MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Edify Education está com vagas abertas para professores em seis estados do Brasil

Os candidatos precisam ter Licenciatura em Letras ou Pedagogia. Confira detalhes sobre as vagas nas escolas parceiras do Edify Education

Caderno e livros de estudos
Caderno e livros de estudos - Freepik
Douglas Terenciano

Douglas Terenciano

douglas@jcconcursos.com.br

Publicado em 10/01/2024, às 14h30 - Atualizado às 14h33

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

As escolas parceiras do Edify Education, edtech de soluções educacionais em inglês, estão com vagas abertas para professores de inglês em diferentes estados brasileiros. As oportunidades são para trabalho presencial com benefícios e remuneração de acordo com o mercado.

vagas abertas para trabalhar nas escolas parceiras do Edify Education em Minas Gerais (Perdões e Manhuaçu), Maranhão (Codó), Paraná (Quedas do Iguaçu), Tocantins (Palmas), Santa Catarina (Videira), Rio Grande do Sul (Gramado, Nova Petrópolis e Teutônia).

Entre os benefícios oferecidos pela empresa estão: formação contínua e personalizada; mentoria individual para desenvolvimento profissional; acesso a uma plataforma gratuita e exclusiva para desenvolvimento linguístico; certificação gratuita; acesso a uma comunidade de professores de inglês para trocas e networking; plataforma exclusiva para planejamento de aulas em poucos cliques, entre outros.

Para se inscrever no processo seletivo das escolas parceiras do Edify Education, os candidatos precisam ter Licenciatura em Letras ou Pedagogia. É desejável experiência em escolas regulares e com educação bilíngue. Os interessados podem se inscrever pelo link https://rebrand.ly/BancoTalentosEdify.

Evite erros no português durante o processo seletivo

Muitos candidatos perdem boas oportunidades de inserção no mercado por conta do uso inadequado da língua portuguesa. Com as empresas adotando ferramentas como testes ortográficos e redações para funcionar como filtros, o número de trabalhadores e estudantes que não passam sequer na primeira etapa é cada vez maior.

A facilidade da tecnologia contribui para o problema. Com o acesso à tecnologia e aplicativos de correções automáticas de texto, pesquisar informações resumidas sem a necessidade de fazer uma busca integral sobre determinado assunto, dificultam o enriquecimento do vocabulário e a organização linguística.

Outro motivo que acaba influenciando na vida profissional dos candidatos é o costume de abreviar o português nas redes sociais. Ou seja, nem todos conseguem se adequar às mudanças exigidas quando o ambiente sai do universo dos perfis virtuais. É comum casos de pessoas que usam muito esse tipo de “escrita encurtada” e acabam cometendo erros, tanto na elaboração de algum texto, quanto no envio de um simples e-mail profissional.

Vale destacar que a conhecida “Era Digital” também possui seus benefícios e permite o fácil acesso às obras e clássicos da literatura, inclusive por meio de smartphones. Por outro lado, um dos principais dilemas modernos está na mentalidade de pessoas que não praticam o hábito da leitura. Enfim, lembre-se: quanto mais usar linguagens da internet no dia a dia, maior a chance de descuido em momentos importantes, como por exemplo, um teste para uma vaga no mercado de trabalho.

Siga o JC Concursos no Google Newsempregosvagas de emprego

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.