BID inscreve para Programa Jovens Profissionais

A iniciativa selecionará candidatos para atuação em Washington, América Latina e Caribe.

Redação
Publicado em 25/02/2011, às 16h11

Estão abertas até 1º de março as inscrições para o Programa Jovens Profissionais, do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

Podem participar da iniciativa pessoas de até 32 anos que possuam experiência mínima de dois anos nas áreas de meio ambiente e recursos naturais; desenvolvimento econômico; desenvolvimento social, infraestrutura; project finance, e/ou setor privado.

Para promover a diversidade, a ação encoraja a participação de afrodescendentes e indígenas elevando a idade limite para esses perfis a 35 anos.

Os interessados devem preencher o formulário de inscrição no site http://www.iadb.org/pt/carreiras/programa-jovens-profissionais,1358.html.

Etapas do processo seletivo - Os inscritos passarão por um processo interno de seleção, que constitui em avaliação dos currículos recebidos pelo departamento de recursos humanos, avaliação técnica realizada por uma equipe de especialistas sênior do BID e escolha dos pré-finalistas pelo painel que realizará as entrevistas.

Os pré-selecionados serão convocados para entrevistas em Washington (EUA), onde funciona a sede do Banco. Os gastos de viajem ficarão a cargo da contratante.

A entrevista tem o objetivo de identificar os seguintes aspectos: flexibilidade e capacidade de trabalho; habilidades analíticas; competência para trabalhar em equipe; boa comunicação, além do desejo e da disponibilidade para servir em missões de campo na América Latina e Caribe. Os aprovados para esse etapa podem também ter de resolver um estudo de caso e apresentar referências.

Vantagens oferecidas - Não há um limite definido de oportunidades, mas geralmente são selecionados 14 candidatos.

Os escolhidos assinarão contrato de 24 meses com o BID e serão tratados como funcionários plenos, tendo a possibilidade de serem convocados para ocupar cargos permanentes.

Os futuros funcionários terão a oportunidade de trabalharem na sede do banco, em Washington, nos Estados Unidos, ou em representações da América Latina e Caribe.

Enquanto não assumirem os postos efetivos, os colaboradores farão rodízios departamentais. No primeiro ano, o empregado participa de rotatividade decidida pelo BID, que está baseada nas necessidades dos respectivos setores e na capacitação do candidato. Já no segundo ano, o rodízio resulta de um acordo mútuo entre a preferência do jovem profissional e as necessidades do departamento que o receberá.

Pâmela Lee Hamer

Veja também:

Tecnologia: HP lança seleção para 400 postos de trabalho

Quase 100 chances: São Paulo e Alphaville reúnem oportunidades em TI

Trabalho a bordo: Cruzeiros abrem 374 empregos em rotas internacionais

Comentários

Mais Lidas