Tudo Sobre

Concurso Secretaria da Educação

SEE/SP: governador autoriza 4.939 vagas para concurso

Do total de oportunidades, 3.061 são temporárias para professores PEB I e PEB II, agente de organização e agente de serviços, além de 1.878 vagas efetivas de diretor. Todos os níveis



Fernando Cezar Alves
Publicado em 29/04/2016, às 10h36

Boa notícia para quem busca uma colocação na área educacional em São Paulo, tanto na área de gestão, quanto no magistério e apoio escolar. Acontece que, um dia após o governador Geraldo Alckmin autorizar o preenchimento de 3.061 vagas temporárias na Secretaria Estadual de Educação, para o magistério e área de apoio, nesta sexta-feira, dia 29, liberou mais 1.878 vagas para o cargo de diretor de escola, estas para preenchimento efetivo.

Das 3.061 temporárias, 1.500 são somente para o cargo de professor de educação básica II (PEB II), 500 para professor de educação básica I (PEB I), 990 para o cargo de agente de organização escolar e 71 para agente de serviços escolares.

Já a seleção efetiva para diretores vem sendo aguardada desde agosto de 2013, quando anunciada pelo governador, mas acabou não ocorrendo na época em decorrência de um processo de reestruturação pelo qual o cargo passou no último ano.

Para concorrer a diretor é necessário possuir licenciatura em pedagogia ou pós-graduação na área de educação e mínimo de oito anos efetivos no magistério. Para professor PEB II, é exigida licenciatura na respectiva área e para PEB I, curso normal superior com habilitação em magistério das séries iniciais do ensino fundamental, licenciatura em pedagogia com habilitação em magistério nas séries iniciais ou programa especial de formação pedagógica superior, em qualquer nomenclatura, com habilitação em magistério nas séries iniciais. Já na área de apoio, para concorrer a agente de organização escolar é necessário possuir ensino médio e para agente de serviços escolares, ensino fundamental.

No caso do concurso para efetivos de diretor, o inicial é de R$ 4.334, com complementos, para 40 horas semanais, chegando a R$ 5.470 para período integral; Para os temporários, na área de magistério, as remunerações básicas são de R$ 1.811,91 para professor PEB II e R$ 1.565,19 para PEB I, com jornadas de 30 horas semanais. Para agente de organização escolar, R$ 971,78 e para agente de serviços escolares, R$ 928, ambos com jornada de 40 horas semanais.

Para o concurso de diretor, com a autorização o órgão deve dar início ao processo de escolha da banca organizadora, para que a publicação do edital ocorra no segundo semestre. Para os temporários,  a publicação dos editais deve ter início já nas próximas semanas e as contratações serão pelo período de até um ano, por meio de processos seletivos simplificados, de acordo com as necessidades das respectivas unidades escolares.


Prepare-se para o concurso da Secretaria da Educação de São Paulo

VIDEOAULA PARA SECRETARIA DA EDUCAÇÃOPROVA ANTERIOR DA SECRETARIA DA EDUCAÇÃO

Diretor de escola

Quem pretende participar do concurso para diretor já pode ir se preparando, com base na resolução SE 52, de 21 de agosto de 2013, que determina o conteúdo programático, bem como os perfis, competências e habilidades requeridas dos profissionais de educação da rede estadual de ensino, além dos referenciais bibliográficos e legislação exigida. 

Veja mais informações do concurso para diretor, clicando aqui.

Carência de pessoal

Os contratos temporários serão feitos no sentido de dirimir a grande carência de servidores na pasta. De acordo com o último levantamento funcional, divulgado em abril de 2015, tendo como base até dezembro de 2014, a Secretaria de Educação registrava nada menos do que 114.395 vagas em aberto, número que deve ser atualizado nos próximos dias, por meio de levantamento anual que deve ser anunciado em 30 de abril.

No caso de professor PEB II, o último concurso para efetivos ocorreu em 2013, quando foram oferecidas 59 mil oportunidades. Para PEB I, a última seleção é de 2014, com 5.734 vagas.

Apoio Escolar

Na área de apoio, enquanto não é realizado concurso para efetivos, o governo tem autorizado constantemente processos seletivos para temporários. A última autorização ocorreu em fevereiro deste ano, com um total de 214 vagas, sendo 122 para agentes de organização e 92 para agentes de serviços.

Nos dois casos, já existe planejamento de concurso para preenchimento efetivo. Para a carreira de agente de organização escolar, a pasta está em fase final de levantamento funcional para encaminhar novo pedido de autorização ao governador, mas a expectativa é de que a solicitação seja de aproximadamente 4.000 oportunidades. Para os agentes de serviços, já existe um pedido encaminhado desde o final de 2014, contemplando 1.627 vagas.

Enquanto os concursos efetivos não são autorizados, os interessados podem participar destas seleções temporárias que, para os agentes, costumam ser feitas por meio de provas objetivas, nas respectivas unidades escolares, contando com 40 questões, versando sobre língua portuguesa, matemática, conhecimentos gerais e atualidades. 

Em planejamento

Além da autorização para os concursos para diretor e temporários, a pasta já conta com pedidos de autorização ou concursos já autorizados para o preenchimento de 7.261 vagas. Além das 4.000 oportunidades de agente de organização e 1.627 de agente de serviços, também estão em pauta seleções para 146 vagas para supervisor escolar, além de 1.488 vagas solicitadas para diversos cargos das áreas de administração e saúde.



+ Resumo do Concurso Secretaria da Educação

Secretaria da Educação
Vagas: 4939
Taxa de inscrição: Não definido
Cargos: Professor, Agente Escolar, Agente de organização
Áreas de Atuação: Administrativa, Educação
Escolaridade: Ensino Fundamental, Ensino Médio, Ensino Superior
Faixa de salário: De R$ 928,00 Até R$ 5470,00
Organizadora: O próprio órgão
Estados com Vagas: SP

+ Agenda do Concurso

29/04/2017 Divulgação do Resultado Adicionar no Google Agenda

Comentários

Mais Lidas