PM/SP: autorização de soldado exige foco e organização

Para que você aproveite ao máximo o período que antecede a publicação do edital, é preciso que inicie sua preparação o quanto antes, reveja seus compromissos e organize os períodos de estudo

Jaime Kwei
Publicado em 18/10/2016, às 13h04

Já foi autorizada a realização de um novo concurso para soldado da Polícia Militar de São Paulo e a oportunidade é excelente: são 5.400 vagas previstas e o edital pode sair a qualquer momento. Sendo assim, o momento requer dos candidatos organização e intensificação nos estudos. 
Para que você aproveite ao máximo o período que antecede a publicação do edital, é preciso que inicie sua preparação o quanto antes, reveja seus compromissos e organize os períodos de estudo. Todos temos rotinas pessoais e profissionais, então é preciso que você crie formas de aproveitar todos os seus momentos disponíveis.
Relacione os horários que você estudará a cada dia, inclusive aos sábados e domingos. Seja coerente e não planeje estudar além dos seus limites. Se mensurar errado, você poderá não cumprir seu planejamento e isso pode causar desmotivação por não cumprimento de suas metas diárias e semanais de estudo.
A Vunesp foi a organizadora dos últimos concursos da Polícia Militar. Ela é considerada uma banca legalista, que cobra conteúdos de acordo com a letra da lei e você pode basear-se nos últimos editais para fazer seu cronograma de estudos. 

Seleção anterior 

O último concurso, realizado em 2015, foi composto por prova objetiva com 50 questões de múltipla escolha e uma redação. As duas etapas deveriam ser realizadas em quatro horas. As demais etapas do concurso dependem de aprovação nessas duas.
A prova objetiva contempla, normalmente, questões de língua portuguesa, matemática, conhecimentos gerais (história geral e do Brasil, geografia geral e do Brasil e atualidades), noções básicas de informática e noções de administração pública.
É importante levar em consideração que a prova objetiva, com 50 questões, foi avaliada em uma escala de 0 a 100 pontos. Cada questão tinha valor de 2 pontos, sendo considerado habilitado o candidato com mínimo de 50 pontos, ou seja, mínimo de 25 acertos nas questões. Foram corrigidas somente as redações dos candidatos que obtiveram esse mínimo. 
A prova de redação também foi avaliada em uma escala de 0 a 100 pontos e foi considerado habilitado o candidato que obteve nota igual ou superior a 50 pontos. 

Dicas 

Passar em concurso requer dedicação, método de estudo, disciplina e constância. Por isso, quando o edital for publicado, relacione os conteúdos das disciplinas, veja se houve alterações nos temas e monte um cronograma de estudos de acordo com a data da sua prova. Porém, se você quiser antecipar seus estudos, inicie pelas disciplinas básicas.
Crie uma dinâmica onde você estude a teoria, faça muitos resumos, estabeleça um ritmo de revisões constantes, faça muitos exercícios e provas anteriores. Esse conjunto de atividades certamente fará você caminhar a passos largos rumo à tão sonhada aprovação.
A maioria dos candidatos, após a publicação do edital, fica desesperada por ter medo do intervalo curto entre a publicação do documento e a data da prova. Muitas vezes não consegue manter o mesmo ritmo de estudos. Uma dica importante é se acostumar a estudar como se sua prova já tivesse data marcada. Isso será um grande diferencial na sua preparação.
Para que você realize o sonho de ser soldado da Polícia Militar é necessário que você inicie o quanto antes sua preparação. Se já iniciou, essa é a hora de intensificar os estudos. Para isso, o planejamento e a organização são fundamentais e isso depende somente de você.
Jaime Kwei, diretor da Central de Concursos. Blog: www.centraldeconcursos.com.br/blog

Comentários

Mais Lidas