Agora Vai!

Artigo do professor Edison Andrades.

Edison Andrades
Publicado em 05/03/2014, às 10h14

Já cumprimos praticamente um sexto do ano. Contudo alguns ainda acham que estamos no início do ano e que não precisam começar nada, pois ainda temos “muito 2014” pela frente. É a turma do “ainda não”. Essa classe é caracterizada por pessoas otimistas e que possuem muita vontade de crescer e chegar em algum lugar. Lugar que, por vezes, é desconhecido para elas mesmas.

Essas pessoas querem ganhar mais, realizar seus sonhos, comprar “coisas boas”, enfim, chegar lá! Entretanto, embora as coisas andem, a tecnologia dispare e a exigência por agilidade, qualidade e competência seja cada vez maior, ainda permanecem no: “Calma, ainda tem tempo.” São pessoas sazonais! Esperam a passagem do Carnaval, Páscoa e Copa do Mundo para iniciarem seus planos. O fato é que vão vivendo como se o tempo não andasse. Como se as oportunidades os esperassem. A voz que soa internamente em seus corações diz: “Calma, ainda tem tempo”. Não sabemos com exatidão o término de nossa vida cronológica, mas o fim de nossa carreira profissional e a obsolescência de nosso ofício podem ser previsíveis.

As profissões estão em mutação. Um repositor de mercadorias, numa rede varejista de alimentos, por exemplo, não é mais o mesmo. Antes, os requisitos básicos exigidos para essa ocupação eram braços fortes, ensino fundamental e conhecimento mínimo para ler os nomes dos alimentos e os acondicionar nos lugares corretos. Hoje, a força física é dispensável, é preciso ter intimidade com informática, boa escolaridade, postura adequada e muita habilidade em relacionamento, pois deve estar apto, inclusive, a atender clientes na loja. Oportunidades de um plano de carreira são reais para esse cargo. Saiba que, em meio a tantas ameaças, encontram-se as melhores oportunidades. Isso se dá por uma razão muito simples: poucos fazem a lição de casa, ou seja, o básico está à deriva.

Diante desse cenário, vou ajudá-lo destacando duas verdades fundamentais que podem contribuir de forma extremamente relevante para o seu sucesso profissional:

Sua embalagem é seu rótulo: sua forma de vestimenta pode estar lhe prejudicando. Descubra o “dress code” (código de vestimenta) do segmento profissional em que você atua. Cuidado com o exagero na informalidade. Alguns usam o ambiente de trabalho como um laboratório de experimentos. Na busca por sensualidade e elegância, tornam-se vulgares e inadequados. A higiene pessoal também é bem-vinda, ainda que apenas como respeito ao próximo.

Você é fruto do que se alimenta: sua imagem é resultado disso. O que lemos, ouvimos, assistimos e acessamos nos alimentará intelectualmente. Estar atualizado com o básico pode ajudá-lo. Se interesse pela economia de nosso país, crises externas, políticas públicas; pois, quando a sua oportunidade chegar, poderão aplicar-lhe uma avaliação sobre tais assuntos.

Não pense que saber apenas sobre reality show’s, sobre a posição de seu time no campeonato e tudo sobre novelas será conhecimento suficiente para alavancar sua carreira profissional.

Enfim, invista em seu alicerce, pois sua “casinha” deverá estar preparada para os mais fortes ventos ameaçadores. Coloque cada tijolo observando sua qualidade e ligue-os com a massa do conhecimento, pois seja qual for a época do ano, é tempo de buscar aprimoramento e conquistas, afinal, não faz sentido adiar seu sucesso. Se proceder dessa forma, eu lhe afirmo que você poderá dizer com convicção: “Agora Vai!”.

Prof. Edison Andrades é escritor, palestrante e sócio da Reciclare Treinamento. www.facebook.com/professor.edison.andrades

Comentários

Mais Lidas