Tudo Sobre

Concurso Governo Federal

Projeto de lei cria 2.190 vagas de analista executivo

À época da apresentação da proposta, os salários relacionados variavam de R$ 2.906,66 a R$ 5.093,43. Porém, esses valores podem ser revistos após a aprovação da lei.



Sabrina Machado
Publicado em 18/02/2014, às 15h13

Os concursandos anseiam pela criação de 2.190 vagas para o cargo de analista executivo no serviço público federal. O projeto de lei, de autoria do Poder Executivo, foi encaminhado ao Congresso ainda na gestão de Luiz Inácio Lula da Silva.

Em 2012, a articulação política do governo Dilma Rousseff resgatou a proposta esquecida nos corredores da Câmara dos Deputados, pois há interesse na criação dos empregos para otimizar e integralizar a atuação de diferentes órgãos da administração pública federal.


CONFIRA A EDIÇÃO DIGITAL DO JC&E - CLIQUE AQUI

Em setembro daquele ano, o projeto foi aprovado na câmara, onde tramitou em caráter conclusivo, ou seja, com apreciação exclusiva pelas comissões da casa.

No ano de 2013, a matéria continuou tramitando no Congresso. Atualmente, o texto está sob a análise da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado. Vale ressaltar que a CCJ é a última fase pela qual o projeto deve passar, portanto, há a expectativa de que a aprovação aconteça este ano.

Sobre a carreira – O analista executivo exercerá atividades administrativas e logísticas nos órgãos e entidades da administração pública federal direta, autárquica e nas fundações estaduais.

O cargo constará no quadro permanente de servidores do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) em termos similares ao da função de analista técnico de políticas sociais, cujo primeiro concurso para a carreira foi realizado em 2012. Isso quer dizer que os aprovados serão subordinados da pasta, mas redistribuídos para outros órgãos do governo federal.

As propostas para a criação das duas carreiras (analista executivo e analista técnico de políticas sociais) foram encaminhadas em momentos muito próximos pelo governo Lula. Ambas as funções têm como principal característica a coordenação, modernização e organização da máquina pública em áreas de interesse do Executivo.

A exemplo do que aconteceu com o cargo de analista técnico de políticas sociais, o primeiro concurso para analista executivo deverá contar com cerca de 800 ofertas.

Os interessados precisam ter nível superior completo. À época da apresentação da proposta, os salários relacionados variavam de R$ 2.906,66 a R$ 5.093,43. Esses valores, porém, podem ser revistos após a aprovação da lei.

+ Resumo do Concurso Governo Federal

Governo Federal - Governo Federal do Brasil
Vagas: Não definido
Taxa de inscrição: Não definido
Cargos: Analista executivo
Áreas de Atuação: Administrativa
Escolaridade: Ensino Superior
Faixa de salário:
Organizadora: O próprio órgão
Estados com Vagas: AC, AL, AM, AP, BA, CE, DF, ES, GO, MA, MG, MS, MT, PA, PB, PE, PI, PR, RJ, RN, RO, RR, RS, SC, SE, SP, TO

+ Agenda do Concurso

18/02/2015 Divulgação do Resultado Adicionar no Google Agenda

Comentários

Mais Lidas