Publicado: 06/07/2018 - 11:40 | Atualizado: 13/07/2018 - 12:23

SPGG/RS: assinado contrato com BANCA para analista

Seleção contará com uma oferta de dez vagas imediatas. Para concorrer será necessário possuir formação de nível superior em qualquer área, com inicial de R$ 7,3 mil

Concurso inédito

Por JCConcursos - Fernando Cezar Alves

A Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão do Rio Grande do Sul (SPGG/RS) divulgou, por meio de publicação em diário oficial, na última quinta-feira, 5 de julho, a assinatura do contrato com a banca que será responsável pelo  primeiro concurso público para o cargo de analista de planejamento.  A escolhida é a Fundação Universidade Empresa de Tecnologia e Ciências (Fundatec) . Ao todo serão oferecidas dez vagas imediatas. Para concorrer será necessário possuir nível superior em qualquer área, com remuneração inicial de R$ 7.300.

A publicação do edital de abertura de inscrições está prevista para ocorrer nas próximas semanas.


A presidente da comissão do concurso, já constituída, é a servidora Alba Conceição Marquez dos Santos. O grupo também consta com os seguintes servidores: Alessandro Castilhos Martins, André Benetti, Carla Giane Soares da Cunha, Christiano Moritz da Silva, Daiane dos Santos Allegretti e Vanderléia Rabelo Kich.


Atribuições
Cabe ao profissional da área elaborar, analisar e avaliar planos e programas e projetos do setor público, que visem ao desenvolvimento econômico do estado; elaborar estudos visando à fixação de prioridades para a aplicação de recursos econômicos; auxiliar na coordenação de programas e projetos do governo; proceder estudos ao acompanhamento e controle dos projetos e programas governamentais; orientar e coordenar grupos de trabalho incumbidos de pesquisas econômicas em geral; realizar estudos visando a compatibilização dos planos estaduais com os nacionais, promover estudos e análises dos indicadores conjunturais; realizar estudos e pesquisas objetivando à montagem e implantação dos diversos sistemas de administração estadual; Proceder a estudos referentes à modernização administrativa, proceder a estudos objetivando o progressivo aperfeiçoamento dos processos e padrões do sistema orçamentário; elaborar projetos de lei e de decreto sobre assuntos econômicos e financeiros; realizar estudos relativos à quantificação e formulação das despesas públicas; orientar tecnicamente a elaboração de propostas orçamentárias, bem como analisar e revisar as propostas parciais de orçamento.        

Vídeos Secretaria Estadual

Mais Lidas

Mais Recentes

Atualizado: 12/07/2018 - 11:21

MPU: decisão do TCU sobre concurso é ADIADA

Oportunidades do concurso do MPU 2018 serão para os cargos de técnico e analista, que apresentam salários de até R$ 10,1 mil. Níveis médio e superior de ensino

Banca em breve

Por JCConcursos - Fernando Cezar Alves

O parecer do Tribunal de Contas da União (TCU), que pode agilizar a realização do próximo concurso público do Ministério Público da União (MPU), inicialmente previsto para ocorrer na última quarta-feira, 11 de julho, foi adiado. O motivo foi a falta de quórum na sessão do tribunal, ou seja, não havia o número necessário de ministros para que o assunto fosse debatido. Agora, é possível que o tema seja avaliado na próxima sessão, marcada para 18 de julho.

O órgão solicitou ao Tribunal a permissão para que o recolhimento das taxas do concurso seja feito por meio de boleto bancário e não pela guia de recolhimento da união. Com isto, poderá utilizar o valor arrecadado para custear o certame, o que pode agilizar a seleção, uma vez que não há reserva no orçamento de 2018 neste sentido.  

A expectativa do secretário-geral do órgão, Alexandre Camanho, é de que o edital de abertura de inscrições possa ser divulgado até outubro, conforme declarou, em abril, durante reunião com o Sindicato Nacional dos Servidores do Ministério Público da União (SindMPU).  Ele já havia antecipado que a seleção contará com oportunidades para ingresso de analistas, técnicos administrativos e técnicos de segurança, além de formar cadastro reserva de pessoal.

O órgão divulgou, em agosto de 2017, a portaria 84, que fixa as atribuições e requisitos para ingresso nas carreiras de analistas e técnicos, que serão oferecidas no certame.   

 


» CURSO ONLINE TÉCNICO E ANALISTA DO MPU «
» APOSTILAS CONCURSO MPU 2018 - TÉCNICO E ANALISTA «

 

 


Para concorrer ao cargo de técnico basta possuir ensino médio, com remuneração inicial de R$ 6.862,73. No caso de analista, com necessidade de nível superior, o salário corresponde a R$ 11.259,81.  

Melhorias salariais


É importante ressaltar que as carreiras contarão com mais dois reajustes salariais nos próximos meses. No caso de técnico, os valores básicos passarão a ser de  R$ 7.080,21 em novembro e R$ 7.591,37 em janeiro de 2019.

 

 

Para o analista, R$ 11.616,61 em novembro  e R$ 12.455,30 em janeiro de 2019.    

A comissão do concurso do MPU, instituída dede março de 2017, é presidida pelo servidor Blal Yassine Dalloul e conta, ainda, com os seguintes participantes: Eloá Todarelli Junqueira, Denise Costa Recedive, Sandra Roberta de Souza Oliveira, Tatiane Diniz da Silva e Rayza Madlum de Paula.

APOSTILA TÉCNICO DO MPU

 


Ads

Quer agarrar uma vaga no MPU?

Para alcançar a aprovação em um dos concursos mais disputados do país, você precisa ser Imparável! Confira os cursos completos com PDFs, videoaulas e orientação de estudos para você! Acesse agora.


 

Atribuições

  De acordo com a portaria, as atribuições do técnico são as seguintes: Auxiliar, dentro ou fora do ambiente da sede de trabalho, os membros e as chefias em processos judiciais e administrativos e em procedimentos extrajudiciais; atuar em processos judiciais e administrativos e em procedimentos extrajudiciais; auxiliar os membros e as chefias em eventos oficiais, audiências e diligências; elaborar e analisar informações, certidões, declarações, relatórios e documentos congêneres; elaborar minutas de atos administrativos e normativos; atuar em planos, programas, projetos e convênios; atuar na gestão de contratos quando formalmente designado; realizar estudos, pesquisas e levantamentos de dados; participar de reuniões, comissões, grupos e equipes de trabalho; participar do planejamento estratégico institucional e dos planos da sua unidade de atuação; observar e zelar pela segurança institucional no âmbito de sua área de atuação; atender o público interno e externo por telefone, correio eletrônico ou presencialmente; prestar informações sobre a localização e tramitação de processos e documentos; orientar quanto à aplicação das normas internas ou de sua área de atuação; contribuir para a melhoria contínua dos processos e rotinas de trabalho; orientar e supervisionar estagiários e aprendizes; inserir dados e utilizar os sistemas de informação corporativos; observar e zelar pelo cumprimento dos prazos; realizar tarefas de expediente; realizar atividades relativas à instrução, tramitação e movimentação de processos, procedimentos e documentos; manter e controlar o arquivo setorial; e executar demais atividades necessárias ao desempenho do cargo ou outras que eventualmente venham a ser determinadas pela autoridade competente, sempre respeitando, quando for o caso, os limites impostos pelos órgãos de classe

  Para os técnicos, na área de administração: Auxiliar na prática de atos em processos judiciais e na instrução e acompanhamento de processos administrativos e procedimentos extrajudiciais; desempenhar atividades de apoio técnico-administrativo; atuar na elaboração, execução e avaliação de planos, programas e projetos; realizar atividades, estudos, pesquisas e levantamentos de dados inerentes às atividades de suporte administrativo do órgão, dentre elas, as relacionadas a orçamento, finanças e controle interno; atuar na fiscalização, instrução e acompanhamento de contratos e convênios; atuar nas atividades de compras e de contratação de bens e serviços; registrar e controlar dados e informações cadastrais; emitir certidões, declarações e atestados; expedir e/ou anexar documentos e correspondências oficiais; elaborar atas, estatísticas setoriais e minutas de expedientes e de atos; organizar eventos, ações e atividades institucionais; preparar malotes; publicar documentos oficiais; realizar atividades de gestão de bens materiais e patrimoniais; realizar diligências; realizar serviços técnicos e especializados; manter atualizado o conteúdo de páginas virtuais na internet e na intranet; e analisar a conformidade documental.   Para analista: Assessorar, dentro ou fora do ambiente da sede de trabalho, os membros e as chefias em processos judiciais e administrativos e em procedimentos extrajudiciais; atuar em processos judiciais e administrativos e em procedimentos extrajudiciais; assessorar os membros e as chefias em eventos oficiais, audiências e diligências; realizar avaliações e vistorias; realizar perícias quando formalmente designado pelo órgão competente; acompanhar o desenvolvimento de trabalhos periciais; realizar estudos, pesquisas e levantamentos de dados; elaborar e analisar informações, certidões, declarações, laudos, pareceres, relatórios e documentos congêneres; elaborar minutas de atos administrativos e normativos; propor planos, projetos, programas, diretrizes e políticas de atuação; atuar em planos, programas, projetos e convênios; atuar na gestão de contratos quando formalmente designado; participar de reuniões, comissões, grupos e equipes de trabalho; participar do planejamento estratégico institucional e dos planos da sua unidade de atuação; observar e zelar pela segurança institucional no âmbito de sua área de atuação; atender o público interno e externo por telefone, correio eletrônico ou presencialmente; prestar informações sobre a localização e tramitação de processos e documentos; orientar quanto à aplicação das normas internas ou da sua área de atuação; contribuir para a melhoria contínua dos processos e rotinas de trabalho; orientar e supervisionar estagiários e aprendizes; inserir dados e utilizar os sistemas de informação corporativos; observar e zelar pelo cumprimento dos prazos; realizar tarefas de expediente; realizar atividades relativas à instrução, tramitação e movimentação de processos, procedimentos e documentos; manter e controlar o arquivo setorial; e executar demais atividades necessárias ao desempenho do cargo ou outras que eventualmente venham a ser determinadas pela autoridade competente, sempre respeitando, quando for o caso, os limites impostos pelos órgãos de classe.   Para analista, na área de direito: Assessorar os membros e chefias na coordenação e supervisão das atividades de processos judiciais e administrativos e de procedimentos extrajudiciais; planejar e executar tarefas relativas à análise jurídica de atos, documentos, processos judiciais e administrativos e de procedimentos extrajudiciais, produzindo os atos e documentos pertinentes; elaborar minutas de petições, denúncias, recursos, acordos judiciais ou extrajudiciais, termos de ajustamento de conduta, decisões, despachos, pareceres, notas técnicas, notificações, votos e atos congêneres, bem como manifestações jurídicas para subsidiar decisão administrativa; receber, analisar, acompanhar e dar andamento a processos e a outros documentos; auxiliar na instrução de processos, procedimentos e inquéritos civis e analisar inquéritos policiais; controlar prazos prescricionais; proceder à oitiva de vítimas, testemunhas e quaisquer outras pessoas que possam, direta ou indiretamente, colaborar com a instrução processual, reduzindo a termo suas declarações; realizar análise prévia e triagem de representações, denúncias, processos e procedimentos; realizar pesquisa, seleção, indexação e estudo de legislação, doutrina e jurisprudência; acompanhar a atualização legislativa; observar os prazos processuais e de conclusão de investigações; conferir atos e andamentos processuais; providenciar o cumprimento de decisões e despachos; atuar na manualização de processos e na elaboração de instrumentos normativos; e acompanhar a tramitação de processos judiciais e administrativos e de procedimentos extrajudiciais Último concurso do MPU


No concurso de 2013,  a seleção contou com 263 vagas para níveis médio e superior. As oportunidades foram para os cargos de técnico do MPU, técnico na área técnico administrativa especialidade tecnologia da informação e comunicação, técnico na área de saúde – enfermagem e técnico na área de saúde – saúde bucal.

No caso de analista, as opções foram para analista do MPU, analista na área técnico-administrativa – especialidade arquivologia, analista na área técnico administrativa – biblioteconomia, analista na área técnico administrativa – comunicação social, analista na área técnico administrativa – educação, analista na área técnico administrativa – estatística, analista na área técnico especializado – finanças e controle, analista na área técnico especializado – gestão pública, analista técnico especializado - planejamento e orçamento, analista na área de clínica médica, analista área de medicina – psiquiatria, analista na área de perícia – antropologia, analista na área de perícia – arquitetura, analista na área de perícia -contabilidade,analista na área de perícia – economia, analista na área de perícia – engenharia agronômica, analista na área de perícia – engenharia ambiental, analista na área de perícia – engenharia civil, analista na área de perícia – engenharia de segurança do trabalho, analista na área de perícia – engenharia elétrica, analista na área de perícia - engenharia florestal, analista na área de perícia – engenharia mecânica, analista na área de perícia – engenharia sanitária, analista na área de perícia – geografia, analista na área de perícia – medicina, analista na área de perícia medicina do trabalho, analista na área de perícia – oceanografia, analista na área de saúde – enfermagem, analista na área de saúde – odontologia, analista na área de saúde – psicologia, analista na área de saúde – serviço social, analista na área de tecnologia da informação e comunicação – desenvolvimento de sistemas e analista na área de tecnologia da informação e comunicação – suporte e infraestrutura.

Na ocasião, o concurso do MPU contou com oportunidades para o Distrito Federal e Eestados de Pernambuco, São Paulo, Amazonas, Rondônia, Maranhão, Pará, Rio Grande do Sul, Acre, Bahia, Espírito Santo, Minas Gerais,Paraná, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rondônia, Alagoas, Maranhão, Mato Grosso, Paraíba e Tocantins.

A banca foi o Cespe/UnB.

 

Continuar lendo

Atualizado: 12/07/2018 - 10:16

Concurso COREN RS: publicado edital com 390 vagas

As chances no concurso do Conselho Regional de Enfermagem do Rio Grande do Sul (COREN/RS) são para candidatos de níveis médio, técnico e superior

Ganhos de até R$ 6,6 mil

Por JCConcursos - Patricia Lavezzo

O Conselho Regional de Enfermagem do Rio Grande do Sul (COREN/RS) abriu as inscrições do concurso público que preencherá 390 vagas. Do total de ofertas, seis são imediatas e 384 para formação de cadastro reserva (CR) do seu quadro de pessoal. 

De acordo com o edital, o cadastro reserva somente será aproveitado mediante abertura de novas vagas, atendendo aos interesses de conveniência e de oportunidade do COREN/RS, dentro do prazo de validade do concurso (de dois anos, contados a partir da data de publicação da homologação do resultado final no Diário Oficial da União, podendo ser prorrogado uma única vez por igual período).

Para o cargo de assistente na área administrativa (1 vaga + 59 CR) exige diploma de conclusão de curso de ensino médio. O salário inicial é de R$ 2.542,64.

Quem tem curso técnico está apto à carreira de assistente técnico na área de fiscalização (1 + 49 CR). O vencimento é de R$ 3.108,82. 

Candidatos que possuem o nível superior podem concorrer para os postos de analista enfermeiro nas especialidades administrativa (35 CR) e fiscalização (35 CR) e analista nas áreas de comunicação social/jornalismo (35 CR), comunicação social/relações públicas (35 CR), finanças, contabilidade e controladoria (1 + 34 CR), recursos humanos (35 CR), tecnologia da informação (35 CR) e jurídica (3 + 32 CR). A remuneração é de R$ 6.622,18. 

APOSTILA CONCURSO COREN/RS 2018 - ASSISTENTE E ANALISTA

A lotação ocorrerá na sede do COREN/RS, na cidade de Porto Alegre, exceto para os cargos de assistente na área administrativa e analista enfermeiro na área de fiscalização, cujas atividades serão exercidas em qualquer uma das subseções do órgão, no Estado do Rio Grande do Sul, ou na sua sede, de acordo com a necessidade de contratação.

 

Etapas do concurso do COREN RS 2018

 

O Instituto Quadrix é o responsável pela organização e execução do processo de seleção. As inscrições deverão ser realizadas até o dia 15 de agosto, através do endereço eletrônico www.quadrix.org.br. Os valores da taxa de participação são de R$ 60 para ensino médio, R$ 70 para curso técnico e R$ 100 para formação superior. 

Os inscritos no concurso do COREN/RS serão avaliados por meio de prova objetiva para todos os cargos, de caráter eliminatório e classificatório; prova discursiva para nível superior, eliminatória e classificatória; e análise de títulos e experiência profissional para nível superior, unicamente classificatória.

As provas objetiva e discursiva serão aplicadas no dia 16 de setembro na cidade de Porto Alegre/RS. O edital de convocação, contendo os locais e horários de realização do exame, será divulgado, oportunamente, no site do Instituto Quadrix. 

A prova objetiva será composta por 50 questões de múltipla escolha, sendo dez de língua portuguesa (peso 2), dez de noções de informática (peso 1), dez de legislação (peso 1) e 20 de conhecimentos específicos (peso 3). 

Continuar lendo

Atualizado: 10/07/2018 - 15:13

Concurso Ibama: NOVO pedido para 1.888 vagas é avaliado

O Ibama tem o intuito de abrir concurso com oportunidades para técnico e analista, com exigência de níveis médio e superior. Os salários iniciais oferecidos pelo órgão chegam a R$ 7,7 mil

Três cargos

Por JCConcursos - Camila Diodato

Está em análise no Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPDG) o pedido para a realização de novo concurso do Ibama (Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis). A solicitação foi enviada recentemente e há uma grande expectativa para que a autorização seja liberada ainda este ano
 
O requerimento encaminhado solicita um total de 1.888 vagas, e não mais 1.529 como anteriormente. De tais oportunidades, 759  são para técnico administrativo, 832 para analista ambiental e 297 para analista administrativo.
 
Os empregos de analista ambiental e analista administrativo do concurso do Ibama exigem nível superior, enquanto a colocação de técnico administrativo aceita profissionais com ensino médio.
 
As remunerações iniciais correspondem a R$ 3.712,72 para técnico e a R$ 7.760,45 para analista. Nesses valores já está incluso o auxílio-alimentação de R$ 458. 
 

Últimos concursos do Ibama para analista


 
O último concurso para analista ambiental do Ibama foi aberto em 2012, anunciando uma oferta de 108 vagas, sendo 45 para a área de licenciamento ambiental no Distrito Federal, 15 para licenciamento ambiental no Rio de Janeiro, 27 para monitoramento, regulação, controle, fiscalização e auditoria ambiental no Distrito Federal e 21 para gestão, proteção e controle da qualidade ambiental no Distrito Federal. Ao todo, 16.290 pessoas se inscreveram para o processo seletivo.
 
Já para analista administrativo, o último certame foi realizado em 2013, para preenchimento de 61 postos, distribuídos da seguinte forma: Acre (2 vagas), Amapá (2), Amazonas (3), Bahia (1), Distrito Federal (27), Espírito Santo (1), Maranhão (1), Mato Grosso (3), Mato Grosso do Sul (2), Minas Gerais (2), Pará (2), Paraná (2), Piauí (1), Rio Grande do Sul (1), Rondônia (2), Roraima (2), Santa Catarina (2), São Paulo (1), Sergipe (2) e Tocantins (2). O processo seletivo registrou 43.533 candidatos.
 
As duas seleções foram organizadas pelo Cespe/UnB.

 

Continuar lendo

Atualizado: 10/07/2018 - 11:18

IPHAN prorroga inscrições de concurso com 411 vagas

Com ofertas distribuídas entre todo o Brasil, concurso do Iphan preencherá postos em cargos auxiliar, técnico e analista. Salários chegam a R$ 5,4 mil

Níveis médio e superior

Por JCConcursos - Samuel Peressin

Foram prorrogadas até as 18h do dia 16 de julho as inscrições do concurso do Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional). A seleção preencherá 411 vagas distribuídas em todo o Brasil, além de formar cadastro reserva.  


O processo seletivo oferece 131 postos para auxiliar institucional (R$ 3.877,97), 176 para técnico (R$ 5.493,29) e 104 para analista (R$ 5.493,29). A primeira posição requer ensino médio completo, enquanto as demais cobram formação superior. Os valores já incluem o auxílio-alimentação de R$ 458.

APOSTILAS CONCURSO IPHAN 2018 - CARGOS DE NÍVEIS MÉDIO E SUPERIOR
CURSO ONLINE CONCURSO IPHAN 2018 - TÉCNICO E ANALISTA

As oportunidades estão distribuídas entre a sede do órgão, em Brasília, e superintendências/escritórios técnicos em todos os Estados brasileiros. Para São Paulo, foram disponibilizados 18 postos.  

As inscrições para o concurso do Iphan são recebidas por meio do site http://www.cespe.unb.br/concursos. As taxas custam R$ 84 (nível médio) e R$ 117 (superior). 

 

Concurso Iphan: distribuição das vagas por área de formação


Parte das chances para auxiliar institucional é destinada a candidatos que possuem, além de segundo grau, formação técnica em conservação e restauração de bens culturais móveis; edificações; e agronomia ou jardinagem.  

 

As oportunidades para técnico no concurso do Iphan atendem profissionais formados em ciências sociais ou antropologia; arqueologia; arquitetura e urbanismo; arquivologia; biblioteconomia; ciências biológicas; engenharia agronômica; engenharia civil; história; e educação, pedagogia ou ciências humanas. 

 


Ads

Curso Intensivo Gratuito para Concurso IPHAN

Para ajudar na preparação dos que realmente desejam passar nesse concurso, transmitiremos ao vivo e gratuitamente a partir de 18 de junho, o Curso Intensivo IPHAN. O conteúdo engloba desde português a história. São várias matérias de relevância com conteúdo de qualidade. Confira.

 

Já para analista, as opções são voltadas a participantes com graduação em qualquer área; comunicação social, jornalismo ou relações públicas; engenharia cartográfica, geografia ou geociências; e relações internacionais.

Sobre as provas do concurso do Iphan 2018


O processo seletivo envolverá provas objetiva e discursiva para todos os cargos, com aplicação prevista para 26 de agosto, nas capitais dos 26 Estados, além do Distrito Federal.

 

A primeira avaliação trará 120 questões de múltipla escolha, enquanto a segunda cobrará a elaboração de um texto dissertativo com até 30 linhas abordando tema da atualidade. 

 

O conteúdo programático inclui conhecimentos básicos (língua portuguesa, fundamentos da preservação do patrimônio cultura, noções de gestão/administração pública e atualidades) e específicos.

 

Haverá também análise de títulos para funções de nível superior, em período a ser definido. Os candidatos convocados poderão apresentar diplomas de especialização, mestrado e doutorado, bem como documentos que comprovem experiência profissional nos setores público e privado. 


De acordo com o edital, o concurso do Iphan terá validade de dois anos, prorrogável por mais dois, a critério da instituição. 

 

Atribuições do auxiliar institucional no concurso do Iphan

 

Desenvolver atividades de nível intermediário de suporte às áreas administrativa e finalística, que compreendam a execução de atividades rotineiras de cunho administrativo e logístico; dar suporte às atividades que compõem o ciclo de gestão documental; dar suporte à análise, diagnóstico e intervenção em bens culturais móveis; dar apoio às atividades técnicas relativas à elaboração e análise de projetos e orçamentos e fiscalização de obras; dar suporte às atividades de fiscalização; realizar atividades de conservação e manutenção dos jardins históricos sob a gestão do Iphan; e outras atividades compatíveis com as atribuições profissionais e competências institucionais.

 

Concurso Iphan 2018: atribuições do técnico

 

Desenvolver atividades de nível superior, de complexidade e responsabilidade elevadas, que compreendam elaborar estudos, análises, pareceres, laudos, notas, relatórios e avaliações técnicas para instrução e acompanhamento de processos relativos à salvaguarda e à preservação do patrimônio cultural; avaliar o impacto ao patrimônio cultural em projetos e empreendimentos, inclusive no âmbito do licenciamento ambiental; realizar vistorias, levantamentos e avaliações de campo; acompanhar e se manifestar em processos relacionados a políticas intersetoriais e temáticas transversais ao patrimônio cultural; desenvolver e participar das atividades de articulação e mobilização social necessárias às ações institucionais; integrar conselhos representativos, comissões, grupos e equipes de trabalho de interesse da administração; elaborar e analisar orçamentos; acompanhar e fiscalizar intervenções e(ou) serviços; realizar intervenções conservativas e(ou) restaurativas de bens culturais e acervos sob a gestão do Iphan; elaborar termos de referência, projetos e editais; fiscalizar contratos, convênios e instrumentos congêneres e outras atividades compatíveis com as atribuições profissionais e competências institucionais.

 

Atribuições do analista no concurso do Iphan


Desenvolver atividades de nível superior, de complexidade e responsabilidade elevadas que compreendam o assessoramento especializado voltado para a gestão dos processos relativos à salvaguarda e à preservação do patrimônio cultural; acompanhar e se manifestar em processos relacionados a políticas intersetoriais e temáticas transversais ao patrimônio cultural; desenvolver e participar das atividades de articulação e mobilização social necessárias às ações institucionais; participar em conselhos representativos, comissões, grupos e equipes de trabalho de interesse da administração; elaborar e analisar orçamentos; executar atividades de gestão administrativa, orçamentária e financeira; acompanhar e fiscalizar projetos e(ou) serviços; elaborar termos de referência, projetos e editais; fiscalizar contratos, convênios e instrumentos congêneres; e outras atividades compatíveis com as atribuições profissionais e competências institucionais.

 

Conteúdo programático parcial para o concurso do Iphan

 

Língua portuguesa - 1 Compreensão e interpretação de textos de gêneros variados. 2 Reconhecimento de tipos e gêneros textuais. 3 Domínio da ortografia oficial. 4 Domínio dos mecanismos de coesão textual. 4.1 Emprego de elementos de referenciação, substituição e repetição, de conectores e de outros elementos de sequenciação textual. 4.2 Emprego de tempos e modos verbais. 5 Domínio da estrutura morfossintática do período. 5.1 Emprego das classes de palavras. 5.2 Relações de coordenação entre orações e entre termos da oração. 5.3 Relações de subordinação entre orações e entre termos da oração. 5.4 Emprego dos sinais de pontuação. 5.5 Concordância verbal e nominal. 5.6 Regência verbal e nominal. 5.7 Emprego do sinal indicativo de crase. 5.8 Colocação dos pronomes átonos. 6 Reescrita de frases e parágrafos do texto. 6.1 Significação das palavras. 6.2 Substituição de palavras ou de trechos de texto. 6.3 Reorganização da estrutura de orações e de períodos do texto. 6.4 Reescrita de textos de diferentes gêneros e níveis de formalidade.

 

Fundamentos da preservação do patrimônio cultura - Noções sobre história política, econômica e social do Brasil. 1.1 Noções sobre história e institucionalização do patrimônio cultural no Brasil e no mundo, com ênfase na trajetória do IPHAN. 2 Marcos internacionais da preservação: Convenção relativa à Proteção do Patrimônio Mundial, Cultural e Natural (1972); Convenção para a Salvaguarda do Patrimônio Cultural Imaterial (2003). 3 Legislação brasileira sobre preservação de bens culturais. 3.1 Constituição Federal (artigos 20, 23, 24, 30, 215 e 216). 3.2 Decreto-Lei nº 25/1937, e suas alterações. 3.3 Lei nº 3.924/1961. 3.4 Lei nº 11.483/2007, e suas alterações (art. 9º). 3.5 Decreto nº 3.551/2000. 3.6 Decreto nº 9.238/2017. 4 Legislação aplicada ao patrimônio cultural. 4.1 Portaria IPHAN nº 187/2010; Portaria IPHAN nº 420/2010; Portaria IPHAN nº 127/2009; Portaria IPHAN nº 137/2016.

 

Noções de gestão e administração pública - 2.1 Princípios e normas referentes à administração direta e indireta. 2.2 Lei nº 8.666/1993, e suas alterações (Licitações e contratos administrativos). 3 Legislação administrativa. 3.1 Lei nº 8.112/1990, e suas alterações. 3.2 Lei nº 9.784/1999, e suas alterações (Processo Administrativo). 3.3 Lei nº 12.527/2011 (Lei de acesso à informação). 3.4 Código de Ética Profissional do Servidor Público Civil do Poder Executivo Federal, instituído pelo Decreto nº 1.171/1994, e suas alterações. 4 Gestão de pessoas no setor público. 4 Gestão de processos. 4.1 Conceitos da abordagem por processos. 4.2 Técnicas de mapeamento, análise e melhoria de processos.

 

Atualidades - (somente para a prova discursiva): 1 Tópicos atuais e relevantes de diversas áreas, tais como: política, economia, sociedade, educação, cultura, desenvolvimento sustentável e meio ambiente, relacionados ao patrimônio cultural.

 

Confira o conteúdo programático completo para o concurso do Iphan 2018

Continuar lendo

Atualizado: 06/07/2018 - 11:40

SPGG/RS: assinado contrato com BANCA para analista

Seleção contará com uma oferta de dez vagas imediatas. Para concorrer será necessário possuir formação de nível superior em qualquer área, com inicial de R$ 7,3 mil

Concurso inédito

Por JCConcursos - Fernando Cezar Alves

A Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão do Rio Grande do Sul (SPGG/RS) divulgou, por meio de publicação em diário oficial, na última quinta-feira, 5 de julho, a assinatura do contrato com a banca que será responsável pelo  primeiro concurso público para o cargo de analista de planejamento.  A escolhida é a Fundação Universidade Empresa de Tecnologia e Ciências (Fundatec) . Ao todo serão oferecidas dez vagas imediatas. Para concorrer será necessário possuir nível superior em qualquer área, com remuneração inicial de R$ 7.300.

A publicação do edital de abertura de inscrições está prevista para ocorrer nas próximas semanas.


A presidente da comissão do concurso, já constituída, é a servidora Alba Conceição Marquez dos Santos. O grupo também consta com os seguintes servidores: Alessandro Castilhos Martins, André Benetti, Carla Giane Soares da Cunha, Christiano Moritz da Silva, Daiane dos Santos Allegretti e Vanderléia Rabelo Kich.

 


Atribuições
Cabe ao profissional da área elaborar, analisar e avaliar planos e programas e projetos do setor público, que visem ao desenvolvimento econômico do estado; elaborar estudos visando à fixação de prioridades para a aplicação de recursos econômicos; auxiliar na coordenação de programas e projetos do governo; proceder estudos ao acompanhamento e controle dos projetos e programas governamentais; orientar e coordenar grupos de trabalho incumbidos de pesquisas econômicas em geral; realizar estudos visando a compatibilização dos planos estaduais com os nacionais, promover estudos e análises dos indicadores conjunturais; realizar estudos e pesquisas objetivando à montagem e implantação dos diversos sistemas de administração estadual; Proceder a estudos referentes à modernização administrativa, proceder a estudos objetivando o progressivo aperfeiçoamento dos processos e padrões do sistema orçamentário; elaborar projetos de lei e de decreto sobre assuntos econômicos e financeiros; realizar estudos relativos à quantificação e formulação das despesas públicas; orientar tecnicamente a elaboração de propostas orçamentárias, bem como analisar e revisar as propostas parciais de orçamento.        

 

Continuar lendo

Atualizado: 03/07/2018 - 12:42

Concurso BACEN: novo pedido está em análise no MPDG

A solicitação de concurso do Banco Central conta com 220 vagas para as carreiras de analista e procurador

Até R$ 17,7 mil

Por JCConcursos - Camila Diodato

Segue em análise no Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPDG) o novo pedido de concurso do Bacen (Central do Brasil, também conhecido BC ou BCB), encaminhado no último dia 30 de maio. Ao todo, foram solicitadas 220 oportunidades, número bem inferior ao anterior de 990 vagas.

Das oportunidades requeridas pelo Bacen, 200 são para a carreira de analista e 20 para procurador; desta vez não foi contemplado o cargo de técnico. A solicitação anterior era de 800 postos para analista, 150 para técnico e 40 para procurador.

É grande a expectativa para seja realizado em breve o concurso do Banco Central devido à sua grande defasagem de pessoal. No momento, existem mais de 2.000 postos vagos, sem contar com as futuras aposentadorias, ou seja, cerca de 36% do quadro de pessoal do Bacen não está preenchido. O déficit total é de 2.356 servidores, sendo 1.944 analistas, 289 técnicos e 123 procuradores - vale ressaltar que o número pode sofrer alterações a qualquer momento.

Em entrevista anterior ao JC, o presidente do Sindicato Nacional dos Funcionários do Banco Central (Sinal), Dario Piffer, chegou a comentar que o BC não consegue atender a toda demanda e que “essa situação traz problemas de toda a ordem, sendo uma das áreas mais prejudicadas a da fiscalização; por conta disso, o Banco Central prioriza somente as demandas consideradas mais importantes".

 

Sobre os cargos do concurso do Bacen

 

A função de técnico, não contemplada mais no pedido, se destina aos profissionais que concluíram o ensino médio em instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC) e oferece salário inicial de R$ 6.463,44.

Já os postos de analista de procurador aceitam candidatos com formação superior em diversas áreas de atuação - neste caso, os vencimentos correspondem a R$ 16.286,90 e a R$ 17.788,33, respectivamente.

Vale ressaltar que as remunerações já incluem o valor do benefício-alimentação, que equivale a R$ 458 mensais.

APOSTILAS BANCO CENTRAL - TÉCNICO DE SUPORTE ADMINISTRATIVO

CURSO ONLINE BANCO CENTRAL - PROCURADOR

 

Último concurso para técnico e analista do Bacen

 

Em 2013, o Banco Central promoveu seleção com 500 vagas destinadas aos cargos de técnico e analista. Na ocasião, a banca organizadora foi o Cespe/UnB e a remuneração inicial oscilou entre R$ 5.158,23 e R$ 14.289,24.

A carreira de técnico apresentou 100 oportunidades e estava dividida entre as áreas de suporte técnico-administrativo e segurança institucional. Para concorrer a este emprego o candidato precisou ter ensino médio completo.

Destinado a profissionais de nível superior, o cargo de analista (400) estava distribuído em seis áreas de conhecimentos: análise e desenvolvimento de sistemas, suporte à infraestrutura de tecnologia da informação, política econômica e monetária, contabilidade e finanças, infraestrutura e logística, e gestão e análise processual.

O processo seletivo constou de prova objetiva, teste discursivo e análise de títulos – este último apenas para analista. Depois, houve um programa de capacitação para os candidatos aprovados.

Para este concurso, os profissionais foram lotados em Brasília (DF), Belém (PA), São Paulo (SP), Salvador (BA) e Porto Alegre (RS).

 

Seleção anterior para procurador do Bacen

 

O Banco Central publicou em agosto de 2013 um edital com 15 oportunidades para a função de procurador. Do total de ofertas, 14 foram para Brasília e uma para Belém.

Também sob a organização do Cespe/UnB, o processo seletivo avaliou os concursandos por meio de teste objetivo, inscrição definitiva, provas discursivas, exame oral e análise de títulos.

Continuar lendo

Atualizado: 02/07/2018 - 10:42

AGU já começa a definir BANCA do concurso para 100 vagas

A autorização determina que o edital do concurso da AGU seja publicado dentro de seis meses, ou seja, até 14 de dezembro de 2018

 Diversos cargos

Por JCConcursos - Fernando Cezar Alves

A Advocacia-Geral da União (AGU)  já iniciou os preparativos para a realização do seu novo concurso público 2018, autorizado pelo Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPGD) em 14 de junho. De acordo com informações obtidas junto ao órgão, já estão sendo tomadas as providências para a escolha da banca responsável pela seleção, que deve ser anunciada em breve. Além disso, também já foi iniciado o processo de definição de como as 100 vagas que serão oferecidas serão distribuídas pelos diversos estados. De acordo com a autorização do certame, a publicação do edital de abertura de inscrições deve ocorrer até 14 de dezembro.

O aval é para os cargos de administrador (48 vagas), analista técnico administrativo (10), arquivista (2), bibliotecário (1), contador (1), técnico em assuntos educacionais (2) e tecnico em comunicação social (5).

Para todos estes cargos é necessário possuir formação de nível superior para o ingresso, com remuneração inicial de R$ 6.200, considerando vencimentos básicos e gratificações.

 

CURSOS PARA O CONCURSO AGU 2018

“A realização deste concurso é um passo importante no processo de fortalecimento do quadro de servidores da AGU. Todos nós sabemos que as vitórias obtidas pela nossa instituição somente serão possíveis graças, também, à incansável dedicação diária de nossos servidores”, disse, quando do envio do pedido do concurso, a advogada-geral da União, ministra Grace Mendonça.


Ads

Passe em concursos Jurídicos!

Nossas obras contemplam os conteúdos programáticos dos principais concursos jurídicos do país! Receba dicas de obras e métodos de estudo para aumentar suas chances de sucesso! Cadastre-se já.

 

 

Novas vagas

  Vale ressaltar que tramita na Câmara dos Deputados o projeto de lei 6788/17, que cria mais 3.000 vagas no órgão, sendo 2.000 para o cargo de analista técnico de apoio à atividade jurídica e 1.000 para técnico de apoio à atividade jurídica.   Para técnico, para concorrer será exigido apenas ensino médio, com inicial de R$ 4.669,35, com gratificações. Para analistas, nível superior, com inicial de R$ 6.985,34.  

Mais informações sobre este projeto podem ser obtidas aqui

 

Concurso Anterior

O último concurso da AGU para cargos da área de apoio operacional ocorreu em 2014, quando foram oferecidas 100 oportunidades, para preenchimento para a sede, em Brasília, bem como para a Secretaria de Portos da Presidência da República (SEP/PR), pelo regime jurídico únicos dos servidores civis da união, autarquias e fundações públicas federais.

Para o quadro de nível superior da AGU foram oferecidas oportunidades para os cargos de analista de sistemas (10 postos), analista técnico administrativo (34), bibliotecário com registro profissional (3) e técnico em comunicação social (3). Para quem possui formação técnica, a oferta foi de dez vagas para a carreira de técnico em contabilidade.

Já na Secretaria dos Portos, para nível médio foram dez vagas para agente administrativo e sete para técnico em contabilidade. Para nível superior, a oferta foi para os cargos de administrador (4), analista técnico administrativo (15), contador (2) e economista (2).

A banca organizadora do concurso, na ocasião, foi o Idecan.

Antes disso, a seleção anterior para a área técnica ocorreu em 2006, quando foram registrados 25 mil inscritos para a oferta de 336 vagas, somente para candidatos de nível superior, para os cargos de administrador, contador, economista e engenheiro. Neste caso, a banca organizadora foi o Núcleo de Computação Eletrônica da Universidade do Rio de Janeiro (NCE/UFRJ).

 

Sobre a AGU

Cabe à Advocacia Geral da União representar a União, judicial e extrajudicialmente, cabendo-lhe, nos termos da lei complementar que dispuser sobre sua organização e funcionamento, as atividades de consultoria e assessoramento jurídico do Poder Executivo. Em termos de representação judicial, sua atividade é exercida em defesa dos interesses dos referidos entes nas ações judiciais em que a União figura como autora, ré ou, ainda, terceira interessada. A representação extrajudicial é exercida perante entidades não vinculadas à justiça, como órgãos administrativos da própria união, estados ou municípios.

Continuar lendo

Atualizado: 02/07/2018 - 09:10

Concurso MRE: 26 vagas de diplomata com inscrição ABERTA

Cargo paga R$ 18 mil e pode ser disputada por profissionais com curso superior em qualquer área. Prazo para quem pretende se inscrever no concurso do MRE termina em 16 de julho

Carreira internacional

Por JCConcursos - Samuel Peressin

O Ministério das Relações Exteriores (MRE) abre às 10h desta segunda-feira (2) as inscrições do concurso para a carreira de diplomata no Instituto Rio Branco. São ofertadas 26 vagas, sendo cinco reservadas a negros e duas a pessoas com deficiência.   

 

Podem participar da seleção profissionais com diploma de curso superior (em qualquer área) emitido por instituição de ensino credenciada pelo Ministério da Educação (MEC). 

 

Com salário inicial de R$ 18.059,83, o cargo de diplomata tem como principais atribuições atividades de representação, negociação, informação e proteção de interesses brasileiros no campo internacional.

 

CURSO PARA O CONCURSO MRE 2018 - DIPLOMATA

 

As inscrições podem ser registradas até as 18h de 16 de julho, com taxa de R$ 230. O formulário para cadastro está disponível por meio do site www.cespe.unb.br.

 

 

Etapas do concurso do MRE para diplomata 2018

 

 

O concurso para diplomata será iniciado com a aplicação de prova objetiva contendo 73 questões de múltipla escolha, marcada para 26 de agosto. 

 

O conteúdo programático inclui língua portuguesa, língua inglesa, história mundial, história do Brasil, política internacional, geografia, noções de economia e noções de direito e direito internacional público. 

 

A segunda etapa compreenderá exames escritos de língua portuguesa e língua inglesa, previstos para ocorrer em 22 e 23 de setembro, respectivamente. 

 

Na sequência, entre 28 e 30 de setembro, os inscritos no concurso de diplomata serão submetidos a provas escritas sobre história do Brasil, política internacional, geografia, noções de economia, noções de direito e direito internacional público e línguas espanhola e francesa. 

 

A avaliação da primeira etapa ocorrerá nas capitais dos 26 Estados brasileiros e em Brasília. Nas demais fases, haverá aplicação nas cidades onde houver candidatos convocados.

 

O resultado está previsto para ser divulgado em 21 de dezembro. Os aprovados no concurso para diplomata do MRE ingressarão na classe inicial de terceiro secretário e deverão se matricular no curso de formação do Instituto Rio Branco, na capital federal, de acordo com o edital
 

 

Conteúdo programático parcial para o concurso de diplomata 2018

 

 

Língua portuguesa (primeira e segunda fases) - 1 Língua portuguesa: modalidade culta usada contemporaneamente no Brasil. 1.1 Sistema gráfico: ortografia, acentuação e pontuação; legibilidade. 1.2 Morfossintaxe. 1.3 Semântica. 1.4 Vocabulário. 2 Leitura e produção de textos. 2.1 Compreensão, interpretação e análise crítica de textos escritos em língua portuguesa. 2.2 Conhecimentos de linguística, literatura e estilística: funções da linguagem; níveis de linguagem; variação linguística; gêneros e estilos textuais; textos literários e não literários; denotação e conotação; figuras de linguagem; estrutura textual. 2.3 Redação de textos dissertativos dotados de fundamentação conceitual e factual, consistência argumentativa, progressão temática e referencial, coerência, objetividade, precisão, clareza, concisão, coesão textual e correção gramatical. 2.3.1 Defeitos de conteúdo: descontextualização, generalização, simplismo, obviedade, paráfrase, cópia, tautologia, contradição. 2.3.2 Vícios de linguagem e estilo: ruptura de registro linguístico, coloquialismo, barbarismo, anacronismo, rebuscamento, redundância e linguagem estereotipada.


Língua inglesa (primeira e segunda fases) - Primeira Fase: 1 Compreensão de textos escritos em língua inglesa. 2 Itens gramaticais relevantes para compreensão dos conteúdos semânticos. Segunda Fase: 1 Redação em língua inglesa: expressão em nível avançado; domínio da gramática; qualidade e propriedade no emprego da linguagem; organização e desenvolvimento de ideias. 2 Tradução do Inglês para o Português: fidelidade ao texto-fonte; respeito à qualidade e ao registro do texto-fonte; correção morfossintática e lexical. 3 Versão do Português para o Inglês: fidelidade ao texto-fonte; respeito à qualidade e ao registro do texto-fonte; correção morfossintática e lexical. 4 Resumo: capacidade de síntese e de reelaboração em Inglês correto.

 

Política internacional (primeira e terceira fases) - 1 Relações internacionais: conceitos básicos, atores, processos, instituições e principais paradigmas teóricos. 2 A política externa brasileira: evolução desde 1945, principais vertentes e linhas de ação. 3 O Brasil e a América do Sul. 3.1 Integração na América do Sul. 3.2 O MERCOSUL: origens do processo de integração no Cone Sul. 3.3 Objetivos, características e estágio atual de integração. 3.4 A Iniciativa de Integração da Infraestrutura Regional Sul-Americana (IIRSA). 3.5 A União Sul-Americana de Nações: objetivos e estrutura. 3.6 O Conselho de Defesa da América do Sul. 4 A política externa argentina; a Argentina e o Brasil. 5 A política externa norte-americana e relações com o Brasil. 6 Relações do Brasil com os demais países do hemisfério. 7 A Política externa francesa e relações com o Brasil. 8 Política externa inglesa e relações com o Brasil. 9 Política externa alemã e relações com o Brasil. 10 A União Europeia e o Brasil. 11 Política externa russa e relações com o Brasil. 12 A África e o Brasil. 13 A política externa da China, da Índia e do Japão; relações com o Brasil. 14 Oriente Médio: a questão palestina; Síria, Iraque, Irã e outras situações nacionais relevantes. 15 A Comunidade dos Países de Língua Portuguesa. 16 A agenda internacional e o Brasil: 16.1 O multilateralismo de dimensão universal: a ONU; as Conferências Internacionais; os órgãos multilaterais. 16.2 Desenvolvimento. 16.3 Pobreza e ações de combate à fome. 16.4 Meio ambiente. 16.5 Direitos Humanos. 16.6 Comércio internacional e Organização Mundial do Comércio (OMC). 16.7 Sistema financeiro internacional. 16.8 Desarmamento e não-proliferação. 16.9 Conflito étnico, sectário e nacionalismo: os casos do Bálcãs e do Oriente Médio (por exemplo: Síria, Líbano, Iraque). 16.10 Crimes de guerra e crimes contra a humanidade: genocídio, holocausto e a Corte Penal Internacional. 16.11 Políticas de identidade: gênero, raça e religião como vetores da política mundial. 16.12 Terrorismo. 16.13 Narcotráfico. 16.14 A reforma das Nações Unidas. 17 O Brasil e o sistema interamericano. 18 O Brasil e a formação dos blocos econômicos. 19 A dimensão da segurança na política exterior do Brasil. 20 O Brasil e as coalizões internacionais: o G-20, o IBAS e o BRICS. 21 O Brasil e a cooperação sul-sul.

 

Geografia (primeira e terceira fases) -1 História da Geografia. 1.1 Expansão colonial e pensamento geográfico. 1.2 A Geografia moderna e a questão nacional na Europa. 1.3 As principais correntes metodológicas da Geografia. 2 A Geografia da População. 2.1 Distribuição espacial da população no Brasil e no mundo. 2.2 Os grandes movimentos migratórios internacionais e intranacionais. 2.3 Dinâmica populacional e indicadores da qualidade de vida das populações. 3 Geografia Econômica. 3.1 Globalização e divisão internacional do trabalho. 3.2 Formação e estrutura dos blocos econômicos internacionais. 3.3 Energia, logística e reordenamento territorial pós-fordista. 3.4 Disparidades regionais e planejamento no Brasil. 4 Geografia Agrária. 4.1 Distribuição geográfica da agricultura e pecuária mundiais. 4.2 Estruturação e funcionamento do agronegócio no Brasil e no mundo. 4.3 Estrutura fundiária, uso da terra e relações de produção no campo brasileiro. 5 Geografia Urbana. 5.1 Processo de urbanização e formação de redes de cidades. 5.2 Conurbação, metropolização e cidades-mundiais. 5.3 Dinâmica intraurbana das metrópoles brasileiras. 5.4 O papel das cidades médias na modernização do Brasil. 6 Geografia Política. 6.1 Teorias geopolíticas e poder mundial. 6.2 Temas clássicos da Geografia Política: as fronteiras e as formas de apropriação política do espaço. 6.3 Relações Estado e território. 6.4 Formação territorial do Brasil. 7 Geografia e gestão ambiental. 7.1 O meio ambiente nas relações internacionais: avanços conceituais e institucionais. 7.2 Macro divisão natural do espaço brasileiro: biomas, domínios e ecossistemas. 7.3 Política e gestão ambiental no Brasil.
 

Continuar lendo

Atualizado: 29/06/2018 - 09:11

Concurso PETROBRAS: SAIU resultado final para 648 vagas

Mais de 110 mil candidatos disputaram postos de níveis médio e superior, com salários de até R$ 10,7 mil. Prova do concurso da Petrobras foi aplicada em 8 de abril

Diversos Estados

Por JCConcursos - Douglas Terenciano

A Fundação Cesgranrio divulgou o resultado final do concurso da Petrobras destinado a preencher 648 vagas (108 imediatas e 540 para cadastro reserva). A classificação pode ser conferida aqui

 

Os 110.092 inscritos realizaram a prova objetiva em 8 de abril, com aplicação em 27 cidades de diversos Estados, além do Distrito Federal. As candidaturas para o processo seletivo foram recebidas até 5 de março.

 

O número inicial de vagas em disputa no certame era de 666, mas foi reduzido com a exclusão do cargo de técnico de segurança júnior, conforme retificação do edital divulgada em 21 de fevereiro.  

APOSTILA CONCURSO PETROBRAS 2018 - TÉCNICO DE LOGÍSTICA DE TRANSPORTE
APOSTILA CONCURSO PETROBRAS 2018 - TÉCNICO DE ADMINISTRAÇÃO E CONTROLE JUNIOR 
CURSO CONCURSO PETROBRAS 2018 - DIVERSOS CARGOS
 

A seleção ofereceu oportunidades para candidatos dos níveis médio e superior nos Estados de São Paulo, Minas Gerais, Sergipe, Amazonas, Paraná, Rio Grande do Sul, Bahia e Rio de Janeiro, além do polo Nacional. A organizadora é a Fundação Cesgranrio.

 

Vagas – Concurso Petrobras 2018
 

Quem possui ensino médio pôde se candidatar aos cargos técnico de administração e controle júnior, técnico de comercialização e logística júnior, técnico de exploração de petróleo júnior – geologia, técnico de inspeção de equipamentos e instalações júnior, técnico de logística de transporte júnior – controle, técnico de logística de transporte júnior – operação, técnico de manutenção júnior – instrumentação, técnico de suprimento de bens e serviços júnior – administração, técnico de suprimento de bens e serviços júnior – mecânica e técnico químico de petróleo júnior. Os salários chegam a R$ 4.513,13.

 

Já para os candidatos com ensino superior completo, as opções foram para as carreiras de enfermeiro do trabalho júnior, engenheiro de equipamentos júnior – elétrica, engenheiro de equipamentos júnior – eletrônica, engenheiro de equipamentos júnior – inspeção, engenheiro de equipamentos júnior – mecânica, engenheiro de meio ambiente júnior, engenheiro de petróleo júnior, engenheiro de processamento júnior, engenheiro de segurança júnior, engenheiro naval júnior, geofísico júnior – física, geofísico júnior – geologia, geólogo júnior e médico do trabalho júnior. O salário básico é de R$ 6.350,99, com garantia de remuneração mínima de R$ 10.726,45.
 

Mais detalhes sobre as provas - Concurso Petrobras 2018
 

As provas objetivas do concurso público da Petrobras foram aplicadas nas cidades de Aracaju/SE, Belém/PA, Belo Horizonte/MG, Brasília/DF, Campinas/SP, Campo Grande/MS, Curitiba/PR, Florianópolis/SC, Fortaleza/CE, Goiânia/GO, João Pessoa/PB, Macaé/RJ, Maceió/AL, Manaus/AM, Mauá/SP, Natal/RN, Porto Alegre/RS, Recife/PE, Rio de Janeiro/RJ, Salvador/BA, Santos/SP, São José dos Campos/SP, São Luís/MA, São Mateus/ES, São Mateus do Sul/PR, São Paulo/SP e Vitória/ES.

 

As avaliações tiveram duração quatro horas para os cargos de nível médio e de quatro horas e meia para os cargos de nível superior. A seleção será válida por um ano, prazo que pode ser prorrogado pelo mesmo período. As contratações são no regime da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

 


Ads

Apostila PETROBRAS 2018 em PDF 

Apostila completa e de acordo com edital para o cargo de Técnico(a) de Administração e Controle Júnior. Aproveite!

 

Conteúdo programático - Cargos nível médio

 

Língua portuguesa - Interpretação textual. Pontuação: emprego da vírgula. Emprego do acento indicativo de crase. Ortografia (escrita correta das palavras e acentuação gráfica - em conformidade com o novo acordo ortográfico). Colocação pronominal dos pronomes oblíquos átonos (próclise, mesóclise e ênclise). Uso dos pronomes relativos. Concordância verbal e nominal. Regência verbal. Uso das palavras: porque, por que, porquê e porquê; que; se; há e a. Classes das palavras e suas funções sintáticas.

Matemática - Teoria dos Conjuntos. Conjuntos Numéricos. Relações entre conjuntos. Funções exponenciais, logarítmicas e trigonométricas. Equações de 1º grau. Equações Polinomiais reduzidas ao 2º grau. Equações exponenciais, logarítmicas e trigonométricas. Análise Combinatória: permutação, arranjo, combinação. Eventos independentes. Progressão Aritmética. Progressão Geométrica. Matrizes. Determinantes. Sistemas Lineares. Trigonometria. Geometria Plana. Geometria Espacial. Geometria Analítica: equação da reta, parábola e círculo. Matemática Financeira: capital, juros simples, juros compostos, montante.

Continuar lendo

Atualizado: 22/06/2018 - 14:30

Concurso IBGE: expectativa por autorização em 2018

Solicitação de concurso do IBGE é para a abertura de oportunidades nos níveis médio e superior de ensino. Salários de até R$ 8,2 mil

Pedido para 1.800 vagas

Por JCConcursos - Camila Diodato

Cresce a expectativa para que seja autorizado ainda em 2018 o novo concurso do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No dia 14 de maio, o presidente do instituto, Roberto Olinto, já havia reconhecido a necessidade urgente da realização do certame para efetivos. Depois, durante o II Congresso Democrático sobre o IBGE, realizado em 25 e 28 de maio, ele voltou a alertar sobre situação grave do órgão sem a contratação de novos servidores  

Olinto ressaltou que "“é prioridade absoluta dessa direção concurso e plano de carreira. Sem concurso e sem carreira a história do IBGE pode se encerrar de forma melancólica. A nossa preocupação é comunicar ao Ministério do Planejamento essa situação de forma incisiva. O impacto disso vai trazer sérios danos ao IBGE”. O dirigente reforçará pedido junto junto ao Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPDG) para que a autorização seja concedida em breve para que o edital saia ainda em 2018.

  Vale lembrar que, em dezembro do ano passado, o instituto solicitou o aval para 1.800 vagas efetivas, sendo 1.200 destinadas ao cargo de técnico em informações geográficas e estatísticas e as outras 600 para a carreira de analista de planejamento, gestão e infraestrutura em informações geográficas e estatísticas.

  Atualmente, a solicitação está em trâmite na Divisão de Concursos Públicos do Ministério do Planejamento. Desde que foi encaminhada, ela sofreu 23 movimentações dentro da Pasta.

  O edital do concurso IBGE 2018 só será publicado quando receber autorização do MPDG.  

Sobre as carreiras do concurso IBGE 2018

  A função de técnico destina-se aos candidatos com certificado de ensino médio emitido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC). O salário vigente corresponde a R$ 3.890,87 contando com o vale-alimentação.   Já o posto de analista exige formação superior completa, sendo que diversos cursos são aceitos. Consta na tabela de remuneração dos servidores federais que o vencimento atual é de R$ 8.213,07.  

Último concurso IBGE para efetivos

  No final de 2015, o órgão lançou dois editais que, juntos, apresentaram um total de 600 oportunidades. A banca organizadora do certame, na ocasião, foi a Fundação Getúlio Vargas (FGV).   Um edital ofereceu 460 chances para a carreira de técnico distribuídas entre diversos Estados. A validade dele encerra no dia 30 de maio de 2018, já contando com a prorrogação.   O outro teve 90 chances para analista e 50 para tecnologista, também com lotação em vários Estados. O prazo dele vai terminar em 14 de junho de 2016, com o acréscimo da prorrogação.
Continuar lendo

Atualizado: 21/06/2018 - 11:15

Ceasa RS: formada COMISSÃO para 81 vagas

Concurso está previsto para ser autorizado no decorrer dos próximos dias, com oportunidades distribuídas por 40 cargos. Iniciais de até R$ 4 mil

Níveis médio e superior

Por JCConcursos - Fernando Cezar Alves

Centrais de Abastecimento do Rio Grande do Sul (Ceasa/RS) divulgou, por meio de publicação em diário oficial, na última quarta-feira, 20 de junho, a comissão que será responsável pela organização do seu  novo concurso público. O órgão, que não realiza novo certame há 30 anos, aguarda agora apenas a autorização governamental, mas já deu início aos preparativos do edital. De acordo com o diretor administrativo da instituição, Vanderlan Vasconcelos, a expectativa inicial era de que a autorização ocorresse em fevereiro, o que acabou não se concretizando. O atraso, segundo ele, se deve a falta de tempo para discutir o processo na última reunião do conselho, o que ocorreu somente em 18 de maio, quando o Grupo de Assessoramento Estadual para Política de Pessoal do Rio Grande do Sul encaminhou o pedido de autorização para o governo.  

A seleção deve contar com uma oferta de 81 vagas imediatas, além de formar cadastro reserva de pessoal para diversos cargos, com opções para quem possui formação de ensino médio, médio técnico ou superior, com remunerações iniciais de até R$ 4 mil.

Também foi confirmado, em 18 de maio, que as 81 vagas serão distribuídas por 40 cargos, sendo nove para áreas de analistas, sete para agentes técnicos, oito para agentes administrativos de nível médio e 16 para agentes operacionais.


A comissão do concurso, constituída no último dia 20, é presidida pelo servidor Paulo Antonio Regla e conta, ainda, com os seguintes membros: Claudia Teresinha dos Santos, Álvaro Carlos Antunes Gonçalves, Amauri Moraes Pereira, Rosa Marlene Laureano Fernandes, Nidia Bittencourt dos Santos e Claiton Colvelo de Rosa.

Ensino Médio

No caso de ensino médio ou técnico, a seleção contará com vagas para as atividades de orientadores, com remunerações iniciais de R$ 2.268,56 a R$ 2.674,94.


Nível Superior

Para nível superior, as opções incluirão cargos de engenheiro agrônomo, administrador, advogado, contador, economista e jornalista, todos com remuneração inicial de R$ 4.379,65.
Além da remuneração, como benefícios, a instituição deve oferecer auxílio-alimentação e vale-transporte.
O novo concurso vem sendo aguardado desde janeiro de 2017, quando aprovado o novo Plano de Cargos e Salários da instituição. 


O órgão

A Ceasa/RS foi fundada em 1974 e faz parte do Sistema Nacional de Centrais de Abastecimento, sendo estadualizada em 1989, juntamente com todas as outras Ceasas do país. É considerada uma das quatro principais centrais de abastecimento da América do Sul
É uma sociedade por ações de economia mista, cuja gestão compete ao governo do Rio Grande do Sul, através da Secretaria de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo, constituída pela lei estadual 5993/70 e da lei municipal 3413/70. 
Dentre seus objetivos está o aspecto social de sua atividade, como orientar e fiscalizar o mercado hortifrutigranjeiro, representando um centro polarizadora entre produtores, comerciantes e consumidores.       
Continuar lendo

Atualizado: 15/06/2018 - 13:41

Aberto concurso para 416 vagas em Farroupilha RS

Prazo para quem pretende se inscrever no concurso da Prefeitura de Farroupilha termina em 15 de julho. Editais têm chances de níveis fundamental, médio e superior

Salários até R$ 15,3 mil

Por JCConcursos - Samuel Peressin

A Prefeitura de Farroupilha, no Rio Grande do Sul, divulgou dois editais de concurso com um total de 416 vagas, sendo 98 imediatas e 318 para cadastro reserva (CR).

 

Há cargos de nível fundamental para agente comunitário de saúde (33 postos + 120 CR e salário de R$ 1.209,73), agente de combate a endemias (14 + 42 CR - R$ 1.209,73), auxiliar operacional (1 + 3 CR - R$ 1.641,98) e agente operacional (1 + 3 CR - R$ 2.315,22).

 

Ensino médio é requisito do concurso da Prefeitura de Farroupilha para auxiliar de educação infantil (5 + 15 CR - R$ 2.989,01), guarda civil municipal (9 + 27 CR - R$ 1.852,15), operador de máquinas e veículos (3 + 9 CR - R$ 2.315,22), secretário escolar (3 CR - R$ 2.801,82), professor de anos iniciais (5 + 15 CR - R$ 1.506,07) e professor de educação infantil (5 + 15 CR - R$ 2.259,23). 

 

Estão em disputa funções de nível superior como agente de serviço social (5 + 15 CR - R$ 4.177,76), arquiteto e urbanista (1 + 3 CR - R$ 6.545,15), auditor fiscal (1 + 3 CR - R$ 4.177,76), auditor médico (1 + 3 CR - R$ 2.864,79), contador (1 + 3 CR - R$ 4.177,76), engenheiro civil (1 + 3 CR - R$ 6.545,15), médico (1 + 3 CR - R$ 15.318,23), veterinário (1 + 3 CR - R$ 4.177,76), psicólogo (1 + 3 CR - R$ 4.177,76), técnico desportivo (1 + 3 CR - R$ 2.989,01) e professor nas áreas de artes (1 + 3 CR), ciências (1 + 3 CR), geografia (1 + 3 CR), história (1 + 3 CR), língua inglesa (1 + 3 CR), língua portuguesa (1 + 3 CR), matemática (1 + 3 CR) e música (1 + 3 CR), com vencimentos entre R$ 2.259,23 e R$ 2.635,68. 

 

 

Concurso Prefeitura Farroupilha: inscrições e provas 

 

 

O Instituto de Desenvolvimento Institucional Brasileiro (Idib), responsável pela organização do processo seletivo, recebe inscrições até 15 de julho, por meio do site www.idib.org.br. As taxas custam R$ 70 (ensino fundamental), R$ 100 (médio) e R$ 130 (superior).

APOSTILAS CONCURSO PREFEITURA DE FARROUPILHA 2018 - CARGOS DE NÍVEIS MÉDIO E SUPERIOR

A seleção envolverá provas objetiva (todos os cargos), com aplicação prevista para 26 de agosto, e de títulos (funções destinadas a profissionais graduados), em período a ser definido.

 

O concurso da Prefeitura de Farroupilha terá validade de dois anos, prorrogável por mais dois, a critério do governo municipal, conforme estabelecem os editais. 

 

 

Atribuições do agente comunitário de saúde no concurso da Prefeitura de Farroupilha 2018

 

 

Desenvolvimento de atividades de prevenção de doenças e promoção da saúde, mediante ações domiciliares ou comunitárias, individuais ou coletivas, desenvolvidas em conformidade com as diretrizes do SUS e sob supervisão do gestor municipal de saúde.
 

Continuar lendo

Atualizado: 14/06/2018 - 10:52

Concurso em São Francisco de Paula RS reúne 23 vagas

Chances no concurso da Prefeitura de São Francisco de Paula estão distribuídas entre funções destinadas a profissionais de todas as escolaridades. Inscrições vão até 12 de julho

Salários até R$ 5,7 mil

Por JCConcursos - Samuel Peressin

A Prefeitura de São Francisco de Paula, no Rio Grande do Sul, abriu concurso público destinado a preencher 23 vagas imediatas, além de formar cadastro reserva (CR).

 

Distribuídas entre quatro editais, as oportunidades em disputa oferecem salários que partem de R$ 954 e alcançam R$ 5.749,90 por mês. 

 

Profissionais com nível fundamental incompleto podem concorrer como carpinteiro (CR), mecânico (CR), operador de máquinas (2 postos), operário (CR), pedreiro (1) e servente (1), enquanto aqueles que concluíram esse ciclo escolar têm opções como auxiliar de cuidador/monitor (2), monitor (1) e motorista (1). 

 

Ensino médio é requisito para atendente de farmácia (CR), agente de trânsito (1), auxiliar administrativo (1), bombeiro (CR), cuidador (1), fiscal (CR), guarda municipal (CR), oficial administrativo (4), recepcionista (CR) e secretário de escola (1).      

 

Além de segundo grau, o concurso da Prefeitura de São Francisco de Paula requer formação técnica para técnico em enfermagem (CR), eletricista (1), técnico agrícola (CR), técnico de segurança do trabalho (CR) e técnico em informática (1).

 

Os cargos de nível superior são para advogado (1), dentista (CR), enfermeiro (CR), farmacêutico (CR), médico clínico geral (CR), ginecologista (CR), pediatra (CR), psiquiatra (CR), agente de desenvolvimento econômico (1), agente de finanças (CR), arquiteto (CR), assistente social (CR), bibliotecário (1), engenheiro agrônomo (CR), engenheiro civil (CR), nutricionista (CR), psicólogo (CR), psicopedagogo (CR), técnico ambiental (CR), veterinário (CR) e professor nas áreas de artes (CR), ciências (CR), educação física (CR), espanhol (CR), geografia (CR), história (CR), inglês (1), letras/português (CR), matemática (1), anos iniciais do ensino fundamental (CR) e educação infantil (CR).

 

 

Concurso Prefeitura São Francisco de Paula: inscrições e provas

 

 

Disponíveis até 12 de julho, as inscrições devem ser realizadas pelo site da banca Objetiva Concursos (www.objetivas.com.br). As taxas custam R$ 40 (ensino fundamental), R$ 75 (médio/técnico) e R$ 105 (superior).

 

O processo seletivo envolverá provas objetiva (todos as vagas), em 19 de agosto, de títulos (funções de nível superior), com entrega dos documentos entre 24 e 26 de setembro, prática (carpinteiro, eletricista, mecânico, motorista, operador de máquinas e pedreiro) e física (bombeiro), ambas em 30 de setembro.

 

De acordo com os editais, o concurso da Prefeitura de São Francisco de Paula terá validade de dois anos, prorrogável por mais dois, a critério do governo municipal.

 

 

Atribuições do servente no concurso da Prefeitura de São Francisco de Paula 2018 

 

 

Fazer trabalhos de limpeza nas diversas dependências e edifícios públicos; limpar pisos, vidros, lustres, móveis, instalações sanitárias, etc.; remover lixos e detritos; lavar e encerar assoalhos; retirar pó de livros, estantes e armários; fazer arrumação em locais de trabalho; proceder à remoção e conservação de móveis, máquinas e materiais em geral; preparar e servir café, chá, refresco, executar, sob orientação de Nutricionista, as tarefas relativas à confecção da merenda escolar; preparar refeições balanceadas de acordo com o cardápio pré-estabelecido; exercer perfeita vigilância técnica sobre a condimentação e cocção dos alimentos; manter livres de contaminação ou de deterioração os gêneros alimentícios sob sua guarda; selecionar os gêneros alimentícios quanto à quantidade, qualidade e estado de conservação; zelar para que o material e equipamento de cozinha estejam sempre em perfeitas condições de utilização, higiene e segurança; operar com fogões, aparelhos de preparação ou manipulação de gêneros alimentícios, refrigeração e outros; servir a merenda nos utensílios próprios, observando as quantidades determinadas para cada aluno; distribuir a merenda e colaborar para que os alunos desenvolvam hábitos sadios de alimentação; recolher, lavar e guardar utensílios da merenda, encarregando-se da limpeza geral da cozinha e refeitório; fazer trabalhos de limpeza nas diversas dependências e prédios públicos; limpar pisos, vidros, lustres, móveis, instalações sanitárias, etc.; remover lixos e detritos; lavar e encerar assoalhos; fazer arrumação em locais de trabalho; proceder à remoção e conservação de móveis, máquinas e materiais em geral; preparar café e servi-lo; executar outras tarefas correlatas.

Continuar lendo

Atualizado: 08/06/2018 - 15:02

Três de Maio RS realiza concurso com 40 vagas

Concurso da Prefeitura de Três de Maio oferece salários que chegam a R$ 11,1 mil. Inscrições seguem disponíveis até 2 de julho

Todos os níveis

Por JCConcursos - Samuel Peressin

A Prefeitura de Três de Maio, no Rio Grande do Sul, abriu concurso público destinado a preencher 40 vagas, além de formar cadastro reserva (CR). Os salários variam de R$ 903,87 a R$ 11.123,86.

 

Profissionais com nível fundamental incompleto podem concorrer aos cargos de eletricista (1 posto), motorista (3), operador de máquinas (3), operário especializado (5), pedreiro (1) e servente (5), enquanto aqueles que concluíram tal ciclo escolar encontram opções como auxiliar em saúde bucal (3).

 

Ensino médio é requisito para as funções de agente administrativo (5) e fiscal (1). 

 

Há ofertas de nível superior para assistente social (1), dentista (1), engenheiro civil (1), médico (4), ginecologista obstetra (1), nutricionista (1), psicólogo (1), professor de geografia (1), professor de história (1) e professor de matemática (1).

 

 

Inscrições e etapas do concurso da Prefeitura de Três de Maio 2018

 

 

Disponíveis até 2 de julho, as inscrições devem ser registradas por meio do site www.fundatec.org.br. As taxas custam R$ 41,73 (ensino fundamental), R$ 69,56 (médio) e R$ 121,72 (superior). 

 

A seleção envolverá provas objetiva (todos os cargos), em 22 de julho, de títulos (professor), com entrega dos documentos em 27 e 28 de agosto, e prática (motorista e operador de máquinas), em 16 de setembro. 

 

De acordo com o edital, o concurso da Prefeitura de Três de Maio terá validade de dois anos, prorrogável por mais dois, a critério do governo municipal. 

 

 

Concurso Prefeitura Três de Maio 2018: atribuições do operário especializado

 

 

Conduzir ao local de trabalho equipamentos técnicos; executar tarefas auxiliares, a exemplo de fabricação e colocação de cabos em ferramentas, desmontagem de motores, máquinas e caldeiras; confecções e consertos de capas e estofamentos; operar equipamentos de pequeno porte, a exemplo de serras, cortador de grama, roçadeiras, máquinas de fabricar telas de arame e similares; acender forjas; auxiliar serviços de jardinagem; cuidar de árvores frutíferas, lavar, lubrificar e abastecer veículos e máquinas; limpar estátuas e monumentos; vulcanizar e recauchutar pneus e câmeras; auxiliar na preparação de asfalto; manejar instrumentos agrícolas; executar serviços de lavoura, tais como plantio, colheita, preparo ao terreno, adubagem, pulverizações, etc.; aplicar inseticidas e fungicidas de acordo com a legislação; zelar pelo funcionamento e limpeza dos equipamentos utilizados ou em uso; executar tarefas afins.
 

Continuar lendo

Atualizado: 06/06/2018 - 15:12

Boa Vista do Buricá RS realiza concurso com 25 vagas

Oportunidades em disputa no concurso da Prefeitura de Boa Vista do Buricá estão distribuídas entre funções destinadas a profissionais de todas as escolaridades. Salários chegam a R$ 11,2 mil

Inscrições abertas

Por JCConcursos - Samuel Peressin

A Prefeitura de Boa Vista do Buricá, no Rio Grande do Sul, abriu concurso público destinado a preencher 25 vagas imediatas, além de formar cadastro reserva (CR). Os salários variam de R$ 973,55 a R$ 11.226,89.

 

Profissionais com nível fundamental incompleto podem concorrer como motorista de veículos pesados (2 postos + CR), operário (5 + CR), soldador (1 + CR) e vigilante zelador (2 + CR), enquanto candidatos que concluíram esse ciclo escolar têm opções como agente comunitário de saúde (1 + CR), mecânico (1 + CR) e operador de máquinas (3 + CR).  

 

Ensino médio é requisito do concurso da Prefeitura de Boa Vista do Buricá para agente administrativo (2 + CR), agente educacional - monitor (3 + CR), fiscal (CR + CR), fiscal ambiental e sanitário (1 + CR), professor de educação infantil (CR), professor de séries iniciais (CR), técnico em contabilidade (CR), técnico em enfermagem (CR) e técnico em farmácia (1 + CR) - as três últimas funções também exigem formação técnica.

 

Estão em disputa cargos de nível superior para agente de controle interno (CR), arquiteto e urbanista (1 + CR), enfermeiro (CR), médico (1 + CR), veterinário (CR) e professor nas áreas de artes (CR), língua portuguesa (CR) e matemática (1 + CR).

 

Inscrições e etapas do concurso da Prefeitura Boa Vista do Buricá

 

As inscrições se encerram em 9 de julho e devem ser realizadas pelo site www.santoangelo.uri.br. As taxas custam R$ 75 (ensinos fundamental e médio) e R$ 130 (superior).

 

O processo seletivo envolverá provas objetiva (todos os cargos), em 26 de agosto, de títulos (professor), com entrega dos documentos nos dias 1 e 2 de outubro, e prática (mecânico, motorista, operador de máquinas e soldador), em 6 de outubro.

 

De acordo com o edital, o concurso da Prefeitura de Boa Vista do Buricá terá validade de dois anos, prorrogável por mais dois, a critério do governo municipal.

 

Atribuições do operário no concurso da Prefeitura de Boa Vista do Buricá

 

Carregar e descarregar veículos em geral; transportar, arrumar e elevar mercadorias, materiais de construção e outros; fazer mudanças; proceder à abertura de valas; efetuar serviços de capina em geral; varrer, escovar, lavar e remover lixos e detritos das vias públicas e próprios municipais; zelar pela conservação e limpeza dos sanitários; auxiliar em tarefas de construção, calçamento e pavimentação em geral; auxiliar no recebimento, entrega, pesagem e contagem de materiais; auxiliar nos serviços de abastecimento de veículos; cavar sepulturas e auxiliar no sepultamento; manejar instrumentos agrícolas; executar serviços de lavoura (plantio, colheita, preparo de terrenos, adubações, pulverizações, etc.); aplicar inseticidas e fungicidas; cuidar de currais, terrenos baldios e praças; alimentar animais sob supervisão; proceder à lavagem de máquinas e veículos de qualquer natureza, bem como a limpeza de peças e oficinas; executar tarefas afins.

Continuar lendo

Atualizado: 04/06/2018 - 15:42

Prefeitura de Toropi RS realiza concurso com cinco vagas

Prazo para quem pretende se inscrever no concurso da Prefeitura de Toropi termina em 11 de junho. Prova objetiva está marcada para 1º de julho

Todos os níveis

Por JCConcursos - Samuel Peressin

A Prefeitura de Toropi, no Rio Grande do Sul, abriu concurso público para preencher cinco vagas imediatas, além de formar cadastro reserva (CR) em outros dois cargos.

 

Os empregos de motorista (CR e salário de R$ 1.482,60) e operador de máquinas (CR - R$ 1.704,99) admitem profissionais que completaram o quarto ano do ensino fundamental.

 

São oferecidos cargos de nível médio para agente administrativo (1 posto - R$ 1.334,34), agente comunitário de saúde (1 - R$ 1.408,47) e fiscal (1 - R$ 1.630,86), 

 

Curso superior é requisito para analista administrativo (1 - R$ 1.556,73) e fonoaudiólogo (1 - R$ 1.186,08).

 

Concurso Prefeitura Toropi: inscrições e provas

 

As inscrições serão recebidas até as 23h59 da próxima segunda-feira (11), por meio do site da banca Legalle Concursos (www.legalleconcursos.com.br). As taxas variam de R$ 70 a R$ 120.

 

O processo seletivo envolverá provas objetiva (todas as vagas), com aplicação em 1º de julho, e prática (motorista e operador), marcada para o dia 22 do mesmo mês.

 

De acordo com o edital, o concurso da Prefeitura de Toropi terá validade de dois anos, prorrogável por mais dois, a critério do governo municipal.

 

Atribuições do agente administrativo no concurso da Prefeitura de Toropi

 

Examinar processos; redigir pareceres e informações; redigir expedientes administrativos tais como: memorandos, cartas, ofícios, relatórios; revisar quanto ao aspecto redacional, ordens de serviço, instruções, exposições de motivos, projetos de leis, minutas de decretos e outros; realizar e conferir cálculos relativos a lançamentos, alterações de tributos, avaliação de imóveis e vantagens financeiras e descontos determinados por lei; realizar ou orientar coleta de preços de materiais que possam ser adquiridos sem concorrência; colaborar em estudos e pesquisas que tenham por objetivo o aprimoramento de normas e métodos de trabalho para o melhor desenvolvimento das atividades; participar de estudos destinados a simplificar o trabalho e reduzir os custos das operações; efetuar levantamentos com vistas a elaboração da proposta orçamentária; colaborar em estudos relativos a estrutura organizacional da Prefeitura; efetuar levantamento de necessidades com vistas ao desenvolvimento da programação do setor de trabalho, pesquisar elementos necessários ao estudo de casos relativos a direitos e deveres dos servidores; elaborar folhas de pagamento de pessoal e quadros de mostruários. Estudar e informar processos que tratem de assuntos relacionados com a legislação específica de pessoal, preparando expedientes que se fizerem necessários; colaborar em estudos preliminares relacionados com a classificação de cargos e empregos, bem como em processos de análise, avaliação e remuneração de cargos; orientar o funcionamento do cadastro de pessoal, material e patrimônio; orientar e coordenar as tarefas de recebimento, venda, guarda, controle e conferência de valores ou bens públicos; passar certidões com base nos dados e registros existentes, mediante solicitação ou por determinação superior; prestar informação ao público quanto ao andamento de expediente; participar de estudos relativos a lotação de cargos nas unidades administrativas; colaborar na programação das atividades de aperfeiçoamento e treinamento de pessoal; atendimento ao público; serviços de protocolo e arquivo executar tarefas afins. Quando integrante do Sistema de Controle Interno, deverá organizar, acompanhar e fiscalizar rotinas de trabalho e de controle, podendo fixar prazos para o seu cumprimento; propor instruções e normativas para serem observadas por todos os setores dos Poderes Executivo e Legislativo.

Continuar lendo

Atualizado: 04/06/2018 - 11:50

Concurso Ibram: novo pedido é avaliado no Planejamento

Pedido de concurso do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) encaminhado ao Ministério do Planejamento é para carreiras com exigência de níveis médio e superior de ensino

313 vagas

Por JCConcursos - Camila Diodato

Está em análise no Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPDG) o novo pedido para a abertura do concurso público do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram). O órgão solicitou autorização para o preenchimento de 313 vagas em cargos com exigência de níveis médio e superior.

As oportunidades apresentadas no requerimento estão distribuídas da seguinte maneira: 73 para assistente técnico, 19 para técnico em assuntos educacionais, 121 para técnico em assuntos culturais e 100 para analista.

O posto de assistente técnico exige nível médio completo, enquanto as demais colocações se destinam aos profissionais com formação superior em diversas áreas de atuação. Os salários iniciais vigentes não foram divulgados.

Último concurso do Ibram

Organizado pela Funcab e lançado em 2010, o edital anterior apresentou 294 ofertas distribuídas nos empregos de assistente técnico I, técnico em assuntos educacionais, técnico em assuntos culturais e analista. A remuneração oferecida chegou a R$ 3.012,82.

Na época, a lotação das vagas ocorreu nos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Pernambuco, Rio Grande do Sul e Santa Catarina, além do Distrito Federal.

A seleção constou de prova objetiva para todos os concorrentes. Em seguida, houve avaliação discursiva e análise de títulos para os postos de nível superior.

O teste objetivo aplicado no processo seletivo foi composto de perguntas sobre língua portuguesa, noções de informática, conhecimentos gerais e conhecimentos específicos. Os exames para técnico e analista também tiveram perguntas de língua estrangeira (inglês ou espanhol).

Para os empregos de nível médio, a validade do certame expirou em abril de 2014. Já para as colocações que necessitam de ensino superior, o prazo terminou em 16 de junho do mesmo ano.

Sobre o órgão

O Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) foi criado pelo ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, em janeiro de 2009, com a assinatura da lei nº 11.906. A nova autarquia sucedeu o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) no que se refere aos direitos, deveres e obrigações dos museus federais.

O órgão é responsável pela Política Nacional de Museus (PNM) e pela melhoria dos serviços do setor – aumento de visitação e arrecadação dos museus, fomento de políticas de aquisição e preservação de acervos e criação de ações integradas entre os museus brasileiros. Atualmente, cuida da administração direta de 30 museus.

Continuar lendo

Atualizado: 04/06/2018 - 10:14

Ubiretama RS inscreve para concurso com duas vagas

Concurso da Prefeitura de Ubiretama apresenta chances para oficial de controle interno e contador, com exigência de nível superior e salários de R$ 2,1 mil e R$ 4,2 mil, respectivamente

Até 7/6

Por JCConcursos - Samuel Peressin

Terminam às 23h59 da próxima quinta-feira (7) as inscrições para o concurso da Prefeitura de Ubiretama, no Rio Grande do Sul, destinado a preencher duas vagas de nível superior.

 

Há oportunidades para oficial de controle interno e contador, ambas com exigência de graduação em contabilidade. Os salários são de R$ 2.178,12 e R$ 4.212,23, respectivamente.

 

Os interessados devem efetuar cadastro por meio do site http://www.fema.com.br/concursosubiretama. O valor da taxa de inscrição é o mesmo para as duas funções: R$ 156.

 

Concurso Prefeitura Ubiretama: avaliação e validade

 

Marcada para 15 de julho, a prova objetiva cobrará a resolução de 40 questões de múltipla escolha sobre legislação municipal, língua portuguesa e conhecimentos específicos.

 

De acordo com o edital, o concurso da Prefeitura de Ubiretama terá validade de dois anos, prorrogável por mais dois, a critério do governo municipal.

 

Atribuições do contador no concurso da Prefeitura de Ubiretama

 

Reunir informações para decisão importantes em matéria de contabilidade; elaborar plano de contas e preparar normas de trabalho de contabilidade; escriturar ou orientar a escrituração de livros contábeis de escrituração cronológica ou sistêmica; fazer levantamento e organizar balanços e balancetes patrimoniais e financeiros; fazer revisão de balanços; efetuar pericias contábeis; participar de trabalhos de tomadas de contas dos responsáveis por bens ou valores do município; orientar ou coordenar os trabalhos de contabilidade em repartições industriais ou quaisquer que pela sua natureza tenha sido de contabilidade própria; assinar balanços e balancetes; preparar relatórios informativos sobre a situação financeira e patrimonial das repartições; orientar do ponto de vista contábil o levantamento dos bens materiais do município; realizar estudos e pesquisas para o estabelecimento de normas diretoras de contabilidade; estudar sob o aspecto contábil a situação da dívida pública municipal, orientar na elaboração dos projetos de lei do plano plurianual. Lei de diretrizes orçamentarias e orçamentos anuais, executar outras tarefas correlatas.

 

Concurso Prefeitura Ubiretama: atribuições do oficial de controle interno

 

Supervisionar, coordenar e executar trabalhos de avaliação das metas do Plano Plurianual, bem como dos programas e orçamento do governo municipal; Examinar a legalidade e avaliar resultados quanto à eficiência e eficácia da gestão orçamentária, financeira e patrimonial nos órgãos da Administração Municipal, bem como da aplicação de recursos públicos e subsídios em benefício de empresas privadas; Exercer controle das operações, avais e garantias, bem como dos direitos e deveres do Município; Avaliar a execução das metas do Plano Plurianual e dos programas do governo, visando a comprovar o alcance e adequação dos seus objetivos e diretrizes; Avaliar a execução dos orçamentos do Município tendo em vista sua conformidade com as destinações e limites previstos na legislação pertinente; Avaliar a gestão dos administradores municipais para comprovar a legalidade, legitimidade, razoabilidade, moralidade e impessoalidade dos atos administrativos pertinentes aos recursos humanos e materiais; Subsidiar, através de recomendações, o exercício do cargo do Prefeito, dos Secretários e dirigentes dos órgãos da administração indireta, objetivando o aperfeiçoamento da gestão pública, bem como da Mesa Diretora do Poder Legislativo Municipal; Verificar e controlar, periodicamente, os limites e condições relativas às operações de crédito, assim como os procedimentos e normas sobre restos a pagar e sobre despesas com pessoal nos termos da Lei de Responsabilidade Fiscal e do Regimento Interno do Sistema de Controle Interno do Município; Prestar apoio ao órgão de controle externo no exercício de suas funções constitucionais e legais; Auditar os processos de licitações dispensa ou de inexigibilidade para as contratações de obras, serviços, fornecimentos e outros; Auditar os serviços do órgão de trânsito, multa dos veículos do Município, sindicâncias administrativas, documentação dos veículos, seus equipamentos, atuação da Junta Administrativa de Recursos de Infrações - JARI; Auditar o sistema de previdência dos servidores, regime próprio ou regime geral de previdência social; Auditar a investidura nos cargos e funções públicas, a realização de concursos públicos, publicação de editais, prazos, bancas examinadoras; Auditar as despesas com pessoal, limites, reajustes, aumentos, reavaliações, concessão de vantagens, previsão na lei de diretrizes orçamentárias, plano plurianual e orçamento; Analisar atos de admissão por tempo determinado, autorização legislativa, prazos; Apurar existência de servidores em desvio de função; Analisar procedimentos relativos a processos disciplinares, publicidade, portarias e demais atos; Auditar lançamento e cobrança de tributos municipais, cadastro, revisões, reavaliações, prescrição; Examinar e analisar os procedimentos da tesouraria, saldo de caixa, pagamentos, recebimentos, cheques, empenhos, aplicações financeiras, rendimentos, plano de contas, escrituração contábil, balancetes; Exercer outras atividades inerentes ao sistema de controle interno, inclusive atinentes às atividades e competências do Poder Legislativo Municipal.

Continuar lendo

Atualizado: 01/06/2018 - 15:52

Concurso GHC RS: INSCRIÇÃO para 85 cargos acaba domingo

Com salários de até R$ 21,3 mil, chances no concurso do GHC estão distribuídas entre carreiras de níveis médio e superior de ensino

Na capital

Por JCConcursos - Samuel Peressin

Terminam no próximo domingo (3) as inscrições do concurso do Grupo Hospitalar Conceição (GHC), localizado na capital gaúcha, para formação de cadastro reserva em 85 cargos, com salários que variam de R$ 2.527 a R$ 21.354

 

Distribuídas entre três editais, as ofertas são destinadas ao quadro de servidores das 21 unidades que compõem a rede. O GHC é formado pelos hospitais Conceição, Criança Conceição, Cristo Redentor e Fêmina, além da UPA Moacyr Scliar, 12 postos de saúde do Serviço de Saúde Comunitária, três Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) e a Escola GHC.

 

A seleção cobra ensino médio para auxiliar administrativo, além de formação técnica para programador, técnico em eletrônica, técnico em saúde bucal e técnico em segurança do trabalho.

 

Em nível superior há oportunidades no concurso do GHC para administrador; analista de sistemas; analista de suporte; assistente social; contador; enfermeiro generalista; enfermeiro intensivista adulto; enfermeiro intensivista neonatal; enfermeiro intensivista pediátrico; enfermeiro obstetrícia; enfermeiro saúde pública; enfermeiro trabalho; enfermeiro centro cirúrgico/sala de recuperação e/ou centro de material e esterilização; engenheiro ambiental; engenheiro civil; engenheiro clínico; engenheiro eletricista eletrotécnico; engenheiro mecânico; farmacêutico; farmacêutico bioquímico; farmacêutico oncologia; fisioterapeuta; fonoaudiólogo; nutricionista; psicólogo; técnico em educação; técnico em educação - pedagogia; odontólogo - cirurgia buco-maxilo-facial; e odontólogo - saúde pública, saúde bucal coletiva ou saúde da família coletiva.

 

Também serão selecionados médicos para as seguintes áreas: alergia e imunologia; anestesiologia; anestesiologia cardiovascular; anestesiologia pediátrica; cardiologia pediátrica; cirurgia do trauma; cirurgia geral; cirurgia pediátrica; cirurgia plástica; cirurgia vascular; coloproctologia; endocrinologia e metabologia; endocrinologia pediátrica; endoscopia digestiva; gastroenterologia; gastroenterologia pediátrica; ginecologia e obstetrícia; hematologia e hemoterapia; hematologia e hemoterapia - transplante de medula óssea; hemodinâmica e cardiologia intervensionista; infectologia; mastologia; medicina do adolescente; medicina do trabalho; medicina física e reabilitação; medicina intensiva; medicina intensiva pediátrica; nefrologia; nefrologia pediátrica; neonatologia; neurocirurgia; neurocirurgia - coluna; neurologia; neurologia pediátrica; nutrologia pediátrica; oftalmologia - córnea/doenças externas, lentes de contato e transplante; oftalmologia - glaucoma; oftalmologia - pediatria; oftalmologia - retina; oncologia; oncologia pediátrica; ortopedia e traumatologia; otorrinolaringologia; patologia; psiquiatria; psiquiatria da infância e adolescência; radiologia intervencionista; reumatologia; reumatologia pediátrica; ultrassonografia; e urologia.        

 

Concurso GHC 2018: inscrições e provas

 

As inscrições devem ser registradas mediante o preenchimento de formulário disponível no site da banca MS Concursos (https://www.msconcursos.com.br/). As taxas custam R$ 59 (nível médio) e R$ 100 (superior).

 

A prova objetiva será aplicada nos dias 24 de junho (vagas de ensino médio) e 1 de julho (demais carreiras). Para alguns cargos, a seleção inclui, ainda, análise de títulos, cuja documentação deve ser encaminhada à empresa organizadora durante o período para registro de candidaturas.

 

De acordo com os editais, o concurso terá validade de dois anos, prorrogável por mais dois, a critério do Grupo Hospitalar Conceição.

 

Atribuições do auxiliar administrativo no concurso do GHC 2018

 

Realizar atividades auxiliares administrativas, tais como: entregar e coletar correspondência interna e externa; organizar arquivos; secretariar postos; recepcionar visitantes e usuários. Agendar consultas e exames via sistemas informatizados. Digitar e organizar relatórios, memorandos, ofícios e documentos em geral através de editores de texto, editores de apresentação gráfica e planilhas eletrônicas. Prestar serviço de apoio administrativo, fazendo uso de todos os equipamentos e recursos disponíveis para a consecução dessas atividades. Atender ao público interno e externo de forma presencial, por telefone e por meios eletrônicos. Auxiliar na realização de atividades de ensino e pesquisa. Executar outras atividades de sua área de atuação dentro da rede de ações e serviços do Grupo Hospitalar Conceição.

Continuar lendo

Atualizado: 29/05/2018 - 14:44

Concurso MPF: segue em análise PL que cria 842 vagas

Proposta tem o objetivo de criar oportunidades para as carreiras de técnico, analista e procurador. Ofertas são para concurso do MPF, além do MPU

Níveis médio e superior

Por JCConcursos - Camila Diodato

Ainda está em avaliação na Câmara dos Deputados o projeto de lei (PL) n° 6006/2016, que visa a criar 842 vagas efetivas para o quadro de pessoal do Ministério Público Federal (MPF). As chances são para todo o país e estão distribuídas entre três cargos.

O próximo passo para o avanço da proposta é eleger um novo relator, já que o anterior devolveu o PL sem nenhuma manifestação. O documento se encontra na Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público (CTASP).

Consta no PL que, das oportunidades, 501 são para técnico, 207 para analista e 134 para procurador. Vale ressaltar que os cargos de técnico e analista são preenchidos por meio de concurso do MPU, que depois fica com a responsabilidade de lotar as chances no quadro do MPF.

Para concorrer à carreira de técnico é preciso ter certificado de ensino médio emitido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação, enquanto a colocação de analista aceita profissionais com formação superior em diversas áreas de atuação. As remunerações correspondem a R$ 6.167,99 para técnico e a R$ 10.119,93 para analista, sem incluir os seguintes benefícios: R$ 884 de vale-alimentação, R$ 699 de assistência pré-escolar, R$ 181,77 de auxílio-transporte, além de assistências médica e odontológica.

Já o posto de procurador regional da República exige bacharelado em direito e, no mínimo, três anos de atividade jurídica, exercida após a obtenção da graduação. O salário inicial oferecido é de R$ 28.947,55

O projeto de lei que prevê, consequentemente, a realização de um novo concurso do MPF ainda será avaliado pelas comissões de Finanças e Tributação (CFT) e de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC). Após ser aprovado em todas as comissões, o documento irá ser avaliado pelo Plenário e, em seguida, irá para o Senado Federal. Por isso, haverá a sanção por parte do presidente da República.

 

Último concurso do MPF

 

No final de 2016, o MPF lançou edital com 82 vagas para procurador espalhadas pelas seguintes cidades: Maceió/AL (1), Arapiraca/AL (1), Laranjal do Jari/AP (1), Oiapoque/AP (1), Manaus/AM (3), Bom Jesus da Lapa/BA (1), Jequié/BA (1), Paulo Afonso/BA (1), Fortaleza/CE (1), Crateús/CE (1), Maracanaú/CE (1), Brasília/DF (1), Goiânia/GO (1), Anápolis/GO (1), Itumbiara/GO (1), São Luís/MA (1), Imperatriz/MA (1), Juína/MT (1), Campo Grande/MS (1), Belo Horizonte/MG (1), Ituiutaba/MG (1), Janaúba/MG (1), Manhuaçu/MG (1), Poços de Caldas/MG (1), Teófilo Otoni/MG (1), Belém/PA (1), Itaituba/PA (1), Marabá/PA (1), Tucuruí/PA (1), João Pessoa/PB (1), Guarabira/PB (1), Curitiba/PR (2), Campo Mourão/PR (1), Cascavel/PR (1), Guarapuava/PR (1), Recife/PE (1), Cabo de Santo Agostinho/PE (1), Goiana/PE (1), Jaboatão/PE (1), Salgueiro/PE (1), Teresina/PI (1), Corrente/PI (1), São Raimundo Nonato/PI (1), Rio de Janeiro/RJ (4), Macaé/RJ (1), Volta Redonda/RJ (1), Natal/RN (1), Ceará-Mirim/RN (1), Porto Alegre/RS (3), Erechim/RS (1), Novo Hamburgo/RS (1), Palmeiras das Missões/RS (1), Porto Velho/RO (2), Vilhena/RO (1), Boa Vista/RR (1), Florianópolis/SC (1), Blumenau/SC (1), Chapecó/SC (1), Itajaí/SC (1), São Paulo/SP (2), Andradina/SP (1), Bauru/SP (1), Campinas/SP (1), Catanduva/SP (1), Limeira/SP (1), Lins/SP (1), Osasco/SP (1), Registro/SP (1), São José do Rio Preto/SP (1), Lagarto/SE (1), Propriá/SE (1) e Gurupi/TO (1).

Em março deste ano serão aplicadas as provas objetivas com questões de múltipla escolha em todas as capitais do Estado, mais o Distrito Federal. Ainda haverá provas subjetivas, inscrição definitiva, análise de títulos e testes orais.

 

Último concurso do MPU

 

MPU realizou concurso, em 2013, com 263 oportunidades, além de cadastro reserva, para técnico e analista. Sob a organização do Cespe/UnB, o processo seletivo constou de duas provas objetivas (uma com 50 questões de conhecimentos básicos e outra com 70 questões de conhecimentos específicos) para todos os participantes e teste discursivo para analista.

As 35 ofertas de técnico estavam distribuídas entre as especialidades de tecnologia da informação e comunicação, enfermagem e saúde bucal. No caso de analista, as 228 chances envolveram as áreas de arquivologia, biblioteconomia, comunicação social, educação, estatística, finanças e controle, gestão pública, planejamento e orçamento, clínica médica, psiquiatria, antropologia, arquitetura, contabilidade, economia, engenharia agronômica, engenharia ambiental, engenharia civil, engenharia de segurança do trabalho, engenharia elétrica, engenharia florestal, engenharia mecânica, engenharia sanitária, geografia, medicina, medicina do trabalho, oceanografia, enfermagem, odontologia, psicologia, serviço social, tecnologia da informação e comunicação (desenvolvimento de sistemas ou suporte e infraestrutura. 

O edital do concurso do MPU teve ofertas no Acre, Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, São Paulo e Tocantins.

Continuar lendo

Shopping