Câmara municipal

Vila Velha/ES: concurso poderá ter aumento de vagas

Concurso contará com 21 oportunidades, com opções em todos os níveis, com iniciais até R$ 3,7 mil. Data de liberação do edital ainda deverá ser confirmada

Fernando Cezar Alves
Publicado em 11/07/2017, às 11h24

Câmara Municipal de Vila Velha,no Espírito Santo, está em fase de definição da oferta de vagas em seu concurso público. Inicialmente, a oferta anunciada seria de 21 oportunidades, quando o certame foi anunciado, em 2015. Porém, com a demora, a expectativa é de que o quantitativo seja alterado, o que ainda está em fase de definição, segundo informações obtidas junto ao setor de recursos humanos. Somente então será publicado o edital de licitação para escolha da banca organizadora.

Já está confirmado que o certame contará com oportunidades para diversos cargos, com opções para quem possui níveis fundamental, médio e superior, com remunerações iniciais que variam de R$ 1.078,65 a R$ 3.786,75.  

O certame é esperado desde 14 de dezembro de 2015, quando os vereadores aprovaram, em regime de urgência, o projeto de lei 2991/2015, que remaneja R$ 100 mil do orçamento para cobrir despesas para a realização do concurso.

“No início deste ano (2015) nomeamos uma comissão de estudos que realizou toda a reestruturação da Câmara, de acordo com a nova realidade. Como restou comprovada a demanda por concurso, agora estamos finalizando os procedimentos para lançarmos o edital. Serão preenchidas vagas para suprir posições deixadas pelos servidores do legislativo que se aposentaram desde 1992, quando foi realizado o último concurso”, disse o presidente da Câmara, Ivan Carlini.

Ensino Fundamental

A distribuição das vagas ainda deve ser confirmada, mas os cargos,com respectivos salários e exigências, já estão definidos. Quem possui ensino fundamental poderá concorrer aos cargos de motorista (com inicial de R$ 1.147,50), telefonista (R$ 1.124,55), auxiliar de serviços gerais(R$ 1.078,65) e vigilante noturno (R$ 1.078,65).

Ensino Médio

Para ensino médio: taquígrafo parlamentar I (R$ 2.953,67), assessor legislativo (R$ 2.953,67), programador de sistemas (R$ 2.953,67),operador (R$ 2.953,67), redator de atas legislativas (R$ 2.246,81),digitador (R$ 2.246,81), assistente legislativo (R$ 2.246,81) e auxiliar de coordenação legislativa (R$ 2.044,85).

Nível Superior

Por fim, para nível superior: procurador legislativo (R$ 3.786,75),taquígrafo parlamentar II (R$ 3.736,26), controlador interno (R$3.786,75), auditor interno (R$ 3.876,75) e analista de contas (R$3.079,89).

Para todos os cargos, a jornada de trabalho será de seis horas diárias.

Mais Lidas