BOM DIA! Tão simples e tão raro

Sempre aprendi que a obrigação de cumprimentar é sempre do novo entrante

Redação
Publicado em 19/10/2009, às 10h40

* Profº. Edison Andrades

Sempre aprendi que a obrigação de cumprimentar é sempre do novo entrante, ou seja, aquele que acabou de adentrar a um ambiente que possua pessoas. Mas não sei se isso é uma regra!

No ambiente de trabalho, o tal “Bom dia” ou a sua ausência se tornam fundamentais para a alteração de um clima organizacional. E acho isso um exagero, pois não devemos ser tão dependentes do cumprimento dos outros, afinal, se há algo que não temos controle é sobre o comportamento das pessoas. Mas o que poderemos fazer para mudar este panorama? Cumprimentar. Sim, faça você a sua parte, ainda que não seja correspondido (a).

Saiba que boas maneiras devem ser passadas adiante, e não apenas lamentadas quando não praticadas “pelos outros”.

Por vezes presencio nas organizações pessoas que fazem a diferença em determinados setores, pois são os donos do atabaque. Não sei se você conhece alguém assim, ou seja, são pessoas que transformam o ambiente, motivam e contagiam os outros com seus “jeitões”. Observe que estas pessoas são assim por não se importarem com a reciprocidade. São alegres ainda que os outros não sejam; transmitem boas novas, ainda que outros se embriaguem de tragédias; vivem, ainda que muitos cometam suicídio.

Onde está o segredo, então?

A resposta é: EM VOCÊ. Somos doutrinados e adestrados para sermos reagentes, ou seja: “só faça, se te fizerem”. Mude isso, pô!

Caro leitor, não é assim que as coisas funcionam e te darei exemplo no próprio mercado, ok?

Você já observou que as empresas não sabem mais o que fazer para conquistar clientes? Há poucos anos as empresas conseguiam se destacar devido ao diferencial nos produtos. Tempos depois, observaram que o mundo possuía acesso a tudo (globalização), então, entenderam que tecnologia é que faria o diferencial competitivo, mas novamente esta também se tornou commodity, bastando apenas ter dinheiro para se ter acesso.


Recentemente, as organizações partiram para uma palavrinha chamada: sustentabilidade, daí, empregam esta palavra em tudo o que podem, pois hoje o que enxergamos a todo o momento são slogan’s (frases que ilustram uma marca) voltados à conservação do meio ambiente, investimento estratégico ao ser humano etc. Portanto, percebo que somente conseguirão se diferenciar da concorrência por meio das coisas intangíveis (não concretas).

Você acha que com gente profissional é diferente? NÃO. Nada adianta você ser possuidor apenas de muitos títulos acadêmicos e de status social (coisas tangíveis). O que lhe fará se manter empregável no mercado serão seus valores. Valor é intangível.

Não tenho a menor noção do motivo particular que levou cada leitor a ler nosso artigo, mas sempre tenho minhas hipóteses que discorrem pelo campo da melhoria contínua e do autoinvestimento, ou seja, creio que esteja lendo estas humildes linhas por buscar algo a mais para sua vida e não apenas para passar o tempo, já que para este último existem muitas outras coisas interessantes a fazer. No entanto, se minha hipótese estiver correta, te digo que acabou de encontrar uma pequena dica que poderá mudar a sua vida e a dos que te cercam: seja GENTE. Cumprimente as pessoas, e com muita simpatia. Simpatia e educação poderão ser o seu “diferencial competitivo”.

 Ah! E nunca se esqueça de incluir Deus em todos os seus planos.

Nosso espaço:

Envie sua mensagem para nosso blog:  blog.jcconcursos.uol.com.br/professoredison,

ou para o e-mail:  edison.andrades@terra.com.br. Terei imenso prazer em recebê-la.

Grande abraço.

* Profº Edison Andrades é Psicólogo - Especialista em desenvolvimento profissional e aconselhamento de carreira (Counseling); MBA; Escritor (autor do livro: Como Perder o Emprego (com competência)- Giz editorial); ex-Diretor de RH. É professor universitário atuando nas áreas de Administração e Marketing. Como consultor e palestrante atua em algumas das principais empresas nacionais e multinacionais do país. É palestrante e instrutor organizacional há mais de dez anos, onde destaca-se devido sua performance teatral, motivacional e irreverente ao transmitir conhecimentos. Marque uma consulta e conheça sua metodologia. contatos:  e-mail: edison.andrades@terra.com.br;  site: www.edisonandrades.com.br.

Comentários

Mais Lidas