MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

As profissões mais valorizadas no agronegócio em 2024

O agronegócio é um dos setores que mais cresce e gera empregos no Brasil. Saiba quais são as profissões em alta para o próximo ano e como se preparar para o mercado de trabalho.

As profissões mais valorizadas no agronegócio em 2024
Divulgação
Victor Meira

Victor Meira

victor@jcconcursos.com.br

Publicado em 09/01/2024, às 10h49

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

O agronegócio é um segmento de mercado que movimenta a cadeia como um todo, demandando profissionais para as mais diversas áreas. No entanto, os desdobramentos da guerra na Ucrânia, que impactam diretamente a produção de milho e trigo, favorecem um “boom” nas áreas de produção, processamento e distribuição.

É o que aponta a edição de 2024 do Guia Salarial da Robert Half, uma das mais respeitadas fontes de informação sobre remuneração e tendências de recrutamento. Com dados que refletem a realidade das vagas trabalhadas, além de informações das salas de entrevista, a Robert Half apresenta as principais tendências do mercado de trabalho para o agronegócio.

Segundo Maria Sartori, diretora associada da Robert Half, o agronegócio é um setor que oferece muitas oportunidades para quem busca se qualificar e se atualizar. 

“O agronegócio é um setor que está sempre em busca de inovação, tecnologia e sustentabilidade. Por isso, os profissionais que se destacam são aqueles que têm visão estratégica, capacidade de adaptação e conhecimento técnico”, afirma.

Entre os cargos e posições que estão sendo mais demandados pelo agronegócio, destacam-se:

  • Operador(a) de drones: responsável por operar equipamentos aéreos não tripulados, que podem ser usados para monitorar plantações, pulverizar defensivos, mapear áreas, entre outras funções. É necessário ter conhecimento de legislação, segurança, manutenção e pilotagem de drones, além de habilidades de comunicação e trabalho em equipe.
  • Cientista de dados: responsável por coletar, analisar e interpretar dados relacionados ao agronegócio, que podem ser usados para otimizar processos, reduzir custos, aumentar a produtividade, prever cenários, entre outras aplicações. É necessário ter conhecimento de estatística, programação, inteligência artificial, machine learning, big data, entre outras ferramentas e técnicas de análise de dados, além de habilidades de raciocínio lógico, criatividade e visão de negócio.
  • Gerente de fazenda: responsável por gerenciar todas as atividades de uma propriedade rural, desde o planejamento, a execução, o controle e a avaliação dos processos produtivos, até a gestão de pessoas, recursos, finanças e relacionamento com fornecedores e clientes. É necessário ter conhecimento de agronomia, administração, contabilidade, legislação, entre outras áreas relacionadas ao agronegócio, além de habilidades de liderança, organização e negociação.
  • Representante técnico de vendas (RTV): responsável por representar empresas que fornecem produtos, equipamentos e serviços para o agronegócio, realizando visitas técnicas, demonstrações, treinamentos, pós-vendas, entre outras atividades. É necessário ter conhecimento de marketing, vendas, técnicas de negociação, atendimento ao cliente, entre outras áreas relacionadas à função, além de habilidades de comunicação, persuasão e relacionamento interpessoal.
  • Assistente técnico de vendas (ATV): responsável por auxiliar o representante técnico de vendas, realizando atividades de suporte, como elaboração de propostas, emissão de pedidos, acompanhamento de entregas, entre outras. É necessário ter conhecimento de informática, vendas, atendimento ao cliente, entre outras áreas relacionadas à função, além de habilidades de comunicação, organização e proatividade.

De acordo com o Guia Salarial da Robert Half, essas são algumas das perspectivas salariais para 2024:

  • Gerente de Fazenda: R$19.000 a R$25.000
  • Representante técnico de vendas (RTV): R$9.000 a R$14.000
  • Cientista de dados: R$8.000 a R$12.000
  • Operadores de drones: R$5.500 a R$9.000
  • Assistente técnico de vendas (ATV): R$5.000 a R$8.000

Esses valores podem variar de acordo com o porte da empresa, a região, a experiência e a formação do profissional.

Para quem deseja ingressar ou se destacar no agronegócio, Maria Sartori recomenda investir em qualificação, atualização e networking. 

“O agronegócio é um setor que está sempre em transformação, por isso é importante estar atento às novidades, às demandas e às oportunidades que surgem. Além disso, é fundamental construir e manter uma rede de contatos, que pode facilitar o acesso a vagas e informações relevantes”, conclui.

+++Acompanhe as principais informações sobre o mercado de trabalho no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google Newsempregosestágiostrainees

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.