Balcão de Empregos conta com 50 mil vagas

Os postos de trabalho estão espalhados por todo o Brasil, mas o destaque do fica por conta das regiões Norte e Nordeste do país que mais necessitam de profissionais.

Redação
Publicado em 05/02/2013, às 09h43

O site Balcão de Empregos, rede de franquia no setor de empregos que também possui centros de atendimentos físicos, inicia o mês de fevereiro com 50.511 oportunidades de trabalho em diversos cargos e setores. Os postos de trabalho estão espalhados por todo o Brasil, mas o destaque do fica por conta das regiões Norte e Nordeste do país que mais necessitam de profissionais.

As novas áreas de tecnologia, que abrange TI, engenharias, área de automação industrial e os técnicos elétrico, manutenção e alimentos são as mais difíceis de preencher, devido a falta de mão de obra qualificada, explica Verônica Lopes de Jesus, diretora-executiva da rede. "São áreas que se ampliam cada dia mais, porém com uma especificidade muito grande, surgindo a carência de profissionais no ramo", afirma a executiva.

A média salarial em vagas operacionais é R$ 1.000. Já para profissionais de nível superior o valor sobre para R$ 1.500. Assim como o vencimento, os benefícios oferecidos variam conforme o cargo pretendido.

A região Sudeste sempre foi a campeã em número de oportunidades abertas, porém, de acordo com a empresa, as regiões mais carentes de profissional são Norte e Nordeste do país, onde há mais vagas do que currículos cadastrados para suprir a demanda das empresas, principalmente, em funções que necessitam de mão de obra especializada.

Após cadastro no site, os candidatos poderão ser encaminhados para processo seletivo junto a profissionais de recursos humanos da empresa contratante.

Interessados em participar do processo seletivo devem cadastrar currículo no site www.balcaodeempregos.com.br. Mesmo que o trabalhador não encontre uma vaga no seu perfil, o cadastro fica salvo no banco de dados do Balcão de Empregos e, posteriormente, esse candidato poderá ser convocado para futuras seleções. É importante manter os dados atualizados para não perder oportunidades.

Douglas Terenciano/SP

.

Comentários

Mais Lidas