Tudo Sobre

Concurso DETRAN

Organizadora não cumpre regra no concurso do Detran/RJ

Candidato quer consultar espelho da prova de redação para embasar recurso, mas não foi atendido. De acordo com advogado, a não entrega do espelho não é ilegal, mas seria inconstitucional



George Corrêa
Publicado em 06/11/2013, às 17h01

No dia 4 de agosto foram aplicadas as provas objetivas e de redação do concurso promovido pelo Departamento de Trânsito do Estado do Rio de Janeiro (Detran/RJ), para o preenchimento de 800 vagas de nível médio/técnico na função de assistente em diversas especialidades.

De acordo com a organização, foram quase 370 mil inscritos. Mas parte deles hoje reclama que não consegue entrar com recurso contra a organizadora Makiyama, para ver o espelho de avaliação da redação, uma vez que os textos teriam influenciado o rebaixamento da nota final de alguns candidatos.

O candidato B.C. relatou ao JC&E que obteve boa nota na prova objetiva e ficou em 15º lugar na classificação geral, mas após a banca avaliar sua redação, caiu para 170º. “Houve uma discrepância muito grande nas notas. Algumas pessoas tiraram nota 70 na objetiva, chegou na redação e tirou 100. É estranho porque a pessoa, então, não deve ter errado uma vírgula no texto”, exemplifica.

Outros participantes teriam sido prejudicados ou beneficiados pela avaliação da redação. “É um ponto de desequilíbrio muito grande”, afirma C.. “A pessoa tira uma boa nota, mostra que está apta para desempenhar a função e é prejudicada por uma má correção da redação”.

O candidato ainda descreve que o edital estabelece o máximo de 20 linhas de texto, mas a prova exigia no máximo 25, para que houvesse avaliação. Porém, em grupos de internet, alguns participantes relataram que redigiram até 28 linhas e, mesmo assim, foram avaliados. “Não teve redação zerada, o edital fala uma coisa e o caderno dizia outra”, ressalta.

Por causa de todas estas dúvidas é que o candidato quer receber o espelho da prova que realizou para embasar o recurso que pretende impetrar, cujo prazo se encerra nesta quarta-feira (6). Mas até agora ele não foi atendido pela Makiyama.

O advogado especialista em concursos, Sérgio Camargo, afirma que neste caso, não tem como dizer que a organizadora não cumpriu uma lei, já que não existe legislação específica para concursos. Mas a falta de divulgação do espelho da prova seria inconstitucional, pois fere o princípio da publicidade.

O JC&E tentou contato com a Makiyama, para se posicionar sobre o caso, tanto pelo e-mail quanto pelo telefone divulgados, mas ambos não funcionaram.


Atualizado às 15h20 de 08/11/2013

+ Resumo do Concurso DETRAN

DETRAN
Vagas: 800
Taxa de inscrição: R$ 10,39
Cargos: Não definido
Áreas de Atuação: Administrativa, Operacional
Escolaridade: Ensino Médio, Ensino Técnico
Faixa de salário: Até R$ 1550,01
Organizadora: Makiyama
Estados com Vagas: RJ

+ Agenda do Concurso

06/11/2014 Divulgação do Resultado Adicionar no Google Agenda

Comentários

Mais Lidas