Confira os 7 erros mais comuns no momento de envio do currículo

O Banco Nacional de Empregos reuniu os erros mais comuns que os candidatos cometem na hora de cadastrar o currículo

Douglas Terenciano | douglas@jcconcursos.com.br
Publicado em 13/10/2021, às 10h40 - Atualizado às 10h46

None
Divulgação

Após o início da vacinação contra a Covid-19 e a retomada do comércio, o mercado de trabalho ficou aquecido. Com isso, a movimentação de contratações e de candidatos buscando novas oportunidades voltou a crescer. É o que aponta o Banco Nacional de Empregos (BNE), que viu um crescimento de 20% no aumento de vagas no site e 36% no cadastro de currículos.

O gerente de negócios do Banco Nacional de Empregos (BNE), José Tortato, reuniu os erros mais comuns que os candidatos cometem na hora de cadastrar o currículo em plataformas ou enviá-los aos futuros empregadores. "Com o documento enviado de forma incompleta ou errada, o recrutador pode acabar dispensando um bom profissional. Separamos alguns problemas comuns para que os candidatos não repitam mais e não coloquem tudo a perder antes mesmo de chegar à entrevista", explica.

1) Erros de português

 "Os erros são bastante comuns e podem fazer com que o recrutador deixe o seu currículo de lado. Neste caso, é importante revisar o documento com bastante atenção ou checar por meio do word ou outras soluções online se algum erro passou despercebido", afirma Tortato.

2) Atenção à digitação

Segundo Tortato, os erros de digitação são comuns. "O candidato pode acabar cometendo o deslize ao ter pressa de enviar o documento. Esse tipo de falha pode passar a impressão de desleixo", diz.

3) Falta de informações pessoais

É comum que o candidato acabe esquecendo de incluir informações importantes, como endereço, telefone ou e-mail. Isso pode dificultar que a empresa o encontre no futuro. "Em muitos casos, esquecem de atualizar as informações para se inscrever em uma nova oportunidade", pontua o gerente de Negócios do BNE.

4) Não colocar o objetivo profissional

Trata-se de um item importante para o recrutador. É a partir dele que será feita a avaliação se os objetivos do profissional condizem com os da empresa.

5) Colocar mentiras no currículo

"Com intuito de enriquecer o documento, muitos candidatos aumentam ou inventam experiências, o que pode ser descoberto caso seja chamado para uma entrevista", afirma Tortato.

6) Informações em excesso

Muitos currículos ficam extensos quando o candidato detalha informações desnecessárias. "O recrutador quer ver informações relevantes e objetivas", diz.

7) Foto adequada

"A escolha da foto é um ponto importante. O candidato deve escolher a imagem mais profissional que ele tiver em seu banco de imagens pessoais e evitar fotos informais como por exemplo de momentos de lazer, com outras pessoas ou com animais.", ensina.

Com o envio de um currículo de qualidade as chances de contratação podem aumentar. "Além de fazer o envio do documento revisado e organizado, os candidatos devem manter o padrão nos currículos que estão cadastrados em sites de empregos", finaliza Tortato.

empregos

Comentários

Mais Lidas