Fórum Jovem Aprendiz para profissionais de RH

A reunião tem como objetivo apresentar o programa "Jovem Aprendiz", projeto que o Indesc vem desenvolvendo desde janeiro deste ano, para ajudar as empresas de Jundiaí e região a atender as cotas da Lei do Aprendiz

Renan Abbade
Publicado em 31/07/2014, às 14h35

No próximo dia 8 de agosto (sexta-feira), acontece o 1º Fórum Jovem Aprendiz, promovido pelo Instituto Nacional de Desenvolvimento Social e Cultural (INDESC). O evento será realizado das 9h30 às 11h30, nas dependências da Faculdade Pitágoras, na rua São Bento, nº 41, Centro, em Jundiaí/SP.

A reunião tem como objetivo apresentar o programa "Jovem Aprendiz", projeto que a organização vem desenvolvendo desde janeiro deste ano, para ajudar as empresas de Jundiaí e região a atender as cotas da Lei do Aprendiz. Por isso, a reunião pretende focar em profissionais de recursos humanos.

A entrada será gratuita, porém as inscrições são limitadas e deverão ser efetuadas no seguinte endereço eletrônico: http://aprendizindesc.org.br.

“A norma estabelece que toda e qualquer companhia sob o regime CLT deve cumprir uma cota de 5% a 15% do seu quadro de funcionários compostos por menores aprendizes, com idade entre 14 e 24 anos, que estejam inscritos em programas de aprendizagem ou de formação técnico-profissional metódica”, esclarece Rosana Nascimento, coordenadora de projetos da instituição.

O projeto “Jovem Aprendiz" nasceu com o objetivo de promover a inclusão social de jovens por meio da qualificação profissional. Uma das preocupações da organização, além de capacitar os jovens para o trabalho, é formá-los cidadãos, "para que tenham valores e condutas na empresa", explica o presidente do INDESC, Luiz Gonzaga Silva Nascimento.

O programa conta atualmente com os cursos de cozinheiro e repositor de mercadorias, mas pretende oferecer muito em breve os cursos de assistente administrativo, operador de telemarketing e atendente de lanchonete. "Os cursos oferecidos pela instituição contam com planos de aula certificados pelo MTE e são ministrados por professores qualificados e com formação na área", destaca Gonzaga. Todos eles têm duração de 400 horas de teoria e 880 horas de prática. “A parte prática acontece em empresas parceiras da organização”, completa o presidente do INDESC.

Os alunos podem ser contratados como aprendizes ou com contrato direto na entidade, o que não impede o acompanhamento das atividades, das quais o INDESC se encarrega. "Trabalhamos com tutores, professores e assistentes sociais que vão à empresa periodicamente. O prazo do contrato nas empresas tem a mesma duração do curso. Após a conclusão, é feita a rescisão do contrato do aprendiz, que pode ser contratado pela empresa”, destaca Rosana.

Podem participar do programa jovens de 14 anos. Os inscritos passam por uma avaliação, que inclui prova escrita, trabalho e dinâmicas em grupo, realizadas pela própria instituição. “Com a conclusão do curso, é fornecido um certificado a cada aluno, no entanto, o grande propósito do projeto é proporcionar experiências que auxiliem para que eles possam encontrar melhores oportunidades no mercado de trabalho”, completa Gonzaga.

Comentários

Mais Lidas