MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Intercâmbio na Irlanda: qual emprego seu nível de inglês permite?

O ano de 2023 começou e o sonho de muitas pessoas é trabalhar no exterior e receber em uma moeda valorizada. Saiba mais sobre a Irlanda

Dicas para fazer intercâmbio na Irlanda
Dicas para fazer intercâmbio na Irlanda - Google Maps
Douglas Terenciano

Douglas Terenciano

douglas@jcconcursos.com.br

Publicado em 18/01/2023, às 11h38 - Atualizado às 11h41

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

O ano de 2023 começou e o sonho de muitas pessoas é trabalhar no exterior e receber em uma moeda valorizada. Felizmente para os intercambistas, a Irlanda é um dos países europeus que mais oferece essa oportunidade aos brasileiros. Além disso, independentemente do nível de inglês, existem diversas vagas disponíveis com remunerações atrativas e, conforme os estudantes vão ganhando fluência no idioma, podem se tornar ainda maiores para que consigam juntar uma boa quantia e investir em seus objetivos pessoais e profissionais.

A motivação em conseguir um emprego no país é o que atrai 33% dos brasileiros que viajam para a Ilha Esmeralda, segundo dados coletados pela Unleashe. Ana Paula Machado, gerente de vendas e marketing Brasil da SEDA College, comenta que a Irlanda é um dos únicos destinos que permite que os estudantes trabalhem enquanto estudam, em jornadas aproximadas de 20 horas semanais que podem se estender até 40 horas semanais nos períodos de férias e recesso escolar.

Enquanto estiverem no país, é possível recuperar toda a quantia investida no intercâmbio, e ainda ter uma quantia extra para viajar ou economizar. Favoravelmente a essa missão, o governo irlandês aumentou o salário-mínimo dos intercambistas para $ 11,30 euros por hora trabalhada, o que certamente atrairá mais pessoas a conquistarem essa experiência na região. Ainda mais, em meio a tantas vagas flexíveis que permitam aos estudantes uma maior liberdade de escolher aquela mais alinhada a suas expectativas e necessidades.

Confira, a seguir, dicas da Ana Paula Machado, gerente de vendas e marketing Brasil da SEDA College, sobre qual emprego seu nível de inglês permite.

  • Nível básico - Para aqueles que chegam ao país com nenhum ou pouco conhecimento no inglês, os empregos mais comuns a serem ocupados são de cleaner (limpeza), com uma remuneração média de $ 12 euros por hora; kitchen porter (ajudante na limpeza da cozinha em pubs e restaurantes), recebendo cerca de $ 15 euros por hora; e housekeeper (camareira), podendo ganhar por volta de $ 13 euros por hora. Em todas, não há praticamente nenhuma necessidade de conversação com o público, o que facilita que desempenhem suas funções ainda enquanto estão no início deste aprendizado.
  • Nível intermediário - Quem já consegue arriscar um pouco no idioma, costuma se aventurar em posições que tragam essa interação. Vagas de waiter (garçom), com uma margem de $11 euros por hora; floor staff (auxiliar de lojas), também recebendo cerca de $ 11 euros a hora; e home care (cuidadores de crianças e idosos), por uma média de $ 17 euros por hora, são as vagas mais ocupadas por esses intercambistas.
  • Nível avançado - Já aqueles que conseguem manter uma conversação sem grandes dificuldades, as oportunidades se expandem. Fora todas as vagas anteriores, é comum que muitos busquem se aplicar para cargos em suas próprias áreas de formação, uma vez que muitas podem oferecer o visto de trabalho aos estrangeiros. Existe uma lista oficial no site do governo irlandês com as profissões que se enquadram nessa possibilidade – as quais, em sua maioria, são aquelas que exigem habilidades técnicas específicas, como é no caso da área de engenharia ou de tecnologia da informação.

Fazer um intercâmbio na Irlanda pode abrir muitas portas, seja qual for sua área de atuação. O país oferece muitas oportunidades para todos os perfis, permitindo que até mesmo quem não tenha muita afinidade com a língua consiga dar os primeiros passos nessa jornada. Mas, todo sucesso depende de um forte planejamento desde o início, principalmente se tratando de experiências no exterior.

Antes mesmo de embarcar, Ana Paula informa que é importante preparar seu currículo ao padrão europeu, formatando o documento no idioma local e destacando as informações mais importantes de sua jornada. Ainda, não é preciso esperar aterrissar para entrar em contato com o inglês. Existem diversas plataformas com cursos online completos que facilitam esse aprendizado no conforto de casa. Caso se preparem desde o começo, as chances de conquistar feitos incríveis serão certeiras.

Siga o JC Concursos no Google Newsempregos

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.