O que levaremos de 2009

Agora é você quem decide para onde vai olhar em 2010, ok?

Redação
Publicado em 04/01/2010, às 10h45

* Profº. Edison Andrades

Não costumo remoer coisas antigas, até porque aprendi com um amigo que: quem gosta de passado é museu, mas acho interessante aprendermos com o que passou e valorizarmos principalmente as boas coisas.

Temos a mania de relembrarmos com mais facilidade as coisas negativas, pois parece que faz parte de nosso combustível, mas poderíamos mudar esta história, não é mesmo?

Ao  encontramos alguém e tocarmos no assunto: retrospectiva 2009. Obviamente virão coisas como crise internacional, corrupção política, a morte de Michael Jackson e tantos outros acontecimentos ruins e sem motivos para lembranças, mas é isso que queremos assistir na tv, afinal o que dá mais notícia, se não as catástrofes?

Convido você a caminhar em outro sentido, pois durante todo este ano estivemos juntos e por minha parte só tenho coisas boas a relembrar, principalmente em relação ao carinho recebido por vocês  por terem dedicado cinco minutos de seu precioso tempo lendo minhas singelas mensagens. Obrigado por fazerem parte de minha história neste ano que passou.

Que tal lembrarmos o novo emprego conquistado? Ou até mesmo a perda de uma oportunidade, que naquele momento foi dolorida, mas hoje lhe fez aprender o quão capaz você é, em se descobrir em uma nova perspectiva profissional.

Quanta experiência profissional adquirimos durante um ano, quantos de nós iniciamos 2009 sem a mínima noção técnica de um determinado segmento, e hoje conseguimos disputar mercado; aos universitários que estiveram no último ano de seu curso e conseguiram erguer um histórico aprovado e a realização de um sonho; aos promovidos em 2009 que hoje gerenciam uma equipe ou setor e até seu décimo terceiro salário veio com uma  deliciosa “gordurinha”;  aos novos papais e mamães que foram iluminados com a chegada de seus bebês, em seus lares, lhes fazendo descobrir o real sentido da vida; aos novos empresários que trouxeram para nosso país uma contribuição a mais, em nosso Produto Interno Bruto (PIB), mesmo com a presença de uma das mais elevadas cargas tributárias do mundo,  vencem a cada dia com suas inovações e criatividades; aos menores aprendizes, que ocupam uma fatia indispensável do mercado de trabalho e que serão os donos do emprego do futuro; à geração “X”, ou seja, nossos senhores e senhoras que retornam às universidades trazendo experiências e verdadeiras lições de vida às salas de aula, além da competência organizacional tão desejada por nossas empresas. Pois é, amigos,  poderíamos ficar relembrando muitas derrotas e tragédias ocorridas no ano que passou, mas também conseguimos colocar nossos olhos na esperança de uma nova vida, de uma nova carreira, e de nossa felicidade plena, pois apenas com esta atitude você já estará à frente da grande maioria no que tange ao desenvolvimento humano. Lembre-se: o mercado de trabalho precisa de pessoas humanas, pois “maquininhas humanas” já temos aos montes. 

Agora é você quem decide para onde vai olhar em 2010, ok?

FELIZ ANO NOVO. 

Ah! E nunca esqueça de incluir Deus em todos os seus planos.

Nosso espaço:

Envie sua mensagem para nosso blog:  blog.jcconcursos.uol.com.br/professoredison,

ou para o e-mail:  edison.andrades@terra.com.br. Terei imenso prazer em recebê-la.

Grande abraço.

* Profº Edison Andrades é Psicólogo - Especialista em desenvolvimento profissional e aconselhamento de carreira (Counseling); MBA; Escritor (autor do livro: Como Perder o Emprego (com competência)- Giz editorial); ex-Diretor de RH. É professor universitário atuando nas áreas de Administração e Marketing. Como consultor e palestrante atua em algumas das principais empresas nacionais e multinacionais do país. É palestrante e instrutor organizacional há mais de dez anos, onde destaca-se devido sua performance teatral, motivacional e irreverente ao transmitir conhecimentos. Marque uma consulta e conheça sua metodologia. contatos:  e-mail: edison.andrades@terra.com.br;  site: www.edisonandrades.com.br.

Comentários

Mais Lidas