Desmotivação & Irresponsabilidade

“Sempre pensei que motivação e responsabilidade estivessem em “famílias” diferentes.

Redação
Publicado em 14/09/2009, às 11h45

* Profº. Edison Andrades

“Sempre pensei que motivação e responsabilidade estivessem em “famílias” diferentes, mas tenho percebido que além de serem parentes, uma depende da outra!”

Surge, no século passado, um estudioso do comportamento humano chamado Frederick Herzberg, que instaura a teoria dos dois fatores, onde refere-se aos fatores higiênicos e motivacionais.

Os fatores higiênicos, segundo Herzberg, são as condições que rodeiam o empregado enquanto ele trabalha. Englobam, por exemplo, as condições físicas de trabalho, os salários, os benefícios sociais, as políticas de supervisão, o clima de relações entre a direção e os empregados, o regulamento interno etc.. Os fatores motivacionais são aqueles relacionados com a execução das tarefas, ou seja, com o conteúdo do cargo. São eles que produzem um efeito duradouro de satisfação e de aumento de produtividade em níveis de excelência, ou seja, acima dos níveis “normais”.  Pronto, acabou a “aulinha” de teoria geral da Administração.


O que desejo salientar de fato é que o nosso autor acima citado dizia que os fatores higiênicos não mantêm as pessoas motivadas necessariamente, ou seja, não adianta oferecer o melhor salário do mercado crendo que isto bastará para mantê-las na organização. As pessoas precisam de mais! Calma, não estou falando de dinheiro, mas de reconhecimento, atenção, perspectiva de carreira, clima psicológico e, principalmente respeito.


Em minhas consultas (aconselhamento de carreira) percebo clientes que possuem comportamento extremamente responsável perante o campo profissional, mas que quando desmotivados ferem, de forma abrupta, este comportamento anteriormente existente. Como assim? Toda vez que alguém se encontra realizando um trabalho prazeroso onde se sinta realizado em executá-lo, automaticamente ativará todos os seus mecanismos de competência e responsabilidade, pois é como se entendesse, ainda que de forma inconsciente, que aquilo que executa está diretamente relacionado com sua felicidade. E está mesmo!


Uma pessoa feliz fará de tudo para se manter neste maravilhoso estado, com isso, até os mais irresponsáveis se transformam, neste momento (pelo menos nos primeiros dias).


O fato é que quando uma empresa apenas se restringe a oferecer o básico (fator higiênico), por mais exuberante que este “básico” possa parecer, não se sustentará o estado de felicidade, e o motivo é muito simples: nós, seres humanos, dependermos constantemente do famoso “tapinha nas costas”. Dependemos de outros fatores externos que servirão como propulsores para a hora em que precisamos levantar da cama e nos dirigirmos ao trabalho.


Muita gente não consegue superar o desânimo de uma vida profissional frustrada e vazia, substituindo-o pelo então “senso de responsabilidade”, daí, acabam sucumbindo seu contrato de pontualidade, assiduidade e compromisso com a parte contratante (empresa), usando como protagonista a desmotivação. É neste momento que pensamos assim: de que vale todo meu esforço, se naquele lugar nada acontece mesmo! NÃO ENTRE NESSA. Saiba que você tem autonomia e livre arbítrio para definir o percurso de sua vida e, ainda que não tenha poder para acrescentar mais dias em sua vida, VOCÊ TEM A OBRIGAÇÃO DE ACRESCENTAR MAIS VIDA EM SEUS DIAS.  


Ah! E nunca esqueça de incluir Deus em todos os seus planos.

Nosso espaço:

Envie sua mensagem para nosso blog: blog.jcconcursos.uol.com.br/professoredison,

ou para o e-mail:  edison.andrades@terra.com.br. Terei imenso prazer em recebê-la.

Grande abraço.

* Profº Edison Andrades é Psicólogo - Especialista em desenvolvimento profissional e aconselhamento de carreira (Counseling); MBA; Escritor (autor do livro: Como Perder o Emprego (com competência)- Giz editorial); ex-Diretor de RH. É professor universitário atuando nas áreas de Administração e Marketing. Como consultor e palestrante atua em algumas das principais empresas nacionais e multinacionais do país. É palestrante e instrutor organizacional há mais de dez anos, onde destaca-se devido sua performance teatral, motivacional e irreverente ao transmitir conhecimentos. Marque uma consulta e conheça sua metodologia. contatos:  e-mail: edison.andrades@terra.com.br;  site: www.edisonandrades.com.br.

Comentários

Mais Lidas