Publicado: 20/08/2018 - 11:53 | Atualizado: 20/08/2018 - 11:53
Publicado: 20/08/2018 - 11:53 | Atualizado: 20/08/2018 - 11:53

SP Parcerias: prorrogado prazo de concurso para analista

As chances no concurso da empresa pública paulista são para candidatos que possuem nível superior em qualquer área de conhecimento

JC Concursos - Patricia Lavezzo - Informe o Erro

Foram prorrogadas até as 14h do dia 22 de agosto as inscrições do concurso para analista técnico da São Paulo Parcerias (SP Parcerias), empresa pública paulista criada em 2017, pela lei 16.665, pelo ex-prefeito João Doria. A seleção visa o provimento de quatro vagas imediatas, sendo uma reservada a candidatos negros, além de cadastro reserva de eventuais oportunidades.  

Para ingressar na carreira é necessário possuir diploma, devidamente registrado, de curso de nível superior em qualquer área de conhecimento. A remuneração inicial oferecida é de R$ 6.200. 

Entre as atribuições do cargo, estão: apoiar os gerentes na formulação, implementação, execução, monitoramento e avaliação de projetos e atividades da SP Parcerias. As competências do analista técnico também envolverão, entre outras, a prestação de apoio às áreas de concepção, estruturação, gestão, avaliação e execução de projetos, gestão de políticas públicas, execução de estudos técnicos, gestão de processos participativos, bem como modernização da gestão e racionalização de processos. Envolverão ainda, a prestação de suporte à gestão das áreas e das equipes envolvidas nas atividades de planejamento, orçamento, finanças, contábil, administrativa, recursos humanos, infraestrutura, tecnologia da informação, administração de contratos e gestão de patrimônio.

Etapas do concurso da SP Parcerias

A empresa responsável pela organização e execução do processo de seleção é a Fundação Carlos Chagas. As inscrições devem ser realizadas na página eletrônica www.concursosfcc.com.br. A taxa custa R$ 75. 

Os participantes serão avaliados por meio de provas objetiva e de estudo de caso, ambas de caráter eliminatório e classificatório. Com duração máxima de 4h30, elas serão aplicadas na cidade de São Paulo/SP no dia 30 de setembro, no período da manhã. 

A prova objetiva será composta por 60 questões de múltipla escolha, sendo 30 de conhecimentos básicos (peso 1) e 30 de conhecimentos específicos (peso 2). Já a prova de estudo de caso constará de uma questão discursiva sobre conhecimentos específicos, para a qual o candidato deverá apresentar, por escrito, a solução. 

Somente serão avaliadas as provas de estudo de caso dos candidatos habilitados e mais bem classificados na objetiva, até a 90ª posição. Serão julgados: domínio técnico de conteúdo do tema abordado, consideradas a coesão, a coerência e a argumentação; a experiência prévia do candidato; e a adequação às atribuições do cargo.

Plano de carreira 

De acordo com o plano de carreiras, o cargo de analista técnico é dividido em quatro níveis. Após dois anos de ingresso no nível I, o servidor pode passar para o II, com remuneração de R$ 6.510. Além disso, nos dois níveis posteriores, os salários passam para R$ 6.835,50 e R$ 7.177,28.

A carreira ainda conta com mais três padrões, com quatro níveis cada. Para o analista técnico II, as remunerações são de R$ 8.300 no nível I, R$ 8.715 no II, R$ 9.150,75 no III e R$ 9.608,29 no IV. No padrão III, R$ 10.400 no nível I, R$ 10.920 no II, R$ 11.466 no III e R$ 12.039,30 no IV. Finalmente, no quarto, R$ 12.400 no nível I, R$ 13.392 no II, R$ 14.463,36 no III e R$ 15.692,75 no IV.

Mais informações sobre a SP Parcerias

A SP Parcerias, antiga SP Negócios, é vinculada à Secretaria Municipal de Desestatização e Parcerias, e constitui uma sociedade de economia mista, que atua na estruturação e desenvolvimento de projetos de concessão, privatização e parcerias. 

O órgão tem como missão promover bem-estar socioeconômico, mediante processos de privatização, concessão comum e parcerias público-provadas de projetos definidos como prioritários para a administração pública. 

Vídeos Prefeitura São Paulo

Mais Lidas

Mais Recentes

Atualizado: 20/08/2018 - 11:53

SP Parcerias: prorrogado prazo de concurso para analista

As chances no concurso da empresa pública paulista são para candidatos que possuem nível superior em qualquer área de conhecimento

Inicial é de R$ 6,2 mil

JC Concursos - Patricia Lavezzo - Informe o Erro

Foram prorrogadas até as 14h do dia 22 de agosto as inscrições do concurso para analista técnico da São Paulo Parcerias (SP Parcerias), empresa pública paulista criada em 2017, pela lei 16.665, pelo ex-prefeito João Doria. A seleção visa o provimento de quatro vagas imediatas, sendo uma reservada a candidatos negros, além de cadastro reserva de eventuais oportunidades.  

Para ingressar na carreira é necessário possuir diploma, devidamente registrado, de curso de nível superior em qualquer área de conhecimento. A remuneração inicial oferecida é de R$ 6.200. 

Entre as atribuições do cargo, estão: apoiar os gerentes na formulação, implementação, execução, monitoramento e avaliação de projetos e atividades da SP Parcerias. As competências do analista técnico também envolverão, entre outras, a prestação de apoio às áreas de concepção, estruturação, gestão, avaliação e execução de projetos, gestão de políticas públicas, execução de estudos técnicos, gestão de processos participativos, bem como modernização da gestão e racionalização de processos. Envolverão ainda, a prestação de suporte à gestão das áreas e das equipes envolvidas nas atividades de planejamento, orçamento, finanças, contábil, administrativa, recursos humanos, infraestrutura, tecnologia da informação, administração de contratos e gestão de patrimônio.

 

Etapas do concurso da SP Parcerias

 

A empresa responsável pela organização e execução do processo de seleção é a Fundação Carlos Chagas. As inscrições devem ser realizadas na página eletrônica www.concursosfcc.com.br. A taxa custa R$ 75. 

Os participantes serão avaliados por meio de provas objetiva e de estudo de caso, ambas de caráter eliminatório e classificatório. Com duração máxima de 4h30, elas serão aplicadas na cidade de São Paulo/SP no dia 30 de setembro, no período da manhã. 

A prova objetiva será composta por 60 questões de múltipla escolha, sendo 30 de conhecimentos básicos (peso 1) e 30 de conhecimentos específicos (peso 2). Já a prova de estudo de caso constará de uma questão discursiva sobre conhecimentos específicos, para a qual o candidato deverá apresentar, por escrito, a solução. 

Somente serão avaliadas as provas de estudo de caso dos candidatos habilitados e mais bem classificados na objetiva, até a 90ª posição. Serão julgados: domínio técnico de conteúdo do tema abordado, consideradas a coesão, a coerência e a argumentação; a experiência prévia do candidato; e a adequação às atribuições do cargo.

 

Plano de carreira 

 

De acordo com o plano de carreiras, o cargo de analista técnico é dividido em quatro níveis. Após dois anos de ingresso no nível I, o servidor pode passar para o II, com remuneração de R$ 6.510. Além disso, nos dois níveis posteriores, os salários passam para R$ 6.835,50 e R$ 7.177,28.

A carreira ainda conta com mais três padrões, com quatro níveis cada. Para o analista técnico II, as remunerações são de R$ 8.300 no nível I, R$ 8.715 no II, R$ 9.150,75 no III e R$ 9.608,29 no IV. No padrão III, R$ 10.400 no nível I, R$ 10.920 no II, R$ 11.466 no III e R$ 12.039,30 no IV. Finalmente, no quarto, R$ 12.400 no nível I, R$ 13.392 no II, R$ 14.463,36 no III e R$ 15.692,75 no IV.

 

Mais informações sobre a SP Parcerias

 

A SP Parcerias, antiga SP Negócios, é vinculada à Secretaria Municipal de Desestatização e Parcerias, e constitui uma sociedade de economia mista, que atua na estruturação e desenvolvimento de projetos de concessão, privatização e parcerias. 

O órgão tem como missão promover bem-estar socioeconômico, mediante processos de privatização, concessão comum e parcerias público-provadas de projetos definidos como prioritários para a administração pública. 

Continuar lendo

Atualizado: 20/08/2018 - 11:22

Últimos dias de inscrição para concurso em Marabá SP

Prazo termina em 26 de agosto. Edital tem chances para engenheiro civil, contador e médico clínico geral

Três cargos

JC Concursos - Patricia Lavezzo - Informe o Erro

Seguem abertas até as 22h do próximo domingo (26) as inscrições para o concurso da Prefeitura de Marabá Paulista, em São Paulo, destinado a formar cadastro reserva em três cargos.

 

Há ofertas para engenheiro civil (salário de R$ 3.441,85), contador (R$ 3.441,85) e médico clínico geral (R$ 6.651,57), todas com exigência de curso superior.  

 

Os interessados devem realizar cadastro pelo site o Instituto Imagine (www.institutoimagine.com.br), banca que organiza a seleção. O valor da taxa é de R$ 80.

 

Prevista para 2 de setembro, a prova objetiva cobrará a resolução de 30 questões sobre língua portuguesa, matemática, legislação e conhecimentos específicos, de acordo com o edital.

 

 

Concurso Prefeitura Marabá Paulista: conteúdo programático parcial

 

 

Língua portuguesa -Leitura e interpretação de diversos tipos de textos (literários e não literários). Sinônimos e antônimos. Sentido próprio e figurado das palavras. Pontuação. Classes de palavras: substantivo, adjetivo, numeral, pronome, verbo, advérbio, preposição e conjunção: emprego e sentido que imprimem às relações que estabelecem. Concordância verbal e nominal. Regência verbal e nominal. Colocação pronominal. Crase. Significação das palavras no contexto. Uso do hífen.

 

Matemática - Operações com números reais. Mínimo múltiplo comum e máximo divisor comum. Potências e raízes. Razão e proporção. Porcentagem. Regra de três simples e composta. Média aritmética simples e ponderada. Juros simples e compostos. Equação do 1.º e 2.º graus. Sistema de equações do 1.º grau. Relação entre grandezas: tabelas e gráficos. Sistemas de medidas usuais. Geometria: forma, perímetro, área, volume, ângulo, teorema de Pitágoras. Raciocínio lógico. Resolução de situações-problema.

 

Confira o conteúdo programático completo para o concurso da Prefeitura de Marabá Paulista 
 

Continuar lendo

Atualizado: 20/08/2018 - 09:57

Santana de Parnaíba SP abre concurso com 133 vagas

Prefeitura inscreve a partir desta terça-feira (21) para postos de diretor de escola, vice-diretor de escola e supervisor de ensino. Salários alcançam R$ 4,7 mil

Três cargos

JC Concursos - Patricia Lavezzo - Informe o Erro

A Prefeitura de Santana de Parnaíba, na Grande São Paulo, divulgou edital de concurso público destinado a preencher 133 vagas em cargos de nível superior na área da educação.

 

Há oportunidades para diretor de escola (60 postos e remuneração de R$ 4.470), supervisor de ensino (8 - R$ 4.700) e vice-diretor de escola (65 - R$ 3.840).

 

Os vencimentos informados já incluem o vale-alimentação mensal de R$ 150. Além disso, os contratados terão direito a abono pecuniário e gratificação.  

 

O período para inscrições abre às 10h desta terça-feira (21) e termina às 17h de 1 de outubro. A ficha cadastral deverá ser preenchida pelo site do Instituto Mais (www.institutomais.org.br). O valor da taxa é de R$ 59,80. 

 

 

Fases do concurso da Prefeitura de Santana de Parnaíba

 

 

As provas objetiva e dissertativa estão marcadas para 21 de outubro. A primeira trará 40 questões de múltipla escolha, enquanto a segunda cobrará a elaboração de um texto a partir de problemática proposta pela banca examinadora. 

 

O conteúdo programático inclui língua portuguesa, conhecimentos básicos de legislação, legislação e conhecimentos pedagógicos e conhecimentos específicos.  

 

Na mesma data, os candidatos deverão entregar os documentos relativos à avaliação de títulos. Serão considerados diplomas de especialização, mestrado e doutorado.  

 

O concurso terá validade de dois anos, prorrogável por mais dois, a critério da Prefeitura de Santana de Parnaíba, conforme estabelece o edital.
 

Continuar lendo

Atualizado: 20/08/2018 - 09:14

Concurso Iphan: locais de provas são divulgados

Com ofertas distribuídas entre todo o Brasil, seleção preencherá postos em cargos auxiliar, técnico e analista. Salários chegam a R$ 5,4 mil

Níveis médio e superior

JC Concursos - Patricia Lavezzo - Informe o Erro

Os inscritos para o concurso do Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) já podem consultar aqui os locais de aplicação das provas objetiva e discursiva, que ocorrem no próximo domingo (26). A seleção preencherá 411 vagas distribuídas em todo o Brasil, além de formar cadastro reserva.


O processo seletivo oferece 131 postos para auxiliar institucional (R$ 3.877,97), 176 para técnico (R$ 5.493,29) e 104 para analista (R$ 5.493,29). A primeira posição requer ensino médio completo, enquanto as demais cobram formação superior. Os valores já incluem o auxílio-alimentação de R$ 458.

• APOSTILAS CONCURSO IPHAN 2018 - CARGOS DE NÍVEIS MÉDIO E SUPERIOR
• CURSO ONLINE CONCURSO IPHAN 2018 - TÉCNICO E ANALISTA

As oportunidades estão distribuídas entre a sede do órgão, em Brasília, e superintendências/escritórios técnicos em todos os Estados brasileiros. Para São Paulo, foram disponibilizados 18 postos.  

As inscrições para o concurso do Iphan foram recebidas até 16 de julho, por meio do site http://www.cespe.unb.br/concursos. As taxas custaram R$ 84 (nível médio) e R$ 117 (superior). 

 

Concurso Iphan: distribuição das vagas por área de formação


Parte das chances para auxiliar institucional é destinada a candidatos que possuem, além de segundo grau, formação técnica em conservação e restauração de bens culturais móveis; edificações; e agronomia ou jardinagem.  

 

As oportunidades para técnico no concurso do Iphan atendem profissionais formados em ciências sociais ou antropologia; arqueologia; arquitetura e urbanismo; arquivologia; biblioteconomia; ciências biológicas; engenharia agronômica; engenharia civil; história; e educação, pedagogia ou ciências humanas. 

 


Ads

Curso Intensivo Gratuito para Concurso IPHAN

Para ajudar na preparação dos que realmente desejam passar nesse concurso, transmitiremos ao vivo e gratuitamente a partir de 18 de junho, o Curso Intensivo IPHAN. O conteúdo engloba desde português a história. São várias matérias de relevância com conteúdo de qualidade. Confira.

 

Já para analista, as opções são voltadas a participantes com graduação em qualquer área; comunicação social, jornalismo ou relações públicas; engenharia cartográfica, geografia ou geociências; e relações internacionais.

Sobre as provas do concurso do Iphan 2018


O processo seletivo envolverá provas objetiva e discursiva para todos os cargos, com aplicação nas capitais dos 26 Estados, além do Distrito Federal.

 

A primeira avaliação trará 120 questões de múltipla escolha, enquanto a segunda cobrará a elaboração de um texto dissertativo com até 30 linhas abordando tema da atualidade. 

 

O conteúdo programático inclui conhecimentos básicos (língua portuguesa, fundamentos da preservação do patrimônio cultura, noções de gestão/administração pública e atualidades) e específicos.

 

Haverá também análise de títulos para funções de nível superior, em período a ser definido. Os candidatos convocados poderão apresentar diplomas de especialização, mestrado e doutorado, bem como documentos que comprovem experiência profissional nos setores público e privado. 


De acordo com o edital, o concurso do Iphan terá validade de dois anos, prorrogável por mais dois, a critério da instituição. 

 

Atribuições do auxiliar institucional no concurso do Iphan

 

Desenvolver atividades de nível intermediário de suporte às áreas administrativa e finalística, que compreendam a execução de atividades rotineiras de cunho administrativo e logístico; dar suporte às atividades que compõem o ciclo de gestão documental; dar suporte à análise, diagnóstico e intervenção em bens culturais móveis; dar apoio às atividades técnicas relativas à elaboração e análise de projetos e orçamentos e fiscalização de obras; dar suporte às atividades de fiscalização; realizar atividades de conservação e manutenção dos jardins históricos sob a gestão do Iphan; e outras atividades compatíveis com as atribuições profissionais e competências institucionais.

 

Concurso Iphan 2018: atribuições do técnico

 

Desenvolver atividades de nível superior, de complexidade e responsabilidade elevadas, que compreendam elaborar estudos, análises, pareceres, laudos, notas, relatórios e avaliações técnicas para instrução e acompanhamento de processos relativos à salvaguarda e à preservação do patrimônio cultural; avaliar o impacto ao patrimônio cultural em projetos e empreendimentos, inclusive no âmbito do licenciamento ambiental; realizar vistorias, levantamentos e avaliações de campo; acompanhar e se manifestar em processos relacionados a políticas intersetoriais e temáticas transversais ao patrimônio cultural; desenvolver e participar das atividades de articulação e mobilização social necessárias às ações institucionais; integrar conselhos representativos, comissões, grupos e equipes de trabalho de interesse da administração; elaborar e analisar orçamentos; acompanhar e fiscalizar intervenções e(ou) serviços; realizar intervenções conservativas e(ou) restaurativas de bens culturais e acervos sob a gestão do Iphan; elaborar termos de referência, projetos e editais; fiscalizar contratos, convênios e instrumentos congêneres e outras atividades compatíveis com as atribuições profissionais e competências institucionais.

 

Atribuições do analista no concurso do Iphan


Desenvolver atividades de nível superior, de complexidade e responsabilidade elevadas que compreendam o assessoramento especializado voltado para a gestão dos processos relativos à salvaguarda e à preservação do patrimônio cultural; acompanhar e se manifestar em processos relacionados a políticas intersetoriais e temáticas transversais ao patrimônio cultural; desenvolver e participar das atividades de articulação e mobilização social necessárias às ações institucionais; participar em conselhos representativos, comissões, grupos e equipes de trabalho de interesse da administração; elaborar e analisar orçamentos; executar atividades de gestão administrativa, orçamentária e financeira; acompanhar e fiscalizar projetos e(ou) serviços; elaborar termos de referência, projetos e editais; fiscalizar contratos, convênios e instrumentos congêneres; e outras atividades compatíveis com as atribuições profissionais e competências institucionais.

 

Conteúdo programático parcial para o concurso do Iphan

 

Língua portuguesa - 1 Compreensão e interpretação de textos de gêneros variados. 2 Reconhecimento de tipos e gêneros textuais. 3 Domínio da ortografia oficial. 4 Domínio dos mecanismos de coesão textual. 4.1 Emprego de elementos de referenciação, substituição e repetição, de conectores e de outros elementos de sequenciação textual. 4.2 Emprego de tempos e modos verbais. 5 Domínio da estrutura morfossintática do período. 5.1 Emprego das classes de palavras. 5.2 Relações de coordenação entre orações e entre termos da oração. 5.3 Relações de subordinação entre orações e entre termos da oração. 5.4 Emprego dos sinais de pontuação. 5.5 Concordância verbal e nominal. 5.6 Regência verbal e nominal. 5.7 Emprego do sinal indicativo de crase. 5.8 Colocação dos pronomes átonos. 6 Reescrita de frases e parágrafos do texto. 6.1 Significação das palavras. 6.2 Substituição de palavras ou de trechos de texto. 6.3 Reorganização da estrutura de orações e de períodos do texto. 6.4 Reescrita de textos de diferentes gêneros e níveis de formalidade.

 

Fundamentos da preservação do patrimônio cultura - Noções sobre história política, econômica e social do Brasil. 1.1 Noções sobre história e institucionalização do patrimônio cultural no Brasil e no mundo, com ênfase na trajetória do IPHAN. 2 Marcos internacionais da preservação: Convenção relativa à Proteção do Patrimônio Mundial, Cultural e Natural (1972); Convenção para a Salvaguarda do Patrimônio Cultural Imaterial (2003). 3 Legislação brasileira sobre preservação de bens culturais. 3.1 Constituição Federal (artigos 20, 23, 24, 30, 215 e 216). 3.2 Decreto-Lei nº 25/1937, e suas alterações. 3.3 Lei nº 3.924/1961. 3.4 Lei nº 11.483/2007, e suas alterações (art. 9º). 3.5 Decreto nº 3.551/2000. 3.6 Decreto nº 9.238/2017. 4 Legislação aplicada ao patrimônio cultural. 4.1 Portaria IPHAN nº 187/2010; Portaria IPHAN nº 420/2010; Portaria IPHAN nº 127/2009; Portaria IPHAN nº 137/2016.

 

Noções de gestão e administração pública - 2.1 Princípios e normas referentes à administração direta e indireta. 2.2 Lei nº 8.666/1993, e suas alterações (Licitações e contratos administrativos). 3 Legislação administrativa. 3.1 Lei nº 8.112/1990, e suas alterações. 3.2 Lei nº 9.784/1999, e suas alterações (Processo Administrativo). 3.3 Lei nº 12.527/2011 (Lei de acesso à informação). 3.4 Código de Ética Profissional do Servidor Público Civil do Poder Executivo Federal, instituído pelo Decreto nº 1.171/1994, e suas alterações. 4 Gestão de pessoas no setor público. 4 Gestão de processos. 4.1 Conceitos da abordagem por processos. 4.2 Técnicas de mapeamento, análise e melhoria de processos.

 

Atualidades - (somente para a prova discursiva): 1 Tópicos atuais e relevantes de diversas áreas, tais como: política, economia, sociedade, educação, cultura, desenvolvimento sustentável e meio ambiente, relacionados ao patrimônio cultural.

 

Confira o conteúdo programático completo para o concurso do Iphan 2018

Continuar lendo

Atualizado: 20/08/2018 - 07:47

MPU assina contrato com banca do novo concurso

Oportunidades do concurso MPU 2018 serão destinadas a candidatos de níveis médio e superior. Cargos de técnico e analista apresentam salários iniciais de até R$ 10,1 mil

Edital iminente

JC Concursos - Patricia Lavezzo - Informe o Erro

Mais um passo para a realização do aguardado concurso MPU (concurso público do Ministério Público da União) para técnico e analista. Após anunciar a escolha do Cebraspe (Cespe/UnB), como organizadora do certame, o órgão divulgou, nesta segunda-feira, 20 de agosto, por meio de publicação em diário oficial, a assinatura do contrato com a empresa. Com isto, o próximo passo é a publicação do edital do concurso MPU 2018, o que deve ocorrer nas próximas semanas. Resta apenas ao órgão concluir o concurso interno de remoção, para que possam ser pontuadas as vagas que permanecerão em aberto para o concurso. O próprio secretário-geral do MPU, Alexandre Camanho, havia anunciado a intenção de publicar o edital em outubro, mas com a assinatura do contrato, a tendência é de que a liberação seja antecipada e ocorra nas próximas semanas, provavelmente até meados de setembro. .

O concurso público MPU terá oportunidades para as carreiras de analistas e técnicos administrativos. A tendência é de que sejam oferecidas oportunidades de analistas em direito e, no caso de técnicos, além da área administrativa, possivelmente também para a especialidade de segurança. 

No dia 15 de agosto foi publicado o edital do concurso interno de remoção do MPU. Normalmente, este processo ocorre antes de algum novo concurso público, pois possibilita que servidores já em atividade possam efetuar eventuais transferências de locais de trabalho, permitindo, assim, pontuar as vagas que serão oferecidas na seleção de ingresso. De acordo com informações divulgadas pelo próprio MPU, em geral, o concurso deverá ser basicamente para formar cadastro reserva de pessoal, no sentido de suprir eventuais necessidades que forem surgindo durante o prazo de validade

• CURSO ONLINE TÉCNICO E ANALISTA DO MPU 2018
• APOSTILAS CONCURSO MPU 2018 - TÉCNICO E ANALISTA

A contratação da empresa reforça a recente decisão do Tribunal de Contas da União (TCU) de liberar a utilização do valor recolhido pelas taxas, no sentido de custear o concurso. Inicialmente, em decisão divulgada em 18 de julho, o Tribunal havia advertido que  o concurso deveria contar com previsão orçamentárias para ocorrer. No entanto, novo parecer divulgado pelo TCU atesta que o MPU pode solicitar crédito especial, tendo como justificativa a utilização do valor da taxa. A decisão foi publicada no diário oficial de 27 de julho.

O item 9.2.5 do documento publicado em diário oficial diz o seguinte: " é possível editar créditos suplementares ou especiais para fazer frente às despesas com a realização de concursos para o provimento de cargos públicos decorrentes de vagas não onerosas, lastreados na arrecadãção das taxas de inscrição, que somente poderão ser executados na medida da efetiva arrecadação da receita que lhe confere lastro"

Com isto, o MPU agora deve recorrer à Secretaria de Orçamento Federal, ligada ao Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPDG), no sentido de solicitar o crédito especial, com base no parecer do TCU.  

Além disso, o órgão possui outras opções que ainda permitem agilizar a contratação de pessoal. A primeira é incluir os custos no orçamento de 2019, que ainda não foi votado. O MPU também pode requerer crédito suplementar ao governo. Outra opção é requerer  orçamento junto aos quatro ramos do órgão, que são o Ministério Público Federal (MPF), Ministério Público do Trabalho (MPT), Ministério Público Militar (MPM) e Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT). 

O MPU divulgou, em agosto de 2017, a portaria 84, que fixa as atribuições e requisitos das carreiras de analistas e técnicos, que serão oferecidas no certame. 

Para concorrer ao cargo de técnico basta possuir ensino médio, com remuneração inicial de R$ 6.862,73. No caso de analista, com necessidade de nível superior, o salário corresponde a R$ 11.259,81.

 

Concurso MPU 2018: Melhorias salariais


É importante ressaltar que as carreiras contarão com mais dois reajustes salariais nos próximos meses. No caso de técnico, os valores básicos passarão a ser de  R$ 7.080,21 em novembro e R$ 7.591,37 em janeiro de 2019.

Para o analista, R$ 11.616,61 em novembro  e R$ 12.455,30 em janeiro de 2019.

A comissão do concurso do MPU, instituída dede março de 2017, é presidida pelo servidor Blal Yassine Dalloul e conta, ainda, com os seguintes participantes: Eloá Todarelli Junqueira, Denise Costa Recedive, Sandra Roberta de Souza Oliveira, Tatiane Diniz da Silva e Rayza Madlum de Paula.

 

Concurso MPU: Atribuições dos cargos

   De acordo com a portaria, as atribuições do técnico são as seguintes: Auxiliar, dentro ou fora do ambiente da sede de trabalho, os membros e as chefias em processos judiciais e administrativos e em procedimentos extrajudiciais; atuar em processos judiciais e administrativos e em procedimentos extrajudiciais; auxiliar os membros e as chefias em eventos oficiais, audiências e diligências; elaborar e analisar informações, certidões, declarações, relatórios e documentos congêneres; elaborar minutas de atos administrativos e normativos; atuar em planos, programas, projetos e convênios; atuar na gestão de contratos quando formalmente designado; realizar estudos, pesquisas e levantamentos de dados; participar de reuniões, comissões, grupos e equipes de trabalho; participar do planejamento estratégico institucional e dos planos da sua unidade de atuação; observar e zelar pela segurança institucional no âmbito de sua área de atuação; atender o público interno e externo por telefone, correio eletrônico ou presencialmente; prestar informações sobre a localização e tramitação de processos e documentos; orientar quanto à aplicação das normas internas ou de sua área de atuação; contribuir para a melhoria contínua dos processos e rotinas de trabalho; orientar e supervisionar estagiários e aprendizes; inserir dados e utilizar os sistemas de informação corporativos; observar e zelar pelo cumprimento dos prazos; realizar tarefas de expediente; realizar atividades relativas à instrução, tramitação e movimentação de processos, procedimentos e documentos; manter e controlar o arquivo setorial; e executar demais atividades necessárias ao desempenho do cargo ou outras que eventualmente venham a ser determinadas pela autoridade competente, sempre respeitando, quando for o caso, os limites impostos pelos órgãos de classe    

Para os técnicos em administração: Auxiliar na prática de atos em processos judiciais e na instrução e acompanhamento de processos administrativos e procedimentos extrajudiciais; desempenhar atividades de apoio técnico-administrativo; atuar na elaboração, execução e avaliação de planos, programas e projetos; realizar atividades, estudos, pesquisas e levantamentos de dados inerentes às atividades de suporte administrativo do órgão, dentre elas, as relacionadas a orçamento, finanças e controle interno; atuar na fiscalização, instrução e acompanhamento de contratos e convênios; atuar nas atividades de compras e de contratação de bens e serviços; registrar e controlar dados e informações cadastrais; emitir certidões, declarações e atestados; expedir e/ou anexar documentos e correspondências oficiais; elaborar atas, estatísticas setoriais e minutas de expedientes e de atos; organizar eventos, ações e atividades institucionais; preparar malotes; publicar documentos oficiais; realizar atividades de gestão de bens materiais e patrimoniais; realizar diligências; realizar serviços técnicos e especializados; manter atualizado o conteúdo de páginas virtuais na internet e na intranet; e analisar a conformidade documental.   Para analista: Assessorar, dentro ou fora do ambiente da sede de trabalho, os membros e as chefias em processos judiciais e administrativos e em procedimentos extrajudiciais; atuar em processos judiciais e administrativos e em procedimentos extrajudiciais; assessorar os membros e as chefias em eventos oficiais, audiências e diligências; realizar avaliações e vistorias; realizar perícias quando formalmente designado pelo órgão competente; acompanhar o desenvolvimento de trabalhos periciais; realizar estudos, pesquisas e levantamentos de dados; elaborar e analisar informações, certidões, declarações, laudos, pareceres, relatórios e documentos congêneres; elaborar minutas de atos administrativos e normativos; propor planos, projetos, programas, diretrizes e políticas de atuação; atuar em planos, programas, projetos e convênios; atuar na gestão de contratos quando formalmente designado; participar de reuniões, comissões, grupos e equipes de trabalho; participar do planejamento estratégico institucional e dos planos da sua unidade de atuação; observar e zelar pela segurança institucional no âmbito de sua área de atuação; atender o público interno e externo por telefone, correio eletrônico ou presencialmente; prestar informações sobre a localização e tramitação de processos e documentos; orientar quanto à aplicação das normas internas ou da sua área de atuação; contribuir para a melhoria contínua dos processos e rotinas de trabalho; orientar e supervisionar estagiários e aprendizes; inserir dados e utilizar os sistemas de informação corporativos; observar e zelar pelo cumprimento dos prazos; realizar tarefas de expediente; realizar atividades relativas à instrução, tramitação e movimentação de processos, procedimentos e documentos; manter e controlar o arquivo setorial; e executar demais atividades necessárias ao desempenho do cargo ou outras que eventualmente venham a ser determinadas pela autoridade competente, sempre respeitando, quando for o caso, os limites impostos pelos órgãos de classe.   Para analistas em direito: Assessorar os membros e chefias na coordenação e supervisão das atividades de processos judiciais e administrativos e de procedimentos extrajudiciais; planejar e executar tarefas relativas à análise jurídica de atos, documentos, processos judiciais e administrativos e de procedimentos extrajudiciais, produzindo os atos e documentos pertinentes; elaborar minutas de petições, denúncias, recursos, acordos judiciais ou extrajudiciais, termos de ajustamento de conduta, decisões, despachos, pareceres, notas técnicas, notificações, votos e atos congêneres, bem como manifestações jurídicas para subsidiar decisão administrativa; receber, analisar, acompanhar e dar andamento a processos e a outros documentos; auxiliar na instrução de processos, procedimentos e inquéritos civis e analisar inquéritos policiais; controlar prazos prescricionais; proceder à oitiva de vítimas, testemunhas e quaisquer outras pessoas que possam, direta ou indiretamente, colaborar com a instrução processual, reduzindo a termo suas declarações; realizar análise prévia e triagem de representações, denúncias, processos e procedimentos; realizar pesquisa, seleção, indexação e estudo de legislação, doutrina e jurisprudência; acompanhar a atualização legislativa; observar os prazos processuais e de conclusão de investigações; conferir atos e andamentos processuais; providenciar o cumprimento de decisões e despachos; atuar na manualização de processos e na elaboração de instrumentos normativos; e acompanhar a tramitação de processos judiciais e administrativos e de procedimentos extrajudiciais Último concurso do MPU.  

MPU: concurso anterior de técnico e analista


No concurso MPU de 2013, o edital contou com 263 vagas para níveis médio e superior. As oportunidades foram para os cargos de técnico do MPU, técnico administrativo com especialidade em tecnologia da informação e comunicação, técnico em saúde – enfermagem e técnico na área de saúde – saúde bucal.

No caso de analista, as opções foram para analista do MPU, analista técnico-administrativo – especialidade arquivologia, analista técnico administrativo – biblioteconomia, analista na área técnico administrativa – comunicação social, analista na área técnico administrativa – educação, analista técnico administrativo – estatística, analista na área técnico especializado – finanças e controle, analista técnico especializado – gestão pública, analista técnico especializado - planejamento e orçamento, analista na área de clínica médica, analista área de medicina – psiquiatria, analista de perícia – (antropologia, arquitetura, contabilidade, perícia, economia, engenharia agronômica, engenharia ambiental, engenharia civil, engenharia segurança do trabalho, engenharia elétrica, engenharia florestal, engenharia mecânica, engenharia sanitária, geografia, medicina, medicina do trabalho, oceanografia) analista de saúde – enfermagem, analista de saúde – odontologia, analista de saúde – psicologia, analista de saúde – serviço social, analista de tecnologia da informação e comunicação – desenvolvimento de sistemas e analista na área de tecnologia da informação e comunicação – suporte e infraestrutura.

Na ocasião, o edital concurso MPU contou com oportunidades para o Distrito Federal e Eestados de Pernambuco, São Paulo, Amazonas, Rondônia, Maranhão, Pará, Rio Grande do Sul, Acre, Bahia, Espírito Santo, Minas Gerais,Paraná, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rondônia, Alagoas, Maranhão, Mato Grosso, Paraíba e Tocantins.

A banca que publicou o edital na ocasião foi o Cespe/UnB.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

  

 


Ads

Quer agarrar uma vaga no MPU?

Para alcançar a aprovação em um dos concursos mais disputados do país, você precisa ser Imparável! Confira os cursos completos com PDFs, videoaulas e orientação de estudos para você! 


 

 

Continuar lendo

Atualizado: 17/08/2018 - 13:30

Santa Salete SP oferece oito vagas em concurso

Edital reúne chances para motorista, operador de máquinas e coordenador do CRAS. Salários alcançam R$ 3,5 mil

Inscrição até 30/8

JC Concursos - Patricia Lavezzo - Informe o Erro

Seguem abertas até 30 de agosto as inscrições para o concurso da Prefeitura de Santa Salete, em São Paulo, com oferta de oito vagas imediatas, além de chances para cadastro reserva (CR).

 

As carreiras de motorista (6 postos + CR e salário de R$ 1.309,33) e operador de máquinas (1 + CR - R$ 1.463,54) são destinadas a profissionais com ensino fundamental incompleto e Carteira Nacional de Habilitação (CNH) categoria "D".

 

Já o cargo de coordenador do CRAS (1 - R$ 3.518,50) requer curso superior em uma das seguintes áreas: assistência social, psicologia, direito, administração, antropologia, contabilidade, economia ou pedagogia.

 

 

Inscrição e etapas

 

 

As candidaturas devem ser registradas mediante o preenchimento de formulário disponível no site www.consesp.com.br. As taxas custam R$ 60 (ensino fundamental) e R$ 100 (superior). 

 

Marcada para 30 de setembro, a prova objetiva cobrará a resolução de 40 questões de múltipla escolha sobre língua portuguesa, matemática e conhecimentos específicos.

 

Na mesma data, os concorrentes aos postos de motorista e operador de máquinas realizarão avaliação prática. 

 

O processo seletivo terá validade de dois anos, com possibilidade de prorrogação por mais dois, a critério da Prefeitura de Santa Salete, conforme estabelece o edital.

 

 

Conteúdo programático para cargos de nível fundamental

 

 

Língua portuguesa – Fonema e Sílaba; Ortografia; Estrutura e Formação das Palavras; Classificação e Flexão das Palavras; Classes de Palavras: tudo sobre substantivo, adjetivo, preposição, conjunção, advérbio, verbo, pronome, numeral, interjeição e artigo; Acentuação; Concordância nominal; Concordância Verbal; Regência Nominal; Regência Verbal; Sinais de Pontuação; Uso da Crase; Colocação dos pronomes nas frases; Termos Essenciais da Oração (Sujeito e Predicado); Análise e Interpretação de Textos.

 

Matemática – Conjunto de números: naturais, inteiros, racionais, irracionais, reais, operações, expressões (cálculo), problemas, raiz quadrada; MDC e MMC – cálculo – problemas; Porcentagem; Juros Simples; Regras de três simples e composta; Sistema de medidas: comprimento, superfície, massa, capacidade, tempo, volume; Sistema Monetário Nacional (Real); Equações: 1º e 2º graus; Inequações do 1º grau; Expressões Algébricas; Fração Algébrica; Geometria Plana.

 

Conhecimentos específicos (motorista) – Processo de Habilitação; Tipos de Habilitação, categorias e prazos de mudanças; Veículos - documentação, classificação, registro, dimensões; Infrações e Crimes de trânsito e suas punições; Legislação de Trânsito; Sinalização de Trânsito; Normas de Circulação e Conduta; Direção Defensiva; Noções de Primeiros Socorros em acidentes de trânsito; Convívio Social e Meio Ambiente relacionado ao trânsito; Noções básicas de mecânica e manutenção de veículos; Código de Trânsito Brasileiro e seus Anexos. Lei Orgânica do Município - Disponível - https://www.santasalete.sp.gov.br/legislacao/ - História do Município de Santa Salete – Disponível - https://www.santasalete.sp.gov.br/a-cidade/#historia

 

Conhecimentos específicos (operador de máquinas) – Legislação e Regras de Circulação: Legislação e Sinalização de Trânsito; Normas gerais de circulação e conduta; Sinalização de Trânsito; Direção defensiva; Primeiros Socorros; Proteção ao Meio Ambiente; Cidadania; Noções de mecânica básica de autos; Código de Trânsito Brasileiro e seus Anexos, Decreto nº 62.127 de 16/01/68 e Decreto nº 2.327 de 23/09/97. Lei Orgânica do Município - Disponível - https://www.santasalete.sp.gov.br/legislacao/ - História do Município de Santa Salete – Disponível - https://www.santasalete.sp.gov.br/a-cidade/#historia.
 

Continuar lendo

Atualizado: 17/08/2018 - 10:48

Pardinho SP prorroga inscrições de concurso com 22 vagas

O edital conta com ofertas em diversos cargos, com remunerações que chegam a R$ 4,2 mil. Novo prazo se encerrará em 10 de setembro

Todos os níveis

JC Concursos - Patricia Lavezzo - Informe o Erro

A Prefeitura Municipal de Pardinho, localizada no Estado de São Paulo, prorrogou até as 16 h do dia 10 de setembro o prazo de inscrição do concurso público destinado ao provimento de 22 vagas do seu quadro de pessoal. 

Aqueles que têm o ensino fundamental podem concorrer para as funções de auxiliar de creche (1 vaga), escriturário (1), operador de máquinas pesadas (1) e trabalhador braçal (1). Os salários iniciais oscilam entre R$ 1.002,59 e R$ 1.146,92. 

Para quem tem o ensino médio e/ou curso técnico, as chances são para os cargos de agente comunitário de combate à endemias (1), agente de esporte e recreação (1), atendente de farmácia (1), motorista II (1), técnico de enfermagem (2) e técnico em meio ambiente (1). Os vencimentos variam de R$ 1.112,30 a R$ 1.380,48. 

Nível superior é requisito para os postos de enfermeiro (1), fisioterapeuta (1), procurador municipal (1), professor de desenvolvimento infantil - creche (4), professor de música (1) e professor II nas disciplinas de ciências (1), educação artística (1) e matemática (1). As remunerações partem de R$ 1.872,95 e chegam a R$ 4.215,70. 

Como benefício, a prefeitura ainda oferece para os seus servidores vale-alimentação no valor mensal de R$ 200. 

 

Como participar

 

Interessados devem preencher a ficha cadastral na página eletrônica www.conscamweb.com.br. Os valores da taxa são de R$ 30 para ensino fundamental, R$ 40 para nível médio e curso técnico e R$ 45 para formação superior. 

Serão aceitas inscrições para mais de um cargo, desde que as provas sejam realizadas em períodos distintos, especificados a seguir: período I para auxiliar de creche, operador de máquinas pesadas, técnico de enfermagem e técnico em meio ambiente; período II para atendente de farmácia, escriturário e motorista II; período III para agente de combate à endemias, fisioterapeuta, procurador municipal, professor de desenvolvimento infantil e trabalhador braçal; e período IV para agente de esporte e recreação, enfermeiro, professores II e professor de música. 

 

Informações sobre as provas

 

A prova objetiva para todos os cargos, de caráter eliminatório e classificatório, terá duração máxima de três horas e será aplicada no município de Pardinho/SP no dia 14 de outubro para o I e II períodos e 21 de outubro para os III e IV períodos. 

Para os níveis fundamental, médio e técnico, a avaliação contará com dez questões de português, dez de matemática e 15 de conhecimentos específicos. Já para nível superior serão dez de português, cinco de matemática e 20 de conhecimentos específicos. 

O certame ainda será constituído das seguintes etapas: prova prática para os empregos de motorista e operador de máquinas pesadas; e análise de títulos para professores.

Continuar lendo

Atualizado: 16/08/2018 - 13:25

Redenção da Serra SP divulga concurso com 37 vagas

A participação deverá ser garantida entre os dias 21 de agosto e 19 de setembro. Os salários iniciais oferecidos chegam a R$ 4,2 mil

Todos os níveis

JC Concursos - Patricia Lavezzo - Informe o Erro

No Estado de São Paulo, a Prefeitura Municipal de Redenção da Serra divulgou um novo edital de concurso público que visa o preenchimento de 31 vagas, sendo 14 para contratação imediata e 23 para formação de cadastro reserva (CR). Candidatos de todos os níveis escolares serão avaliados por meio de provas objetiva e prática. 

Quem possui o ensino fundamental incompleto pode concorrer para a função de trabalhador braçal (5 vagas + 5 CR), cujo salário inicial é de R$ 1.002,59. 

Aqueles que têm o ensino médio estão aptos às carreiras de auxiliar de enfermagem (1), auxiliar de cirurgião dentista (1 CR), escriturário I (2 CR) e fiscal de obras e serviços (3 CR). Os vencimentos oscilam entre R$ 1.002,59 e R$ 1.258,45.  

Nível superior é requisito para os cargos de fonoaudiólogo (1), procurador jurídico (1 + 1 CR), professor de educação básica I (1 CR), enfermeiro (1) e médico nas especialidades de generalista (2 + 8 CR), ortopedista (1 + 1 CR), pediatra (1 + 1 CR) e psiquiatra (1). As remunerações variam de R$ 1.858,76 a R$ 4.250,01. 

As inscrições deverão ser realizadas entre os dias 21 de agosto e 19 de setembro, exclusivamente pela internet, através da página eletrônica www.epts.com.br. Os valores da taxa de participação oscilam entre R$ 35 e R$ 150 e o seu pagamento deverá ser efetuado até a data limite de 20 de setembro. 

 

Informações sobre as provas

 

Todos os candidatos serão submetidos à prova objetiva, de caráter eliminatório. Ela será composta por questões de múltipla escolha que versarão sobre as disciplinas de língua portuguesa, matemática, informática básica, conhecimentos pedagógicos e/ou conhecimentos específicos. 

O exame terá duração máxima de três horas e será aplicado no dia 21 de outubro. As informações sobre os locais e horários de realização da avaliação serão comunicadas no edital de convocação, que será divulgado a partir do dia 15 de outubro. 

Aqueles que pleiteiam o posto de trabalhador braçal ainda serão avaliados por meio de prova prática profissional, eliminatória. Ela buscará aferir a capacidade do candidato para desempenhar as atividades inerentes a função. 

 

Atribuições do escriturário

 

Classificar e arquivar correspondências, relatórios, planilhas, fichas e outros documentos, efetuando triagem, ordenando, grampeando e etiquetando, para fins de controle, facilitar sua localização; receber, registrar e encaminhar correspondências, faturas, ordens de serviços, listagens e outros documentos, separando, conferindo e registrando dados de identificação, para fins de controle de documentação e prosseguimento do processo de trabalho; protocolar e despachar documentos e volumes efetuando registros quanto à quantidade, especificações, destino, data e outras informações e acondicionando-os em embalagens apropriadas, a fim de evitar extravios e possibilitar o encaminhamento aos interessados, digitar ou datilografar correspondências, tabelas, relatórios, circulares, memorandos, apostilas, formulários e outros documentos, transcrevendo dados manuscritos, impressos e seguindo padrões estabelecidos de estética e apresentação, a fim de atender as exigências de trabalho do órgão; efetuar levantamentos referentes a assuntos diversos, coletando e registrando dados, a fim de serem utilizados pelos órgãos competentes; redigir correspondência de natureza simples, desenvolvendo assuntos rotineiros, a fim de obter e/ou prestar informações; controlar o material de expediente, ferramentas e instrumentos utilizados na área, registrando quantidade, qualidade e consumo dos mesmos, preparando requisições, conferindo e entregando quando solicitado, a fim de atender às necessidades da área e do andamento dos trabalhos; executar outras tarefas.

Continuar lendo

Atualizado: 16/08/2018 - 10:46

São Luiz do Paraitinga SP define banca do novo concurso

Seleção terá 20 vagas imediatas, além de formar cadastro reserva de pessoal para diversos cargos, com iniciais de até R$ 10,5 mil

Edital em breve

JC Concursos - Patricia Lavezzo - Informe o Erro

A Prefeitura de São Luiz do Paraitinga, na região do Vale do Paraíba, a 171 km da capital paulista, divulgou, por meio de publicação em diário oficial, nesta quinta-feira, 16 de agosto, o nome da banca organizadora do seu próximo concurso público.  A escolhida é o Instituto Excelência e, com a definição, o próximo passo é a assinatura do contrato, para que o edital de abertura de inscrições possa ser publicado logo a seguir, o que deve ocorrer já nos próximos dias.

A seleção será para o preenchimento de 20 vagas imediatas, além de formar cadastro reserva de pessoal em diversos cargos. Das oportunidades imediatas, 14 são para quem possui ensino fundamental, três para ensino médio e três para nível superior, com remunerações iniciais que variam de R$ 960,05 a R$ 10.561,11, com jornadas de trabalho de 16 a 40 horas semanais.

Ensino Fundamental
Quem possui ensino fundamental poderá concorrer aos cargos de agente comunitário de saúde (7 vagas, com inicial de R$ 1.119,47, para 40 horas semanais), conserveiro de estradas (cadastro reserva, com 5 série do ensino fundamental, R$ 960,05, 40 horas), eletricista (CR, R$ 1.394,06, 40 horas), gari (CR, 5 série do ensino fundamental, R$ 960,05, 40horas), merendeira (CR, 5 série do ensino fundamental, R$ 960,05,40 horas), motorista (1, com 5 série do ensino fundamental e carteira de habilitação específica, R$ 1.394,06, 40 horas), operador de máquinas (CR, 5 série do ensino fundamental e habilitação, R$ 2.112,23, 40 horas), pedreiro (CR, 5 série do ensino fundamental, R$ 1.394,06, 40 horas), pessoal de obras (CR, 5 série do ensino fundamental, R$ 960,05, 40 horas) e servente de serviços gerais (6 + CR, 5 série do ensino fundamental, R$ 960,05, 40 horas).

 

Ensino Médio
Para ensino médio: auxiliar administrativo (CR, R$ 1.309,58, 40 horas), auxiliar de enfermagem do PSF (2 + CR, R$ 1.478,57, 40 horas), fiscal de obras (1, R$ 1.879,89, 40 horas), fiscal de trânsito (R$ 1.394,06, 40 horas), fiscal de tributos (CR, R$ 1.879,89, 40 horas), fiscal municipal (CR, R$ 1.879,89, 40 horas), técnico de segurança do trabalho (CR, com curso técnico e registro no Ministério do Trabalho, R$ 1.572,61, 40 horas) e técnico em informática (CR, com curso específico, R$ 1.394,06, 40 horas).

 

Nível Superior
Por fim, para nível superior: advogado (CR, R$ 2.957,09, 30 horas), arquiteto (CR R$ 2.957,09, 30 horas), contabilista (CR, R$ 4.013,20, 40 horas), controlador interno (CR, R$ 3.590,75, 40 horas), enfermeira (CR, R$ 3.168,34, 40 horas), enfermeiro do PSF (1 + CR, R$ 4.436,42, 30 horas), engenheiro civil (CR, R$ 3.168,34, 30 horas), farmacêutico (1, R$ 3.168,34, 40 horas), fonoaudiólogo (CR, R$ 2.745,90, 30 horas), médico do trabalho (CR 3.273,93, 16 horas), médico generalista do PSF (1 + CR, R$ 10.561,11, 40 horas), médico ginecologista (CR, R$ 4.013,20, 16 horas), médico pediatra (CR, R$ 4.013,20, 16 horas), médico psiquiatra (CR, R$ 4.013,20, 16horas), professor de educação básica de educação infantil para crianças de 4 e 5 anos (CR, R$ 1.659,82, 25 a 32 horas), professor de educação básica II ensino fundamental de 6 a 9 ano – matemática (CR, R$ 14,74 por hora aula, de duas a 40 horas aulas semanais), professor de educação básica II – ensino fundamental de 6 a 9 séries – língua portuguesa (CR, R$ 14,74, duas a 40 horas semanais), professor de educação básica I – ensino fundamental 1 a 5 anos (CR, R$ 1.991,77,30 a 32 horas), professor de educação básica II – ensino fundamental de 6 a 9 séries – ciências (CR, R$ 14,74 por hora aula,  de duas a 40 horas semanais), professor de educação básica  II – ensino fundamental de 6 a 9 séries – educação física (CR, R$ 14,74 por hora aula para duas a 40 horas semanais), professor de educação básica II – ensino fundamental de 6 a 9 séries – geografia (CR, R$ 14,74 por hora aula, de duas a 40 horas semanais), professor de educação básica II – ensino fundamental de 6 a 9 séries – história (CR, R$ 14,74 por hora aula para duas a 40 horas), professor de educação básica II – ensino fundamental de 6 a 9 séries – inglês (CR, R$ 14,74 para duas a 40 horas semanais) e psicólogo (CR, R$ 2.323,42, 20 horas).


De acordo com o edital de licitação, as taxas previstas são de R$ 30,83 para cargos de ensino fundamental, R$ 34,83 para ensino médio e R$ 49,16 para nível superior.                     

 

Continuar lendo

Atualizado: 16/08/2018 - 09:25

EMAE SP encerra hoje inscrições de concurso com 70 vagas

As chances na Empresa Metropolitana de Águas e Energia são para atuação na capital, região metropolitana, interior e litoral paulista

Níveis técnico e superior

JC Concursos - Patricia Lavezzo - Informe o Erro

Chega ao fim nesta quinta-feira (16) o prazo de inscrição do concurso público da Empresa Metropolitana de Águas e Energia S.A, denominada EMAE. A seleção visa o preenchimento de 70 vagas, sendo três reservadas a pessoas com deficiência. Do total de ofertas, 60 são destinadas a cargos de nível técnico e dez para ensino superior, com lotação no Estado de São Paulo. 

De acordo com o edital, os candidatos aprovados no certame serão contratados pelo regime da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) e atuarão nas cidades de São Paulo (sede e nas usinas Termoelétrica Piratininga, Elevatória Pedreira e Elevatória Traição), Cubatão (Usina Hidrelétrica Henry Borden), Pirapora do Bom Jesus (Pequena Central Hidrelétrica Pirapora e Pequena Central Hidrelétrica Rasgão) e Salto (Pequena Central Hidroelétrica Porto Góes). 

 

Vagas na EMAE SP

 

Candidatos que têm curso técnico específico podem concorrer para as funções de praticante de operador de usina (40 vagas), que conta com salário inicial de R$ 2.357,70, eletricista de manutenção (10) e mecânico de manutenção (10), cujo vencimento é de R$ 2.245,50.

Quem possui o nível superior está apto às carreiras de engenheiro civil (3), engenheiro mecânico (4) e engenheiro elétrico (3). A remuneração é de R$ 6.189,40. 


• APOSTILA CONCURSO EMAE 2018 - PRATICANTE OPERADOR DE USINA E CARGOS DE NÍVEL TÉCNICO E MÉDIO

Como benefícios, a empresa oferece: assistência médica hospitalar e odontológica, extensivo aos dependentes; auxílio-Refeição ou alimentação; cesta básica, desde que a remuneração a ser recebida se enquadre nos critérios estabelecidos para concessão; vale-transporte; e auxílio-creche ou babá, destinado às mulheres com filhos até seis anos, 11 meses e 29 dias.

 

Etapas

 

As inscrições devem ser realizadas no endereço eletrônico da Fundação Carlos Chagas (www.concursosfcc.com.br), empresa responsável pela organização e execução do processo de seleção. Os valores da taxa de participação são de R$ 75 para curso técnico e R$ 110 para nível superior. 

Todos os candidatos serão avaliados por meio de prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório. Ela contemplará 60 questões de múltipla escolha, sendo 20 de conhecimentos gerais e 40 de conhecimentos específicos. 

Com duração máxima de 3h30 para as funções que exigem o curso técnico e 4h30 para nível superior, a avaliação será aplicada no dia 30 de setembro, no período da manhã, na cidade de São Paulo/SP. O edital de convocação, contendo a confirmação da data e os locais e horários de realização do exame, será divulgado, oportunamente, no site da banca organizadora. 

Os inscritos para os postos de engenheiro ainda realizarão prova discursiva de estudo de caso, eliminatória e classificatória, na mesma data da objetiva. Ela constará de duas questões práticas relacionadas ao conteúdo programático de conhecimentos específicos. Serão avaliadas as provas dos candidatos habilitados e mais bem classificados nas objetivas, até o limite de 30 engenheiros civis, 40 engenheiros mecânicos e 30 engenheiros elétricos. 

 

Mais informações sobre a EMAE SP

 

A Empresa Metropolitana de Águas e Energia S.A (EMAE) é uma concessionária de geração de energia que opera um sistema hidráulico e provê energia elétrica. A empresa atua também no controle de cheias do Rio Pinheiros, além de armazenar água para abastecimento nos reservatórios Guarapiranga e Billings, que fornecem 30% da água consumida na metrópole.

Tem como missão gerir recursos energéticos e sistemas hídricos, promovendo o desenvolvimento sustentável, e está direcionada para o desenvolvimento de empreendimentos de geração de energia a partir de fontes renováveis. Foi criada em 1996, com a cisão parcial da Eletropaulo, dentro do Programa Estadual de Desestatização.

 

Atribuições dos cargos de nível técnico

 

Praticante operador de usina - apoiar o operador de usina nas atividades associadas à geração de energia, de forma local ou remota, seguindo manual de procedimento operacional da usina, tais como: leituras horárias de pressão, temperatura, níveis e de outras variáveis de processo, atividades de lubrificação e/ou limpeza de dispositivos e equipamentos, prática em serviços e/ou manobras em equipamentos. 

Eletricista de manutenção - executar serviços de manutenção elétrica, preventiva e corretiva, nos equipamentos e instalações das usinas, subestações e oficinas da EMAE, a fim de mantê-los em condições regulares de funcionamento, observando os critérios técnicos, ambientais e procedimentais da empresa. 

Mecânico de manutenção - executar serviços de manutenção mecânica, preventiva e corretiva, nos equipamentos e instalações das usinas e oficinas da EMAE, a fim de mantê-los em condições regulares de funcionamento, observando os critérios técnicos, ambientais e procedimentais da empresa.

Continuar lendo

Atualizado: 14/08/2018 - 12:34

MP SP: editais para 37 vagas em ajustes finais

Ao todo serão 28 vagas para auxiliar de promotoria, de nível fundamental, com inicial de R$ 3,5 mil, além de nove para analista técnico científico, com inicial de R$ 13 mil

Níveis fundamental e superior

JC Concursos - Patricia Lavezzo - Informe o Erro

O Ministério Público do Estado de São Paulo (MP/SP) está em fase de ajustes finais nos editais de seus novos concursos públicos para o preenchimento de 37 vagas, sendo 28 para quem possui formação de ensino fundamental e nove para nível superior, com remunerações iniciais de até R$ 13.065,55. A liberação está prevista para ocorrer nos próximos dias, ainda em agosto, ou, no mais tardar, até o início de setembro. Porém, ainda não está confirmado se os dois editais serão publicados no mesmo dia, o que deve ocorrer em breve.

Quem possui ensino fundamental poderá concorrer ao cargo de  auxiliar de promotoria, que contará com oferta de 28 postos e oferece remuneração inicial de R$ 3.765,13, incluindo salário de R$ 2.865,13 e auxílio-alimentação de R$ 910.

Já as nove vagas para nível superior serão para o cargo de analista técnico científico. Para concorrer é necessário possuir formação de nível superior em administração, contabilidade ou economia, com inicial de R$ 13.065,55, já considerando o auxílio-alimentação.

 

CURSO ONLINE PARA O CONCURSO MP SP 2018 - ANALISTA JURÍDICO

 

APOSTILAS CONCURSO MP SP 2018 - AUXILIAR DE PROMOTORIA E ÁREA DE DIREITO


Para os dois cargos a banca já está definida e será a Fundação Vunesp.
 

Comissão do concurso do MP/SP

  A comissão do concurso para auxiliar e analista técnico científico, instituída em 28 de junho de 2017, é presidida pelo promotor de justiça Marcio Francisco Escudeiro Leite e conta, ainda, com o promotor Denis Fábio Marsola, a assessora técnica Maria Elizabete de Araújo, a oficial de promotoria Rosangela Andrade Gomes de Paula e a assessora técnica de promotoria Vivian Seabra.    Também foi constituída a equipe multiprofissional, presidida pela promotora Sandra Lucia Garcia Massud e composta também pelo analista de promotoria e médico da área de saúde e assistência social Rodrigo Itocazo Rocha, analista de promotoria – psicóloga Dagmar Menichetti, assistente técnica de promotoria – fonoaudióloga Ana Paula Sanches, a diretora da divisão de assuntos complementares do órgão Neuza Gonçalves de Souza e o diretor técnico de divisão Fabio Fernando Ruiz Hajnal.   APOSTILAS ONLINE E IMPRESSA CONCURSO MP/SP - AUXILIAR DE PROMOTORIA APOSTILAS ONLINE E IMPRESSA CONCURSO MP/SP - ANALISTA TÉCNICO CIENTÍFICO APOSTILA ONLINE E IMPRESSA CONCURSO MP/SP - ESTÁGIO EM DIRETO CURSO ONLINE MP/SP - AUXILIAR DE PROMOTORIA
É importante ressaltar que a oferta de  vagas diz respeito somente às necessidades imediatas. A própria autorização  dos concursos já determina que o concurso também será para suprir eventuais necessidades que forem surgindo, o que garante a nomeação de muitos remanescentes durante o prazo de validade do certame.
 

Distribuição de vagas do concurso MP/SP


Das 28 vagas de auxiliar, 20 são destinadas para a primeira região administrativa, que inclui a capital paulista Grande São Paulo, Santos e Vale do Ribeira. Neste caso, as oportunidades serão para as áreas de eletricista, encanador, marceneiro, pedreiro, pintor e serralheiro.
  As oito vagas restantes serão para um cargo de eletricista e um de encanador para cada uma das demais quatro áreas regionais. A segunda região inclui as cidades de Campinas e Taubaté. A terceira inclui Sorocaba e Piracicaba. Na quarta, Araçatuba, Bauru e Presidente Prudente. Por fim, na quinta, Franca, Ribeirão Preto e São José do Rio Preto.
 

Provas do concurso MP/SP

  Quem pretende concorrer já pode dar início aos estudos, tendo como base os conteúdos programáticos das seleções anteriores. No caso de auxiliar de promotoria, o último concurso ocorreu em 2014, somente para a área administrativa. Para analista técnico científico, o certame foi em 2015. Ambos foram organizados pela Vunesp.
  No caso de auxiliar de promotoria, a seleção contou apenas com uma prova objetiva, com 60 questões, sendo 25 de língua portuguesa, 15 de matemática e 20 de conhecimentos gerais, incluindo seis de história, seis de geografia, seis de atualidades e duas de legislação.  

Prepare-se para o concurso do Ministério Público do Estado de São Paulo

VIDEOAULA PARA MP/SP PROVA ANTERIOR DO MP/SP Para analista técnico científico, as oportunidades foram para diversas áreas de atuação, mas não incluíam as de administrador, contador e economista, que serão oferecidas na nova seleção. De qualquer forma, a triagem foi composta de prova objetiva, com 60 questões, além de avaliação dissertativa, com estudo de caso. Na parte objetiva foram 30 questões de conhecimentos gerais e 30 de conhecimentos específicos. Em conhecimentos gerais foram dez de língua portuguesa, dez de matemática, cinco de atualidades e cinco de noções de informática ou raciocínio lógico, variando de acordo com a área de atuação.   Veja também: MP/SP publica edital com 67 vagas de promotor  

Disputa

  Quem pretende concorrer ao concurso do MP/SP deve iniciar os estudos o quanto antes, uma vez que a carreira de auxiliar de promotoria costuma ser bastante disputada. No concurso de 2014 foram registrados nada menos do que 54.793 inscritos para a oferta inicial de 37 oportunidades.
  Já a última seleção para analista técnico científico contou com 6.159 inscritos para 40 vagas, nas áreas de arquitetura e urbanismo, biologia, engenharia agrônoma, engenharia avaliadora, engenharia de computação, engenharia de segurança do trabalho, engenharia de tráfego, engenharia florestal, engenharia industrial, engenharia química, geógrafo, pedagogia e medicina veterinária.  
Continuar lendo

Atualizado: 14/08/2018 - 12:15

Concurso MP SP: editais para 61 vagas nos próximos dias

Oportunidades serão para auxiliar administrativo na área administrativa e em áreas especializadas, além de analista técnico científico. Iniciais até R$ 13 mil

Fundamental e superior

JC Concursos - Patricia Lavezzo - Informe o Erro

O Ministério Público do Estado de São Paulo (MP/SP) já está com os três editais de seus próximos concursos públicos praticamente finalizados, dependendo apenas de alguns ajustes finais, que estão sendo feitos com a banca organizadora, que será a Fundação Vunesp para os três cargos.  Ao todo serão oferecidas 61 vagas, sendo 24 para a carreira de auxiliar de promotoria I na área administrativa, 28 para auxiliar de promotoria I em diversas outras áreas e nove para analista técnico científico. Além disso, no caso de auxiliar na área administrativa, o concurso também servirá para formar cadastro reserva de pessoal.

De acordo com informações obtidas junto a responsáveis pelo setor de recursos humanos do MP/SP, a intenção é publicar ao menos um dos editais nos próximos dias, ainda em agosto. Porém, isto ainda depende dos últimos acertos que estão sendo feitos, inclusive no que diz respeito ao conteúdo programático. Adiantam, ainda, que já está certo que os editais de auxiliar administrativo na área administrativa e em diversas áreas serão publicados no mesmo dia, mas ainda não está certo se o de analista técnico científico, que conta com conteúdo programático mais extenso, será liberado na ocasião, o que deve ser confirmado nos próximos dias.

Explicam ainda que, uma vez que concluídos os últimos ajustes, as versões finais deverão ser encaminhadas para a diretoria geral do órgão para aprovação, o que pode ou não ocorrer de forma rápida. De qualquer forma, mesmo considerando eventuais atrasos no processo, a tendência é de que sejam liberados, no mais tardar, até o início de setembro.   

Para concorrer ao cargo de auxiliar de promotoria é necessário apenas possuir ensino fundamental, sem necessidade de conhecimentos específicos para a área administrativa, com remuneração inicial de R$ 3.765,13, considerando o salário inicial da carreira, de R$ 2.865,13, e auxílio alimentação de R$ 900.

Já no caso de analista técnico científico, para concorrer será necessário possuir formação de nível superior nas áreas de administração, contabilidade ou economia, com inicial de R$ 13.065,55, considerando o inicial de 12.165,55 e os R$ 900 de alimentação.      

   

Lotação das Vagas

No caso de auxiliar de promotoria na área administrativa, um dos cargos mais concorridos do órgão, as 24 vagas para preenchimento imediato serão destinadas para diversas localidades do estado, enquanto para a capital o certame será para formar cadastro reserva de pessoal.

Saiba o que foi cobrado no último concurso para este cargo clicando aqui


Já das demais 28 vagas de auxiliar, em diversas áreas,  20 são destinadas para a primeira região administrativa, que inclui a capital paulista Grande São Paulo, Santos e Vale do Ribeira. Neste caso, as oportunidades serão para as áreas de eletricista, encanador, marceneiro, pedreiro, pintor e serralheiro.

 As oito vagas restantes serão para um cargo de eletricista e um de encanador para cada uma das demais quatro áreas regionais.  A segunda região inclui as cidades de Campinas e Taubaté. A terceira inclui Sorocaba e Piracicaba. Na quarta, Araçatuba, Bauru e Presidente Prudente. Por fim, na quinta, Franca, Ribeirão Preto e São José do Rio Preto.

Outras informações para auxiliar em diversas áreas também podem ser conferidas clicando aqui

É importante ressaltar que a oferta de  vagas diz respeito somente às necessidades imediatas. A própria autorização  dos concursos já determina que o concurso também será para suprir eventuais necessidades que forem surgindo, o que garante a nomeação de muitos remanescentes durante o prazo de validade do certame.


Último concurso
 A última seleção para auxiliar de promotoria I na área administrativa ocorreu em 2014, quando foram registrados nada menos do que 54.793 inscritos para a oferta inicial de 37 oportunidades. A banca também foi a Fundação Vunesp

A prova foi compota de 60 questões, sendo 25 de língua portuguesa, 15 de matemática e 20 de conhecimentos gerais, incluindo seis de história, seis de geografia, seis de atualidades e duas de legislação.

Para analista técnico científico, o certame foi em 2015, também organizado pela Vunesp.
 

Continuar lendo

Atualizado: 14/08/2018 - 11:07

SAAE de Salto SP: assinado contrato com banca

Concurso contará com 35 oportunidades para quem possui níveis fundamental, médio e superior, com iniciais de até R$ 4,4 mil

Edital nos próximos dias

JC Concursos - Patricia Lavezzo - Informe o Erro

O Sistema Autônomo de Água e Esgoto de Salto (SAAE), no interior paulista, a 105 km da capital, próximo a Sorocaba, divulgou, por meio de publicação em diário oficial, nesta terça-feira, 14 de agosto, a assinatura do contrato com a banca organizadora do seu novo concurso público, que  será a Directa Desenvolvimento Institucional e de Carreiras. Com isto, a publicação do edital de abertura de inscrições pode ocorrer já nos próximos dias.

Ao todo serão oferecidas 35 oportunidades, sendo dez para quem possui 4ª série do ensino fundamental, 13 para fundamental completo, sete para ensino médio e cinco para nível superior. As remunerações iniciais variam de R$ 1.603,80 a R$ 4.461,60.

Ensino Fundamental Incompleto
Quem possui 4ª série do ensino fundamental poderá concorrer ao cargo de ajudante geral de rede de água e esgoto, com oferta de dez vagas e inicial de R$ 1.603,80.

 

Ensino Fundamental Completo
Para quem completou o ensino fundamental, as oportunidades serão para os cargos de oficial de manutenção – eletricista (2, com experiência na área e inicial de R$ 1.603,80), telefonista (3, com experiência na área, R$ 1.403,60), encanador de rede de água e esgoto (6, com experiência, R$ 1.804) e pedreiro de rede de água e esgoto (2, com experiência, R$ 1.804).

 

Ensino Médio
Para ensino médio, as opções são para técnico de segurança do trabalho (1, com experiência mínima de dois anos, R$ 2.087,80), técnico em edificações (1, com formação específica, R$ 2.087,80) e técnico químico (5, com formação específica, R$ 2.274,80).

 

Nível Superior
Por fim, para nível superior, assistente de comunicação e imprensa (1, formação em jornalismo ou comunicação social, R$ 3.938),  assistente técnico de administração e finanças (1, superior em administração, ciências econômicas ou gestão, R$ 3.007,40), assistente técnico de construção civil (1, superior em tecnologia da construção civil, engenharia ou geologia, R$ 3.007,40), bioquímico (1, com registro no conselho, R$ 3.007,40) e controlador interno (1, formação em economia ou ciências contábeis e registro no conselho, R$ 4.461,60).


De acordo com o edital de licitação, uma vez iniciado o concurso, o prazo de inscrições deverá ser de 45 dias e as provas deverão ser compostas de questões versando sobre língua portuguesa (gramática e interpretação de textos), matemática, noções de informática e conhecimentos específicos. Para cargos de ensino fundamental, médio e superior serão 50 questões, sendo 20 de conhecimentos gerais e 30 de conhecimentos específicos e para cargos com exigência técnica serão 60, sendo 20 de conhecimentos gerais e 40 de conhecimentos específicos, além de prova prática

Continuar lendo

Atualizado: 13/08/2018 - 15:27

Fersb SP recebe inscrições de concurso com 15 vagas

A participação no certame deverá ser garantida até o dia 30 de agosto. Os salários iniciais oferecidos chegam a R$ 12,3 mil

Todos os níveis

JC Concursos - Patricia Lavezzo - Informe o Erro

A Fundação Estatal Regional de Saúde da Região de Bauru (FERSB), localizada no Estado de São Paulo, abriu as inscrições do concurso que visa o preenchimento de 15 vagas do seu quadro de pessoal. As ofertas serão lotadas nas cidades de Bauru e Pederneiras.

Candidatos que concluíram o ensino fundamental podem se inscrever para a função de auxiliar de limpeza (1 vaga), cujo salário inicial é de R$ 1.119,10. 

Para ensino médio e/ou curso técnico, as chances são para os cargos de assistente administrativo (1), auxiliar de saúde bucal (1), cuidador em saúde para residência terapêutica (1), auxiliar de farmácia (1), técnico de farmácia (1), técnico de enfermagem (1) e agente comunitário de saúde (5). Os vencimentos oscilam entre R$ 1.119,10 e R$ 1.867,81. 

Nível superior é requisito para os postos de cirurgião dentista (1), enfermeiro (1) e médico de estratégia de saúde da família (1), cujos respectivas remunerações são de R$ 6.918,54, R$ 3.502,78 e R$ 12.300. 

Como benefícios, o órgão ainda oferece mensalmente: R$ 300 de vale-alimentação; e R$ 149,56 de auxílio-transporte.

 

Mais informações sobre o concurso

 

Interessados em concorrer a uma das vagas deverão se inscrever no endereço eletrônico www.fundacaofafipa.org.br até o dia 30 de agosto. Os valores da taxa de participação são de R$30 para ensino fundamental, R$ 35 para nível médio e curso técnico e R$ 40 para formação superior. 

O certame será constituído de uma única etapa: prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório. Ela contemplará questões de múltipla escolha que versarão sobre as matérias de língua portuguesa, matemática, noções de saúde pública e/ou conhecimentos específicos. 

A avaliação será aplicada no município de Bauru no dia 23 de setembro, em locais e horários a serem comunicados no edital de convocação, a ser divulgado em momento oportuno. 

 

Atribuições do assistente administrativo

 

Desenvolver atividades de apoio administrativos compatíveis com a área de atuação, visando o atendimento ao público e às rotinas e sistemas estabelecidos; conduzir público para local apropriado; conduzir as pessoas para sala de atendimento, exames, sala de aula ou locais diversos; auxiliar os deficientes a se direcionarem até local indicado; notificar familiares da internação ou entrada no pronto socorro; chamar os profissionais da equipe em caso de necessidade de atendimento imediato; agendar consultas, exames, provas e compromissos; cumprir e fazer cumprir o regulamento, o regimento, instruções, ordens e rotinas de serviço nos diversos setores dos estabelecimentos de saúde; participar de reuniões e treinamentos pertinentes ao setor. Participar e colaborar com a implantação e execução dos processos de qualidade; cumprir os regulamentos, as normas e rotinas da FERSB; advertir ao público caso entrem ou circulem em locais específicos aos funcionários ou cometam outras irregularidades (fumar, destruir patrimônio, realizar visitas fora do horário, etc.); entregar crachá de visitante ou paciente na portaria; preencher ficha cadastral (manual ou digital); solicitar documentos para confirmação dos dados; preencher os prontuários, dossiês ou processos; procurar histórico clínico, fichas, pastas ou processos; separar exames, fichas, pastas ou processos e encaminhar ao profissional que irá realizar o atendimento; fazer listagens dos pacientes que foram internados, que receberam alta, que serão atendidos; numerar e recolher as fichas e exames dentro do estabelecimento; entregar, recolher e registrar informações de questionários de avaliação de satisfação de ações realizadas pela empresa; efetuar a recepção e encaminhamento de documentos; entre outras. 

Continuar lendo

Atualizado: 13/08/2018 - 14:46

Ipeúna SP prepara concurso para diversos cargos

Seleção contará com oportunidades para várias carreiras. Quantidade de vagas ainda será anunciada. Em fase de licitação

Todos os níveis

JC Concursos - Patricia Lavezzo - Informe o Erro

A Prefeitura de Ipeúna, no interior paulista, realizará concurso público para o preenchimento de vagas em diversos cargos, com opções para quem possui níveis fundamental, médio e superior. A oferta de vagas para cada carreira ainda será divulgada, bem como os respectivos salários iniciais.  Porém, os cargos que contarão com oportunidades já foram anunciados.


O processo está em fase de licitação para escolha da banca organizadora, que será feito pelo critério de pregão presencial, com abertura das propostas marcada para o próximo dia 23 de agosto. Somente após a contratação da empresa será definida a data de publicação do edital de abertura de inscrições.

Ensino Básico Incompleto
Quem possui apenas o ensino básico incompleto poderá concorrer aos cargos de servente de limpeza, servente geral e tratorista.

Ensino Fundamental Completo
No caso de ensino fundamental completo, as opções são para agente comunitário de saúde PSF, auxiliar de cuidador social, leiturista, merendeira/cozinheira, monitor de alunos de ensino infantil/fundamental, motorista e operador de máquina rodoviária.

Ensino Médio
Para ensino médio: assistente de administração, auxiliar administrativo, auxiliar odontológico e cuidador social.

Nível Superior
Quem possui formação técnica poderá contar com opções de técnico de enfermagem, técnico de radiologia e técnico de segurança do trabalho.
Por fim, para nível superior: analista de RH, assistente social, cirurgião dentista, enfermeiro, engenheiro civil, farmacêutico, fiscal de tributos, fisioterapeuta, médico plantonista, médico do PSF, médico ginecologista/obstetra, nutricionista, professor de educação física, professor de educação infantil PEI, professor de ensino básico PEG I e químico.


De acordo com o edital de licitação, as taxas deverão ser de R$ 20 para cargos com exigência de ensino fundamental, R$ 30 para ensino médio e R$ 40 para nível superior.


O documento também determina que, uma vez publicado o edital de abertura de inscrições, o atendimento deverá ser feito pelo prazo de, pelo menos, dez dias


Após assinado o contrato com a banca, o prazo de realização do processo seletivo será de 90 dias, podendo ser prorrogado uma vez, pelo mesmo período.
 

 

Continuar lendo

Atualizado: 13/08/2018 - 13:33

Concurso em Avaré SP inscreve para 35 vagas

Prefeitura selecionará para funções de telefonista, agente administrativo, auxiliar contábil, enfermeiro, arquiteto, engenheiro, entre outros cargos

Todos os níveis

JC Concursos - Patricia Lavezzo - Informe o Erro

Foram abertas nesta segunda-feira (13) as inscrições para o concurso público com oferta de 35 vagas imediatas na Prefeitura de Avaré, em São Paulo, a cerca de 250 km da capital. 

 

Para concorrer como telefonista (2 postos e salário de R$ 1.391,73) e condutor de veículos e transporte coletivo (6 - R$ 1.391,73) é necessário ter cursado, no mínimo, até a quarta série do nível fundamental.

 

A seleção requer ensino médio para agente administrativo (10 - R$ 1.489,14), agente de fiscalização (2 - R$ 1.704,95), auxiliar contábil (1 - R$ 2.088,61) e técnico em enfermagem (2 - R$ 1.951,97).

 

As carreiras com exigência de curso superior são para assistente social (4 - R$ 3.018,24), enfermeiro (3 - R$ 3.018,24), enfermeiro do trabalho (1 - R$ 3.018,24), arquiteto (1 - R$ 3.018,24), engenheiro civil (1 - R$ 3.018,24) e psicólogo (2 - R$ 3.018,24).

 

 

Inscrições e etapas

 

 

Será possível se inscrever até 17 de setembro, mediante a realização de cadastro no site www.dedalusconcursos.com.br. São cobradas taxas de R$ 6,52 (ensino fundamental), R$ 8,48 (médio) e R$ 11,26 (superior).  

 

Todos os candidatos farão, em 14 de outubro, prova objetiva com 40 questões de múltipla escolha e duração de três horas. As perguntas abordarão língua portuguesa, matemática e conhecimentos gerais e específicos.

 

O certame inclui também avaliação física para os concorrentes aos postos de agente de fiscalização e condutor de veículos, com aplicação prevista para 12 de novembro. 

 

O processo seletivo terá validade de dois anos, com possibilidade de prorrogação por mais dois, a critério da Prefeitura de Avaré, conforme estabelece o edital.

 

 

Conteúdo programático para as vagas de nível fundamental

 

 

Língua portuguesa - Concordância verbal: identificação dos tempos e modos verbais, correspondência de formas verbais, conjugação verbal, flexão de verbos; oração: sujeito e predicado, posição do sujeito e predicado, concordância entre sujeito e predicado; sinais de pontuação: ponto, ponto de exclamação, ponto de interrogação, dois pontos, travessão, vírgula, etc.; estrutura do sujeito: classificação do sujeito, casos de oração sem sujeito; dígrafos; substantivos, artigos, adjetivos, pronomes, advérbios: classificação e emprego; uso da crase; uso do por que; vícios de linguagem; Compreensão e interpretação de frases, palavras ou textos; Separação Silábica; Ortografia; Sinônimos e Antônimos. Gênero, número e grau do adjetivo e do substantivo.

 

Matemática - Noções de conjuntos; números inteiros. Sistemas de medidas: medidas de tempo, de comprimento, de massas, de temperaturas, de áreas, peso. Múltiplos e divisores de números naturais. Regra de três simples; porcentagem; juros simples; problemas matemáticos envolvendo as quatro operações básicas (adição, subtração, multiplicação e divisão); Figuras Geométricas. Frações e Operações com frações. Raciocínio Lógico.

 

Conhecimentos gerais e atualidades - Conhecimentos de assuntos relevantes de diversas áreas, tais como: atualidades, Brasil, Exterior, política, economia, esporte, turismo, sociedade, cotidiano, saúde, educação, tecnologia, energia, relações internacionais, desenvolvimento sustentável, segurança, artes e literatura e suas vinculações. História e geografia do Município, do Estado e do Brasil.
 

Continuar lendo

Atualizado: 13/08/2018 - 11:52

SPPrev: novo concurso em pauta para 98 vagas

Pedido de novo concurso enviado para a Gestão é para os cargos de técnico e analista previdenciários, com iniciais de até R$ 6 mil

Níveis médio e superior

JC Concursos - Patricia Lavezzo - Informe o Erro

A São Paulo Previdência (SPPrev), autarquia estadual vinculada à Secretaria Estadual da Fazenda de São Paulo (Sefaz/SP) encaminhou novo pedido para a Secretaria Estadual de Gestão Pública (SGP/SP) para a autorização de novo concurso público para preenchimento de vagas em seu quadro de pessoal. A empresa já não conta com seleção em validade desde 2014 e, desde então, vem sentindo o aumento da necessidade de pessoal. A nova solicitação é para o preenchimento de 98 oportunidades, sendo 84 para o cargo de técnico em gestão previdenciária, que pede apenas ensino médio para concorrer, e 14 para a carreira de analista em gestão previdenciária, que pede nível superior em qualquer área.


O órgão já vem pedindo autorização governamental desde 2016, quando foi solicitado o preenchimento de 68 postos. Com a demora, um novo pedido foi encaminhado em 2017, já com um quantitativo maior, para 80 postos, número menor que a nova solicitação, que prevê o preenchimento de 98 postos. No pedido de 2017, a necessidade era de 66 técnicos, que condiz com as novas 18 oportunidades do novo pedido, que prevê 84 postos para o cargo. No caso de analistas, o pedido, na ocasião, também era de 14 vagas, quantitativo mantido na nova solicitação.


A remuneração inicial do técnico é de R$ 2.146,37, em caso de 50% do Prêmio de Incentivo à Qualidade Previdenciária (PIQPrev) e R$ 2.567,76, em caso de 100% do benefício.


No caso dos analistas, o inicial é de R$ 5.384,42 para 50% do PIQPrev e R$ 6.086,74 para 100%.  

Melhorias Salariais
Além disso, as duas carreiras contam com mais dois níveis funcionais, melhorando as remunerações no decorrer do exercício. No caso de técnico,  no nível II, a remuneração muda para R$ 2.751,33 em caso de 50% do PIQPrev e R$ 3.172,72 para 100%. No nível III, R$ 3.481,53 para 50% e R$ 3.902,92 para 100%.


Para os analistas, no nível II, R$ 7.026,44 para 50% do PIQPrev e R$ 7.728,76 para 100%  e, no nível III, R$ 9.008,42 para 50% e R$ 9.710,744 para 100%.


Atribuições

No caso de técnico previdenciário, cabe ao servidor prestar atendimento aos segurados do regime próprio de previdência, executar atividades administrativas no processo de concessão e pagamento das aposentadorias e pensões; e executar atividades de apoio relacionadas à administração e gestão da SPPrev.

O trabalho do analista de gestão previdenciária consiste em analisar, acompanhar e instruir processos de concessão, pagamento, cadastro e informações de aposentadorias e pensões; planejar, implantar e avaliar as ações voltadas ao atendimento e orientação dos segurados; e coordenar atividades de suporte ao gerenciamento das atividades corporativas da SPPrev no que se refere a serviços administrativos, logísticos, de infraestrutura e de suprimentos.

Último concurso

O último concurso da SPPrev ocorreu em 2012, com uma oferta de 202 oportunidades. A organizadora, na ocasião, foi a Fundação Carlos Chagas.

Para técnico, além da capital, o concurso contou com oportunidades nas cidades de Araçatuba, Bauru, Campinas, Jales, Santa Rita do Passa Quatro, São José do Rio Preto, Sorocaba e Taubaté. Para a carreira de analista, as opções foram para os municípios de São Paulo, Bauru, Jales e Marília.

Ao todo foram registrados 22.208 inscritos, sendo 13.717 para técnicos e 8.491 para analistas. O prazo de validade deste certame expirou em 30 de outubro de 2014.  

No caso de técnico, a seleção contou com uma prova objetiva composta de 60 questões, sendo 30 de conhecimentos básicos, com peso um, e 30 de conhecimentos específicos, com peso dois. Em conhecimentos básicos foram abordados temas de língua portuguesa (15) e matemática e raciocínio lógico (15). Em conhecimentos específicos, noções de informática (15), noções de direito administrativo (5), noções de direito constitucional (5) e legislação estadual (5).

Para analista, houve prova objetiva e análise de títulos. A primeira foi composta de 70 questões, sendo 20 de língua portuguesa, com peso um, e 50 de conhecimentos específicos, com peso três. Os títulos contaram com limite de 11 pontos na classificação final.  

Continuar lendo

Atualizado: 10/08/2018 - 14:40

Buri SP: edital nos próximos dias para 33 vagas

Nova seleção contará com oportunidades para diversos cargos, destinados para a área de educação.

Níveis médio e superior

JC Concursos - Patricia Lavezzo - Informe o Erro

A Prefeitura de Buri, no interior paulista, a 263 km da capital e próxima a Sorocaba, deve divulgar, nos próximos dias, o edital do seu novo concurso público, para o preenchimento de 33 vagas em seu quadro de pessoal. O documento está em fase de ajustes finais com a banca organizadora, que será a Publiconsult Assessoria e Consultoria Pública Ltda

Do total de oportunidades, três são para cargos com exigência de ensino médio e 30 para nível superior. As remunerações iniciais ainda serão anunciadas.

Ensino Médio
Quem possui ensino médio poderá concorrer aos cargos de atendente de creche (uma vaga), inspetor de aluno (1) e eletricista (1 vaga, com curso técnico de eletricista).

 

Nível Superior
No caso de nível superior, as oportunidades serão para os cargos de assistente técnico pedagógico – educação infantil (1), assistente técnico pedagógico – educação história/geografia (1), coordenador pedagógico (1), diretor de escola (1), professor PEB II – artes (2), professor PEB II – ciências (1), professor PEB II – educação física (3), professor PEB II – língua portuguesa (1), professor de educação básica PEB I (7), professor de educação especial para salas de recursos multifuncionais (10) e fonoaudiólogo (2).


Além disso, a seleção também servirá para formar cadastro reserva de pessoal para os cargos de auxiliar de desenvolvimento infantil, professor PEB I de 1º ao 5º ano, professor de educação especial e professores de 6º ao 9º ano em língua portuguesa, inglês, ciências, história, geografia, matemática, arte e educação física.

Taxas
As taxas já estão definidas e serão de R$ 39 para os cargos com exigência de ensino médio e R$ 49 para nível superior, exceto para as oportunidades de cadastro, que contarão com taxas menores, de R$ 25 em caso de ensino médio e R$ 30 para nível superior.

 

Continuar lendo

Atualizado: 10/08/2018 - 11:09

TRF 3 SP MS: órgão já trabalha em definições do concurso

Seleção foi confirmada em abril e deverá contar com oportunidades para quem possui níveis médio e superior, com remunerações iniciais de até R$ 11,8 mil

Técnicos e analistas

JC Concursos - Patricia Lavezzo - Informe o Erro

O setor de gestão de pessoas do Tribunal Regional Federal da 3ª região (TRF 3ª) que engloba os estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul, já iniciou os preparativos para a realização do seu novo concurso público. De acordo com informações da assessoria de imprensa do órgão, o processo atualmente está  em fase de estudos. Com isto, a oferta de vagas, bem como a distribuição por cargos, ainda será confirmada. De qualquer forma, a expectativa é de que o edital de abertura de inscrições seja publicado ainda neste semestre.

A seleção foi anunciada no final de abril pela coordenadora da Comissão de Acessibilidade e Inclusão do órgão, juíza Luciana Ortiz Tavares Costa Zanoni, durante reunião com a diretoria do Sindicato dos Trabalhadores do Judiciário Federal do Estado de São Paulo (Sintrajud). 

Na ocasião, a juíza adiantou que o TRF iria reservar de R$ 6 a R$ 8 milhões do orçamento de 2018 para a realização do novo certame. “Há toda uma estratégia quem tem como prioridade a realização do concurso”, declarou a juíza. Durante a reunião, confirmou que o problema de déficit de pessoal se agravou em decorrência do aumento do número de aposentadorias, provocada pelas preocupações dos servidores com a Reforma da Previdência e com os efeitos da Emenda Constitucional 95/2016, que congelou os orçamentos dos órgãos públicos por 20 anos. “Ainda que façamos economia em outras áreas, não podemos nomear servidores, salvo nos casos autorizados”, lembrou a juíza, mencionando as limitações impostas pela EC 95. “Ficamos de mãos amarradas. Assim como servidores, faltam juízes”, disse.

CURSO PARA O CONCURSO TRF 3ª REGIÃO 2018 - TÉCNICO E ANALISTA JUDICIÁRIO

A intenção é de que os preparativos para a seleção sejam iniciados o quanto antes, uma vez que a validade da última grande seleção, iniciada em 2013, encerrou em 25 de abril. Depois disso, o órgão realizou outro concurso, em 2015, somente para algumas áreas específicas de técnicos e analistas.

Com isto, embora os cargos e vagas do novo certame ainda não estejam confirmadas, a tendência é de que sejam aproximadamente para as mesmas opções do concurso de 2013, para as carreiras de técnico e analista judiciário, destinadas, respectivamente, a quem possui níveis médio e superior. As três principais áreas, que tendem a ser oferecidas na próxima seleção, são as de técnico judiciário na área administrativa, que pede apenas ensino médio; analista judiciário na área administrativa, para quem possui formação de nível superior em qualquer área; e analista judiciário na área judiciária, para quem possui formação em direito.
As remunerações iniciais atualmente são de R$ 7.887,24 para os técnicos e R$ 12.374,34 para analistas, já considerando o auxílio-alimentação de R$ 884 por mês.


Além disso, em decorrência da lei 13.317, de 21 de junho de 2016, as duas carreiras contarão com mais dois reajustes, em novembro de 2018 e janeiro de 2019.


Com isto, para técnicos, já com o auxílio-alimentação, os valores passarão a ser de R$ 8.178,65 e R$ 8.475,36. Para analistas, R$ 12.852,49; e R$ 13.339,30.

 


Último Concurso
No concurso de 2013 foram oferecidas 260 vagas, sendo 125 para analistas e 135 para técnicos. Do total, 195 foram para a região metropolitana de São Paulo, 50 para o interior e 15 para o Mato Grosso do Sul. A banca organizadora, na ocasião, foi a Fundação Carlos Chagas.


No caso de técnicos, a seleção foi para as áreas administrativa, administrativa – segurança e transporte,  telecomunicações e eletricidade, contabilidade, enfermagem, informática e segurança do trabalho.
Para os analistas, áreas judiciária, judiciária oficial de justiça avaliador federal, arquivologia, biblioteconomia, contador, engenharia civil, engenharia mecânica, informática, informática – banco de dados, informática –infraestrutura, medicina – cardiologia, medicina – ortopedia,  medicina – psiquiatria, psicologia do trabalho e serviço social.

 

Continuar lendo

Atualizado: 10/08/2018 - 10:02

Mombuca SP retifica concurso com 31 vagas e amplia prazo

O edital conta com oportunidades para diversos cargos, com remunerações iniciais de até R$ 8,5 mil

Todos os níveis

JC Concursos - Patricia Lavezzo - Informe o Erro

A Prefeitura de Mombuca, no interior paulista, a 157 km da capital, próxima a Campinas, retificou o edital do concurso público que preencherá 31 vagas, sendo sete para quem possui ensino fundamental, nove para ensino médio e 15 para nível superior, com remunerações iniciais que variam de R$ 1.096,33 a R$ 8.509,43. 

Com a retificação, foram alterados os requisitos e as cargas horárias dos empregos, além do período de realização das provas objetivas, que podem ser conferidos no documento anexado à notícia. Devido as alterações, o prazo de inscrição foi prorrogado até o dia 26 de agosto. 

 

Ensino Fundamental
Quem possui ensino fundamental pode concorrer para ajudante de serviços diversos (1 vaga, R$ 1.208,73, taxa de R$ 20), agente de fiscalização de serviços públicos  (1, R$ 1.543,68, taxa de R$ 20), cozinheira (1, R$ 1.208,73, R$ 20), motorista (1, com carteira de habilitação “D”, R$ 1.619,81,R$ 20), operador de máquina (1, com carteira de habilitação “D” e experiência de dois anos na área, R$ 2.067,33, R$ 20), servente (1, R$ 1.096,35, R$ 20) e auxiliar de vigilância sanitária (1, R$ 1.399,26, R$ 20).

 

Ensino Médio
Para ensino médio: assistente de tesouraria (1, R$ 1.542,68, R$ 60), auxiliar odontológico (1, com curso específico e registro no conselho, R$ 1.208,73, R$ 60), auxiliar de compras (1, com conhecimentos em informática, R$ 1.542,68, R$ 60), encarregado de biblioteca (1, R$ 1.968,89, R$ 60), escriturário (1, com conhecimentos de informática, R$ 1.096,35, R$ 60), monitor de desenvolvimento infantil (1, R$ 1.269,17, R$ 60), técnico de enfermagem (1, R$ 1.700,80, com registro no conselho, R$ 60), técnico de informática (1, com curso específico, R$ 2.067,33, R$60) e técnico de raio X (1, com curso de radiologia, R$ 1.542,68, R$ 60).  

 

Nível Superior
Para nível superior: agente de comunicação (1, R$ 1.542, R$ 80), arquiteto (1, com registro no conselho, R$ 3.207,12, R$80), assistente jurídico (1, formação em direito, R$ 3.712,64, R$80) , assistente social (1, com registro no conselho, R$ 2.393,20, R$80), coordenador de informática (1, com superior em informática, tecnologia da informação ou gestão de produção, R$ 3.898,27, R$80), dentista (1, com registro no conselho, R$ 1.875,13, R$ 80), enfermeiro padrão (1, com registro no conselho, R$ 3.207,12, R$80), engenheiro civil (1, com registro no conselho, R$ 3.712,64, R$80), farmacêutico (1, com registro no conselho, R$ 2.512,86, R$80), fisioterapeuta (1, com registro no conselho, R$ 1.875,13, R$80), fonoaudiólogo escolar (1, com registro no conselho, R$ 1.875,13, R$80), médico I (1, R$ 8.509,43, R$ 100), nutricionista (1, com registro no conselho, R$ 1.875,13, R$ 80), professor de educação física (1, com registro no conselho, R$ 2.512,86, R$80) e procurador jurídico (1, com registro no conselho, R$ 4.093,18, R$80) .


As inscrições podem ser feitas pela internet, na página eletrônica da organizadora, a Planexcon, que é www.planexcon.com.br.


A aplicação das provas objetivas está marcada para ocorrer em 7 de outubro.


As contratações serão  feitas de acordo com o regime da consolidação das leis do trabalho (CLT), durante o prazo de validade do concurso , que será de dois anos, podendo ser prorrogado uma vez, pelo mesmo período.     

 

Continuar lendo

Shopping