MPF entra com pedido de anulação do exame

O procurador da República no Ceará Oscar Costa Filho pediu ontem (10) a anulação da avaliação. Se seu pedido for aprovado, se tornará definitiva a decisão provisória de suspensão do exame, ou seja, ele será definitivamente anulado.

Redação
Publicado em 11/11/2010, às 10h42

O procurador da República no Ceará Oscar Costa Filho pediu ontem (10) a anulação do Enem, cujas provas foram aplicadas entre os dias 6 e 7 de novembro. Ele é o mesmo magistrado que solicitou a suspensão da prova, concedida na última segunda pela juíza Karla de Almeida Miranda Maia, da 7ª Vara Federal do Ceará.

Se seu pedido for aprovado, se tornará definitiva a decisão provisória de suspensão do exame, ou seja, ele será definitivamente anulado.

De acordo com o Ministério da Educação, a instituição entrará com recurso contra a decisão da juíza até esta sexta (12).

Reclamações – A Defensoria Pública da União orienta que os estudantes que se sentiram lesados com os problemas apresentados na prova desse fim de semana encaminhem queixas para o email: enem2010@dpu.gov.br.

Os estudantes também precisam encaminhar por email ou pelos Correios cópia de documento de identidade e do comprovante de inscrição. O endereço para envio é: SCRN 704/705, Bloco "C", n° 40/45/48 Asa Norte, CEP 70.730-630, Brasília (DF).

O órgão afirma que desde esta segunda até as 18h de ontem foram recebidas 3.394 queixas de alunos sobre as provas do Exame Nacional do Ensino Médio.

(Com informações do G1)

Veja também:

Acessa Escola/SP:Fundap inicia credenciamento de estagiários

Fuvest: medicina é o curso mais disputado desse ano

Comentários

Mais Lidas