Tudo Sobre

Concurso Casa das Rosas

Cursos de maio e junho recebem inscrições

A Casa das Rosas - Espaço Haroldo de Campos de Poesia e Literatura, um importante pólo de cultura paulistano,



Redação
Publicado em 03/05/2007, às 11h07

A Casa das Rosas - Espaço Haroldo de Campos de Poesia e Literatura, um importante pólo de cultura paulistano, localizada no início da Avenida Paulista, próximo à estação Brigadeiro do metrô, já está com sua programação de cursos com início neste mês disponível para inscrições.

Os cursos serão ministrados nos meses de maio e junho, um dia por semana, compreendido entre terças-feiras e sábados. A taxa para inscrição tem o valor de R$ 10 (com exceção do curso "Rascunhos Poéticos", em que não há taxa) e não é cobrada mensalidade.

Todos os cursos estão listados abaixo, de acordo com o dia da semana em que são oferecidos:

* TERÇAS-FEIRAS

- POESIA E FILOSOFIA – Parceiros do abismo (por Pedro Galé)
Datas: 8, 15, 22, 29 de maio e 5, 12, 19 de junho, das 20 às 22h
Vagas: 30
Curso de caráter introdutório sobre a construção da relação entre a poesia e a filosofia a partir do Século XVIII. A nova visão de homem, de ciência, de mundo e de razão impôs novas exigências filosóficas para todo o campo das artes. A força arrebatadora de tais exigências gerou não só uma nova arte e uma nova poesia, mas também fez surgir uma nova forma de pensar o desenvolvimento e a renovação do espírito. Mais do que refletir sobre leituras filosóficas de obras poéticas, o curso pretende mostrar que os caminhos da filosofia e da poesia se entrecruzam de maneira nova e instigante.

- A MÁQUINA DO MUNDO - um exercício de poética sincrônica (por Roberto Alves)
Datas: 8, 15, 22, 29 de maio e 5, 12, 19 de junho, das 19 às 21h
Vagas: 30
O objetivo do curso é realizar a perspectiva dos "cortes sincrônicos", conceito central da ensaística de Haroldo de Campos, para a percepção apurada do topos renascentista (em Dante e Camões) da Máquina do Mundo, reencontrando-o pelos olhos do século XX (em Drummond, no poema homônimo, de Claro enigma) e do limiar do XXI (com o poeta-crítico Haroldo de Campos e seu A Máquina do Mundo repensada).

* QUARTAS-FEIRAS

- ARTE DO INCONSCIENTE: A LETRA DE FREUD (Realização: Oficina de Psicanálise Lacaniana)
Datas: 9, 16, 23, 30 de maio, das 17 às 19h
Vagas: 20
Dando prosseguimento à programação iniciada em 2006, para comemorar o sesquicentenário de Sigmund Freud – maio de 1856 a setembro de 1939 – serão realizados encontros semanais com leituras dos escritos freudianos, afim de ampliar o acesso a esse saber que tanto influenciou os arquivos de cultura a partir do século XX. A escolha dos textos seguirá uma articulação entre a psicanálise e cultura.

- LEITURA E PRODUÇÃO DE TEXTOS EM PROSA (por Carlos Eduardo de Magalhães)
Datas: 2, 9, 16, 23 e 30 de maio, 6, 13 e 20 de junho, das 19 às 22h
Vagas: 20
Carlos Eduardo de Magalhães, autor dos livros Dora, O primeiro inimigo, Mera Fotografia, apresenta para leitura e discussão textos curtos ficcionais de autores, épocas e países diversos. A partir daí, será proposto um exercício literário. No encontro seguinte, a produção de cada um será lida, e os participantes comentarão e darão sugestões, nos textos dos colegas. Caberá ao coordenador da oficina a mediação, e uma ou outra intervenção pontual. Músicas, fotografias e, eventualmente, filmes, serão usados.

- MITOS LITERÁRIOS (por Roberto Zular)
Datas: 2, 9, 16, 23 e 30 de maio, das 19 às 22h
Vagas: sujeito a disponibilidade
Continuam, até 30 de maio, os encontros mediados pelo professor Roberto Zular, o estudo dos diversos Mitos literários à luz de suas respectivas adaptações para o cinema em palestras com professores convidados. Alguns mitos abordados serão: Dom Quixote, Drácula, Fausto, Peter Pan, Dom Juan e Frankenstein.

* QUINTAS-FEIRAS

- GRUPO DE ESTUDOS MACHADO DE ASSIS (por Clenir Bellezi de Oliveira)
Datas: 10, 17, 24 e 31 de maio e 7, 14 e 21 de junho das 19 às 21h
Vagas: 30
O grupo, que iniciou seus estudos em agosto de 2005, retorna em 2007 com a proposta de ler detalhadamente a obra "Esaú e Jacó" de Machado de Assis. A orientadora do grupo, Clenir Bellezi de Oliveira, irá analisar cada passagem desta que é a penúltima obra do "Bruxo do Cosme Velhos", e que retrata, com uma narrativa inovadora, as transformações políticas e sociais e seu tempo através de dois irmãos irreconciliáveis.

- A ERA DE OURO DA MPB - HISTÓRIA DA CANÇÃO BRASILEIRA (por André Domingues)
Datas: 10, 17, 24 e 31 de maio e 7, 14 e 21 de junho das 20 às 22h
Vagas: 50
O curso História da Canção Brasileira tem por objetivo percorrer as trilhas do nosso repertório musical, explorando sua diversidade poética, rítmica, melódica, harmônica, interpretativa e até coreográfica. Nesta etapa, estudaremos a chamada Era de Ouro da MPB, período compreendido entre o final dos anos 20 e meados dos anos 50. Nele surgem artistas como Noel Rosa, Ary Barroso, Dorival Caymmi, Luiz Gonzaga, etc. Foi também nessa época que o rádio, o cinema, a indústria fonográfica e o carnaval moderno se desenvolveram, oferecendo condições para que a música popular brasileira, enfim, consolidasse sua posição como uma das manifestação artística mais representativa do país.

- LITERATURAS AFRICANAS DE LÍNGUA PORTUGUESA, PRAZER EM CONHECER: Angola, Moçambique e Cabo Verde (por Susanna Ventura)
Datas: 10, 17, 24 e 31 de maio e 7, 14 e 21 de junho das 18 às 20h
Vagas: 50
Introdução e roteiro para a literatura africana produzida em português em Angola, Moçambique e Cabo Verde, no século XX. De início será discutida a peculiaridade da colonização portuguesa na África e seus reflexos no desenvolvimento de Cabo Verde, Angola, Moçambique, São Tomé e Príncipe e Guiné Bissau. Em seguida, propõe um roteiro básico por poesia e prosa de Angola, Moçambique e Cabo Verde.

* SEXTAS-FEIRAS

- A TEORIA DA TRANSCRIAÇÃO, DE HAROLDO DE CAMPOS: fundamentos e proposições (por Marcelo Tápia)
Datas: 11, 18, 25 de maio e 1, 8, 15 e 22 de junho, das 20 às 22h
Vagas: 30
O curso focalizará os aspectos essenciais e as bases teóricas da concepção de Haroldo de Campos sobre tradução poética. Para tanto, será abordada a produção ensaística do poeta relativa ao tema, bem como textos de autores por ele considerados referenciais; serão, também, analisadas algumas transcriações do próprio Haroldo, incluindo-se fragmentos da Ilíada e da Odisséia, de Homero.

- ORFEU – MITO, ÓPERA, POESIA, CINEMA (por João Angelo Oliva Neto e Marcos Martinho dos Santos)
Datas: 4, 11 e 18 de maio, das 19h às 22h
Vagas: 40
Segue a série de encontros que busca conhecer o mito de Orfeu. O curso propõe, primeiro, a leitura e a análise de textos poéticos antigos; em grego, latim e português, e também a exibição e análise de óperas e filmes modernos. Textos como os "Hinos" e as "Argonáuticas" de Orfeu e o "Orfeu da Conceição" de Vinícius de Moraes, entre outros, serão tratados. Duas óperas serão exibidas: "La favola d’Orfeo", de Cláudio Monteverdi, e "Orfeo ed Euridice", de Christoph Willibald Gluck, além dos dois filmes: "Orfeu Negro", de Marcel Camus, e "Orfeu", de Jean Cocteau. As exibições são acompanhadas de comentários que preparam análise minuciosa posterior.

* SÁBADOS

- POESIA: LEITURA, ANÁLISE E INTERPRETAÇÃO (por Marcelo Tápia)
Datas: 12, 19, 26 de maio e 2, 9, 16 e 23 de junho, das 10 às 13h
Vagas: 30
O curso tem por objetivo fornecer, em sua parte teórica, fundamentos para leitura, análise e interpretação de poemas. Em sua parte prática, serão apresentados e discutidos poemas de autores brasileiros e estrangeiros, bem como dos próprios alunos. A tradução de poesia será abordada em seu aspecto crítico e interpretativo diante do original.

- ESCREVIVENDO SEGREDOS - OFICINA DE ESCRITA E LEITURA PARA O COTIDIANO (por Karen Kipnis e Gilson Charles dos Santos)
Datas: 12, 19, 26 de maio e 2, 9, 16 e 23 de junho, das 10 às 13h
Vagas: 30
A proposta da oficina é incentivar jovens e adultos a produzirem textos e a refletirem sobre sua maneira de escrever. Neste sentido, a oficina desmistificará o ato da escrita, transformando-a num processo centrado na reflexão sobre o assunto, sobre a forma textual adotada, sobre o papel do leitor e sobre o encadeamento das idéias. Aprendendo a escrever melhor e a ler mais atentamente, é reforçada nos participantes a sua cidadania e sua auto-estima, permitindo que atuem mais ativamente na sociedade.

- RASCUNHOS POÉTICOS - GRUPO DE CRIAÇÃO POÉTICA (Orientadores: Carlos Savasini e Osvaldo Pastorelli)
Datas: 12, 19, 26 de maio e 2, 9, 16 e 23 de junho, das 14 às 17h
Vagas: 30
Este grupo procura trazer para cada encontro elementos que sirvam de base para discussão e, a partir da interpretação de cada um, sejam extraídos poemas individuais. Os elementos podem ser poemas, notícias, contos, crônicas, imagens, música, reflexões, etc. Ao final das criações, os resultados serão lidos e o elemento seguinte será lançado para mais criação e leituras. Ao final do módulo será organizado um recital com os presentes do grupo e os poemas criados.

- CENTRO DE DRAMATURGIA CONTEMPORÂNEA (por Paula Chagas)
Em duas turmas: Veteranos (alunos desde de 2006), das 10 às 13h
                           Novatos: das 14 às 17h
Datas: 12, 19, 26 de maio e 2, 9, 16 e 23 de junho.
Vagas: 30
O Centro de dramaturgia contemporânea tem como meta principal o estudo e o desenvolvimento de textos dramatúrgicos. Para isso foca seus esforços em aulas teóricas e na prática da dramaturgia por seus alunos. A prática será desenvolvida através de exercícios realizados a partir de cenas teatrais desenvolvidas pelos alunos, que poderão ser levadas à cena nas dependências da Casa das Rosas. Isso se dará através da participação de atores convidados especialmente para o trabalho com as cenas desenvolvidas pelos alunos do Centro. É importante ressaltar que a prática dramatúrgica virá como conseqüência do trabalho teórico desenvolvido em sala de aula, através de aulas ministradas pela dramaturga e jornalista Paula Chagas.

- TEXTOS EM MOVIMENTO (por Ana Roxo)
Em duas turmas: Veteranos (alunos desde de 2006), das 12 às 15h
                           Novatos: das 15h30 às 18h30
Datas: 12, 19, 26 de maio e 2, 9, 16 e 23 de junho.
Vagas: 20
Com enfoque voltado para o corpo e a fala, a oficina pretende desenvolver a leitura em duas facetas básicas, ambas chamadas "interpretação". A primeira consiste na observação atenta dos mecanismos estruturais dos textos, a segunda, na transposição destes para a cena, ou seja, para a voz e o corpo a serviço da expressão.


Informações adicionais podem ser encontradas no site da Secretaria de Estado da Cultura (

www.cultura.sp.gov.br), no ícone "Centro Cultural", ou pelo telefone (11) 3285-6986.


Lygia Roncel

+ Resumo do Concurso Casa das Rosas

Casa das Rosas
Vagas: Não definido
Taxa de inscrição: Não definido
Cargos: Não definido
Áreas de Atuação: Educação
Escolaridade: Não informado
Faixa de salário:
Estados com Vagas: SP

+ Agenda do Concurso

02/05/2008 Divulgação do Resultado Adicionar no Google Agenda

Comentários

Mais Lidas