MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Confira 10 profissões para trabalhar com ChatGPT

Já pensou em desenvolver robôs virtuais ou se tornar um especialista em inteligência artificial? Essas profissões podem despontar com a chegada do ChatGPT

10 profissões para trabalhar com ChatGPT
10 profissões para trabalhar com ChatGPT - Divulgação
Douglas Terenciano

Douglas Terenciano

douglas@jcconcursos.com.br

Publicado em 22/03/2023, às 11h08 - Atualizado às 11h31

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

A chegada do ChatGPT mexeu com a vida de muita gente, seja pela curiosidade ou preocupação com o mercado de trabalho. O PageGroup, especializada em recrutamento de executivos de todos os níveis hierárquicos, listou cargos que prometem aquecer o mercado de inteligência artificial nos próximos anos. Confira!

“A rápida adesão de usuários a essa ferramenta tem provocado interesse por parte das empresas para implantação de sistemas de inteligência artificial. Isso pode impactar diretamente o mercado de tecnologia com o aumento da procura por profissionais especializados na área, que possam atuar no desenvolvimento desses softwares e saibam lidar com linguagens de programação. Tudo indica que o ChatGPT tornará o ambiente virtual totalmente novo e favorável a novas oportunidades de trabalho”, avalia Lucas Oggiam, diretor-executivo do PageGroup.

10 profissões que prometem aquecer o mercado de IA

1) Gerente de Chatbot

  • O que faz: atua na gerência e no monitoramento da conversação entre o chatbot e o usuário. É responsável pela coleta, análise e melhoria contínua dos dados a fim de aperfeiçoar a experiência do usuário.
  • Habilidades necessárias: conhecimento técnico em inteligência artificial, machine learning e processamento de linguagem natural, experiência em gerenciamento de projetos e boa comunicação.

2) Desenvolvedor de Chatbot

  • O que faz: responsável por criar, projetar e implementar chatbots para diversos fins. Trabalha na criação de algoritmos de IA para reconhecer corretamente as intenções dos usuários; na integração dos serviços como APIs, armazenamento de dados e interfaces de usuário; em testes para garantir a segurança, performance e qualidade do conteúdo; e na manutenção regular.
  • Habilidades necessárias: conhecimento em linguagens de programação (Java, Python, Ruby, entre outras), experiência em desenvolvimento de software e habilidade para entender as necessidades do usuário.

3) Técnico de Chatbot

  • O que faz: realiza ajustes e a manutenção dos robôs de conversação. Geralmente desenvolve o diálogo do robô, programa suas respostas e ajuda a certificar que a ferramenta responde de forma apropriada as mensagens do usuário.
  • Habilidades necessárias: conhecimento em tecnologias relacionadas a chatbots (machine learning, IA e processamento de linguagem natural), habilidades em programação, ser curioso e criativo.

4) Analista de Chatbot

  • O que faz: responsável por configurar e melhorar sistemas de chatbot para aprimorar a experiência do usuário. Também é encarregado pela análise dos dados gerados pelo chatbot para criar relatórios e detectar oportunidades de melhoria.
  • Habilidades necessárias: conhecimento técnico em programação e desenvolvimento de chatbots, habilidade para analisar dados dos usuários e identificar padrões para melhorar a experiência do chatbot.

5) Especialista em Inteligência Artificial

  • O que faz: desenvolve soluções para aprimorar a capacidade da máquina de aprender e raciocinar com autonomia. Cria, treina e testa sistemas de inteligência artificial para resolver problemas complexos. Sua atuação também envolve a concepção de algoritmos, modelos, protótipos e sistemas inteligentes, além do acompanhamento do progresso dos projetos e desenvolvimento de planos de atualização ou otimização dos sistemas.
  • Habilidades necessárias: conhecimento avançado em linguagem de programação (Python, R, Java, JavaScript), habilidades em matemática, estatística, algoritmos e estruturas de dados.

6) Designer de experiência do usuário de Chatbot (UX Designer)

  • O que faz: responsável por desenvolver soluções que melhorem a experiência dos usuários e ajudem os clientes a encontrar a informação que procuram de forma fácil e clara, o que inclui navegação intuitiva, fluxos de conversa claros, recursos visuais e jogos.
  • Habilidades necessárias: conhecimento em design thinking, capacidade de identificar as necessidades e expectativas dos usuários do chatbot através de métodos de pesquisa e análise de dados.

7) Consultor de Chatbot

  • O que faz: ajuda os clientes a desenvolver, implementar e gerenciar bots de chat inteligentes para melhorar a experiência do usuário. Trabalha diretamente com o cliente para compreender suas necessidades, desenvolver processos eficazes e propor soluções para problemas específicos.
  • Habilidades necessárias: conhecimento profundo das ferramentas e tecnologias necessárias para construir e manter chatbots, capacidade de análise e resolução de problemas.

8) Engenheiro de Dados para Chatbot

  • O que faz: trabalha na construção e manutenção de algoritmos e bases de dados que permitem ao chatbot responder as perguntas do usuário. Cria modelos de aprendizado de máquina para otimizar o comportamento do chatbot e melhorar a experiência do usuário. Também extraem, filtram, limpam e treinam dados para chatbots.
  • Habilidades necessárias: conhecimentos em Modelagem de Dados, APIs e integrações, além de experiência em linguagens de programação.

9) Desenvolvedor de Modelos de Aprendizado de Máquina para Chatbot

  • O que faz: cria algoritmos que permitem que os chatbots reconheçam e compreendam o contexto do diálogo entre usuários e robôs. Também é responsável por programar o chatbot para ajustar suas respostas às necessidades de informação dos usuários.
  • Habilidades necessárias: conhecimento em programação e experiência em Python ou R, estatística e matemática, ciência da computação e engenharia de dados.

10) Pesquisador de Chatbot

  • O que faz: responsável por desenvolver e aprimorar os bots existentes, abrangendo coleta de dados, criação de estratégias para interação, estudo das melhores práticas do setor, aplicação de sistemas de inteligência artificial, além de avaliação das respostas e comportamentos do bot. Sua missão é criar um software interativo intuitivo que proporcione experiências agradáveis e relevantes aos usuários.
  • Habilidades necessárias: conhecimento técnico sólido em áreas como inteligência artificial, machine learning e linguagem computacional, habilidades analíticas, comunicação clara e didática.
Siga o JC Concursos no Google Newsempregos

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.