Meu mundo marketing

Artigo sobre marketing, mercado e trabalho

Kate Domingos
Publicado em 22/02/2016, às 10h29

Cada um de nós conhece bem seu mundo, o mundo em que vive e que tomou para si, certo? Iniciamos essa reflexão com tal pergunta porque, como o título sugere, discutiremos o Marketing no mundo atual, e isso pressupõe que falaremos sobre mundo. Será que enxergamos com clareza esse mundo? Ou vivemos míopes diante de sua real dinâmica e intenções?

Inauguramos hoje esse espaço com o intuito principal de ajudá-lo a compreender melhor o mercado de trabalho, mas não só ele. Sobretudo porque ele se insere numa dinâmica muito maior do que ele mesmo. É um microcosmo no seio do país, da sociedade, da globalização. Ou seja, nosso “Admirável Mundo Novo” é plural e complexo, permeado por inúmeras forças, protagonistas, interesses, e compreendê-lo é questão de sobrevivência não só para o profissional que há em nós, mas para nós.

Na busca por esse objetivo, todas as ferramentas são bem-vindas e, entre as mais importantes atualmente, o Marketing se apresenta. Trata-se de um grande aliado! E o que é, afinal, o Marketing? Melhor do que responder a essa pergunta com definições enfadonhas, é responder, de forma prática e objetiva, a outra pergunta: o que é, afinal, o Marketing no meu mundo?

Ele está em nossa apresentação pessoal, na forma como nos “vendemos”, expomos e valorizamos. Está em nossas relações interpessoais, na maneira como tecemos nossa teia de relacionamentos e ampliamos nossa rede da moda: o network. Está nos nossos diálogos diários, no discurso dos blogueiros e nas mídias sociais. Está no dia a dia das empresas, definindo como irão se comportar não só em relação ao consumo, mas em relação à sociedade, pois, graças ao Marketing, as corporações têm hoje preocupações maiores do que prateleiras e vitrines, que tal a sustentabilidade socioambiental?

O Marketing também cuida de nós através das campanhas públicas, nós as ouvimos todos os dias repetindo: “Não corra, não morra, não fume!”. O Marketing está na política de forma ampla (e não só nas épocas de eleição), está no risco país, nas relações exteriores e no trabalho dos diplomatas. Está nas convicções da Ursa Polar Aurora, porta voz do Greenpeace na busca pela não exploração de petróleo no Ártico. Está na luta pelas mais nobres causas, como a sua sobrevivência e a minha. E nesse ponto nos ocorre: talvez fosse mais econômico recomeçar essa reflexão falando sobre onde o Marketing não está.

Mas se é verdade que estamos diante de uma fantástica ferramenta criada pelo homem, também é verdade (e nossa história nos mostra isso) que ela pode ser usada para fins terríveis, à imagem do que ocorreu com as brilhantes ideias de Einstein ou com a propaganda nazista. Mais um motivo para conhecermos o Marketing, afinal precisamos evitar seu uso como mecanismo de manipulação se não quisermos engrossar as fileiras dos manobrados. Fazer bom uso do Marketing no meu mundo envolve não esquecer que o meu mundo é também dos outros.

Como o Marketing está no trabalho, no mercado, na vida, em nosso mundo, permeando-o e o nutrindo, usaremos este espaço para falar não só de Marketing ou de mercado de trabalho, mas de Marketing, Mercado, Trabalho, Vida e Mundo. Daremos palco a todas e a cada uma das forças que nos influenciam não só como profissionais, mas como seres completos e complexos que somos. Afinal, nenhum de nós conhece tão bem seu mundo. Ainda! 

Kate Domingos é publicitária pela USP, docente e consultora. Contato: kate@concrie.com

Comentários

Mais Lidas