Tudo Sobre

Concurso Polícia Federal

Concurso da Polícia Federal continua suspenso

Segundo nota divulgada pelo órgão na última segunda-feira (24), seleção permanece suspensa em virtude de decisão do STF, sendo inverídicos boatos de que a direção geral teria solicitado o cancelamento do certame



Redação
Publicado em 25/09/2012, às 09h52

A Polícia Federal divulgou nota, na última segunda-feira (24), informando que o concurso que visa preencher 600 oportunidades nos cargos de delegado, perito criminal e escrivão permanece suspenso em virtude de decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), sendo inverídicos boatos de que a direção geral da instituição teria solicitado o cancelamento do certame.
A informação surgiu por parte da assessoria de imprensa da ANPAC (Associação Nacional de Defesa e Apoio ao Concurso) após possível portaria que seria publicada no Diário Oficial oficializando o cancelamento do processo seletivo, "em decorrência da necessidade de efetivação de estudo sistêmico a ser realizado pelo Departamento de Polícia Federal, com vistas a estabelecer critérios e orientações para a admissão de portadores de necessidades especiais nos referidos certames". 
As provas do processo seletivo estavam previstas para o dia 19 de agosto. Ainda não há previsão de uma nova data de aplicação dos exames e publicação de edital retificado, segundo informou o Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (Cespe/UnB), organizador da seleção. O Cespe pede aos candidatos que acompanhem novas informações que serão divulgadas nos sites www.cespe.unb.br/concursos/dpf_12_perito, www.cespe.unb.br/concursos/dpf_12_delegado e www.cespe.unb.br/concursos/dpf_12_escrivao.
Saiba maisA presidência do Supremo Tribunal Federal havia deferido a liminar que suspendia o concurso. Segundo deferimento, a seleção ficaria suspensa até que a União publicasse editais retificadores estabelecendo reserva de vagas aos deficientes físicos.
Segundo informação no site da FENAPEF (Federação Nacional dos Policiais Federais), o STF acolheu a reclamação do procurador-geral da República, Roberto Gurgel, em que pedia a suspensão do processo seletivo.
Antes disso, já havia sido ajuizada, pelo Ministério Público Federal no Piauí (MPF/PI), uma ação civil pública contra a União e o Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (Cespe/UnB) para que o concurso respeitasse os percentuais de reserva de vagas às pessoas com deficiência. O procurador da República, Kelston Lages, autor da ação, pediu à Justiça uma liminar para que o Cespe retificasse o edital, fazendo constar o número de vagas específico para portadores de deficiência, com a abertura de novo prazo de inscrição.
As 600 ofertas estão distribuídas entre as carreiras de delegado (150), escrivão (350) e perito criminal (100). Os cargos exigem nível superior dos candidatos em diversas áreas (escrivão e perito criminal) e em direito (delegado).
As remunerações são de R$ 7.514,33 (escrivão) e R$ 13.368,68 (delegado e perito) para jornadas de trabalho de 40 horas semanais.
A seleção consta das etapas de prova objetiva; prova discursiva; exame de aptidão física; exame médico; avaliação psicológica; avaliação de títulos (delegado e perito); prova prática de digitação (escrivão); e prova oral (delegado). As fases acontecem em todas as capitais e no Distrito Federal, exceto a prova oral para delegado que será aplicada somente na capital federal.

+ Resumo do Concurso Polícia Federal

PF - Polícia Federal
Vagas: 600
Taxa de inscrição: R$ 125 e R$ 150
Cargos: Não definido
Áreas de Atuação: Judiciária / Jurídica, Administrativa, Operacional
Escolaridade: Ensino Superior
Faixa de salário: De R$ 7514,33 Até R$ 13368,68
Organizadora: CESPE/UnB
Estados com Vagas: AC, AL, AM, AP, BA, CE, DF, ES, GO, MA, MG, MS, MT, PA, PB, PE, PI, PR, RJ, RN, RO, RR, RS, SC, SE, SP, TO

+ Agenda do Concurso

25/09/2013 Divulgação do Resultado Adicionar no Google Agenda

Comentários

Mais Lidas