Em caráter temporário

Salvador BA: processo seletivo para 295 vagas de médico

Seleção é para diversas especialidades, com remunerações iniciais de até R$ 10,7 mil. Escolha será feita por análise de títulos

Fernando Cezar Alves
Publicado em 16/07/2018, às 12h03

A Prefeitura de Salvador, na Bahia, realiza processo seletivo para o preenchimento de 295 vagas para médicos, em diversas especialidades, para preenchimento em caráter temporário. As remunerações iniciais variam de R$ 2.512,56 a R$ 10.768,13, com jornadas de trabalho de 20 a 40 horas semanais. As inscrições serão recebidas no período de 31 de julho a 19 de agosto. Para concorrer, além de formação de nível superior na área, os interessados devem possuir registro no respectivo conselho de classe.


As oportunidades serão para as áreas de clínica médica (48 vagas, com inicial até R$ 2.512,56, para 20 horas semanais), ginecologista/obstetra (23, até R$ 2.512,56, 20 horas), pediatra (15, R$ 2.512,56, 20 horas), médico generalista (150, até R$ 10.768,13, 40 horas) e psiquiatra (57, R$ 3.230,44, 20 horas).


As inscrições poderão ser feitas somente pela internet, na página eletrônica da prefeitura, pelo endereço www.processoseletivosimplificadoapscaps.salvador.ba.gov.br.


A taxa é de R$ 50 e a seleção dos interessados será feita por meio de análise de títulos.


As contratações poderão ser feitas durante o prazo de validade do processo seletivo, que será de dois anos, podendo ser prorrogado uma vez, pelo mesmo período.

Atribuições

Médico para atuação na área da Clínica Médica e Generalista
Descrição: Prestar assistência integral aos indivíduos sob sua responsabilidade, valorizar a relação médico-paciente e médico-família como parte de um processo terapêutico e de confiança; realizar assistência integral (promoção e proteção da saúde, prevenção de agravos, diagnóstico, tratamento, reabilitação e manutenção da saúde) aos indivíduos e famílias em todas as fases do desenvolvimento humano: infância, adolescência, idade adulta e terceira idade; realizar consultas clínicas e procedimentos na USF e, quando indicado ou necessário, no domicílio e/ou nos demais espaços comunitários (escolas, associações etc.); realizar atividades de demanda espontânea e programada em clínica médica, pediatria, gineco-obstetrícia, cirurgias ambulatoriais e procedimentos para fins de diagnóstico; assistir ás urgências clínico-cirúrgicas; encaminhar, quando necessário, usuários a serviços de média e alta complexidade, respeitando fluxos de referência e contra-referência locais, mantendo sua responsabilidade pelo acompanhamento do plano terapêutico do usuário, proposto pela referência; acionar o serviço de atendimento móvel de urgência nos casos pertinentes passando ao médico regulador das urgências as informações necessárias para a tomada de decisão quanto ao envio de unidades móveis, indicar a necessidade de internação hospitalar ou domiciliar, mantendo a responsabilização pelo acompanhamento do usuário; contribuir e participar das atividades
de educação permanentes da SMS incluindo as dos ACS, Auxiliares de Enfermagem, ACD e THD; participar do gerenciamento dos insumos necessários para o adequado funcionamento da USF; participar das atividades de Educação Permanente desenvolvidas pela SMS. Utilizar os sistemas de informação do município e/ou Ministério da Saúde, fornecendo informações epidemiológicas pertinentes. Registrar as atividades a fim de gerar informações técnicas capazes de subsidiar o planejamento de ações e ao gestor da saúde para a formulação de políticas públicas de saúde;
Conduzir pacientes em fase final de vida visando o controle de sintomas e evitando o sofrimento, bem como medidas desproporcionais e a obstinação terapêutica. Registrar os dados dos atendimentos nos sistemas de prontuário eletrônico quando disponíveis nas unidades; Prestar esclarecimentos à coordenação médica sobre atendimentos realizados. Fornecer declaração de óbito a pacientes com patologias clínicas sem evidências de causas externas a pacientes que sejam acompanhados.
Fornecer declarações de comparecimento e/ou atestados médicos quando pertinente. Obedecer ao Código de Ética Médica e Lei do Exercício profissional pertinente; Ter conhecimento dos protocolos assistenciais vigentes na sua esfera de competência, executando os mesmos, registrando os mesmos em prontuário físico ou eletrônico, justificando toda e qualquer alteração ou impossibilidade de execução dos mesmos; Utilizar todos os equipamentos de proteção individuais disponíveis na
assistência aos paciente; Realizar ações de vigilância à saúde que compreendem investigações e levantamentos de informações necessários à programação e à avaliação das medidas de controle a doenças e de situações de agravos à saúde; (Portaria de Consolidação Nº 1 - Consolidação das normas sobre os direitos e deveres dos usuários da saúde, a organização e o funcionamento do Sistema Único de Saúde; Portaria de Consolidação Nº 2 - Consolidação das normas sobre as políticas nacionais de saúde do Sistema Único de Saúde; Portaria de Consolidação Nº 3 - Consolidação das normas sobre as redes do Sistema Único de Saúde; Portaria de Consolidação Nº 5 - Consolidação das
normas sobre as ações e os serviços de saúde do Sistema Único de Saúde).

Médico para atuação na área Ginecológica/Obstetrícia
Descrição: Realizar atendimento na área de gineco-obstetrícia; desempenhar funções da medicina preventiva e curativa; realizar atendimentos, pré-natal, exames complementares, diagnóstico,
terapêutica, acompanhamento dos pacientes e executar qualquer outra atividade que, por sua natureza, esteja inserida no âmbito das atribuições pertinentes ao cargo e área. Participar, conforme a política interna da instituição, de projetos, cursos, eventos, comissões, convênios e programas de ensino, pesquisa e extensão; Elaborar relatórios e laudos técnicos em sua área de especialidade; Participar regularmente de programa de treinamento e quando convocado. Assessorar, elaborar
e participar de campanhas educativas nos campos da saúde pública e da medicina preventiva; Participar, articulado com equipe multiprofissional, de programas e atividades de educação em saúde visando à melhoria de saúde do indivíduo, da família e da população em geral; Efetuar exames
médicos, emitir diagnósticos, prescrever medicamentos, solicitar, analisar, interpretar diversos exames e realizar outras formas de tratamento para diversos tipos de enfermidades, aplicando recursos da medicina preventiva ou terapêutica em ambulatórios, unidades sanitárias, escolas, entre
outros; Manter registro dos pacientes examinados, anotando a conclusão diagnóstica, o tratamento prescrito e a evolução da doença; Realizar atendimento individual, individual programado e individual interdisciplinar a pacientes; Efetuar a notificação compulsória de doenças; Realizar reuniões com familiares ou responsáveis de pacientes a fim de prestar informações e orientações sobre a doença e o tratamento a ser realizado; Prestar informações do processo saúde-doença aos indivíduos e a seus
familiares ou responsáveis; Participar de grupos terapêuticos através de reuniões realizadas com grupos de pacientes específicos para prestar orientações e tratamentos e proporcionar a troca de experiências entre os pacientes; Participar de reuniões comunitárias em espaços públicos privados ou em comunidades, visando à divulgação de fatores de risco que favorecem enfermidades; Promover reuniões com profissionais da área para discutir conduta a ser tomada em casos clínicos mais complexos; Participar dos processos de avaliação da equipe e dos serviços prestados à população; Realizar diagnóstico da comunidade e levantar indicadores de saúde da comunidade para avaliação do impacto das ações em saúde implementadas por equipe; Orientar e zelar pela preservação e guarda dos equipamentos, aparelhos e instrumentais utilizados em sua especialidade, observando a sua correta utilização; Utilizar equipamentos de proteção individual conforme preconizado pela ANVISA; Orientar os servidores que o auxiliam na execução das tarefas típicas do cargo; acionar o serviço de atendimento móvel de urgência nos casos pertinentes passando ao médico regulador das urgências as informações necessárias para a tomada de decisão quanto ao envio de unidades móveis, indicar a necessidade de internação hospitalar ou domiciliar, mantendo a responsabilização pelo acompanhamento do usuário; contribuir e participar das atividades de educação permanentes da SMS; utilizar os sistemas de informação do município e/ou Ministério da Saúde, fornecendo informações epidemiológicas pertinentes. Registrar as atividades a fim de gerar informações técnicas capazes de subsidiar o planejamento de ações e ao gestor da saúde para a formulação de políticas públicas de saúde; Conduzir pacientes em fase final de vida visando o controle de
sintomas e evitando o sofrimento, bem como medidas desproporcionais e a obstinação terapêutica. Registrar os dados dos atendimentos nos sistemas de prontuário eletrônico quando disponíveis nas unidades; Prestar esclarecimentos à coordenação médica sobre atendimentos realizados. Fornecer declaração de óbito a pacientes com patologias clínicas sem evidências de causas externas que tenham sido acompanhados pelo serviço. Fornecer declarações de comparecimento e/ou atestados
médicos quando pertinente. Obedecer ao Código de Ética Médica e Lei do Exercício profissional pertinente; Ter conhecimento dos protocolos assistenciais vigentes na sua esfera de competência, executando os mesmos, registrando os mesmos em prontuário físico ou eletrônico, justificando toda e qualquer alteração ou impossibilidade de execução dos mesmos; Realizar ações de vigilância à saúde que compreendem investigações e levantamentos de informações necessários à programação
e à avaliação das medidas de controle a doenças e de situações de agravos à saúde; (Portaria de Consolidação Nº 1 - Consolidação das normas sobre os direitos e deveres dos usuários da saúde, a organização e o funcionamento do Sistema Único de Saúde; Portaria de Consolidação Nº 2 - Consolidação das normas sobre as políticas nacionais de saúde do Sistema Único de Saúde; Portaria de Consolidação Nº 3 - Consolidação das normas sobre as redes do Sistema Único de Saúde; Portaria
de Consolidação Nº 5 - Consolidação das normas sobre as ações e os serviços de saúde do Sistema Único de Saúde). Realizar outras atribuições afins.

Médico para atuação na área Pediátrica
Descrição: Realizar atendimento na área de pediatria; desempenhar funções da medicina preventiva e curativa; realizar atendimentos, exames, diagnóstico, terapêutica, acompanhamento dos pacientes e executar qualquer outra atividade que, por sua natureza, esteja inserida no âmbito das atribuições pertinentes ao cargo e área. Crescimento e desenvolvimento: problemas do crescimento e desenvolvimento do recém-nascido à puberdade (adolescência); imunizações (vacinação); alimentação da criança. Transtornos do desenvolvimento. Participar, conforme a política interna da instituição, de projetos, cursos, eventos, comissões, convênios e programas de ensino, pesquisa e extensão; Elaborar relatórios e laudos técnicos em sua área de especialidade; Participar de programa de treinamento, quando convocado. Assessorar, elaborar e participar de campanhas educativas nos campos da saúde pública e da medicina preventiva; Participar regularmente, articulado com equipe multiprofissional, de programas e atividades de educação em saúde visando à melhoria de saúde do indivíduo, da família e da população em geral; Efetuar exames médicos, emitir diagnósticos, prescrever medicamentos, solicitar, analisar, interpretar diversos exames e realizar outras formas de tratamento para diversos tipos de enfermidades, aplicando recursos da medicina preventiva
ou terapêutica em ambulatórios, unidades sanitárias, escolas, entre outros; Manter registro dos pacientes examinados, anotando a conclusão diagnóstica, o tratamento prescrito e a evolução da doença; Realizar atendimento individual, individual programado e individual interdisciplinar
a pacientes; Efetuar a notificação compulsória de doenças; Realizar reuniões com familiares ou responsáveis de pacientes a fim de prestar informações e orientações sobre a doença e o tratamento a ser realizado; Prestar informações do processo saúde doença aos indivíduos e a seus familiares ou responsáveis; Participar de grupos terapêuticos através de reuniões realizadas com grupos de pacientes específicos para prestar orientações e tratamentos e proporcionar a troca de experiências
entre os pacientes; Participar de reuniões comunitárias em espaços públicos privados ou em comunidades, visando à divulgação de fatores de risco que favorecem enfermidades; Promover reuniões com profissionais da área para discutir conduta a ser tomada em casos clínicos mais complexos; Participar dos processos de avaliação da equipe e dos serviços prestados à população; Realizar diagnóstico da comunidade e levantar indicadores de saúde da comunidade para avaliação do impacto das ações em saúde implementadas por equipe; Participar do processo de aquisição
de serviços, insumos e equipamentos relativos à sua área; Orientar e zelar pela preservação e guarda dos equipamentos, aparelhos e instrumentais utilizados em sua especialidade, observando a sua correta utilização; Utilizar equipamentos de proteção individual conforme preconizado pela
ANVISA; Orientar os servidores que o auxiliam na execução das tarefas típicas do cargo; acionar o serviço de atendimento móvel de urgência nos casos pertinentes passando ao médico regulador das urgências as informações necessárias para a tomada de decisão quanto ao envio de unidades móveis, indicar a necessidade de internação hospitalar ou domiciliar, mantendo a responsabilização pelo acompanhamento do usuário; contribuir e participar das atividades de educação permanentes
da SMS; utilizar os sistemas de informação do município e/ou Ministério da Saúde, fornecendo informações epidemiológicas pertinentes. Registrar as atividades a fim de gerar informações técnicas capazes de subsidiar o planejamento de ações e ao gestor da saúde para a formulação
de políticas públicas de saúde; Conduzir pacientes em fase final de vida visando o controle de sintomas e evitando o sofrimento, bem como medidas desproporcionais e a obstinação terapêutica. Registrar os dados dos atendimentos nos sistemas de prontuário eletrônico quando disponíveis nas unidades; Prestar esclarecimentos à coordenação médica sobre atendimentos realizados. Fornecer declaração de óbito a pacientes com patologias clínicas sem evidências de causas externas que tenham sido acompanhados pelo serviço. Fornecer declarações de comparecimento e/ou atestados médicos quando pertinente. Obedecer ao Código de Ética Médica e Lei do Exercício profissional pertinente; Ter conhecimento dos protocolos assistenciais vigentes na sua esfera de competência, executando os mesmos, registrando os mesmos em prontuário físico ou eletrônico, justificando toda e qualquer alteração ou impossibilidade de execução dos mesmos; Realizar ações de vigilância à saúde que compreendem investigações e levantamentos de informações necessários à programação e à avaliação das medidas de controle a doenças e de situações de agravos à saúde; (Portaria de Consolidação Nº 1 - Consolidação das normas sobre os direitos e deveres dos usuários da saúde, a organização e o funcionamento do Sistema Único de Saúde; Portaria de Consolidação Nº 2 - Consolidação das normas sobre as  políticas nacionais de saúde do Sistema Único de Saúde; Portaria de Consolidação Nº 3 - Consolidação das normas sobre as redes do Sistema Único de Saúde; Portaria de Consolidação Nº 5 - Consolidação das normas sobre as ações e os serviços de saúde do Sistema Único de Saúde). Realizar outras atribuições afins. Médico para atuação na área Psiquiátrica
Descrição: Compor equipe de saúde mental, participando regularmente das reuniões do serviço, tanto administrativas como técnicas; atendimento individual para avaliação médica, diagnóstico, prescrição medicamentosa, orientações e encaminhamentos; atendimento em grupos (grupo de
orientação de medicamentos, psicoterapia, grupo operativo, entre outros); visitas domiciliares, com objetivo de avaliar a situação do usuário em seu domicílio e propor ações no sentido de prestar assistência e reinserção social; atendimento à família; atividades comunitárias enfocando a
integração do usuário, incluindo os dependentes químicos na família e na comunidade; atendimento de desintoxicação; desenvolvimento de ações intersetoriais em áreas como assistência social, educação e justiça. Acionar o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU 192) nos casos pertinentes passando ao médico regulador das urgências as informações necessárias para a tomada de decisão quanto ao envio de unidades móveis, indicar a necessidade de internação hospitalar, mantendo a responsabilização pelo acompanhamento do usuário; contribuir e participar das atividades de educação permanentes e apoio matricial da SMS contribuindo com a clínica ampliada e compartilhada na Rede de Atenção Psicossocial (RAPS); utilizar os sistemas de informação do
município e/ou Ministério da Saúde, fornecendo informações epidemiológicas pertinentes. Registrar as atividades a fim de gerar informações técnicas capazes de subsidiar o planejamento de ações
e ao gestor da saúde para a formulação de políticas públicas de saúde; Registrar os dados dos atendimentos nos sistemas de prontuário eletrônico quando disponíveis nas unidades; Prestar esclarecimentos à coordenação médica sobre atendimentos realizados. Fornecer declaração de óbito a pacientes com patologias clínicas sem evidências de causas externas a pacientes que sejam acompanhados pelo serviço. Fornecer declarações de comparecimento e/ou atestados médicos quando pertinente. Elaborar relatórios médico e/ou psicossociais para subsidiar as intervenções necessárias às condições e situações de saúde no contexto da RAPS. Obedecer ao Código de Ética Médica e Lei do Exercício profissional pertinente; Ter conhecimento dos protocolos assistenciais vigentes na sua esfera de competência, executando os mesmos, registrando os mesmos em prontuário físico ou eletrônico, justificando toda e qualquer alteração ou impossibilidade de execução dos mesmos; Utilizar todos os equipamentos de proteção individuais disponíveis na assistência aos paciente; Realizar ações de vigilância à saúde que compreendem investigações e levantamentos de informações necessários à programação e à avaliação das medidas de controle a doenças e de situações de agravos à saúde; (Portaria de Consolidação Nº 1 - Consolidação das normas sobre os
direitos e deveres dos usuários da saúde, a organização e o funcionamento do Sistema Único de Saúde; Portaria de Consolidação Nº 2 - Consolidação das normas sobre as políticas nacionais de saúde do Sistema Único de Saúde; Portaria de Consolidação Nº 3 - Consolidação das normas sobre
as redes do Sistema Único de Saúde; Portaria de Consolidação Nº 5 - Consolidação das normas sobre as ações e os serviços de saúde do Sistema Único de Saúde).

Sobre Prefeitura Salvador

O Brasil conta, hoje, com 5.570 prefeituras espalhadas por municípios dos 26 Estados do país, além do Distrito Federal. Os municípios são uma circunscrição territorial dotada de personalidade jurídica e com certa autonomia administrativa, sendo as menores unidades autônomas da Federação. Uma prefeitura é a sede do poder executivo do município (semelhante à câmara municipal, em Portugal). Esta é comandada por um prefeito (nas cidades brasileiras e por um presidente de câmara nos municípios portugueses) e dividida em secretarias de governo, como educação, saúde ou meio ambiente. O termo prefeitura também pode designar o prédio onde está instalada a sede do governo municipal, também chamado de paço municipal onde geralmente se localiza o gabinete do prefeito. A instituição da prefeitura de seu encarregado maior, o "prefeito", é algo relativamente novo na história do Brasil. O poder hoje exercido pela prefeitura foi anteriormente exercido pela câmara municipal, pelo conselho de intendência e pela intendência municipal. As prefeituras são órgãos independentes, que não precisam de autorização por parte das administrações federal ou estaduais para realizarem seus concursos públicos, seja para preenchimento na própria sede ou em secretarias vinculadas à ela.

Comentários

Mais Lidas