Consulta às provas já podem ser feitas

Estão disponíveis no site do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais os cadernos de avaliação. Nesta terça será liberado o gabarito oficial do exame a partir das 18h no mesmo endereço eletrônico.

Redação
Publicado em 08/11/2010, às 15h22

Estão disponíveis no site do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (www.inep.gov.br) as provas do Enem 2010, que foram aplicadas neste fim de semana (nos dias 6 e 7 de novembro).

Nesta terça será liberado o gabarito oficial do exame a partir das 18h no mesmo endereço eletrônico.

Dos 4,6 milhões de candidatos inscritos, compareceram à prova de sábado 26,7% deles; no domingo, o índice de abstenção ficou em 29,2%.

O que houve - A aplicação do exame foi marcada por diversos contratempos, mas os mais expressivos estão relacionados aos cadernos de perguntas e aos cartões de resposta.

Devido a um erro no encarte, em alguns cadernos de perguntas (que tem quatro versões: amarelo, azul, rosa e branco), folhas da prova amarela estavam misturadas com folhas da prova branca: ou seja, estudantes se depararam com questões repetidas ou ausentes.

Já na folha de marcar as respostas, a numeração das 90 questões do caderno de prova e do cartão coincidiam, o problema foi com o cabeçalho do gabarito. As 45 questões de ciências humanas estavam agrupadas sob a tarja ciências da natureza e vice-versa, o que causou dúvidas no momento do preenchimento.

O Ministério da Educação orientou que os fiscais avisassem os alunos, mas candidatos de vários Estados relataram que não foram informados sobre o erro ou foram alertados depois que a prova já havia começado ou ainda receberam orientações equivocadas.

Paliativo – O presidente do Inep, professor Joaquim José Soares Neto, afirmou neste domingo (7) que nenhum aluno será prejudicado e que os afetados pelo erro da montagem da prova poderão até mesmo refazer a avaliação (se for o caso).

Na edição desta segunda do “Jornal Hoje”, Joaquim Soares avaliou que a nova prova para esses alunos deve acontecer entre o fim de novembro e o início de dezembro e a anulação da prova não está sendo cogitada pela instituição.

Nesta quarta (10) estará aberta uma página no sistema de acompanhamento do Enem para que os alunos que se sentiram prejudicados pela troca de cabeçalhos no cartão-resposta entrem com requerimento. O sistema ficará disponível até o dia 16.

Será avaliado caso a caso e, se ficar comprovado que o estudante foi prejudicado, ele poderá refazer o exame.

(Com informações do Estado de S. Paulo e G1)

Veja também:

Cursinho do XI/SP: vestibulandos têm aula para controlar estresse

Para médio e técnico:Liceu de Artes e Ofícios tem 230 bolsas de estudo

Comentários

Mais Lidas