Tudo Sobre

Concurso Câmara Municipal Cáceres

Cáceres/MT: câmara está em fase de escolha da banca

Lançamento do edital depende apenas da contratação da banca organizadora, o que deve ocorrer nas próximas semanas



Camila Diodato
Publicado em 09/02/2015, às 14h35

Situada no Estado do Mato Grosso e distante 217 km da capital, a Câmara de Cáceres, município com mais de 90.000 habitantes, segundo estimativa do IBGE de 2014, está em fase de final de contratação da empresa que organizará seu novo concurso público.

Previsto inicialmente para ser lançado em 2014, o processo seletivo deve ser lançado logo após a escolha da banca organizadora, etapa que deve ser concluída em breve.

Em nota de esclarecimento publicada no site, a câmara confirmou a realização do certame e ressaltou que já foram extintos os cargos de livre nomeação e exoneração, conforme acordo em um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado em 26 de agosto do ano passado.

O levantamento para verificar o número de postos vagos já foi concluído, porém, só poderá ser divulgado após concluir a contratação da empresa que ficará responsável pelo certame.

Em agosto do ano passado, a câmara havia divulgado as possíveis carreiras que seriam contempladas no processo seletivo, entretanto, algumas delas sofreram alterações.

Outras informações


A câmara tinha confirmado que a seleção apresentaria chances para os empregos de assistente administrativo, assistente de processamento de dados, assistente legislativo, assistente de expediente, assistente de imprensa, assistente da controladoria, auxiliar administrativo, auxiliar de serviços gerais, contador, advogado, motorista, recepcionista, secretária geral, técnico em processamento de dados, técnico em contabilidade, técnico em arquivo/arquivista, técnico de áudio e som, telefonista, controlador, ouvidor, assessor jurídico e vigia.

A princípio, o órgão pretendia realizar um teste seletivo de caráter temporário para preencher alguns postos vagos até que os candidatos do concurso fossem nomeados, já que existe uma grande falta de profissionais em seu quadro de pessoal, entretanto, para evitar especulações de que seria uma maneira de apadrinhar políticos, a mesa diretora decidiu que faria apenas o concurso.

* Matéria atualizada em 9 de fevereiro de 2015 às 14h35min

Comentários

Mais Lidas