Publicado: 20/12/2016 - 14:23 | Atualizado: 03/10/2017 - 15:02

Novacap/DF: concurso depende de reestruturação

O novo concurso da Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil ainda depende de mudanças que deverão ser feitas no plano de cargos e salários. Vagas para todos os níveis

 Previsão de 379 vagas

Por JCConcursos - Fernando Cezar Alves

A realização de um aguardado novo concurso público para a   Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap),no Distrito Federal, ainda depende da aprovação do novo plano de empregos, carreiras e remunerações, sem data confirmada para ocorrer. A seleção vem sendo anunciada desde maio de 2013, em decorrência da grande carência de servidores.

Embora a implantação do novo plano estivesse definida para ocorrer em janeiro de 2015, diversos pontos ainda estão em fase de discussão.

O acordo coletivo de trabalho da Novacap prevê a realização do concurso após a reestruturação das carreiras.  A determinação está na cláusula 21 do acordo, que estabelece que, a partir de então "serão adotados todos os procedimentos visando a recomposição gradativa do quadro de empregos permanentes da companhia,por meio de concurso público".  

Um pedido para a realização do concurso já foi encaminhado para a Secretaria Estadual de Administração Pública do Governo do Distrito Federal (SEAP/GDF).Porém, mesmo que ocorra a autorização, a publicação do edital deverá ser feita somente após a estruturação do plano de carreiras.

O pedido é para o preenchimento de 379 vagas, além de formar cadastro reserva de pessoal, em diversos cargos de níveis fundamental, médio e superior.

Prepare-se para o concurso da Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap/DF)

Simulados para Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap/DF) Edição Digital dos Jornal dos Concursos

Em maio de 2013 foram publicadas, em diário oficial, algumas alterações na proposta inicial prevista para o concurso. De acordo com o documento,entre outras, estão previstas pelo menos 2 vagas para o cargo de analista de sistemas, 9 para advogados  e 27 para engenheiros, sendo 23 para engenheiro civil, 2 para engenheiro ambiental e 2 para engenheiro eletricista.

O último concurso da Novacap ocorreu em 1996.

Histórico

A Novacap foi criada por lei em 19 de setembro de 1956, pelo  então presidente Juscelino Kubitschek de Oliveira, com a finalidade de gerenciar e coordenar a construção da nova capital do Brasil.Atualmente, funciona como empresa pública, tendo como sócios a União e o governo do Distrito Federal, respectivamente, com 48% e 52% das ações. É considerada o principal braço executor de obras do governo estadual,vinculada diretamente à Secretaria Estadual de Obras.

Vídeos Companhia

Saiba como evitar o "branco" na hora da prova


Mais Lidas

Mais Recentes

Atualizado: 29/11/2017 - 14:40

Câmara dos Deputados/DF: aumenta déficit de pessoal

É grande a expectativa para que seja realizado em breve o novo concurso da Câmara dos Deputador com vagas para os cargos de técnico e analista. Iniciais de até R$ 20,3 mil

Concurso em pauta

Por JCConcursos - Camila Diodato

Dados recentes apontam que aumentou a defasagem no quadro de pessoal da Câmara dos Deputados, localizada no Distrito Federal, que agora é de 591 servidores. Junto a isso, é grande a expectativa  para que saia do papel o novo concurso público para técnico e analista legislativos, que foi anunciado no final de 2014.
O Orçamento Federal chegou a prever a realização do certame, tanto que nele constou a estimativa de inscritos e o valor das taxas de inscrição. Mas até o momento o órgão não se pronunciou sobre a previsão de quando que o processo seletivo será realizado.
A projeção é de que o concurso da Câmara dos Deputados receba 70.200 inscritos, sendo 45.000 para técnico e 25.200 para analista. A taxa custará R$ 110 para nível médio e R$ 150 para superior.

Defasagem de pessoal na Câmara dos Deputados


Em agosto, o levantamento apontava que 581 postos não estavam preenchidos, já em outubro o número subiu para 591. Vale lembrar que a cada levantamento o índice tem ficado maior, só para se ter uma noção, no ano passado havia 434 cargos vagos.
Para técnico, as chances em aberto são das áreas de agente de polícia legislativa; agente de serviços legislativos - serviços paramédicos; e assistente administrativo.
No caso do analista, há falta de funcionários nas especialidades de analista de informática legislativa; assistente social; assistente técnico; consultoria; contador; enfermeiro; engenheiro; médico; taquígrafo legislativo; técnica legislativa; técnico em comunicação social - divulgação institucional; técnico em comunicação social - imprensa escrita; técnico em comunicação social - relações públicas; técnico em comunicação social – rádio; técnico em comunicação social – televisão; técnico em documentação e informação legislativa; e técnico em material e patrimônio.

Cargos do concurso da Câmara dos Deputados


O posto de técnico legislativo se destina aos profissionais que tenham certificado de ensino médio emitido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC). A remuneração inicial corresponde a R$ 13.578,58.
Já a colocação de analista legislativo aceita candidatos com formação superior em diversos cursos, sendo que o vencimento atual equivale a R$ 20.384,43.
Vale ressaltar que ambas as carreiras são distribuídas em várias funções dentro do órgão.

Último concurso da Câmara dos Deputados


Em 2012, a câmara lançou edital com 138 oportunidades de níveis médio e superior. A organização do certame ficou sob a responsabilidade do Cespe/UnB.
Candidatos com nível médio puderam concorrer ao emprego de técnico nas áreas de radiologia (3) e gesso (2). Diploma de graduação habilitou a participação para o posto de analista nas atribuições de neurologista (1), ortopedista e traumatologista (2), otorrinolaringologista (1), radioimagem (2), museólogo (2), taquígrafo legislativo (14) e técnica legislativa (111).
As provas aplicadas aos concorrentes foram compostas de perguntas que versaram sobre língua portuguesa, conhecimentos básicos, conhecimentos complementares e conhecimentos específicos.
Continuar lendo

Atualizado: 29/11/2017 - 10:40

Concurso INSS: solicitadas 16.548 vagas ao MPDG

Pedido de concurso do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) contempla os excedentes da seleção vigente e a realização de novo processo seletivo a partir de 2018

Técnico, analista e perito

Por JCConcursos - Camila Diodato

Uma boa notícia para quem deseja ingressar no Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). O órgão enviou ao Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPDG) nada menos do que um pedido para o preenchimento de 16.548 vagas distribuídas entre os cargos de técnico do seguro social, analista do seguro social e perito médico previdenciário.
Do total de oportunidades requeridas, pelo menos 7.580 são para a abertura de novo concurso público a partir de 2018. Destas chances, 3.941 são para técnico (área meio), 1.493 para analista (diversas formações) e 2.146 para perito.
Consta na nota técnica enviada pelo INSS ao Planejamento e que foi divulgada pela Federação Nacional dos Sindicatos dos Trabalhadores em Saúde, Trabalho, Previdência e Assistência Social (Fenasps), que as demais ofertas são para as seguintes situações: 2.644 vagas para os excedentes da seleção vigente (2.114 para técnico e 530 para analista) e 6.324 que podem ser tanto para o atual processo seletivo quanto para o novo certame (6.160 para técnico e 164 para analista).
A expectativa é que o Ministério do Planejamento libere o mais rápido possível a autorização para que o novo concurso do INSS aconteça entre 2018 e 2019.

Sobre os cargos do novo concurso do INSS 2018/2019


A carreira de técnico do seguro social é uma das mais visadas pelos concurseiros, ainda mais que exige apenas ensino médio completo e apresenta salário inicial de R$ 5.344,87, já considerando o auxílio-alimentação de R$ 458.
O emprego de analista exige formação superior em diversas áreas de atuação (incluindo serviço social, administração, engenharia, direito, pedagogia, psicologia, comunicação, ciências sociais, arquitetura e letras, entre outras), sendo que a remuneração corresponde a R$ 7.954,09 por mês, contado com o benefício alimentação. 
Já a posição de perito destina-se aos profissionais com graduação em medicina e registro no respectivo conselho regional. O inicial é de R$ 8.988,41, também com o auxílio.

Defasagem de pessoal no INSS


Atualmente, o órgão conta com uma defasagem de quase 20 mil servidores em todo o país, sendo que o maior déficit é para a função de técnico. Com esse quadro, o INSS não consegue atender com eficiência à população.
A situação ainda está mais crítica porque o governo federal diminuiu os recursos para o instituto. Consta no site da Fenasps que um técnico do seguro social, não identificado, comentou que o cenário está caótico: "Falta dinheiro para tudo. Estamos operando no limite da irresponsabilidade. Não por acaso, as pessoas têm reclamado demais do atendimento. O estresse é total".
Veja também:O sabor de ser primeiro lugar no INSSArtigo: Sim, existe vida após o INSSComo estudar para analista do INSSDicas de aprovada no concurso do INSSDicas de professores para o concurso do INSSJustiça proíbe papanicolau em concurso do INSS

Último concurso do INSS


No final de 2015, foi lançado o edital do concurso do INSS para o preenchimento de 950 vagas. Um total de 800 oportunidades foi para o emprego de técnico e as outras 150 para analista - serviço social.
A banca organizadora foi o Cespe/UnB e os participantes passaram por uma prova com questões no estilo certo ou errado. A validade do certame vai encerrar em meados de 2018.
O último concurso do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), cujo resultado foi publicado no dia 4 de agosto, foi um dos mais concorridos da história. Ao todo, a seleção registrou nada menos que 1.087.789 inscrições, sendo 1.043.807 somente para técnico do seguro social - em número de inscritos, o concurso INSS 2016 perde apenas para duas outras seleções: a da Caixa Econômica Federal (CEF) realizada 2014, com 1.156.744 candidatos; e a da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) promovida em 2011, com 1.120.393 participantes.
Considerando que o concurso do INSS ofereceu 800 oportunidades para técnico, é possível concluir que a concorrência para o cargo foi de aproximadamente 1.304 candidatos por vaga. 
Confira o depoimento da 1ª colocada no último concurso do INSS

Atribuições do técnico e analista do seguro social


Quanto às atribuições dos cargos, de acordo com o edital do último concurso INSS, o técnico do seguro social é responsável por proceder ao reconhecimento inicial, manutenção, recurso e revisão de direitos aos benefícios administrados pelo INSS; exercer atividades internas e externas ligadas ao suporte e apoio técnico especializado; executar as atividades de orientação e informação, de acordo com as diretrizes estabelecidas nos atos específicos e outras relacionadas aos fins institucionais do INSS, que venham ser determinadas pela autoridade superior.
Já o analista do seguro social é responsável por prestar atendimento e acompanhamento aos usuários dos serviços prestados pelo INSS e aos seus servidores, aposentados e pensionistas; elaborar, executar, avaliar planos, programas e projetos na área de serviço social e reabilitação profissional; realizar avaliação social quanto ao acesso aos direitos previdenciários e assistenciais; promover estudos socioeconômicos visando a emissão de parecer social para subsidiar o reconhecimento e a manutenção de direitos previdenciários, bem como a decisão médico-pericial; e executar de conformidade com a sua área de formação as demais atividades de competência do INSS.

Continuar lendo

Atualizado: 24/11/2017 - 09:19

Aeronáutica: inscrições para 917 vagas terminam hoje

São oferecidas vagas temporárias em diversas áreas de atuação nos editais da Aeronáutica. Carreiras são para profissionais no nível superior

Em diversos Estados

Por JCConcursos - Camila Diodato

A Aeronáutica lançou três editais que, juntos, somam 917 vagas temporárias distribuídas entre diversos cargos. Todas as oportunidades são para profissionais com nível superior e serão lotadas entre diversos Estados do país.
Para técnicos, há chances nas especialidades de administração, análise de sistemas I, análise de sistemas II, arquitetura, arquivologia, biblioteconomia, ciências contábeis, economia, educação física, enfermagem I, enfermagem II, engenharia cartográfica, engenharia civil, engenharia da computação, engenharia elétrica, engenharia eletrônica, engenharia mecânica, engenharia de metalurgia, engenharia de produção, engenharia química, engenharia de telecomunicações, estatística, fisioterapia, fonoaudiologia, história, jornalismo, museologia, nutrição, pedagogia I, pedagogia II, pedagogia III, pedagogia IV, pedagogia V, psicologia clínica, psicologia educacional, psicologia organizacional, relações públicas, serviço social, serviços jurídicos e terapia ocupacional.
O edital parara magistério tem ofertas para magistério do ensino superior em administração, educação física, língua espanhola, língua inglesa, física; magistério do ensino médio em história, filosofia, língua inglesa, língua portuguesa, artes plásticas, biologia, educação física, sociologia, língua espanhola; e magistério do ensino básico em educação religiosa.
E, por fim, na área da saúde, o concurso da Aeronáutica dispõe de postos nas seguintes especialidades: anestesiologia, cancerologia, cardiologia, cirurgia de cabeça e pescoço, clínica geral, clínica médica, cirurgia pediátrica, cirurgia plástica, cirurgia vascular periférica, dermatologia, endocrinologia, gastroenterologia, geriatria, ginecologia e obstetrícia, hematologia, hemoterapia, infectologia, medicina intensiva, mastologia, medicina de família e comunidade, neurocirurgia, nefrologia, neurologia, oftalmologia, oncologia, otorrinolaringologia, ortopedia, pediatria, pneumologia, proctologia, psiquiatria, radiologia, reumatologia, urologia, cirurgia e traumatologia bucomaxilofaciais, clínica geral odontológica, dentística, endodontia, estomatologia, implantodontia, odontogeriatria, odontologia para pacientes com necessidades especiais, odontopediatria, ortodontia, prótese dentária, periodontia, prótese dental, radiologia odontológica e imaginologia, farmácia bioquímica, farmácia hospitalar, farmácia industrial e medicina veterinária.

Mais detalhes do concurso da Aeronáutica


Os interessados deverão se inscrever até o dia 24 de novembro pessoalmente, ou por intermédio de procurador, nos locais apresentados nos editais em anexo.
A triagem dos participantes ocorrerá por meio de avaliação curricular, concentração inicial, inspeção de saúde inicial, avaliação didática, concentração final e habilitação à incorporação.
Mais informações podem ser conferidas no site da Aeronáuticawww3.fab.mil.br/quadro_de_oficiais_temporarios.php.
Continuar lendo

Atualizado: 23/11/2017 - 15:43

Banco do Brasil: Justiça determina novo concurso

Decisão do Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região (TRT/10ª) pede que novo concurso do BB seja realizado em até dois anos

Escriturário e outros cargos

Por JCConcursos - Fernando Cezar Alves

O Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região (TRT/10ª) determinou que o Banco do Brasil deve realizar novo concurso público para ingresso de servidores dentro de um período de até dois anos. A determinação se deve a um parecer sobre a situação de 6 mil escriturários nomeados para cargos de nível superior por meio de seleção interna, sem realização de efetivo concurso público. A justiça permitiu a manutenção destes servidores nos cargos, desde que a instituição promova a contratação de pessoal. A partir de agora também ficam proibidas novas seleções internas ou nomeações para cargos de confiança.  Porém, a instituição ainda pode recorrer da decisão.  
O processo tramita na justiça desde fevereiro de 2015, quando foram consideradas ilegais as seleções internas, que promovem escriturários de nível médio para cargos que exigem conhecimentos específicos de nível superior.   Na época, ficou decidido que o banco deveria realizar concurso público para cargos de áreas específicas, como advogados, engenheiros e arquitetos. De acordo com o parecer jurídico, na ocasião, havia sido quebrado o princípio de ampla acessibilidade aos cargos, uma vez que pessoas habilitadas àquelas carreiras não poderiam concorrer às vagas existentes, que estavam sendo preenchidas por servidores de cargos de ensino médio, o que foi considerado inconstitucional.

Mesmo com o grande período de tempo sem realizar novo concurso público para escriturário e outros cargos de nível superior, sempre justificando a crise como impedimento para contratação de pessoal, de acordo com dados fornecidos pelo Sindicato dos Bancários e Financiários de São Paulo, Osasco e Região,  a instituição fechou o primeiro trimestre de 2017 com um lucro líquido ajustado de R$2,5 bilhões, o que representa uma variação positiva de 95,6% em relação ao mesmo período de 2016. Já o lucro líquido contábil no período foi de R$ 2,4 bilhões, o que também corresponde a um crescimento de 3,6% em relação ao primeiro trimestre de 2016. Ainda assim, a instituição posterga a realização de novos concursos públicos.

Ainda segundo o sindicato, um dos motivos do bom desempenho se deve ao aumento de tarifas, que contaram com elevação de 10,5%. De acordo coma dirigente do sindicato e funcionária do Banco do Brasil Silvia Muto"é simbólico que um dos principais fatores que impactaram positivamente o lucro do BB seja o aumento de tarifas, o encarecimento dos serviços à população. Isso ocorre ao mesmo tempo em que reduz drasticamente o quadro de funcionários, sobrecarregando bancários e precarizando o atendimento. Ou seja, o banco está pagando mais caro por um serviço pior",diz.

Vale lembrar que no final de 2016, a instituição promoveu um programa de demissão voluntária, que contou com a adesão de 9.400 servidores. Com isto foi feita a realocação de 9.300 pessoas que tiveram seus postos extintos com a redução depostos de atendimento.

Embora ainda não exista uma previsão de quando um novo edital  poderá ser publicado é importante lembrar que, na ocasião, o presidente da instituição, Paulo Rogério Caffarelli, disse que as  seleções deveriam voltar a ocorrer após todo este processo, tendo em vista que, segundo ele, a instituição conta com uma média de 2 mil saídas de funcionários por ano, o que garante a necessidade de igual número de pessoal todos os anos.   

CURSO ONLINE BANCO DO BRASIL - ESCRITURÁRIO


O Banco do Brasil possui, atualmente, 4.972 agências e 1.781 postos de atendimento e em outubro já havia iniciado o encerramento de 51 agências.

Com o aumento dos canais digitais, o banco pretende criar 255unidades de atendimento digital, entre escritórios e agências digitais,com o objetivo de aumentar de 1,3 milhão para 4 milhões de pessoas atendidas por estas unidades até o final de 2017.

Atualmente, o BB conta com 109.159 funcionários, ainda sem considerar os 9.400 que devem ser afastados nos próximos meses.   

Diminuição do quadro do BB

De acordo com informações divulgadas pela Sindicato dos Bancários e Financiários de São Paulo, Osasco e Região, somente no primeiro semestre deste ano, em comparação ao mesmo período de 2015, já havia ocorrido uma redução de 2.710 postos de trabalho no Banco do Brasil.

Ainda de acordo com o sindicato, muitos servidores já haviam deixado a instituição por meio do Plano de Aposentadoria Incentivada (PAI)realizado em 2015, o que fez com que a instituição perdesse servidores com muito tempo de experiência, sem que houvesse reposições, aumentando a sobrecarga de trabalho em diversos setores, principalmente nas agências.

De acordo com portaria divulgada em 23 de setembro de 2015, pelo Departamento de Coordenação e Governança das Empresas Estatais (Dest) do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG), o quadro de pessoal do Banco do Brasil fica determinado em 115.495servidores. Com o total de 109.159 atuais, o banco já conta com uma carência de pelo menos 6.336 funcionários.

O Estado de São Paulo é um dos que mais está sofrendo com a necessidade de pessoal, uma vez que não conta com concurso em validade para escriturários desde 8 de maio de 2016, quando encerrado o prazo da seleção anterior,de 2013. Com isto, a instituição já não possui condições de suprir eventuais necessidades que forem surgindo, nem como promover a manutenção de seu quadro.

Além de São Paulo, o concurso de 2013 também inclui as regiões de Alagoas, Bahia, Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso do Sul, parte de Minas Gerais, Pará e Tocantins.

Além disso, existe uma seleção com prioridade, para preenchimento de vagas em seis Estados, cuja validade do certame anterior encerrou em setembro de 2015. Neste caso, abrange os estados de Espírito Santo,Minas Gerais, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e parte do Amazonas. 

Decisão Judicial

Vale lembrar que, desde 2015, em decorrência de um processo judicial na 20ª Vara do Trabalho, em Brasília, os concursos do BB devem indicar o número de vagas a serem preenchidas durante o prazo de validade, não sendo mais somente para formar cadastro reserva, como era praticado.

Além disso, o acordo com o MPT que determina que os editais tragam a oferta de vagas, também permite que o BB mantenha um cadastro de pessoal, para necessidades excedentes ao número indicado no certame, o que pode elevar muito o total de contratações.
A remuneração atual do cargo é de R$3.644,48, contando com salário base de R$ 2.449,98, ajuda alimentação de R$ 652,98 e vale-refeição de R$ 491,52. Os servidores também recebem vale-cultura de R$ 50.

Como benefícios, o Banco do Brasil oferece possibilidade de ascensão e desenvolvimento profissional, participação nos lucros e resultados, vale-transporte, auxílio-creche, auxílio afilho com deficiência, plano odontológico, assistência médica e previdência privada.

Para concorrer ao cargo de escriturário basta possuir apenas certificado de ensino médio emitido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC)
Mesmo com o atual cenário, quem estiver interessado em iniciar os estudos para o cargo pode ter como base  o conteúdo programático dos concursos anteriores, como o último, realizado para a Região Nordeste.

Prepare-se para o concurso do Banco do Brasil

O JC Concursos selecionou materiais preparatórios atualizados e de qualidade, através dos links abaixo, de fornecedores experientes e com índices de aprovação, para garantir o seu melhor investimento para o concurso do Banco do Brasil.
VIDEOAULAS DE CONHECIMENTOS BANCÁRIOSSIMULADO ONLINE BANCO DO BRASILPROVA ANTERIOR BANCO DO BRASIL
APOSTILA CONCURSO BANCO DO BRASIL - ESCRITURÁRIO
CURSO ONLINE CONCURSO BANCO DO BRASIL

Atribuições do escriturário do BB


Cabe ao servidor a comercialização de produtos e serviços do banco,atendimento ao público, atuação no caixa (eventualmente), contato com clientes, prestação de informações aos clientes e usuários, redação de correspondências em geral, conferência de relatórios e documentos,controles estatísticos, atualização/manutenção de dados em sistemas operacionais informatizados e execução de outras tarefas inerentes ao conteúdo ocupacional do cargo.

O processo seletivo do Banco do Brasil


O último certame foi realizado em 2015, sob a organização da Fundação Cesgranrio.

A avaliação foi composta de 70 questões objetivas, sendo 25 de conhecimentos básicos e 45 de conhecimentos específicos. A parte de conhecimentos básicos contou com temas sobre língua portuguesa (dez perguntas), raciocínio lógico-matemático (dez) e atualidade do mercado financeiro (cinco). Já em conhecimentos específicos, cultura organizacional (cinco), técnicas de vendas (dez), atendimento (dez),domínio produtivo da informática (cinco), conhecimentos bancários (dez) e língua inglesa (cinco). Os candidatos também foram submetidos a uma redação.

Os aprovados no concurso do Banco do Brasil ainda passaram por perícia médica e procedimentos admissionais, de caráter meramente eliminatório.

Dicas de informática para o concurso do BB


A melhor forma de se preparar para as questões de informática para a próxima prova do Banco do Brasil é através de provas anteriores da banca organizadora Cesgranrio,independente de para qual órgão público a prova foi aplicada, sendo necessário que as questões estejam dentro do programa e desde que tenham sido aplicadas no máximo há dois anos, pois provas mais antigas tinham abordagem de outros tópicos e outras versões dos programas abordados,como o Windows e Pacote Microsoft Office. Das principais bancas organizadoras, ela é uma das mais recorrente nos temas e abordagens, e analisando as provas anteriores, é possível ter uma boa base dos principais temas, além de conhecer o estilo de prova da Cesgranrio, que não tem a tradição de apresentar enunciados complexos, e geralmente não apresenta questões interdisciplinares, o que nivela muito a pontuação final entre os candidatos.

O edital geralmente apresenta os seguintes tópicos: Windows 7/8, onde o principal são os aplicativos e utilitários nativos e arquiteturas de 32e64 bits, Word, Excel e Powerpoint, com a abordagem da manipulação de conteúdo de cada programa, valendo destaque para o Excel, com funções como SE e SOMASE. É importante destacar ainda que nas questões sobre tais programas do pacote Microsoft Office, também podem ser abordadas as guias e características das janelas e áreas de trabalho.

Sobre a Internet, a abordagem será concentrada na navegação em sites, e elementos como pop-up e cookies e e-mails, tanto utilizando webmails quanto clientes de e mail. É importante estudar os protocolos vinculados aos serviços da internet, como a pilha TCP/IP, Http, Https, SMTP, POP3,IMAP4, etc, além do conceito de cloud computing e cloud storage e redes sociais, com destaque para o Facebook e Twitter.

Segurança da informação também é geralmente abordada em provas do Banco do Brasil, seja através do Windows (Firewall e Windows Defense), Pacote Office (senhas de proteção e gravação) ou internet (e-mails maliciosos). Estude desde já, ninguém é aprovado focando apenas após a publicação do edital.

Luiz Rezende é professor de informática no AlfaCon Concursos Públicos

Pesquise material preparatório para o concurso Banco do Brasil (BB)


Atualizado: 23/11/2017 - 12:55

Receita Federal: alta defasagem deve agilizar concurso

Oportunidades solicitadas ao Ministério do Planejamento são para as carreiras de auditor-fiscal e analista tributário. Iniciais do concurso da Receita serão de até R$ 16,2 mil

Pedido para 2.083 vagas

Por JCConcursos - Camila Diodato

A Receita Federal do Brasil (RFB) é um dos órgãos do âmbito federal que solicitaram autorização para abertura de concurso ao Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPDG). Recentemente, o ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, trouxe esperança à Receit a e também aos concurseiros, ao anunciar que reservaria orçamento para a contratação de pessoal em 2018.
No momento, o órgão sofre com uma alta defasagem de pessoal e isso deve acelerar a liberação do aval. A cada novo levantamento cresce o número de postos vagos na RFB e a tendência é que o quadro de pessoal fique cada vez mais escasso, caso uma nova seleção não ocorra.
Em abril deste ano, a Receita Federal tinha 20.321 postos em aberto, mas os dados recentes apontam que há um déficit de 20.639 servidores, sendo 10.789 auditores e 9.850 analistas. A situação pode ficar mais crítica, ainda mais que cerca de 20% do pessoal já está apto a se aposentar.

Pedido do concurso da Receita Federal


Em maio, o Ministério da Fazenda encaminhou ao Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPDG) pedido para que sejam liberadas à Receita Federal 2.083 oportunidades para auditor-fiscal e analista tributário.
Do total de ofertas requeridas, 630 são para auditor e 1.453 para analista. Ambas as carreiras aceitam profissionais com formação superior completa em diversas áreas de atuação. A remuneração inicial corresponde a R$ 16.201,64 e a R$ 9.714,42, respectivamente, já incluindo o vale-alimentação de R$ 458.
Veja também: simulado completo para o concurso da Receita

Concurso para a área administrativa


Outra seleção aguardada é a que contempla 400 vagas para os cargos de assistente-técnico administrativo e analista administrativo, com lotação no quadro de pessoal da Receita Federal. Vale ressaltar que o lançamento do edital, assim que autorizado pelo MPDG, é feito pelo Ministério da Fazenda, que depois distribui as oportunidades para o seu quadro e o da RFB.
APOSTILAS RECEITA FEDERAL - AUDITORCURSO ONLINE RECEITA FEDERAL - AUDITOR FISCAL
Para concorrer a assistente é necessário possuir ensino médio, sendo que o salário inicial, atualizado, é de R$ 4.137,97, considerando o vale-alimentação de R$ 458. Já a função de analista administrativo pede nível superior e oferece vencimento de R$ 5.490,09, incluindo o benefício.

Ads

Receita Federal solicita 2.083 vagas

Essa é sua chance. São mais de 2 mil oportunidades com remuneração de até R$ 19.669. A Central de Concursos vai ajudar você a garantir sua vaga e reescrever sua carreira. Confira.

Uma vez autorizado, o concurso de contará com uma grande parte das vagas destinadas para o Estado de São Paulo, por não ter sido contemplado na última seleção para os cargos administrativos.

Preparação para o concurso da Receita Federal


Por ser considerado um dos concursos mais concorridos do Brasil, já que soma milhares de concorrentes, quem deseja conquistar um posto na RFB deve iniciar os estudos com antecedência. Em entrevista anterior ao JC, o auditor-fiscal da Receita Federal e ex-presidente do Sindifisco Nacional (Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil), Pedro Delarue, comentou que “as provas são disputadíssimas e as pessoas que estão estudando estão super preparadas, então, é necessário estudar bastante, já que há uma grande variedade de temas”.
Uma opção para se preparar para a seleção é analisar o conteúdo programático e as avaliações dos processos seletivos anteriores. 

Último concurso da Receita Federal

No caso de assistente técnico-administrativo, o concurso anterior ocorreu em 2014, sendo organizado pela Escola de Administração Fazendária (Esaf). A prova contou com 70 questões, sendo 50 de conhecimentos básicos e 20 de conhecimentos específicos. Em conhecimentos básicos foram 20 de língua portuguesa, dez de matemática e raciocínio lógico, dez de conhecimentos de informática e dez de atualidades. Em conhecimentos específicos, cinco de gestão de pessoas e atendimento ao público, cinco de ética do servidor na administração pública, cinco de administração pública brasileira e cinco do regime jurídico dos agentes públicos. Informática e atualidades contaram com peso um e as demais disciplinas, com peso dois.  

Prepare-se para o concurso Receita Federal

PROVA ANTERIOR RFB
Para analista técnico administrativo, a última seleção foi em 2013, também organizada pela Esaf. O cargo contou com duas provas, sendo a primeira com 65 questões de conhecimentos básicos e a segunda com 50 de conhecimentos específicos. Em conhecimentos gerais foram 15 de língua portuguesa, dez de atualidades, dez de raciocínio lógico quantitativo, dez de direito constitucional dez de direito administrativo e dez de informática básica. Língua portuguesa e conhecimentos específicos tiveram peso dois, enquanto as demais disciplinas contaram com peso um. Além disso, os candidatos foram submetidos a uma prova discursiva.

Saiba mais sobre o concurso da Receita Federal


Atualizado: 23/11/2017 - 12:25

Previc pretende abrir concurso público para 121 vagas

Solicitação para a abertura do concurso da Previc é para os cargos de especialista, analista, técnico, administrador e atuário. Oportunidades nos níveis médio e superior de ensino

Pedido no Planejamento

Por JCConcursos - Camila Diodato

Um dos órgãos federais que pretendem abrir concurso público é a Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc). A instituição já encaminhou ao Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPDG) pedido para 121 vagas distribuídas entre cargos de níveis médio e superior.
O Serviço de Informações ao Cidadão do MPDG chegou a informar que a solicitação refere-se aos cargos de  especialista em previdência social (48 oportunidades), analista administrativo (23), técnico administrativo (39), administrador (11) e atuário (7).
A função de técnico se destina aos participantes que concluíram o ensino médio, enquanto as demais aceitam profissionais com formação superior em diversas áreas de atuação.
O próximo passo para a realização do concurso da Previc é a autorização por parte do ministro do MPDG. Assim que sair o aval será possível iniciar os preparativos da seleção.

Edital do último concurso da Previc


A Previc lançou, em 2010, um processo seletivo com 100 postos destinados a profissionais com níveis médio e superior. Na ocasião, o Cespe/UnB organizou o certame e as chances foram lotadas no Distrito Federal e em Minas Gerais.
Profissionais com certificado de ensino médio conseguiram se candidatar à colocação de técnico administrativo, que apresentou 20 oportunidades.
Aos candidatos com formação superior foram disponibilizadas vagas para os cargos de analista administrativo/administrativa (14), analista administrativo/contábil (1), analista administrativo/tecnologia da informação (5), especialista em previdência complementar/atuarial (27) e especialista em previdência/finanças e contábil (33).
Na época, as remunerações iniciais oferecidas pela superintendência oscilaram entre R$ 4.582,79 e R$ 10.019,20.
A triagem ocorreu por meio de provas objetivas e testes discursivos para todos os participantes. Depois houve contagem por ponto de títulos para especialista.

Sobre a Previc


Criada pela lei nº 12.154, de 23 de dezembro de 2009, a Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc) é uma autarquia de natureza especial, dotada de autonomia administrativa e financeira e patrimônio próprio, vinculada ao Ministério da Previdência Social e com sede e foro no Distrito Federal.
A Previc atua em todo o território nacional como entidade de fiscalização e de supervisão das atividades das entidades fechadas de previdência complementar. Ela é responsável também pela execução das políticas para o regime de previdência complementar, operado pelas entidades fechadas de previdência complementar (EFPC), observadas as disposições constitucionais e legais aplicáveis.
Os escritórios regionais do órgão estão localizados nos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Pernambuco.

Atualizado: 22/11/2017 - 14:36

AGU: pedido de concurso avança 13 vezes em uma semana

Embora a AGU tenha confirmado aval do ministério para o preenchimento de 100 oportunidades, o processo ainda tramita internamente no órgão

 Níveis médio e superior

Por JCConcursos - Fernando Cezar Alves

O pedido de autorização do novo concurso público da Advocacia Geral da União (AGU) sofreu nada menos do que 13 avanços, em setores internos do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPDG) na última semana. O processo, que estava parado desde 10 de agosto, no último dia 14 de novembro foi encaminhado para a Divisão de Concursos e Coordenação Geral de Despesas de Pessoal. Além disso, na última segunda, 20 de novembro, o processo tramitou por mais dez setores e desde a última terça, 21 de novembro, está em análise na Divisão de Concursos Públicos. A intensidade de movimentações nos últimos dias pode representar que o certame está cada vez mais próximo de ser efetivamente autorizado.
O pedido encaminhado pelo órgão é de 1.364 vagas. Porém, em 18 de julho, a AGU chegou a anunciar, por meio de sua assessoria de imprensa, que a seleção já havia sido autorizada pelo MPDG, para o preenchimento de 100 oportunidades. No entanto, a autorização não chegou a ser efetivamente publicada em diário oficial na ocasião e processo do pedido continua tramitando internamente no ministério.   “A realização deste concurso é um passo importante no processo de fortalecimento do quadro de servidores da AGU. Todos nós sabemos que as vitórias obtidas pela nossa instituição somente serão possíveis graças, também, à incansável dedicação diária de nossos servidores”, disse, quando do envio do pedido do concurso, a advogada-geral da União, ministra Grace Mendonça.
De acordo com informações da assessoria de imprensa da AGU, a seleção contará com oportunidades de níveis médio e superior, mas a distribuição por escolaridade ainda será confirmada. Mas já está certo que serão para áreas de apoio às carreiras jurídicas do órgão. 
As remunerações iniciais, já confirmadas, serão de R$ 4.100 para cargos com exigência de ensino médio e R$ 6.200 para aqueles com exigência de nível superior, considerando vencimentos básicos e gratificações.

Cargos solicitados pela AGU


Embora a distribuição das vagas imediatas e cadastros ainda não tenha sido confirmada, a expectativa é de que sejam para as carreiras do pedido de 1.364 postos encaminhado ao Ministério do Planejamento. Do total solicitado, 782 foram para cargos de ensino médio e 582 para nível superior.
Para ensino médio, o pedido foi para os cargos de assistente técnico administrativo (com 349 vagas) e técnico em contabilidade (433). Desta forma, a expectativa é de que as duas carreiras constem na nova seleção, embora com oferta menor de vagas.
Para nível superior, o pedido foi para os cargos de administrador (170), analista de sistemas (38), analista técnico administrativo (20), arquivista (17), bibliotecário (18), engenheiro (15), contador (258), estatístico (16), médico (9), técnico em assuntos educacionais (10) e técnico em comunicação social (11). 

Ads

Material especial - Concurso AGU

O Estratégia Concursos preparou material completo, com aulas gratuitas, vídeos e questões comentadas para a sua preparação. Confira 


Novas vagas

 Vale ressaltar que tramita na Câmara dos Deputados o projeto de lei 6788/17, que cria mais 3.000 vagas no órgão, sendo 2.000 para o cargo de analista técnico de apoio à atividade jurídica e 1.000 para técnico de apoio à atividade jurídica.
Para técnico, para concorrer será exigido apenas ensino médio, com inicial de R$ 4.669,35, com gratificações. Para analistas, nível superior, com inicial de R$ 6.985,34.  

Mais informações sobre este projeto podem ser obtidas aqui

Concurso Anterior

O último concurso da AGU para cargos da área de apoio operacional ocorreu em 2014, quando foram oferecidas 100 oportunidades, para preenchimento para a sede, em Brasília, bem como para a Secretaria de Portos da Presidência da República (SEP/PR), pelo regime jurídico únicos dos servidores civis da união, autarquias e fundações públicas federais.

Para o quadro de nível superior da AGU foram oferecidas oportunidades para os cargos de analista de sistemas (10 postos), analista técnico administrativo (34), bibliotecário com registro profissional (3) e técnico em comunicação social (3). Para quem possui formação técnica, a oferta foi de dez vagas para a carreira de técnico em contabilidade.

Já na Secretaria dos Portos, para nível médio foram dez vagas para agente administrativo e sete para técnico em contabilidade. Para nível superior, a oferta foi para os cargos de administrador (4), analista técnico administrativo (15), contador (2) e economista (2).

A banca organizadora do concurso, na ocasião, foi o Idecan.

Antes disso, a seleção anterior para a área técnica ocorreu em 2006, quando foram registrados 25 mil inscritos para a oferta de 336 vagas, somente para candidatos de nível superior, para os cargos de administrador, contador, economista e engenheiro. Neste caso, a banca organizadora foi o Núcleo de Computação Eletrônica da Universidade do Rio de Janeiro (NCE/UFRJ).

concurso-AGU

Sobre a AGU

Cabe à Advocacia Geral da União representar a União, judicial e extrajudicialmente, cabendo-lhe, nos termos da lei complementar que dispuser sobre sua organização e funcionamento, as atividades de consultoria e assessoramento jurídico do Poder Executivo. Em termos de representação judicial, sua atividade é exercida em defesa dos interesses dos referidos entes nas ações judiciais em que a União figura como autora, ré ou, ainda, terceira interessada. A representação extrajudicial é exercida perante entidades não vinculadas à justiça, como órgãos administrativos da própria união, estados ou municípios.

Atualizado: 21/11/2017 - 12:25

PEC para concurso de procurador segue na ordem do dia

Proposta, que vem tramitando no Congresso Nacional desde 2003, agora depende apenas de um parecer final

Cria o cargo em todos os municípios

Por JCConcursos - Fernando Cezar Alves

Segue na ordem do dia, para ser votada no plenário do Senado Federal, a Proposta de Emenda à Constituição 17/2012, que determina a obrigatoriedade de existência da carreira de procurador em todos os municípios, para preenchimento por meio de concurso público. O projeto já está pronto para votação no plenário desde 15 de maio, mas até o momento não foi avaliado pelos senadores.

Caso aprovado, o artigo 132 da Constituição Federal passará a ter a seguinte redação:  “Os procuradores dos estados, municípios e Distrito Federal, organizados em carreira, no qual o ingresso dependerá de concurso público de provas e títulos, com a participação da Ordem dos Advogados do Brasil em todas as suas fases, exercerão a representação judicial e a consultoria jurídica das respectivas unidades federadas”.

De acordo com a proposta original, apresentada na Câmara dos Deputados, em 2003, “nada justifica excluir os municípios da exigência constitucional de organizarem suas carreiras de procurador. Nada mais justifica a possibilidade de ausência de controle de legalidade ou um controle deficiente, decorrente da falta de mão de obra especializada ou de entrega de tal controle a pessoas estranhas ao quadro efetivo da administração municipal”.

Ainda de acordo com a justificativa do projeto, a ausência de pareceres proferidos por procuradores concursados leva à descredibilidade da administração pública frente aos órgãos externos de controle, tribunais de contas e Ministério Público.

O projeto também determina que em casos de municípios com menor potencial econômico deverão instituir a carreira, porém, de forma proporcional às suas possibilidades.     

Atualizado: 21/11/2017 - 09:31

Cofeci/DF prorroga inscrição de concurso com 120 vagas

Ofertas no concurso do Conselho Federal de Corretores de Imóveis são para serviços de recepção, serviços operacionais, auxiliar administrativo e assistente de TI

Níveis médio e técnico

Por JCConcursos - Patricia Lavezzo

Foram prorrogadas as inscrição do concurso do Cofeci/DF - Conselho Federal de Corretores de Imóveis, com sede no Distrito Federal. A seleção dispõe de 120 vagas, sendo cinco imediatas e 115 para formação de cadastro reserva (CR) de eventuais oportunidades. Novo prazo encerra nesta terça-feira (21).
Segundo o edital, o cadastro reserva somente será aproveitado mediante abertura de novas vagas, atendendo aos interesses de conveniência e de oportunidade do Cofeci, dentro do prazo de validade do concurso (de dois anos, contados a partir da data de publicação da homologação do resultado final, prorrogável uma única vez por igual período). 

Vagas no Cofeci/DF


Aqueles que têm o ensino médio completo podem se inscrever para as funções de serviços de recepção (1 vaga + 14 CR) e serviços operacionais (2 + 28 CR), cujo salário inicial é de R$ 1.247,39, além de auxiliar administrativo ( 1 + 59 CR), com ganhos de R$ 2.593,23. 
APOSTILAS ONLINE E IMPRESSA Cofeci/DF - AUXILIAR ADMINISTRATIVO / SERVIÇOS OPERACIONAIS  E DE RECEPÇÃO
O cargo de assistente de TI (1 + 14 CR) requer ensino médio e curso técnico específico. A remuneração é de 2.593,23.
Além dos vencimentos, o Cofeci/DF oferece para os seus servidores os seguintes benefícios: vale-refeição no valor de R$ 770 por mês; assistência médica; e vale-transporte. 

Como participar do concurso do Cofeci/DF


O formulário de inscrição está disponível no endereço eletrônico do Instituto Quadrix (http://www.quadrix.org.br), organizador do processo seletivo. 
Os valores da taxa são de R$ 30 para os empregos de serviços de recepção e serviços operacionais; e R$ 55 para auxiliar administrativo e assistente de TI. O pagamento do boleto bancário poderá ser efetuado até a data limite de 14 de novembro. 

Prova do concurso do Cofeci/DF


Todos os candidatos inscritos no concurso do Cofeci/DF disputarão uma única etapa: prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório. Ela será composta por 120 questões, sendo 40 sobre conhecimentos básicos, 250 sobre conhecimentos complementares e 60 sobre conhecimentos específicos. 
Com duração máxima de três horas, o exame será aplicado no dia 10 de dezembro para os cargos de serviços operacionais e auxiliar administrativo, e no dia 17 de dezembro para serviços de recepção e assistente de TI.

Atualizado: 14/11/2017 - 13:16

Concurso TST: provas ocorrem neste domingo (19)

Oferta no concurso do TST (Tribunal Superior do Trabalho) é de 52 vagas para níveis médio e superior, com remunerações de até R$ 10,4 mil

Técnico e analista

Por JCConcursos - Patricia Lavezzo

Os 105.370 inscritos para o concurso do TST (Tribunal Superior do Trabalho) realizam no domingo, 19, as provas objetiva e discursiva. A seleção visa o provimento de 52 vagas para os cargos de técnico e analista judiciários, sendo três reservadas a pessoas com deficiência e nove aos negros.

A aplicação ocorrerá em Brasília/DF e nas Regiões Administrativas de Águas Claras, Ceilândia, Guará, Sobradinho e Taguatinga. A convocação pode ser conferida neste link.  

O processo seletivo também formará cadastro reserva para eventuais oportunidades, obedecida a ordem classificatória, durante o prazo de validade do concurso (de dois anos, a contar da data da publicação da homologação do resultado final, prorrogável uma única vez por igual período, a critério do TST).

Vagas no concurso TST


Profissionais que concluíram o ensino médio pôde se inscrever para o cargo de técnico judiciário nas áreas administrativa (22 vagas), administrativa - especialidade segurança judiciária (2) e administrativa - especialidade programação (17). 
APOSTILAS ONLINE E IMPRESSA TST - TÉCNICO  E ANALISTA JUDICIÁRIOS CURSO ONLINE TST - TÉCNICO E ANALISTA JUDICIÁRIO
Quem possui nível superior encontrou opões como analista judiciário nas áreas administrativa (3), judiciária (3), apoio especializado - especialidade análise de sistemas (1), apoio especializado - especialidade contabilidade (1), apoio especializado - especialidade suporte em tecnologia da informação (1) e apoio especializado - especialidade taquigrafia (2). 


Ads

Curso intensivo gratuito para concursos TST

Para ajudar na preparação dos que realmente desejam passar nesse concurso, o Estratégia Concursos transmitirá gratuitamente e ao vivo o Curso Intensivo TST, do dia 14 até 25 de agosto. Inscreva-se e participe gratuitamente.


Os salários iniciais oferecidos pelo TST são de R$ 6.376,41 para técnico judiciário e R$ 10.461,90 para analista judiciário, já inclusa a gratificação de atividade jurídica, para carga horária semanal de 40 horas.

Provas do concurso TST 2017 


Os candidatos serão avaliados por meio de prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório. Ela será composta por questões de múltipla escolha que versarão sobre as disciplinas de língua portuguesa, raciocínio lógico-matemático, noções sobre direitos das pessoas com deficiência, regimento interno do TST e/ou conhecimentos específicos. 
Todos os inscritos ainda realizarão avaliações discursiva, discursiva - estudo de caso e discursiva-redação, conforme o cargo pleiteado.

O concurso TST ainda contará com prova prática de capacidade física para a função de técnico judiciário - área administrativa especialidade segurança judiciária e prova prática de taquigrafia para analista judiciário - área apoio especializado - especialidade taquigrafia. 

Atribuições dos cargos de nível médio do TST


Técnico judiciário área administrativa - prestar suporte técnico e administrativo às unidades organizacionais, magistrados e órgãos judicantes; executar trabalhos de redação e digitação de natureza variada, revisando-os antes de sua entrega definitiva; arquivar documentos em geral; efetuar tarefas relacionadas à movimentação e guarda de processos e de expedientes diversos; prestar informações ao público sobre questões relacionadas a sua unidade de trabalho; classificar e autuar processos; realizar estudos, pesquisas preliminares e rotinas administrativas; executar outras tarefas da mesma natureza e grau de complexidade.
Técnico judiciário área administrativa na especialidade de segurança judiciária - atuar na segurança pessoal dos senhores ministros e outras autoridades, em âmbito interno, com vistas a assegurar a integridade física; realizar investigações preliminares; conduzir veículos automotores para atender os ministros ou a segurança, quando necessário, nos termos da legislação vigente e de acordo com as instruções recebidas; vistoriar veículos e registrar a movimentação e o recolhimento tendo em vista o controle de sua utilização e localização; prestar primeiros socorros às vítimas de sinistros e outras situações de risco; atuar na segurança física e patrimonial das instalações do TST, com vistas à manutenção da ordem e garantia das normas vigentes, operando equipamentos quando necessário; verificar a permanência dos vigilantes nos postos de serviço, prestando o apoio necessário; fiscalizar as atividades de controle de entrada e saída de materiais, equipamentos e volumes das dependências do TST; executar ações de coordenação das atividades de prevenção e combate a incêndio e outros sinistros; auxiliar no serviço do gabinete, mediante determinação do ministro; executar outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade.
Técnico judiciário área apoio especializado na especialidade de programação - elaborar programas, distinguindo seus objetivos, módulos e interligações, a fim de implementar e/ou manter o sistema definido pelo analista de sistemas; codificar, testar e documentar os programas; participar da definição de programas; programar utilitários e rotinas de apoio a sistemas operacionais; prestar atendimento às unidades do TST; executar outras atividades da mesma natureza e grau de complexidade.

Atualizado: 13/11/2017 - 12:15

Concurso AGU: PL que cria 3.000 vagas tem novo relator

Proposta visa criar 1.000 postos na AGU para o cargo de técnico, com exigência de ensino médio, e 2.000 para analista, de nível superior

Na Câmara dos Deputados

Por JCConcursos - Fernando Cezar Alves

O deputado Covatti Filho (PP/RS) foi designado, no último dia 8 de novembro, pela Comissão de Finanças e Tributação da  Câmara dos Deputados, como relator do projeto de lei 6788/2017, do Poder Executivo, que reestrutura as carreiras de tecnologia da informação e cargos de suporte de atividades tributárias e aduaneiras da Receita Federal e reestrutura o quadro de pessoal da Advocacia Geral da União (AGU). A proposta cria 3.000 vagas na AGU, sendo 2.000 para o cargo de analista técnico de apoio à atividade jurídica e 1.000 para a carreira de técnico de apoio à atividade jurídica

Agora, cabe ao relator dar um parecer para que a comissão possa votar a proposta que, caso aprovada, ainda deve passar pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania, antes de ser votada definitivamente no plenário da casa.  

Em 10 de abril, a Associação dos Servidores da Advocacia Geral da União (Asagu) encaminhou um ofício para a Coordenação de Comissões Permanentes (CCP) da Câmara, solicitando a aprovação do projeto.

De acordo com o ofício enviado pelo presidente da Associação, Dantos Freitas Azevedo, existem diversas razões que tornam necessária a ampliação do quadro de pessoal da AGU. A primeira é que o quadro de pessoal é composto de 1.500 servidores, o que representa apenas 38% do total da área administrativa do órgão. Os 62% restantes, aproximadamente 2.700 servidores, são cedidos de outros órgãos ou empresas públicas. Além disso, segundo o pedido, até o final de 2018, 44% dos servidores técnicos administrativos estarão em condições de se aposentar. Explica, ainda, que sem a criação de uma carreira na área administrativa, a AGU continuará utilizando pessoal requisitado, que geram um custo mensal de R$ 4 milhões, sem que sejam servidores do órgão. “Se esse considerável valor mensal fosse convertido para a criação de novos cargos, considerando a remuneração inicial a partir de janeiro de 2017, teríamos a substituição por 567 servidores de nível superior ou 848 de nível médio ou, ainda, 1.095 de nível auxiliar”,explica.

Ressalta, ainda, que o Tribunal de Contas da União (TCU) já se manifestou, em relatório de levantamento das funções essenciais à justiça,sobre a necessidade de criação de uma estrutura de apoio administrativo na AGU e que a criação dos cargos de técnico e analista seria condicionada à extinção de cargos vagos, sem impacto financeiro.


Ads

Material especial - Concurso AGU

O Estratégia Concursos preparou material completo, com aulas gratuitas, vídeos e questões comentadas para a sua preparação. Confira

Para concorrer ao cargo de técnico será necessário possuir apenas ensino médio e para analista, curso de nível superior, que poderá ser em qualquer área ou em áreas específicas, dependendo da área de atuação para qual o respectivo concurso for realizado.

A remuneração básica dos técnicos será de R$ 1.749,57, podendo chegar a R$ 4.669,35 com as gratificações. No caso dos analistas, inicial de R$ 2.220, podendo chegar a R$ 6.985,34 com os complementos.

Vantagens

Além da remuneração básica, os aprovados no concurso contarão com gratificação de desempenho e gratificação específica de apoio técnico administrativo.  Os servidores contarão com até 20 pontos de avaliação de desempenho individual e até 80 pontos para avaliação de desempenho institucional. A soma das avaliações individuais e institucionais serão multiplicados pelo valor do ponto, para então definir o total que será acrescido à remuneração básica do servidor. A jornada de trabalho, para os dois cargos, será de 40 horas semanais.

 

Progressão

Para os técnicos, a carreira contará com quatro classes, com cinco padrões na primeira, seis nas duas seguintes e três na última. A progressão salarial será a seguinte: classe A-I – R$ 1.749,57; A-II – R$ 1.767,06; A-III – R$ 1.784,74; A-IV – R$ 1.802,58; A-V – R$ 1.820,61; B-I – R$ 1.848,91; B-II – R$ 1.866,40; B-III – R$ 1.885,06; B-IV – R$ 1.903,91; B-V – R$ 1.922,95; e B-VI – R$ 1.942,19; C-I – R$ 1.971,32; C-II – R$ 1.991,03; C-III – R$ 2.010,95; C-IV - R$ 2.031,06; C-V – R$ 2.051,37; C-VI – R$ 2.071,88; Especial-I – R$ 2.102,96; Especial-II – R$ 2.123,99 e Especial-III – R$ 2.145,23.

Para os analistas: AI – R$ 2.220,09; AII – R$ 2.282,26; AIII – R$ 2.346,16; AIV – R$ 2.411,86; AV- R$ 2.479,39; BI – R$ 2.553,77; BII – R$ 2.625,27; BIII – R$ 2.698,78; BIV – R$ 2.774,35; BV – R$ 2.852,03; BVI – R$ 2.931,89; CI – R$ 3.019,85; CII – R$ 3.104,40; CIII – R$ 3.191,32; CIV – R$ 3.280,67; CV – R$ 3.372,54; CVI – R$ 3.466,96; Especial I – R$ 3.570,97; Especial II – R$ 3.670,95; e Especial – R$ 3.773,74.  

De acordo com a proposta, a criação das vagas se tornará viável, por não acarretar aumento de despesas para o governo, uma vez que as remunerações corresponderão aos de atuais cargos auxiliares, que serão extintos.  

Atualizado: 10/11/2017 - 11:51

Novacap/DF: edital na primeira quinzena de dezembro

Ao todo serão oferecidas 96 oportunidades. Critérios de avaliação e taxas previstas já foram antecipados. Provas deverão ocorrer em fevereiro

Níveis médio e superior

Por JCConcursos - Fernando Cezar Alves

O diretor presidente da Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap), no Distrito Federal, Júlio Menegotto, anunciou, na última quinta-feira, 9 de novembro, que o edital do novo concurso público do órgão será publicado já na primeira quinzena de dezembro, com aplicação das provas prevista para a segunda quinzena de fevereiro. Ainda na quinta-feira, o órgão publicou,  em diário oficial,  a assinatura do contrato com a banca organizadora do certame, a Inaz do Pará. Também foi publicada a instrução 313, que oficializa os  membros da comissão organizadora

Ao todo serão oferecidas 96 vagas, sendo 36 para cargos com exigência de ensino médio ou médio técnico e 60 para nível superior, além de formar cadastro reserva de pessoal.

A comissão do certame, oficializada por meio de publicação em diário oficial, é presidida pelo diretor de departamento Marcos Aurélio Pereira Lisboa Lopes. Também fazem parte da comissão os chefes de departamento Diógenes da Silva Costa e Adriana Gonçalves de Oliveira, bem como o técnico de recursos humanos José Alberto Barros.


Ensino Médio

Quem possui ensino médio poderá concorrer aos cargos de agente administrativo (3 vagas), auxiliar de enfermagem do trabalho (2), técnico agrícola (12), técnico em edificações (14), técnico em segurança do trabalho (2) e topógrafo (3).

Nível Superior

No caso de nível superior, as oportunidades serão para as carreiras de administrador (1), advogado (9), analista de sistemas (2), arquiteto (2), arquivista (2), contador (2), engenheiro agrimensor (2), engenheiro agrônomo (7), engenheiro civil (27), engenheiro mecânico (2), geólogo (1), médico do trabalho (1) e técnico de recursos humanos (2). 

As taxas previstas pelo termo de referência da licitação eram de R$ 53,33 para os cargos com exigência de ensino médio e R$ 65,33 para os de nível superior. Porém, com o término  do processo ficou definido que o valor cobrado será muito menor, de apenas R$ 6 para os cargos com exigência de ensino médio e R$ 7 para nível superior.

O documento de licitação também determina que, quando iniciado, o concurso contará com provas objetivas, práticas e discursivas, sendo que os exames objetivos deverão contar com pelo menos 60 questões, sendo 30 de conhecimentos gerais e 30 de conhecimentos específicos, além da possibilidade de uma questão discursiva.

Histórico

A realização do concurso vem sendo aguardada desde 2013, em decorrência da grande carência de servidores, mas acabou não se concretizando na ocasião devido a um processo de mudança no plano de empregos, carreiras e remunerações em andamento.  Em 2013, um pedido de concurso chegou a ser encaminhado para a Secretaria Estadual de Administração Pública do Distrito Federal (SEAP/GDF), para o preenchimento de 379 postos, além de formar cadastro reserva de pessoal.  
 Na ocasião, o pedido já contemplava a oferta de pelo menos duas vagas para o cargo de analista de sistemas, nove para advogados e 27 para engenheiros, sendo 23 para engenheiro civil, duas para engenheiro ambiental e duas para engenheiro eletricista. 

O órgão

A Novacap foi criada por lei em 19 de setembro de 1956, pelo então presidente Juscelino Kubitschek de Oliveira, com a finalidade de gerenciar e coordenar a construção da nova capital do Brasil. Atualmente, funciona como empresa pública, tendo como sócios a União e o governo do Distrito Federal, respectivamente, com 48% e 52% das ações. É considerada o principal braço executor de obras do governo estadual, vinculada diretamente à Secretaria Estadual de Obras.  

Atualizado: 09/11/2017 - 10:33

Concurso Abin: definida organizadora para 300 vagas

Ao todo serão oferecidas 300 vagas, sendo 280 para oficial, que pede nível superior, e 20 para agente, de nível médio. Iniciais chegam a R$ 15,4 mil

Edital até janeiro

Por JCConcursos - Fernando Cezar Alves

A Agência Brasileira de Inteligência (Abin) confirmou, por meio de publicação em diário oficial, nesta quinta-feira, 9 de novembro, o nome da banca organizadora do seu aguardado concurso público. A escolhida é o Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Promoção de Eventos (Cebraspe). Com isto, o próximo passo é a assinatura do contrato, que deve ocorrer em breve, para que o órgão possa, finalmente, publicar o edital de abertura de inscrições, o que deve ocorrer até 17 de janeiro, data limite imposta pela autorização do certame, por parte do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPDG), em 16 de julho.

O concurso contará com uma oferta de 300 vagas, sendo 20 para cargos com exigência de ensino médio e 280 para nível superior, com remunerações iniciais de até R$ 15.461,80. 
CURSO ONLINE ABIN - OFICIAL E AGENTE TÉCNICO DE INTELIGÊNCIAAPOSTILAS ONLINE E IMPRESSA ABIN - OFICIAL E AGENTE TÉCNICO DE INTELIGÊNCIA

As 20 vagas autorizadas pelo MPDG para quem possui ensino médio são para o cargo de agente de inteligência. Neste caso, a remuneração inicial é de R$ 6.147,22, já considerando o auxílio-alimentação.
Das 280 oportunidades destinadas a quem possui nível superior, 220 são para a carreira de oficial de inteligência e 60 para oficial técnico de inteligência. As remunerações iniciais para estas carreiras são de R$ 15.461,80 para oficial e R$ 14.281,28 para oficial técnico, já considerando o auxílio-alimentação. Para concorrer será necessário possuir formação em áreas específicas, que ainda serão confirmadas.
A lotação dos aprovados deverá ser em Braília.

Atribuições dos cargos do concurso

No caso de oficial de inteligência, as atribuições da carreira consistem em planejar, executar, coordenar, supervisionar e controlar a produção de conhecimentos de inteligência; as ações de salvaguarda de assuntos sensíveis; as operações de inteligência; atividades de pesquisa e desenvolvimento científico ou tecnológico direcionadas à obtenção e análise de dados e à segurança da informação; o desenvolvimento de recursos humanos para a atividade de inteligência e desenvolver e operar máquinas, veículos, aparelhos, dispositivos, instrumentos, equipamentos e sistemas necessários à atividade de inteligência.
Para oficial técnico de inteligência, as atribuições exigidas pela Abin são as seguintes: planejar, executar, coordenar, supervisionar e controlar as atividades de gestão técnico-administrativas, suporte e apoio logístico; produção de conhecimentos de inteligência, ações de salvaguarda de assuntos sensíveis, operações de inteligência, atividades de pesquisa e desenvolvimento científico ou tecnológico, direcionadas à obtenção e análise de dados e à segurança da informação, atividades de construção e manutenção de prédios e outras instalações; desenvolver recursos humanos para a gestão técnico-administrativa e apoio logístico da atividade de inteligência; e desenvolver e operar máquinas, veículos, aparelhos, dispositivos, instrumentos, equipamentos e sistemas necessários às atividades técnico-administrativas e de apoio logístico da atividade de inteligência.
Finalmente, para agente de inteligência, as atribuições correspondem a oferecer suporte especializado às atividades decorrentes das atribuições do oficial de inteligência.

Carência de pessoal na Abin

A Abin tem solicitado autorizações para seu novo concurso desde 2011 e é importante ressaltar que o total autorizado pelo MPDG não supre a quantidade dos últimos pedidos enviados ao Ministério. Na última solicitação, de 2016, a expectativa do órgão era de 650 postos, sendo 250 para oficial de inteligência, 200 para oficial técnico de inteligência e 90 para agente de inteligência, além de 110 para agente técnico de inteligência, cargo não contemplado na autorização governamental.

Último concurso

Quem pretende concorrer no próximo concurso da Abin já pode dar início aos estudos, tendo como base o conteúdo programático do último certame, realizado em 2010. Na ocasião foram registrados 49.275 inscritos para a oferta inicial de 80 vagas. Destas, 50 foram para o cargo de oficial técnico de inteligência nas áreas de administração, planejamento estratégico, arquitetura, arquivologia, ciências contábeis, jornalismo, publicidade e propaganda, estatística, desenvolvimento e manutenção de sistemas, direito, educação física, engenharia civil, engenharia elétrica, pedagogia, psicologia, serviço social e suporte à rede de dados. 
As 30 restantes foram para agente técnico nas áreas de administração, contabilidade, edificações, eletrônica e tecnologia da informação.   
Para oficial de inteligência e agente de inteligência, o último concurso ocorreu em 2008. 
Os dois certames foram organizados pelo Cespe/UnB.

Atualizado: 07/11/2017 - 10:57

Funasa tem pedido para concurso com 459 vagas

Solicitação encaminhada ao Ministério do Planejamento é para diversos cargos, como os de agente administrativo, administrador, contador, economista, entre outros, com iniciais até R$ 5,2 mil

Para níveis médio e superior

Por JCConcursos - Camila Diodato

Um dos órgãos que encaminhou ao Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPOG) um pedido para a abertura de concurso público é a Fundação Nacional da Saúde (Funasa). A instituição solicitou o preenchimento de 459 vagas para diversos cargos nos níveis médio e superior de ensino. 
Com o anúncio do ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, que serão liberadas autorizações em 2018, há a expectativa de que a Funasa seja um dos órgãos contemplados.
Para quem possui nível médio, a expectativa é de que a seleção conte com oportunidades para a carreira de agente administrativo. Neste caso, a remuneração inicial é de R$ 3.710,48, já considerando o auxílio-alimentação de R$ 458.
O pedido para o concurso da Funasa solicita para ensino superior as funções de administrador, arquiteto, bioquímico, contador, economista, engenheiro, geólogo, engenheiro agrônomo, farmacêutico-bioquímico e pedagogo - todos com iniciais de R$ 5.242,27, contando com o benefício.

Último concurso da Funasa para efetivos


A Funasa abriu um concurso para efetivos em 2009, quando selecionou 411 profissionais de níveis médio e superior para vagas efetivas. A organização do certame ficou por conta da Fundação Cesgranrio.
Na ocasião, candidatos com nível médio e/ou curso técnico puderam concorrer aos postos de agente administrativo (185 vagas) e técnico de contabilidade (20).
Já para ser administrador (25), analista de suporte de sistemas (15), arquiteto (7), arquivista (1), auditor (15), bibliotecário (2), biólogo (10), contador (10), engenheiro (70), estatístico (5), farmacêutico bioquímico - engenharia de saúde pública (10), farmacêutico bioquímico - saúde indígena (20), geólogo (2), sanitarista (4) e técnico em assuntos educacionais (10) era necessário ter ensino superior.
As ofertas do concurso da Funasa foram distribuídas por todos os Estados do país, inclusive em São Paulo. Os inscritos foram selecionados por meio de provas objetivas, discursivas e de títulos - esta última apenas para as funções de nível superior.

Sobre a Funasa


A Fundação Nacional de Saúde (Funasa), órgão executivo do Ministério da Saúde, é uma das instituições do Governo Federal responsável em promover a inclusão social por meio de ações de saneamento para prevenção e controle de doenças. É também a instituição que tem o objetivo de formular e implementar ações de promoção e proteção à saúde relacionadas com as ações estabelecidas pelo Subsistema Nacional de Vigilância em Saúde Ambiental.
A fundação atua em duas áreas específicas, a engenharia da saúde e na saúde ambiental.  Na área de engenharia de saúde pública, a Funasa detém a mais antiga e contínua experiência em ações de saneamento no país e atua com base em indicadores sanitários, epidemiológicos, ambientais e sociais.
A Funasa presta apoio técnico e/ou financeiro no combate, controle e redução da mortalidade infantil e da incidência de doenças de veiculação hídrica ou causadas pela falta de saneamento básico e ambiental. Os investimentos visam intervir no meio ambiente, na infra-estrutura dos municípios de até 50 mil habitantes, prioritariamente, e nas condições de vida de populações vulneráveis.

Atualizado: 06/11/2017 - 15:28

Concurso Ibram: pedido está em análise no Planejamento

Pedido de concurso do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) encaminhado ao Ministério do Planejamento é para carreiras com exigência de níveis médio e superior de ensino

306 vagas

Por JCConcursos - Camila Diodato

Ainda está em avaliação no Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPDG) o pedido para a abertura do concurso público do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram). O órgão solicitou autorização para o preenchimento de 306 vagas em  cargos com exigência de níveis médio e superior.
De acordo com a assessoria de imprensa do Ibram, as chances requeridas estão distribuídas entre as carreiras de assistente técnico (82), técnico em assuntos educacionais (10), técnico em assuntos culturais (116) e analista (98). 
A função de assistente técnico exige nível médio completo, enquanto as demais colocações se destinam aos profissionais com formação superior em diversas áreas de atuação. Os salários iniciais vigentes não foram divulgados.

Último concurso do Ibram


Organizado pela Funcab e lançado em 2010, o edital anterior apresentou 294 ofertas distribuídas nos empregos de assistente técnico I, técnico em assuntos educacionais, técnico em assuntos culturais e analista. A remuneração oferecida chegou a R$ 3.012,82.
Na época, a lotação das vagas ocorreu nos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Pernambuco, Rio Grande do Sul e Santa Catarina, além do Distrito Federal.
A seleção constou de prova objetiva para todos os concorrentes. Em seguida, houve avaliação discursiva e análise de títulos para os postos de nível superior.
O teste objetivo aplicado no processo seletivo foi composto de perguntas sobre língua portuguesa, noções de informática, conhecimentos gerais e conhecimentos específicos. Os exames para técnico e analista também tiveram perguntas de língua estrangeira (inglês ou espanhol).
Para os empregos de nível médio, a validade do certame expirou em abril de 2014. Já para as colocações que necessitam de ensino superior, o prazo terminou em 16 de junho do mesmo ano.

Sobre o órgão


O Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) foi criado pelo ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, em janeiro de 2009, com a assinatura da lei nº 11.906. A nova autarquia sucedeu o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) no que se refere aos direitos, deveres e obrigações dos museus federais.
O órgão é responsável pela Política Nacional de Museus (PNM) e pela melhoria dos serviços do setor – aumento de visitação e arrecadação dos museus, fomento de políticas de aquisição e preservação de acervos e criação de ações integradas entre os museus brasileiros. Atualmente, cuida da administração direta de 30 museus.

Atualizado: 01/11/2017 - 15:39

Marinha divulga programação de concursos para 2018

Editais dos novos concursos públicos da Marinha devem somar milhares de vagas em todas as regiões do país. Níveis fundamental, médio, técnico e superior de ensino

Diversos cargos

Por JCConcursos - Camila Diodato

A Marinha publicou documento com a programação de todos os concursos que organizará no decorrer de 2018. O número de vagas não foi revelado, mas deverá ser milhares distribuídas em vários níveis de escolaridades.
Pelo que consta no cronograma, na segunda quinzena de janeiro serão divulgados os editais da Escola de Aprendizes-Marinheiros, da Escola Naval e do Colégio Naval. As provas ocorrerão na segunda quinzena de abril para o primeiro, e na segunda quinzena de junho para os demais.
Já na primeira semana de março, o órgão lançará o certame para o Corpo de Engenheiros, cujos testes acontecerão na segunda quinzena do mês de maio.
Em abril, quatro processos seletivos sairão: Corpo de Saúde (médicos, dentistas e apoio à saúde), Quadro Técnico, Capelão Naval e Quadros Complementares de Oficiais da Armada, Fuzileiros Navais e Intendentes da Marinha. Avaliações entre a primeira quinzena de julho e a primeira quinzena de setembro.
E na primeira quinzena de agosto será publicado o edital do concurso da Marinha para o Corpo Auxiliar de Praças. Os exames estão marcados para a segunda quinzena de novembro.

Mais detalhes dos concursos da Marinha


O ingresso na Marinha ocorre por meio de concursos públicos que aceitam participantes de ambos os sexos e com idades mínima e máxima estipuladas no edital.
No geral, os concorrentes são submetidos a provas objetivas com questões de múltipla escolha sobre assunto de conhecimentos gerais, aplicadas em todo o país. Outras fases variam de acordo com cada carreira.

Atualizado: 01/11/2017 - 09:15

Concurso Correios: últimos dias de inscrição

Com salários de até R$ 4,9 mil, oportunidades no novo concurso dos Correios estão distribuídas entre vários cargos de níveis médio/técnico e superior

88 vagas

Por JCConcursos - Da Redação

Chegam ao fim em 5 de novembro as inscrições do concurso dos Correios (Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos), com oportunidades em 25 Estados e no Distrito Federal. A seleção vai preencher 88 vagas, além de formar cadastro reserva, em cargos nas áreas de engenharia, saúde e segurança.

Nível médio e formação técnica são requisitos para auxiliar de enfermagem do trabalho júnior (12 postos e salário de R$ 1.876,43) e técnico em segurança do trabalho (21 - R$ 2.534,14).

As oportunidades com exigência de curso superior envolvidas no concurso dos Correios são para enfermeiro do trabalho júnior (2 - R$ 4.689,13), engenheiro de segurança do trabalho júnior (9 - R$ 4.903,05) e médico do trabalho júnior (44 - R$ 4.903,05).
APOSTILAS CORREIOS - COMUNS AOS CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E MÉDIO
Como benefícios, são oferecidos vale alimentação/refeição; vale transporte; auxílio creche ou auxílio babá; auxílio para filhos dependentes com deficiência; e possibilidade de adesão a plano de previdência complementar.
Há chances no concurso dos Correios em Brasília/DF, Rio Branco/AC, Maceió/AL, Manaus/AM, Macapá/AP, Salvador/BA, Fortaleza/CE, Vitória/ES, Goiânia/GO, São Luís/MA, Belo Horizonte/MG, Campo Grande/MS, Belém/PA, João Pessoa/PB, Teresina/PI, Curitiba/PR, Rio de Janeiro/RJ, Natal/RN, Porto Velho/RO, Boa Vista/RR, Porto Alegre/RS, São José/SC, Aracaju/SE, Bauru/SP, São Paulo/SP e Palmas/TO.

Do total de vagas em disputa, 11 são destinadas a candidatos que se declararem negros e 20 a pessoas com deficiência. 

Concurso Correios: inscrições e prova


Os interessados devem se inscrever no concurso dos Correios pelo do site Iades (http://www.iades.com.br). O valor das taxas é de R$ 50 para nível médio/técnico e R$ 70 para superior.

Os candidatos serão avaliados em etapa única, por meio de prova objetiva com 50 questões de múltipla escolha. O exame está marcado para 10 de dezembro e ocorrerá em todos os municípios com oferta de vagas. 

Prepare-se para o concurso do Correios

PROVA ANTERIOR DO CORREIOSCURSO ONLINE CORREIOS - DIVERSOS CARGOS
O teste abordará conteúdos de língua portuguesa, raciocínio lógico/matemática, informática, legislação aplicada aos Correios e conhecimentos específicos.

O concurso terá validade de um ano, prorrogável por mais um, a critério da empresa, conforme estabelece o edital.

Atribuições do técnico de enfermagem do trabalho no concurso dos Correios


Auxiliar na elaboração e implementação do Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional da Empresa (PCMSO), conforme legislação vigente; auxiliar na realização de procedimentos médicos (exames, curativos, imobilizações, esterilizações, etc.), manipulando aparelhos e ministrando medicamentos, sob prescrição médica; auxiliar na supervisão de exames de saúde, para fins de admissão, retorno ao trabalho, demissão, mudança de função e periódico; analisar e elaborar pareceres técnicos e relatórios referentes a projetos e assuntos de sua área; auxiliar na elaboração de relatórios gerenciais do PCMSO, objetivando a melhoria dos indicadores de saúde ocupacional dos Correios; aplicar os conhecimentos de Auxiliar de Enfermagem do Trabalho ao ambiente de trabalho e a todos os seus componentes, de modo a atenuar ou eliminar os riscos existentes à saúde do trabalhador; auxiliar na elaboração de laudos para fins de concessão, manutenção ou cancelamento de adicionais relacionados à saúde do empregado, bem como proposição de medidas corretivas e preventivas relativas aos agentes nocivos detectados; promover a realização de atividades de conscientização, educação e orientação dos trabalhadores para a prevenção de acidentes do trabalho e doenças ocupacionais, tanto por meio de campanhas, quanto de programas de duração permanente; esclarecer e conscientizar os empregados sobre acidentes do trabalho e doenças ocupacionais, estimulando-os em favor da prevenção; participar das atividades da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA), conscientizando os empregados sobre as normas de segurança, proteção e higiene no trabalho; e executar outras atribuições relacionadas à sua especialidade, de mesma natureza e equivalente nível de dificuldade.

Concurso Correios: principais atribuições do técnico em segurança do trabalho


Executar as atividades ligadas à segurança e higiene do trabalho, utilizando métodos e técnicas científicas, observando dispositivos legais e institucionais que objetivem a eliminação, controle ou redução permanente dos riscos de acidentes do trabalho e a melhoria das condições do ambiente, para preservar a integridade física e mental dos empregados; promover e participar de debates, encontros, campanhas, seminários, palestras, reuniões, treinamentos e utilizar outros recursos de ordem didática e pedagógica com o objetivo de divulgar as normas de segurança e higiene do trabalho, assuntos técnicos, administrativos e prevencionistas, visando evitar acidentes do trabalho, doenças profissionais e do trabalho; elaborar informativos, normas, pareceres técnicos, relatórios, gráficos, quadros, tabelas e outros documentos sobre acidente do trabalho e higiene e segurança do trabalho, comunicando os resultados de suas inspeções; executar programas de prevenção de acidentes do trabalho, doenças profissionais e do trabalho nos ambientes de trabalho com a participação dos empregados, propondo medidas para redução dos índices, acompanhando e avaliando seus resultados, bem como sugerindo constante atualização dos mesmos e estabelecendo procedimentos a serem seguidos; investigar acidentes ocorridos, examinando as condições da ocorrência, para identificar suas causas e propor as providências cabíveis; entre outras atividades.

O que vai cair na prova dos Correios


Língua portuguesa – 1 Compreensão e intelecção de textos. 2 Tipologia textual. 3 Ortografia. 4 Acentuação gráfica. 5 Emprego do sinal indicativo de crase. 6 Formação, classe e emprego de palavras. 7 Sintaxe da oração e do período. 8 Pontuação. 9 Concordância nominal e verbal. 10 Colocação pronominal. 11 Regência nominal e verbal. 12 Equivalência e transformação de estruturas. 13 Paralelismo sintático. 14 Relações de sinonímia e antonímia.

Raciocínio lógico/matemática -
1 Operações, propriedades e aplicações (soma, subtração, multiplicação, divisão, potenciação e radiciação). 2 Princípios de contagem e probabilidade. 3 Arranjos e permutações. 4 Combinações. 5 Conjuntos numéricos (números naturais, inteiros, racionais e reais) e operações com conjuntos. 6 Razões e proporções (grandezas diretamente proporcionais, grandezas inversamente proporcionais, porcentagem, regras de três simples e compostas). 7 Equações e inequações. 8 Sistemas de medidas. 9 Volumes. 10 Compreensão de estruturas lógicas. 11 Lógica de argumentação (analogias, inferências, deduções e conclusões). 12 Diagramas lógicos.

Informática - 1 Noções de sistema operacional (ambiente Windows). 2 Edição de textos, planilhas e apresentações (ambiente Microsoft Office). 3 Redes de computadores. 3.1 Conceitos básicos, ferramentas, aplicativos e procedimentos de Internet e intranet. 3.2 Programas de navegação (Microsoft Internet Explorer, Mozilla Firefox e Google Chrome). 3.3 Programas de correio eletrônico (Outlook Express e Mozilla Thunderbird). 3.4 Sítios de busca e pesquisa na Internet. 3.5 Grupos de discussão. 4 Conceitos de organização e de gerenciamento de informações, arquivos, pastas e programas. 5 Segurança da informação. 5.1 Procedimentos de segurança. 5.2 Noções de vírus, worms e pragas virtuais. 5.3 Aplicativos para segurança (antivírus, firewall, anti-spyware etc.). 5.4 Procedimentos de backup.

Legislação aplicada aos Correios - 1 Constituição Federal de 1988. 1.1 Título I - Dos Princípios Fundamentais. 1.2 Título II - Dos Direitos e Garantias Fundamentais. 2 Decreto Nº 3.298, de 20 de dezembro de 1999. 3 Lei Nº 7.853, de 24 de outubro de 1989. 4 Lei Nº 10.741, de 1º de outubro de 2003. 5 Decreto Nº 8.016, de 17 de maio de 2013. 6 Lei Nº 13.303, de 30 de junho de 2016.

Conhecimentos específicos para todos os cargos – 1 Decreto nº 6.214, de 26 de setembro de 2017. 2eSocial (http://www.esocial.gov.br/Legislacao.aspx). 2.1 Resoluções CG nºs 003/2015, 004/ 2015, 005/2016, 006/ 2016 e 007/ 2017. 2.2 Resolução CD nº 002/ 2016. 2 Portaria MTB n° 3.214, de 8 de Junho de 1978, do Ministério do Trabalho.3 Normas Regulamentadoras Relativas a Segurança e Medicina do Trabalho.3.1 NR- 1 – Disposições Gerais.3.2 NR- 2 - Inspeção Prévia. 3.3 NR- 4 - Serviço Especializado em Segurança e Medicina do Trabalho - SESMT. 3.4 NR- 5 - Comissão Interna de Prevenção de Acidentes - CIPA. 3.5 NR- 17- Ergonomia. 3.6 NR- 24- Condições Sanitárias dos Locais de Trabalho. 4 Ordens de serviço. 5 Comunicação de Acidente de Trabalho - CAT. 6 Política Nacional de Segurança e Saúde do Trabalhador. 7 Sistemas de Gestão de Segurança e Saúde Ocupacional – OHSAS 18000. 8 Normas de Higiene Ocupacional - NHO da Fundacentro. 8.1 Procedimentos Técnicos - Avaliação da Exposição Ocupacional: ao Ruído (NHO 01), ao Calor (NHO 06), a Vibração de Corpo Inteiro (NHO 09) e a Vibração em Mãos e Braços (NHO 10).9 Ergonomia. 9.1 Fundamentos de Ergonomia. (Compreensão do processo de ação ergonômica). 9.2 Requisitos para elaboração de Análise Ergonômica do Trabalho. 9.3 Fundamentos de biomecânica. 9.4 Aplicação de ferramentas ergonômicas. 9.5 Equação do NIOSH para levantamento manual de cargas. 9.6 Norma ABNT NBR ISO 11228-1- Ergonomia - Levantamento e Transporte de Cargas. 9.7 Norma ABNT NBR ISSO 11228- 3 - Ergonomia - Movimentação de Cargas leves em alta frequência.10 Perfil Profissiográfico Previdenciário - PPP. 11 Fator Acidentário de Prevenção - FAP. 12 Programa de Conservação Auditiva - PCA. 13 Programa de Conservação de Voz - PCV. 14 Seguro de Acidente do Trabalho - SAT. 15 Nexo Técnico Epidemiológico - NTEP.

Conhecimentos específicos para auxiliar de enfermagem - 1 Normas Regulamentadoras Relativas a Segurança e Medicina do Trabalho.1.1 NR- 6 - Equipamento de Proteção Individual - EPI. 1.2 NR- 9 - Riscos Ambientais. 1.3 NR- 11- Transporte, Movimentação, Armazenagem e Manuseio de Materiais. 1.4 NR- 15- Atividades e Operações Insalubre. 1.5 NR- 16- Atividades e Operações Perigosas. 1.6 NR- 26- Sinalização de Segurança. 1.7 NR- 35- Trabalho em Altura. 2 Reabilitação Profissional. 3 Aspectos legais da Enfermagem do Trabalho. 3.1 Responsabilidades em relação à segurança e saúde ocupacional. 3.2 Saúde ocupacional como um direito humano. 3.3 Convenções da Organização Internacional do Trabalho. 4 Biossegurança. 4.1 Princípios gerais de biossegurança, higiene e profilaxia. 4.2 Meios de propagação e isolamento em doenças infectocontagiosas. 5 Epidemiologia ocupacional. 5.1 Método epidemiológico aplicado à saúde e segurança ocupacional. 5.2 Estratégias e técnicas epidemiológicas de avaliação da exposição. 5.3 Medidas de exposição no local de trabalho. 5.4 Medição dos efeitos das exposições. 5.5 Avaliação de causalidade e ética em pesquisa epidemiológica. 6 Gestão em saúde: planejamento, implementação e avaliação de políticas, planos e programas de saúde nos locais de trabalho. 7 Procedimentos de enfermagem. 7.1 Verificação de sinais vitais. 7.2 Oxigenoterapia, aerossolterapia e curativos. 7.3 Administração de medicamentos e coleta de materiais para exame. 8 Proteção e promoção da saúde nos locais de trabalho. 8.1 Programas preventivos. 8.2 Avaliação do risco em saúde. 8.3 Condicionamento físico e programas de aptidão. 8.4 Programas de nutrição. 8.5 Proteção e promoção de saúde. 8.6 Doenças infecciosas. 8.7 Programas de controle do tabagismo, álcool e abuso de droga. 8.8 Gestão do estresse. 9 Programa de prevenção de riscos ambientais. 9.1 Higiene ocupacional. 9.2 Prevenção de acidentes. 9.3 Política de segurança, liderança e cultura. 9.4 Proteção Pessoal. 10 Toxicologia. 10.1 Toxicologia e epidemiologia. 10.2 Monitoração biológica. 10.3 Toxicocinética. 10.4 Toxicologia básica. 10.5 Agentes químicos no organismo. 10.6 Toxicocinética. 10.7 Toxicodinâmica dos agentes químicos. 11 Conduta ética dos profissionais da área de saúde.

Conhecimentos específicos para técnico de segurança do trabalho - 1 Normas Regulamentadoras Relativas a Segurança e Medicina do Trabalho.1.1 NR- 3 - Embargo e Interdição. 1.2 NR- 6 - Equipamento de Proteção Individual - EPI.1.3 NR- 8- Edificações.1.4 NR- 9 - Riscos Ambientais.1.5 NR- 10 – Instalações e Serviços de Eletricidade.1.6 NR- 11- Transporte, Movimentação, Armazenagem e Manuseio de Materiais.1.7 NR- 12- Máquinas e Equipamentos.1.8 NR- 15- Atividades e Operações Insalubre.1.9 NR- 16- Atividades e Operações Perigosas.1.10 NR- 23- Proteção Contra Incêndios.1.11 NR- 26- Sinalização de Segurança.1.12 NR- 35- Trabalho em Altura. 2 Plano de Prevenção Contra Incêndio - PPCI. 3 Introdução à segurança e saúde do trabalhador. 4 Órgãos e instituições relacionadas à segurança e à saúde do trabalhador - siglas e atribuições. 5 Acidente do trabalho. 6 Códigos e símbolos específicos de Saúde e Segurança no Trabalho. 7 Primeiros socorros. 8 Fundamentos de segurança e higiene do trabalho. 9 Doenças transmissíveis e doenças ocupacionais. 10 Saneamento do meio. 11 Equipamentos de proteção coletiva e individual.

Conhecimentos específicos para enfermeiro do trabalho - 1 Normas Regulamentadoras Relativas a Segurança e Medicina do Trabalho.1.1 NR- 6 - Equipamento de Proteção Individual - EPI.1.2 NR- 7 - Exames Médicos.1.3 NR- 9 - Riscos Ambientais.1.4 NR- 11- Transporte, Movimentação, Armazenagem e Manuseio de Materiais.1.5 NR- 15- Atividades e Operações Insalubre.1.6 NR- 16- Atividades e Operações Perigosas.1.7 NR- 26- Sinalização de Segurança. 1.8 NR- 35- Trabalho em Altura.2 Laudo de insalubridade / periculosidade.3 Reabilitação Profissional. 4 Processo de Enfermagem. 5 Estudo dos agravos à saúde do trabalhador. 6 Doenças profissionais e doenças relacionadas ao trabalho. 7 Aspectos legais sobre doenças e acidentes de trabalho no Brasil. 8 Responsabilidades éticas e legais à saúde do trabalhador. 9 Epidemiologia e vigilância da saúde do trabalhador.9.1 Doenças profissionais. 9.2 Doenças relacionadas ao trabalho. 9.3 Doenças imunopreveníveis. 9.4 Doenças de notificação compulsória. 10 Regulamentação do exercício profissional de Enfermagem do Trabalho. 11 Atribuições e atuação do Enfermeiro do Trabalho. 12 Higiene ocupacional. 13 Convenções internacionais (Convenções da OIT sobre saúde do trabalhador). 14 Política nacional para a saúde do trabalhador 15 Níveis de atenção à saúde.15.1 Promoção da saúde. 15.2 Proteção específica. 15.3 Atenção secundária. 15.4 Atenção terciária. 16 Bem-estar, saúde e qualidade de vida no trabalho. 17 Programas de saúde do trabalhador.

Conhecimentos específicos para engenheiro de segurança do trabalho - 1 Normas Regulamentadoras Relativas a Segurança e Medicina do Trabalho.1.1 NR- 3 - Embargo e Interdição. 1.2 NR- 6 - Equipamento de Proteção Individual - EPI.1.3 NR- 8 - Edificações.1.4 NR- 9 - Riscos Ambientais.1.5 NR- 10 – Instalações e Serviços de Eletricidade.1.6 NR- 11- Transporte, Movimentação, Armazenagem e Manuseio de Materiais.1.7 NR- 12- Máquinas e Equipamentos.1.8 NR- 15- Atividades e Operações Insalubre. 1.9 NR- 16- Atividades e Operações Perigosas.1.10 NR- 23- Proteção Contra Incêndios.1.11 NR- 26- Sinalização de Segurança. 1.12 NR- 35- Trabalho em Altura.2 Laudo de insalubridade / periculosidade.3 Laudo Técnico das Condições Ambientais do Trabalho - LTCAT.4 Plano de Prevenção Contra Incêndio - PPCI. 5 Situações de trabalho: trabalho em turnos e noturno, fadiga, vigilância e acidentes. 6 Gerência de Riscos.6.1 Inspeção de segurança, investigação e análise de acidentes. 6.2 Custo de acidentes. 6.3 Levantamento de riscos ambientais. 6.4 Análise Preliminar de Riscos (APR), Análise de Modos de Falha e Efeito (AMFE), Análise de Árvore de Falhas (AAF) e Análise de Perigos e Operabilidade (HAZOP). 6.5 Avaliação de Riscos. 7 Agentes Químicos.7.1 Classificação e reconhecimento dos riscos químicos. 7.2 Limites de tolerância. 7.3 Técnicas de reconhecimento. 7.4 Contaminantes sólidos, líquidos e gasosos. 7.5 Medidas de controle individual e coletivo para agentes químicos. 8 Acidentes de trabalho. 9 Legislação e Administração Aplicada à Engenharia de Segurança. 10 Atribuições e responsabilidades do Engenheiro de Segurança do Trabalho. 11 Convenções e recomendações da Organização Internacional do Trabalho (OIT).

Conhecimentos específicos para médico do trabalho - 1 Normas Regulamentadoras Relativas a Segurança e Medicina do Trabalho.1.1 NR6 - Equipamento de Proteção Individual - EPI.1.2 NR7 - Exames Médicos.1.3 NR9 - Riscos Ambientais.1.4 NR11- Transporte, Movimentação, Armazenagem e Manuseio de Materiais. 1.5 NR15- Atividades e Operações Insalubre.1.6 NR16- Atividades e Operações Perigosas.1.7 NR26- Sinalização de Segurança. 1.8 NR35- Trabalho em Altura.2 Laudo de insalubridade / periculosidade. 3 Laudo Técnico das Condições Ambientais do Trabalho - LTCAT.4 Reabilitação Profissional. 5 Agravos à saúde do trabalhador. 5.1 Saúde mental. 5.2 Sistemas sensoriais, respiratório e cardiovascular. 5.3 Câncer. 5.4 Sistema musculoesquelético. 5.5 Sangue. 5.6 Sistemas nervoso, digestivo, renal-urinário e reprodutivo. 5.7 Doenças da pele. 6 Bioética. 6.1 Princípios fundamentais. 6.2 Direitos e deveres do médico. 6.3 Responsabilidade profissional. 6.4 Sigilo médico. 6.5 Atestado e boletim médicos. 6.6 Perícia médica. 6.7 Pesquisa médica. 6.8 Código de ética do Médico do Trabalho. 7 Epidemiologia ocupacional. 7.1 Método epidemiológico aplicado à saúde e segurança ocupacional. 7.2 Estratégias e técnicas epidemiológicas de avaliação da exposição. 7.3 Medidas de exposição no local de trabalho. 7.4 Medição dos efeitos das exposições. 7.5 Avaliação de causalidade e ética em pesquisa epidemiológica. 8 Gestão ambiental e saúde dos trabalhadores. 8.1 Relações entre saúde ambiental e ocupacional. 8.2 Saúde e segurança ocupacional e o meio ambiente. 8.3 Gestão ambiental e proteção dos trabalhadores. 8.4 Gestão em saúde: planejamento, implementação e avaliação de políticas, planos e programas de saúde nos locais de trabalho. 9 Perícias médicas judiciais. 9.1 Exame clínico e anamnese ocupacional. 9.2 Análise das condições de trabalho. 9.3 Laudos médicos e ambientais. 10. Programa de controle médico e serviços de saúde ocupacional. 11 Proteção e promoção da saúde nos locais de trabalho. 11.1 Programas preventivos. 11.2 Avaliação do risco em saúde. 11.3 Condicionamento físico e programas de aptidão. 11.4 Programas de nutrição. 11.5 A saúde da mulher. 11.6 Proteção e promoção de saúde. 11.7 Doenças infecciosas. 11.8 Programas de controle do tabagismo, álcool e abuso de droga. 11.9 Gestão do estresse. 12 Programa de prevenção de riscos ambientais. 12.1 Higiene ocupacional. 12.2 Prevenção de acidentes. 12.3 Política de segurança, liderança e cultura. 12.4 Proteção Pessoal. 13 Toxicologia. 13.1 Toxicologia e Epidemiologia. 13.2 Monitoração biológica. 13.3 Toxicocinética. 13.4 Toxicologia básica. 13.5 Agentes químicos no organismo. 13.6 Toxicocinética. 13.7 Toxicodinâmica dos agentes químicos.


APOSTILAS ONLINE E IMPRESSA CORREIOS - CARGOS DE NÍVEIS MÉDIO E SUPERIOR

Atualizado: 30/10/2017 - 11:57

Concurso CFM/DF: definida banca para 109 vagas

Do total de postos, três serão para preenchimento imediato e 106 cadastros, para diversos cargos de níveis médio e superior, com remunerações iniciais de até R$ 9,4 mil

Vagas imediatas e cadastro

Por JCConcursos - Fernando Cezar Alves

O Conselho Federal de Medicina (CFM), com sede em Brasília, confirmou, por meio de publicação em diário oficial, nesta segunda-feira, 30 de outubro, o nome da banca organizadora do seu  novo concurso público. A escolhida, por dispensa de licitação, será o Instituto Americano de Desenvolvimento (Iades). Com isto, a expectativa é de que a publicação do edital de abertura de inscrições ocorra já nos próximos dias. 

O concurso será para o preenchimento de 109 vagas, sendo três para preenchimento imediato e as demais para formar cadastro reserva de pessoal,   sendo 79 para cargos com exigência de ensino médio e 30 para quem possui nível superior. As remunerações iniciais serão de R$ 4.956,84 para os cargos com exigência de ensino médio e R$ 9.427,93 para os de nível superior. 

Ensino Médio

Quem possui ensino médio poderá concorrer aos cargos de serviços operacionais (5 cadastros reserva), assistente administrativo (1 vaga e 60 CR), assistente de tecnologia da informação (10 CR) e técnico em contabilidade (3 CR).

Nível Superior

Para nível superior, as oportunidades são para advogado (2 + 8 cadastros), analista de tecnologia da informação (10 CR), bibliotecária (5 CR) e jornalista (5 CR).

De acordo com o edital de licitação, assim que iniciadas, as inscrições poderão ser feitas por um período de 20 dias, somente pela internet.

Também determina que a aplicação das provas será feita em dois horários, no período da manhã para os cargos de nível superior e na parte da tarde para os de nível médio. 
As taxas já estão definidas e serão de R$ 38 para os cargos de ensino médio e R$ 52 para nível superior.

Último Concurso

A última seleção do órgão ocorreu em 2012, quando foram oferecidas sete vagas imediatas, além de formar cadastro reserva de pessoal, em diversos cargos.

As oportunidades de nível médio foram para os cargos de serviços gerais, assistente administrativo e assistente de tecnologia da informação, enquanto as de nível superior foram para jornalista, bibliotecário, advogado e analista de sistemas.
A banca organizadora, na ocasião, foi a Fundação Universa.

O órgão

O CFM tem como atribuições constitucionais fiscalizar e normatizar a prática médica. Foi criado em 1951, com competência inicial de promover o registro profissional do médico e à aplicação de sanções do Código de Ética Médica. Atualmente, o alcance das ações do órgão são mais amplas, exercendo um papel político de atuação na defesa da saúde da população e dos interesses da classe médica. 

Atualizado: 24/10/2017 - 14:51

Concurso Bacen: MPDG avalia pedido para 990 vagas

A solicitação de concurso do Banco Central conta com oportunidades para as carreiras de técnico, analista e procurador. Níveis médio e superior

Iniciais até R$ 17,7 mil

Por JCConcursos - Camila Diodato

Continua em avaliação na Divisão de Concursos Públicos do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPDG) o pedido para a abertura do concurso do Bacen (Banco Central do Brasil, também conhecido BC ou BCB). O órgão tem o intuito de realizar seleção para o preenchimento de 990 vagas.
Do total de oportunidades requeridas pelo Bacen, 800 se destinam à carreira de analista, 150 para técnico e 40 para procurador. As áreas de atuação não foram reveladas.
É grande a expectativa para a abertura do concurso do Banco Central principalmente devido à sua grande defasagem de pessoal e à pressão por parte dos sindicatos. No momento, existem mais de 2.000 postos vagos, sem contar com as futuras aposentadorias, ou seja, cerca de 36% do quadro de pessoal do Bacen não está preenchido. O déficit total é de 2.356 servidores, sendo 1.944 analistas, 289 técnicos e 123 procuradores - vale ressaltar que o número pode sofrer alterações a qualquer momento.
• Leia também: Especialista dá dicas sobre métodos de estudo
Em entrevista anterior ao JC, o presidente do Sindicato Nacional dos Funcionários do Banco Central (Sinal), Dario Piffer, chegou a comentar que o BC não consegue atender a toda demanda e que “essa situação traz problemas de toda a ordem, sendo uma das áreas mais prejudicadas a da fiscalização; por conta disso, o Banco Central prioriza somente as demandas consideradas mais importantes".

Sobre os cargos do concurso do Bacen


A função de técnico se destina aos profissionais que concluíram o ensino médio e oferece salário inicial de R$ 6.463,44. Já os postos de analista de procurador aceitam candidatos com formação superior em diversas áreas de atuação - neste caso, os vencimentos correspondem a R$ 16.286,90 e a R$ 17.788,33, respectivamente.
Vale ressaltar que as remunerações já incluem o valor do benefício-alimentação, que equivale a R$ 458 mensais.
APOSTILAS BANCO CENTRAL - TÉCNICO DE SUPORTE ADMINISTRATIVOCURSO ONLINE BANCO CENTRAL - PROCURADOR

Último concurso para técnico e analista do Bacen


Em 2013, o Banco Central promoveu seleção com 500 vagas destinadas aos cargos de técnico e analista. Na ocasião, a banca organizadora foi o Cespe/UnB e a remuneração inicial oscilou entre R$ 5.158,23 e R$ 14.289,24.
A carreira de técnico apresentou 100 oportunidades e estava dividida entre as áreas de suporte técnico-administrativo e segurança institucional. Para concorrer a este emprego o candidato precisou ter ensino médio completo.
Destinado a profissionais de nível superior, o cargo de analista (400) estava distribuído em seis áreas de conhecimentos: análise e desenvolvimento de sistemas, suporte à infraestrutura de tecnologia da informação, política econômica e monetária, contabilidade e finanças, infraestrutura e logística, e gestão e análise processual.
O processo seletivo constou de prova objetiva, teste discursivo e análise de títulos – este último apenas para analista. Depois, houve um programa de capacitação para os candidatos aprovados.
Para este concurso, os profissionais foram lotados em Brasília (DF), Belém (PA), São Paulo (SP), Salvador (BA) e Porto Alegre (RS).

Seleção anterior para procurador do Bacen


O Banco Central publicou em agosto de 2013 um edital com 15 oportunidades para a função de procurador. Do total de ofertas, 14 foram para Brasília e uma para Belém.
Também sob a organização do Cespe/UnB, o processo seletivo avaliou os concursandos por meio de teste objetivo, inscrição definitiva, provas discursivas, exame oral e análise de títulos.

Atualizado: 18/10/2017 - 11:55

Sedestmidh/DF altera membros da comissão do concurso

Seleção contará com oferta de 314 oportunidades técnicos e especialistas, com remunerações iniciais de até R$ 3 mil

Níveis médio e superior

Por JCConcursos - Fernando Cezar Alves

Secretaria de Estado do Trabalho, de Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos do Distrito Federal  (Sedestmidh/DF), antiga Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social e Transferência de Renda, divulgou, por meio de publicação em diário oficial, nesta quarta-feira, 18 de outubro, mudanças na comissão responsável pelo seu novo concurso público, constituída em 27 de junho. Vale lembrar que, em  5 de junho, a Secretaria Estadual de Planejamento e Gestão (Seplag), já havia liberado o início ao processo de escolha da banca organizadora do certame, que deve ser confirmada em breve.

A seleção vem sendo anunciada desde 2014, quando autorizada  pelo então governador Agnelo Queiroz. Na ocasião, a autorização foi de 200 vagas, sendo 100 para o cargo de especialista em assistência social e 100 para técnico em assistência social. Porém, agora o concurso deverá ocorrer com uma oferta maior de vagas, uma vez que a portaria divulgada pela Seplag/DF especifica a oferta de 314 vagas iniciais, além de formar cadastro reserva de pessoal. Porém, o órgão não confirmou a distribuição das vagas iniciais para os dois cargos.

Para concorrer a técnico é necessário possuir ensino médio e para especialista, nível superior específico

As remunerações iniciais são de R$ 2.271 para técnico e R$ 3.101,45 para analistas, ambos com jornada de trabalho de 30 horas semanais.

Com a nova publicação, a presidente da comissão do concurso deixa de ser a servidora Isabel Christina Raulino Miranda, sendo substituída por Louise de Silva e Lima Xavier, que já fazia parte do grupo. Passa a fazer parte da comissão a servidora Junia Christina Silva Amancio, juntamente com os membros já convocados em junho: Thales Mendes Ferreira, Patricia Gorette Balduino de Souza,  Cibele Franco Monteiro e Thais Mandarino de Albuquerque

A necessidade de pessoal é tanta que, em março de 2016, o Conselho de Assistência Social do Distrito Federal divulgou,  por meio de publicação em diário oficial, a resolução 02, de 29 de fevereiro de 2016, que especifica deliberações constantes na XI Conferência de Assistência Social do Distrito Federal. Entre as determinações discutidas está a “realização de concurso público, em caráter de urgência, para todos os cargos da carreira pública de assistência social, com nomeação imediata, contendo curso de formação obrigatório como etapa do concurso”. Outro ponto cobrado durante o evento foi a  reestruturação das carreiras, com critérios de ascensão, atribuições, estrutura, salários e valorização dos servidores.

Em julho de 2014, o órgão chegou a elaborar o edital de lictação para escolha da banca organizadora. Porém, o processo foi suspenso, para que fosse estudada a necessidade de incluir vagas para outras secretarias. Durante esse processo, as atividades acabaram sendo suspensas, em decorrência do momento de contenção de gastos pelo qual o governo tem passado.

Prepare-se para o concurso da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social e Transferência de Renda (Sedest/DF)

Videoaulas para Sedest Simulados para Sedest

 

Último concurso

O último concurso da Sedest/DF ocorreu em 2009, para o cargo de assistente intermediário em serviços sociais, com oferta de 106 vagas e exigência de ensino médio. A organizadora, na ocasião, foi a Fundação Universa.

O órgão

A Sedest corresponde a um órgão estratégico da administração do governo, responsável pela execução de políticas em assistência social,transferência de renda e de segurança alimentar e nutricional, da gestão do sistema único de assistência social e do sistema nacional de segurança alimentar  e nutricional do Distrito Federal,além de programas e projetos de inclusão social e produtiva, do campo e ação das políticas sob sua gestão.

A atuação da Sedest compreende reformulação de diretrizes e políticas governamentais voltadas à garantia e promoção de direitos, proteção social, enfrentamento da pobreza e extrema pobreza, à redução das desigualdades sociais e ao provimento das condições para superação das vulnerabilidades e riscos sociais.


Shopping