MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Biomédico: conheça a profissão que estuda e combate as doenças

O biomédico é o profissional que pesquisa os agentes causadores de doenças e busca soluções para preveni-las e tratá-las. Saiba mais sobre essa carreira, suas áreas de atuação, formação e mercado de trabalho

Biomédico: conheça a profissão que estuda e combate as doenças
Freepik
Victor Meira

Victor Meira

victor@jcconcursos.com.br

Publicado em 18/01/2024, às 22h28

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

Você já se perguntou o que faz um biomédico? Essa é uma profissão que está em alta no Brasil, especialmente em tempos de pandemia e endemia, pois é responsável por estudar e combater as doenças que afetam a saúde humana.

O biomédico é o profissional que pesquisa os microrganismos causadores de doenças, como bactérias, vírus, fungos e parasitas, e busca soluções para preveni-las e tratá-las. Ele também desenvolve ou aperfeiçoa medicamentos, vacinas, testes diagnósticos e terapias.

A biomedicina é a área da saúde que aplica os conhecimentos da biologia e da medicina para entender e intervir nos processos fisiológicos e patológicos do corpo humano. O campo contribui para avanços científicos, melhorias na qualidade de vida e aprimoramento da saúde pública.

O que faz um biomédico no dia a dia?

O biomédico pode atuar em diversas áreas, como:

  • Análises clínicas: realiza exames laboratoriais de sangue, urina, fezes, saliva, secreções e outros fluidos corporais, para auxiliar no diagnóstico e monitoramento de doenças.
  • Análises ambientais: realiza análises físico-químicas e microbiológicas de água, ar, solo e alimentos, para verificar a qualidade e a presença de contaminantes.
  • Biologia molecular: realiza análises de DNA e RNA, para identificar alterações genéticas, doenças hereditárias, paternidade, ancestralidade e outros aspectos.
  • Biomedicina estética: realiza procedimentos estéticos minimamente invasivos, como aplicação de toxina botulínica, preenchimento facial, peeling, laser, entre outros, para melhorar a aparência e a autoestima dos clientes.
  • Citologia oncótica: realiza análises de células obtidas por raspagem ou punção, para detectar alterações celulares e câncer, principalmente no colo do útero.
  • Genética: realiza análises de genes, cromossomos e proteínas, para estudar as características hereditárias, as doenças genéticas e as terapias gênicas.
  • Hematologia: realiza análises das células do sangue e dos órgãos hematopoiéticos, para diagnosticar e tratar doenças como anemias, leucemias, linfomas e hemofilias.
  • Imagenologia: realiza exames de imagem, como raio-X, ultrassom, tomografia, ressonância magnética, entre outros, para obter imagens do interior do corpo e auxiliar no diagnóstico de doenças.
  • Imunologia: realiza análises do sistema imunológico, para avaliar a resposta do organismo a agentes infecciosos, alérgenos, vacinas e transplantes.
  • Microbiologia: realiza análises de microrganismos, como bactérias, vírus, fungos e parasitas, para identificar e classificar os agentes causadores de doenças e buscar formas de combatê-los.
  • Parasitologia: realiza análises de parasitas, como protozoários, helmintos e artrópodes, para diagnosticar e tratar doenças como malária, leishmaniose, esquistossomose, entre outras.
  • Reprodução humana: realiza análises e procedimentos relacionados à fertilidade, infertilidade e contracepção, como inseminação artificial, fertilização in vitro, congelamento de gametas e embriões, entre outros.
  • Saúde pública: realiza análises e ações voltadas para a promoção, prevenção e vigilância da saúde da população, como controle de epidemias, monitoramento de indicadores de saúde, educação em saúde, entre outros.

Como se tornar um biomédico?

Para se tornar um biomédico, é preciso cursar uma graduação em biomedicina, que tem duração média de quatro anos. O curso é oferecido em diversas instituições de ensino superior, tanto públicas quanto privadas, e pode ser presencial ou a distância.

O curso de biomedicina aborda disciplinas teóricas e práticas, como anatomia, bioquímica, biologia celular, fisiologia, genética, imunologia, microbiologia, parasitologia, hematologia, bioestatística, bioética, biossegurança, entre outras.

Além disso, o curso de biomedicina exige a realização de estágios supervisionados em laboratórios, hospitais, clínicas e outros locais de atuação do biomédico, para que o aluno possa aplicar os conhecimentos adquiridos na prática.

Ao final do curso, o aluno deve apresentar um trabalho de conclusão de curso (TCC), que consiste em uma pesquisa científica sobre algum tema relacionado à biomedicina.

Após a conclusão do curso, o biomédico deve obter o registro profissional no Conselho Regional de Biomedicina (CRBM) da sua região, para poder exercer legalmente a profissão.

O biomédico também pode se especializar em alguma área de seu interesse, por meio de cursos de pós-graduação, como especialização, mestrado ou doutorado.

Como é o mercado de trabalho para o biomédico?

O mercado de trabalho para o biomédico é amplo e diversificado, pois há demanda por esse profissional em diversos setores, como saúde, educação, pesquisa, indústria, entre outros.

O biomédico pode trabalhar em laboratórios de análises clínicas, ambientais, moleculares e genéticas, em hospitais, clínicas, bancos de sangue, hemocentros, centros de reprodução humana, em universidades, institutos de pesquisa, órgãos públicos de saúde, em empresas farmacêuticas, de biotecnologia, de cosméticos, de alimentos, entre outros.

O biomédico também pode atuar como autônomo, prestando serviços de consultoria, assessoria, auditoria, perícia, entre outros.

O salário do biomédico varia de acordo com a área de atuação, o nível de formação, a experiência, a região e o tipo de vínculo empregatício. Segundo o site Salário.com.br, a média salarial do biomédico no Brasil é de R$ 3.437,00, podendo variar de R$ 1.500,00 a R$ 8.000,00.

O que é preciso para ser um bom biomédico?

Para ser um bom biomédico, é preciso ter algumas habilidades e competências, como:

  • Conhecimentos técnicos e científicos sobre biologia, medicina e saúde.
  • Capacidade de análise, interpretação e síntese de dados e informações.
  • Raciocínio lógico, crítico e criativo.
  • Domínio de ferramentas e métodos de pesquisa e laboratório.
  • Conhecimento de informática e de softwares específicos da área.
  • Boa comunicação oral e escrita.
  • Capacidade de trabalhar em equipe e de forma multidisciplinar.
  • Ética, responsabilidade e compromisso com a qualidade e a segurança do trabalho.
  • Atualização constante e busca por novos conhecimentos e inovações.

+++Acompanhe as principais informações sobre o mercado de trabalho no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google Newsempregosestágiostrainees

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.