Lá fora é uma coisa, aqui dentro, outra

Não podemos esquecer que uma empresa, ao contratar um novo colaborador, ganha de “brinde” três elementos:

Redação
Publicado em 08/09/2009, às 09h57

* Profº. Edison Andrades

“Sei que este colaborador é viciado em drogas e possui comportamentos ilícitos em sua vida pessoal, mas o importante é que aqui na empresa tenha um comportamento adequado.” Errado.

Não podemos esquecer que uma empresa, ao contratar um novo colaborador, ganha de “brinde” três elementos: um ser humano; um técnico e um representante da organização. Daí, precisamos entender no que estes aspectos podem interferir no andamento e no resultado de uma corporação. Vamos lá:

Ser humano: atrás de um currículo deverá acompanhar uma pessoa, já que muitas organizações, por negligenciarem isso,  adquirem sérios problemas no que tange ao atendimento ao cliente. “Lembro que há muitos anos entrei numa loja de departamento (aquelas que vendem de tudo) e ao tentar ser atendido deparei-me com um vendedor que tentou apenas me humilhar com seus termos técnicos e eloqüentes sobre uma determinada mercadoria. Quando expus que não entendia o que ele estava falando e apenas desejava saber se aquele produto atenderia minha necessidade, ele novamente partiu para a agressão, mas desta vez com a ferramenta chamada IRONIA. Então, fui embora. Coincidentemente, anos depois esta loja faliu (estou falando da rede Arapuã).” Comemorei sua falência, pois acho que quem não possui GENTE atrás de um balcão, precisa dar lugar a outras empresas que possuam.

Técnico: a empresa precisa de colaboradores que entendam do serviço, pois isso fará toda a diferença na competitividade de mercado, não concordo que seja apenas isso que importa, embora infelizmente a maioria das organizações  focaliza apenas este aspecto na hora da contratação. Mas bons técnicos, ou seja, pessoas que resolvem de fato os problemas apresentados, são de extrema importância.

Representante da organização: agora vem a parte mais delicada de nosso assunto, pois não podemos esquecer que onde quer que a pessoa esteja, sempre será vista como representante da organização na qual presta seus serviços, ou seja, não existe a frase: “lá fora tenho a minha vida e faço dela o que quiser, o que importa é que na empresa sou um bom garoto!”  NÃO É ASSIM QUE FUNCIONA. Não no mercado de trabalho.

Não sei se já reparou, mas toda vez que encontramos alguém (amigo, parente, colega etc) a primeira pergunta que nos faz é: - O que está fazendo na vida? Ou seja, deseja saber onde estamos trabalhando, pois por meio do local, cargo e empresa que nos encontramos é que a sociedade nos encaixa nos devidos grupos sociais. Infelizmente é assim!

Pois, é, caros amigos, ao ingressarmos no mundo do trabalho iniciamos uma nova carreira na vida, onde levamos no peito um crachá (ainda que imaginário) de representantes de alguém, portanto, importa muito o que você faz fora da empresa, pois você a está carregando por todo lugar que freqüentar. Eu não gostaria de ter um representante da minha empresa no meio dos “NÓIAS”, e você?

Ah! E nunca esqueça de incluir Deus em todos os seus planos.

Nosso espaço:

Em nosso artigo anterior: “Como você trata seus colegas de trabalho?” agradecia a nossa leitora Nádia Cabral, que na realidade  sugeriu o tema de hoje, pois a edição passada foi sugerida pela grande amiga, leitora assídua e afável Teresinha Marcelino Nakamura. Obrigado a ambas, por ajudarem a construir um “pedacinho” de mundo melhor.

Envie sua mensagem para nosso blog: blog.jcconcursos.uol.com.br/professoredison,

ou para o e-mail:  edison.andrades@terra.com.br. Terei imenso prazer em recebê-la.

Grande abraço.

* Profº Edison Andrades é Psicólogo - Especialista em desenvolvimento profissional e aconselhamento de carreira (Counseling); MBA; Escritor (autor do livro: Como Perder o Emprego (com competência)- Giz editorial); ex-Diretor de RH. É professor universitário atuando nas áreas de Administração e Marketing. Como consultor e palestrante atua em algumas das principais empresas nacionais e multinacionais do país. É palestrante e instrutor organizacional há mais de dez anos, onde destaca-se devido sua performance teatral, motivacional e irreverente ao transmitir conhecimentos. Marque uma consulta e conheça sua metodologia. contatos:  e-mail: edison.andrades@terra.com.br;  site: www.edisonandrades.com.br.

Comentários

Mais Lidas