Curso de Formação de Oficiais encerra inscrições

As inscrições devem ser feitas somente via internet, no site da Fundação Vunesp, até as 16h.

Redação
Publicado em 19/07/2011, às 10h47

Serão finalizadas nesta terça (19) as inscrições para as 90 vagas disponíveis no Curso de Formação de Oficiais (CFO) da Polícia Militar. O curso de formação é para bacharelado em ciências policiais de segurança e ordem pública e equivale a nível superior.

As inscrições devem ser feitas somente via internet, no site da Fundação Vunesp (www.vunesp.com.br), até as 16h.

O candidato irá preencher uma ficha de inscrição, onde escolherá a cidade mais próxima para realizar a prova. O valor da inscrição é de R$ 120.


Perfil


Os interessados devem ter concluído o ensino médio; ter, no máximo, 26 anos de idade; estar em dia com as obrigações eleitorais e militares (se homem); ter boa conduta social; não ter respondido criminalmente; entre outros. O candidato deve ter no mínimo 1,65 metro de altura, sendo 1,60 metro no caso das mulheres.

Se aprovado, o candidato se tornará um Aluno-Oficial PM, passando a aspirante ao concluir o CFO. Iniciará estágio administrativo-operacional, até ser promovido ao posto de oficial do seu quadro.
 

Concurso


O concurso público será dividido em seis etapas. A primeira é a prova escrita (partes I e II), que terá como objetivo avaliar o grau de conhecimento do candidato. Serão questões de ciências humanas (história, filosofia, sociologia e geografia), linguagem (português e inglês ou espanhol) e matemática. Também será aplicada uma prova de dissertação.

A segunda é a prova de condicionamento físico, onde o candidato deverá corresponder aos padrões exigidos para entrar como aluno oficial, na Academia de Polícia Militar do Barro Branco. Em seguida, o candidato será submetido a exames de saúde e psicológicos.

A etapa seguinte consiste em fazer uma investigação social, para verificação se o candidato tem conduta compatível com a ética policial militar. Será feita averiguação de sua vida social, moral, profissional e escolar.

Por fim, a análise de documentos e títulos. Cada carteira de habilitação ou certificado de bacharelado contará como ponto positivo na avaliação.


George Corrêa


Veja também:

Capacitação profissional: Senac SP e Governo do Estado oferecem 6 mil vagas


Capital fluminense: Marinha abre 800 vagas para nível técnico




 

Comentários

Mais Lidas