MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Vagas do Concurso Nacional Unificado sobem para 6.640 com adesão de novo órgão

Novo órgão federal confirmou a participação no Concurso Nacional Unificado, que está em fase de contratação da banca organizadora

Caneta preenche folha de resposta de concurso público
Caneta preenche folha de resposta de concurso público - Divulgação
Mylena Lira

Mylena Lira

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 22/10/2023, às 17h21

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

O Concurso Nacional Unificado, uma iniciativa coordenada pelo Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI), teve o número de vagas ampliado após o ingresso do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep). O Inep aderiu ao CNU com 50 vagas para o cargo de pesquisador-tecnologista em informações e avaliações educacionais. Com isso, o total de vagas subiu para 6.640.

Com a adesão do Inep, agora são 21 órgãos e entidades ligadas ao governo federal que participam desse novo modelo de concurso, que visa tornar o acesso ao serviço público mais democrático. Conforme estabelecido pelo Decreto 11.722/2023, o concurso unificado será realizado em um formato inédito no Brasil.

O CNU vai selecionar candidatos para cargos públicos efetivos em órgãos e entidades da Administração Pública Federal direta, além de autarquias e fundações federais, por meio de provas aplicadas simultaneamente em 179 municípios de todos os estados e no Distrito Federal. 

A ministra da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos, Esther Dweck, destacou a importância desse novo modelo: "A gente tem certeza que, ao fazer em mais cidades, o Estado brasileiro vai ter mais diversidade, vai captar pessoas excelentes, vai descobrir pessoas que, infelizmente, não têm recursos suficientes para viajar, mas que são pessoas maravilhosas para estar dentro do serviço público brasileiro".

Inspirado no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), o governo federal tem como objetivo promover a igualdade de oportunidades de acesso aos cargos públicos efetivos, padronizar procedimentos na aplicação das provas, aprimorar os métodos de seleção de servidores públicos e zelar pelo princípio da impessoalidade na seleção dos candidatos em todas as fases e etapas do concurso.

Cronograma

A publicação do edital do Concurso Nacional Unificado no Diário Oficial da União está prevista para até 20 de dezembro. Em entrevista ao programa "Bom dia, ministra", na última terça-feira (17), Esther confirmou que a banca organizadora do Concurso Nacional Unificado deve ser definida até o final deste mês de outubro. 

Os interessados deverão escolher um dos blocos das áreas de atuação governamental disponíveis no concurso no momento da inscrição. Em seguida, o candidato deverá indicar seu cargo/carreira, por ordem de preferência entre as vagas disponíveis no bloco escolhido.

A prova está programada para ser aplicada em 25 de fevereiro de 2024, incluindo provas objetivas com matriz comum a todos os candidatos, provas específicas e dissertativas por área de atuação governamental.

Os resultados gerais da primeira fase devem ser divulgados até abril de 2023. O ministério planeja o início dos cursos de formação entre junho e julho do próximo ano.

Vagas por órgãos

Confira abaixo a quantidade de vagas especificadas por órgão:

  • Funai - 502 vagas
  • Incra - 742 vagas
  • MAPA - 520 vagas
  • Ministério da Gestão e cargos transversais - 1.480 vagas
  • Ministério da Saúde - 220 vagas
  • Ministério do Trabalho e Emprego - 900 vagas
  • Antaq - 30 vagas
  • MDIC - 110 vagas
  • Previc - 40 vagas
  • ANEEL - 40 vagas
  • ANS - 35 vagas
  • IBGE - 895 vagas
  • Ministério da Justiça - 130 vagas
  • MCTI - 296 vagas
  • Ministério da Cultura - 50 vagas
  • Advocacia Geral da União - 400 vagas
  • Ministério da Educação - 70 vagas
  • MDHC - 40 vagas
  • MPI - 30 vagas
  • MPO - 60 vagas
  • Inep - 50 vagas

+Concurso Nacional Unificado deve contar com até oito editais; entenda

Saiba mais sobre o Concurso Nacional Unificado

O Concurso Público Nacional Unificado, carinhosamente chamado de "Concursão", segue as diretrizes do Decreto 11.722/2023 e é um modelo inovador de realização conjunta de concursos públicos. A principal característica desse modelo é a aplicação simultânea de provas em todos os estados brasileiros e no Distrito Federal.

A iniciativa do governo visa estabelecer o concurso unificado como a principal forma de seleção de servidores públicos federais, com a perspectiva de realizá-lo anualmente ou a cada dois anos, oferecendo uma oportunidade contínua para os candidatos que almejam cargos no serviço público.

Segundo o MGI, o objetivo central desse projeto é promover:

  • igualdade de oportunidades no acesso aos cargos públicos efetivos
  • padronizar procedimentos na aplicação das provas
  • aprimorar os métodos de seleção de servidores públicos, priorizando as qualificações necessárias ao desempenho das atividades no setor público
  • assegurar o princípio da impessoalidade em todas as fases e etapas do certame

+++Acompanhe as principais notícias sobre Sociedade no JC Concursos.

Siga o JC Concursos no Google News

+ Resumo do Concurso Nacional Unificado 2024

Governo Federal
Vagas: 6640
Taxa de inscrição: De R$ 60,00 Até R$ 90,00
Cargos: Médico, Contador, Engenheiro
Áreas de Atuação: Administrativa, Saúde
Escolaridade: Ensino Médio, Ensino Superior
Faixa de salário: De R$ 3741,84 Até R$ 22921,71
Organizadora: Fundação Cesgranrio
Estados com Vagas: AC, AL, AP, AM, BA, CE, DF, ES, GO‍, MA, MT, MS, MG, PA, PB, PR, PE, PI, RJ, RN, RS, RO, RR, SC, SP, SE, TO

+ Agenda do Concurso

19/01/2024 Abertura das inscrições Adicionar no Google Agenda
09/02/2024 Encerramento das inscrições Adicionar no Google Agenda
05/05/2024 Prova Adicionar no Google Agenda
concursos publicosconcursos federaisconcursos 2024

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.