Melhores colocados podem estudar na Espanha

Serão oferecidas dez bolsas por ano, durante quatro anos.

Redação
Publicado em 28/01/2010, às 15h30

O Ministério da Educação e a Universidade de Salamanca (Espanha) firmaram acordo nesta terça-feira (26) para que os primeiros colocados no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deste ano tenham a oportunidade de cursar a graduação na instituição espanhola.

Serão oferecidas dez bolsas por ano, durante quatro anos. A iniciativa é voltada para as áreas de biologia, biotecnologia, estatística, farmácia, física, informação e documentação, engenharia de materiais, engenharia de edificações, matemática e sociologia.

Será escolhido o primeiro lugar de cada área. Os interessados devem ter baixa renda, atender aos critérios do Prouni e ter ficado em primeiro lugar no Enem.

Os alunos embarcarão para a Espanha ainda no primeiro semestre. A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) pagará a passagem e uma bolsa de estudos de língua espanhola em um curso preparatório para a prova de proficiência, que será aplicada em junho. Se forem aprovados nesse teste e no exame de proficiência referentes às matérias do ensino médio, também aplicado na Espanha, os estudantes iniciarão os cursos de graduação em Salamanca em setembro.

Os alunos receberão uma bolsa permanência paga pelo banco Santander, de até 11,8 mil euros por ano – o que equivale a cerca de R$ 30 mil – para custear hospedagem e alimentação.

Veja também:

AIBS: graduação pode ser cursada no país e na Austrália

Universitários: Fies tem mudanças para próximas seleções



Comentários

Mais Lidas