Inveja Organizacional!!

As pessoas confundem inveja com ambição, e no mercado de trabalho a diferença é muito tênue

Redação
Publicado em 22/06/2009, às 09h54

* Profº. Edison Andrades


A inveja é considerada por toda a sociedade, como um dos “piores” defeitos do ser humano (eu nunca vi um “melhor” defeito!!!). No entanto, percebe-se que as pessoas confundem inveja com ambição, e no mercado de trabalho a diferença é muito tênue.


Em nossa vida profissional é natural que nos espelhemos em alguém, afinal não nascemos com uma cartilha metodológica sobre como ser um profissional de sucesso (nem na escola recebemos isso!). O fato é que ao ingressarmos neste mercado, percebemos que existe gente do bem e do mal, e também não somos tão treinados para discernir estas categorias. Então partimos para a análise do que chamo de “tangíveis alheios”, ou seja, são aquelas coisas que as pessoas possuem e que nós conseguimos enxergar com facilidade.


Neste panorama começamos a medir o sucesso dos outros pelos seus patrimônios. Todos já ouvimos alguém dizer assim: “...fulano está bem, profissionalmente! Você viu o carrão dele?...” ou “...coitada da fulana, casou com um homem que nem casa própria tem!...”


Crescemos ouvindo estas coisas. Fica difícil não sentirmos vontade em ser como os vitoriosos, ou nos munirmos com patrimônios no mínimo semelhantes, concorda? Espero que você não tenha concordado, pois se concordou estará a um passo de se tornar um “belo” INVEJOSO (A).


O que devemos observar sempre, nas pessoas das quais temos admiração, são suas histórias de vida: como chegou até aqui, sua trajetória profissional e os desafios que encontrou durante sua carreira. Saiba que o patrimônio chamado sabedoria é o que deve ser perseguido por todos nós. “Existiu um homem na terra que se chamava Salomão (filho do rei Davi), que um dia foi abordado por Deus, que o mandou pedir o que quisesse. Ele, que poderia ter pedido riquezas, mulheres, palácios, etc.,  preferiu pedir SABEDORIA. Diz a bíblia que não houve e não haverá alguém mais bem sucedido do que Salomão. ” E você, o que pediria?


Um dia, após uma de minhas palestras, fui abordado por uma pessoa que dizia querer ser escritor e palestrante também. Puxa! Fiquei lisonjeado, pois ele disse me admirar muito. Então me perguntou por onde deveria começar. Estas perguntas são muito difíceis de serem respondidas, mas preferi transferir a pergunta para ele dizendo: O que você está fazendo em direção de seu sonho? Ele, então parou e por alguns segundos ficou me olhando, e de forma cabisbaixa respondeu: Acho que nada, pois não gosto de ler, detesto estudar e tenho vergonha de falar em público! Respondi então: Que bom! Você já está caminhando na direção certa, pois são exatamente estes pontos que lhe farão começar. Mas lembre-se: A escolha é sua. Parece-me que o rapaz saiu meio confuso, mas  creio que tenha entendido.


Não queira SER, sem antes entender o que precisa FAZER. Existem mil maneiras de possuirmos coisas idênticas às dos outros. O desafio está em COMO conquistamos e não no QUÊ conquistamos.


Ah! E nunca esqueça de incluir Deus em todos os seus planos.


Envie sua mensagem para nosso blog: blog.jcconcursos.uol.com.br/professoredison ,

ou para o e-mail:  edison.andrades@terra.com.br  . Terei imenso prazer em recebê-la.

Grande abraço.

* Profº Edison Andrades é Psicólogo - Especialista em desenvolvimento profissional e aconselhamento de carreira (Counseling); MBA; Escritor (autor do livro: Como Perder o Emprego (com competência)- Giz editorial); ex-Diretor de RH. É professor universitário atuando nas áreas de Administração e Marketing. Como consultor e palestrante atua em algumas das principais empresas nacionais e multinacionais do país. É palestrante e instrutor organizacional há mais de dez anos, onde destaca-se devido sua performance teatral, motivacional e irreverente ao transmitir conhecimentos. Marque uma consulta e conheça sua metodologia. Contatos: e-mail: edison.andrades@terra.com.br; site: www.edisonandrades.com.br.

Comentários

Mais Lidas