Inscrições começam em 5 de maio

Provas deverão ser aplicadas no dia 31 de agosto.

Redação
Publicado em 02/04/2008, às 15h16

O Inep (Instituto de Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) anunciou que as inscrições para a edição 2008 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) serão de 5 a 30 de maio.

Em entrevista concedida à Radiobrás na última terça-feira, dia 1º, o diretor-geral do Enem, Dorivan Ferreira Gomes adiantou que as provas deverão ser aplicadas no dia 31 de agosto, em cerca de 1,414 municípios.

De caráter voluntário, a prova é oferecida anualmente aos estudantes que estão concluindo ou que já terminaram o ensino médio em anos anteriores, inclusive aqueles da educação de jovens e adultos (supletivo). A avaliação tem por objetivo verificar o nível de conhecimento, as competências e habilidades que os alunos adquiriram durante o ensino médio.

10 anos de Enem

Neste ano, o Enem completa 10 anos e o Ministério da Educação (MEC) comemora o crescimento da participação dos candidatos. Na primeira edição, realizada em 1998, foi registrado um total de 157 mil inscritos. Em 2007, foram 3,5 milhões.

Para a coordenação do exame, a principal razão para o aumento de inscrições está na criação do Programa Universidade para Todos (ProUni), que utiliza a nota do Enem como critério de seleção para concessão de bolsas de estudo em instituições privadas de ensino superior. O benefício é exclusivo para alunos que cursaram todo o ensino médio na rede pública.

A prova é formada por uma parte objetiva, composta por 63 questões, além da redação, e é aplicada simultaneamente em todo o país, com a participação tanto dos alunos concluintes do ensino médio como de egressos.

Para a coordenação do exame, é prioridade a ampliação dos locais de aplicação da prova, bem como a diminuição do índice de abstenção. Na avaliação realizada em 2007, mais de 3,5 milhões de estudantes participaram do exame. À época, o índice de abstenção foi de 23,4%. A prova foi aplicada em 26 de agosto.

Taxa

A exemplo do que ocorreu em 2007, alunos provenientes de escolas públicas deverão ser isentados do pagamento da taxa de inscrição para a próxima edição do Enem. O valor fixado no ano passado foi de R$ 35.

No exame do ano passado, também puderam pleitear a isenção os estudantes que comprovaram insuficiência financeira para o pagamento do valor. Para ter direito ao benefício, os alunos tiveram que preencher uma declaração de carência, no verso da ficha de inscrição, e providenciar a homologação junto à direção de sua escola, antes de efetuar as inscrições nas agências dos Correios.

Os concluintes do ensino médio na modalidade educação de jovens e adultos também não precisaram pagar a taxa de inscrição em 2007.

Embora não seja obrigatório, o Enem ganha, cada vez mais, importância na vida de quem quer ingressar no ensino superior, mas que não dispõe de recursos para pagar as mensalidades cobradas por faculdades particulares. Isto porque a nota do exame é um dos requisitos obrigatórios para quem quer disputar as bolsas de estudo do ProUni (prouni-inscricao.mec.gov.br/prouni), programa de bolsas do Governo Federal. Além disso, muitas instituições de ensino em todo o País utilizam a nota do exame como critério para o ingresso de alunos no ensino superior.

Na página do Enem na Internet (www.enem.inep.gov.br) é possível consultar a relação das escolas que usam a nota da prova para seus processos de seleção.

Rogerio Jovaneli

Comentários

Mais Lidas