Capgemini oferta 50 vagas na área de tecnologia

Há ofertas de trabalho nas cidades de São Paulo/SP, Salvador/BA, Belo Horizonte/MG, Rio de Janeiro/RJ e Brasília/DF

Douglas Terenciano
Publicado em 14/12/2015, às 14h34

A Capgemini, especializada em consultoria, tecnologia e terceirização, recebe currículos visando ao preenchimento de aproximadamente 50 vagas de emprego em diversos cargos. Há ofertas de trabalho nas cidades de São Paulo/SP, Salvador/BA, Belo Horizonte/MG, Rio de Janeiro/RJ e Brasília/DF.

A empresa busca profissionais para as funções de programador, gerente em tecnologia, especialista em Java, analista de sistemas, especialista Cobol, especialista .Net, consultor SAP/ABAP, gerente de negócios, analista de infraestrutura, dentre outras carreiras.

Os requisitos de cada vaga variam conforme a posição, mas todas requerem, no mínimo, a conclusão do ensino médio e, preferencialmente, curso superior em tecnologia da informação, administração de empresas ou engenharia. Reunir conhecimento em outros idiomas, como inglês, será um diferencial. Todas as oportunidades estão abertas para pessoas com deficiência, que devem apresentar laudo técnico.

O valor dos salários e os benefícios oferecidos não foram informados.

Após a seleção dos currículos, o processo seletivo consistirá em pré-entrevista com os candidatos e uma avaliação técnica específica para cada cargo. Algumas posições exigirão, ainda, a aplicação de um teste de inglês.

Interessados devem cadastrar currículo exclusivamente no site www.br.capgemini.com/carreiras/vagas.

Em alta

Os salários dos profissionais da área de TI aumentaram até 41% em 2015, segundo pesquisa da empresa de recrutamento especializado Michael Page. Alguns dos cargos citados no levantamento tiveram aumentos reais de mais de 40%, como foi o caso dos gerentes de canais / vendas indiretas no setor de software. Gerentes de segurança de TI e gerentes de contas de TI e software, por sua vez, tiveram altas de 25%. O estudo realizou um levantamento de remuneração com trabalhadores de 15 áreas diferentes em mais de 100 mil entrevistas desde agosto do ano passado.

Comentários

Mais Lidas