Publicado: 12/06/2018 - 12:05 | Atualizado: 18/06/2018 - 14:53

MRE publica portaria do concurso para diplomata 2018

Edital do novo concurso está previsto para ser publicado nos próximos dias. Seleção contará com oferta de 26 vagas, destinadas a quem possui nível superior em qualquer área

Inicial de R$ 17,9 mil

Por JCConcursos - Fernando Cezar Alves

O Ministério das Relações Exteriores (MRE) divulgou, por meio de publicação em diário oficial, nesta terça-feira, 12 de junho, a portaria 447, que define as regras para a realização do  novo concurso para a carreira de diplomata do Instituto Rio Branco. Agora, a liberação do edital depende apenas da confirmação da banca organizadora, que deve ser anunciada nos próximos dias, uma vez que a intenção é iniciar o certame ainda em junho. Embora normamente os concursos para a carreira contem com uma oferta de 30 vagas, a portaria determina que este ano a seleção contará com um quantitativo um pouco menor, sendo oferecidas 26 oportunidades. Além disso, também reduz o prazo entre a publicação do edital e a aplicação das provas, que normalmente era de 90 e passou a ser de 45 dias.

`Para concorrer é necessário possuir formação de nível superior em qualquer área de formação. A remuneração inicial da carreira é de R$ 17.393,40, já considerando R$ 458 de auxílio-alimentação.

Normalmente, os concursos para a carreira contam com reserva de 20% das vagas para candidatos negros e pessoas com deficiência.

A portaria confirma que a seleção seguirá os mesmos parâmetros do último concurso para a carreira, realizado em 2017, com um total de três fases, contando com provas objetivas na primeira e mais duas provas discursivas.

A prova objetiva constou de 73 questões, versando sobre língua portuguesa, língua inglesa, história do Brasil, história mundial, política internacional, geografia, noções de economia e noções de direito; e direito internacional público. Estas disciplinas já estão confirmadas para a nova seleção.

CURSO PARA O CONCURSO MRE 2018 - DIPLOMATA

A portaria determina, ainda, que a primeira prova discursiva cobrará conhecimentos de língua portuguesa e língua inglesa e na segunda, sobre história do Brasil; política internacional e geografia; noções de economia; noções de direito; e direito internacional público, além de língua espanhola e língua francesa.

A prova objetiva do último concurso foi aplicada nas capitais dos 26 estados e no Distrito Federal. Para a segunda e terceira fase foram convocados os 300 primeiros colocados, sendo 225 da ampla concorrência, 60 negros e 15 portadores de deficiência.


Os aprovados em todas as etapas são submetidos a exames pré-admissionais e perícia médica.

Vídeos MRE

Mais Lidas

Mais Recentes

Shopping