, daqui uns “dias”, você que tem 19 terá 30 anos de idade. Ele dirá que, se estivesse em seu lugar, nunca teria deixado de estudar. E ele também dirá que, se tivesse a cabeça que tem hoje, teria feito muitas coisas diferentes.

Sabe do que estamos falando aqui? De maturidade! A maturidade é esse acúmulo de experiências que nos fazem olhar a vida com mais sabedoria. E sabe como se adquire a maturidade? Apenas com o tempo; não tem como comprá-la. Não existe um cursinho de maturidade. A maturidade só vem com o tempo, por isso as pessoas mais velhas conseguem enxergar a vida com mais sabedoria que os mais jovens.

Se as coisas não aconteceram na sua vida ainda, de duas, uma: ou você está agindo errado, e aí nunca chegará onde deseja, ou você está agindo de forma correta, e aí o resultado é apenas uma questão de tempo.

Se você está agindo de forma errada, então o que você precisa é de ajuda. Procure alguém com experiência para ajudá-lo a alcançar os seus objetivos. Mas se você está fazendo tudo certo, então o seu resultado é mesmo só uma questão de tempo. Nesse caso, tenha paciência que o resultado acontecerá. Como disse anteriormente, ações certas dentro de um espaço de tempo geram o resultado esperado!

Daniel Sena é diretor do AlfaCon São Paulo, professor de direito constitucional e especialista em concursos públicos.

Comentários

Mais Lidas