Estou fora! Mas levo alguém comigo

Embora muitos não queiram admitir, local de trabalho não combina com relacionamentos amorosos

Redação
Publicado em 27/07/2009, às 09h13

extraído do livro: Como perder o emprego (com competência)

Profº. Edison Andrades

Uma pesquisa realizada pelo prof. Ailton Amélio (Inst.de Psicologia da USP) mostra que a maioria dos relacionamentos (37%) começa através de contatos extra-amorosos, o que inclui o trabalho. A americana Shere Hite, autora de "Sexo e Negócios" (Ed. Bertrand Brasil), realizou um estudo nos EUA e concluiu que 62% das mulheres já se relacionaram com alguém do trabalho. Entre os homens, o número chega a 71%.


Existem trabalhadores que procuram trabalho onde possam obter bons relacionamentos amorosos, pois na época de escola isto funcionava muito bem. Essa época passou!Embora muitos não queiram admitir, local de trabalho não combina com relacionamentos amorosos. Raramente teremos bons resultados. Veja por quê: 


Há estudiosos que afirmam que quando se inicia um relacionamento amoroso surge quase que simultaneamente um sentimento chamado “medo”. Sim, existem teorias que afirmam que aquela paixão desenfreada onde se deseja ficar junto 24 horas por dia nada mais é do que medo de perder a pessoa amada. Surge a famosa insegurança, acompanhada de uma extrema dose de ciúme, e pronto, lá estão os dois pombinhos cheios de fantasminhas e monstrinhos pairando sobre o relacionamento. Outras teorias ainda afirmam que com o passar do tempo, principalmente após o casamento, o medo diminui e obviamente a segurança aumenta, e isto fará com que a relação vá se tornando mais madura e sem mais aquele “grude” que vemos em casais de namorados.


Sei que existem relacionamentos extremamente maduros e saudáveis desde o começo, e esses relacionamentos são dignos de elogios, pois tenho certeza que não vão atrapalhar nenhuma carreira profissional. Mas como nunca se sabe como será, aconselho a tomar um pouco de cuidado, pois imagine um relacionamento doentio dentro do ambiente de trabalho: como seria? Como cumprimentar colegas de trabalho? Como ir almoçar com a equipe de seu setor sem levar o(a) amado(a) anexo(a)? Como realizar reuniões além do horário, sendo que tem alguém esperando todos os dias na saída da empresa? Como evitar a cara feia dentro do ambiente de trabalho após uma briga no dia anterior? Como pedir um tempo, se o(a) verá todos os dias? Como ter um relacionamento sadio lá fora, sendo que o(a) ex está do seu ladinho todos os dias? Enfim, isso dificilmente trará benefícios em sua carreira profissional. Mas se você for livre e a outra pessoa também, e inevitavelmente acontecer, seja muito feliz (caso um dos dois for casado, te digo que jamais serás feliz destruindo uma família), mas tente achar outro emprego para um dos dois lá fora, até mesmo porque se a relação se concretizar em casamento, não terão duas fontes de renda saindo de uma mesma origem. Isto pode ser perigoso!!


Ah! E nunca se esqueça de incluir Deus em todos os seus planos.


Envie sua mensagem para nosso blog: blog.jcconcursos.uol.com.br/professoredison,

ou para o e-mail: edison.andrades@terra.com.br. Terei imenso prazer em recebê-la.

Grande abraço.


* Profº Edison Andrades é Psicólogo - Especialista em desenvolvimento profissional e aconselhamento de carreira (Counseling); MBA; Escritor (autor do livro: Como Perder o Emprego (com competência)- Giz editorial); ex-Diretor de RH. É professor universitário atuando nas áreas de Administração e Marketing. Como consultor e palestrante atua em algumas das principais empresas nacionais e multinacionais do país. É palestrante e instrutor organizacional há mais de dez anos, onde destaca-se devido sua performance teatral, motivacional e irreverente ao transmitir conhecimentos. Marque uma consulta e conheça sua metodologia. contatos: e-mail: edison.andrades@terra.com.br; site: www.edisonandrades.com.br.

Comentários

Mais Lidas